28/02/2015

É assim que a humanidade será extinta?

Eu já tinha lido sobre esta experiência e acredito piamente que este será o fim da humanidade....
----------------------------------------------
Em 1972, o pesquisador John Calhoun decidiu construir um paraíso para ratos, com belos edifícios e alimento ilimitado. Ele introduziu oito ratos a essa população. Dois anos depois, os animais tinham criado seu próprio apocalipse.

O Universo 25, o problema da superpopulação e o caos que isso criou

“Universo 25” era o nome da caixa gigante, projetada para ser uma “utopia roedora”. O problema era que essa utopia não tinha um criador benevolente. John B. Calhoun queria ver o cerco pegar fogo. Ele já tinha projetado outros ambientes para ratos até chegar ao
25º, e não esperava uma história com final feliz.

Dividido em “praças principais” por sua vez subdivididas em níveis, com rampas indo até os “apartamentos”, o Universo 25 era um lugar maravilhoso, sempre abastecido com comida, mas que logo começou a ficar apertado demais.

Tendo iniciado com oito ratos, quatro machos e quatro fêmeas, o Universo 25 chegou ao dia 560 com uma população de 2.200 animais. Em seguida, diminuiu de forma constante até a extinção irrecuperável.

Durante os terríveis dias dessa população de pico, a maioria dos ratos gastava cada segundo que vivia na companhia de centenas de outros ratos. Eles se reuniam nas principais praças à espera de ser alimentados e, ocasionalmente, atacavam uns aos outros. Poucas fêmeas levavam suas gestações a termo, e as que faziam pareciam simplesmente esquecer seus bebês. Às vezes, abandonavam um filhote enquanto o estavam carregando, deixando que caísse.

Os poucos espaços isolados da enorme caixa abrigavam uma população que Calhoun nomeou de “Os Bonitos”. Geralmente guardada por um macho, as fêmeas e os poucos machos no interior do espaço não se reproduziam, lutavam ou faziam qualquer coisa a não ser comer e dormir. Quando a população geral começou a diminuir, os bonitos foram poupados da violência e da morte, mas tinham perdido completamente o contato com os comportamentos sociais, incluindo ter relações sexuais ou cuidar de seus filhotes.

E o que temos a ver com isso?
Em 1972, a era dos “baby boomers” já preocupava cientistas, que estudavam os problemas de um mundo cada vez mais populoso e com relatos de tumultos nas grandes cidades. Sendo assim, o Universo 25 parecia um pesadelo malthusiano (Thomas Malthus foi um cientista que, observando a produção de alimentos e o aumento da população humana, previu que no futuro não daria para alimentar toda a superpopulação).

O experimento de fato parece um sinal assustador. Se a fome não matar todo mundo, as pessoas vão destruir a si mesmas, de acordo com os nossos ratos modelos.

Controvérsia
Um estudo recente apontou que Universo 25 não estava, se olhado como um todo, superpopulado. Os “apartamentos” no final de cada corredor tinham apenas uma entrada e saída, tornando-os fáceis de guardar. Isso permitiu que os machos mais territoriais e agressivos limitassem o número de animais em cada aposento, superlotando o resto da caixa, enquanto isolava os poucos “bonitos” que viviam em uma sociedade “normal”.

Em vez de um problema de população, pode-se argumentar que o Universo 25 tinha um problema de distribuição justa. O que também poderia muito bem acontecer conosco, uma vez que os humanos são mestres em desigualdade.

Seja como for, esse experimento bizarro e temeroso pode ser uma prévia do que vai acontecer com a humanidade. O resultado é a extinção, de mil maneiras possíveis.

FONTE: Hypescience

5 comentários:

  1. SÒ DEUS PODERA DAR JEITO NESTE MUNDO .POIS É ASSUSTADOR ESTA PESQUISA ,E JA VEMOS EM ALGUNS PAÍSES ISSO ACONTECENDO ,E COMO FOI DITO NO DOCUMENTARIO , A DISTRIBUIÇÃO ELA É INJUSTA A MINORIA TEM O PODER E O POVO ESTA NAS MÃOS DELES QUE MANDA E DESMANDA ,E A RAÇA HUMANA ESTA SENDO CONTROLADA DE ALGUMA FORMA ATÈ MESMO APROVANDO O ABORTO.É MUITO RUIN VER ESTA SITUAÇÃO OCORRENDO A NOSSA VOLTA E SABENDO QUE AQUALQUER MOMENTO NOS PODEMOS SER O PROXIMO .

    ResponderExcluir
  2. No Japão as escolas estão vazias e o país teme por falta de mão de obra no futuro, já no Brasil, por causa dos programas de benefícios sociais, o aumento do número de pessoas que não querem estudar e nem trabalhar é assustador. Quando FHC (e não Lula) decretou o Bolsa Família que tinha outro nome (Bolsa Alimentação + Auxílio Gás) este deveria durar vinte anos, tempo suficiente para que seus beneficiados crescessem, estudassem , se formassem e trabalhassem, transferindo depois uma vida digna para seus descendentes. Não era pra durar pra sempre! Estamos em 2015 e o número de pessoas preguiçosas e parasitas só aumenta.

    ResponderExcluir
  3. O programa criado pela primeira dama Ruth Cardoso, era um incentivo para que as famílias colocassem seus filhos na escola e, ao mesmo tempo, tivessem um auxilio nas despesas até conseguirem uma melhoria de vida através de um novo trabalho, por exemplo. O Sr. luis Inácio da Silva ampliou desmesuradamente esse programa desvirtuando-o e transformando-o em um permanente meio de perpetuar-se no poder.

    ResponderExcluir
  4. Perfeita colocação, Victória...

    ResponderExcluir
  5. Jorge Romano04/03/2015 20:20

    Não existe mágica. Quando se dá o peixe, ninguém aprende a pescar, e o resultado é o que estamos assistindo dia a dia. De fato não estamos muito longe do Universo 25. O que foi feito do velho conceito "o trabalho dignifica o homem"?

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪