24/07/2014

Hamas tenta usar burro-bomba contra militares israelenses

Eu não consigo entender como alguém tem coragem de fazer isto com os animais....
---------------------------------
Animais nas ruas de Rafah: Exército israelense afirma que Hamas usou um burro em uma tentativa de atentado - IBRAHEEM ABU MUSTAFA / REUTERS
Animal explodiu ao ser atingido por tiros na Faixa de Gaza

JERUSALÉM — Um burro com explosivos amarrados ao corpo foi a mais recente tática usada pelo grupo palestino Hamas contra as Forças Armadas israelenses. Segundo um blog militar do país, o animal foi interceptado na noite de sexta-feira na cidade de Rafah, na Faixa de Gaza, perto da fronteira com o Egito, e explodiu ao ser atingido pelos disparos israelenses.

O caso foi relatado no idfblog.com, o blog oficial das Forças Armadas israelenses. “Um burro começou a se aproximar de forma suspeita dos soldados”, relata o texto. “Soldados se aproximaram do animal e o explodiram a uma distância segura. Ninguém ficou ferido.”

De acordo com o blog, os militares israelenses haviam sido advertidos que grupos terroristas tentariam usar animais carregando explosivos.

Esta não é a primeira vez que o Hamas usa essa tática pouco convencional. Em 1995, um homem escondeu explosivos em uma carroça puxada por burro e seguiu em direção a soldados em Khan Yunis, detonando a bomba. O homem e o animal morreram, sem fazer outras vítimas. Outros casos foram registrados em 2001 e 2003, em episódios reivindicados pelo Hamas.

Há relatos ainda de explosivos amarrados a cães, de acordo com o blog das Forças Armadas israelenses.

FONTE: O Globo
-------------------------------- 
Animais utilizados em guerras
Durante a Segunda Guerra, o exército britânico treinava cachorros para correrem embaixo dos tanques e deixar explosivos em território inimigo. Sem sucesso, a ideia foi abandonada depois que bombas explodiram tanques aliados.

O exército americano, por sua vez, fez com que gatos fossem atirados de aviões, amarrados a bombas, para que chegassem até os navios alemães. A experiência foi suspensa porque os felinos ficavam inconscientes com a queda e não alcançavam o território visado.

No dia 1 de julho de 1946, a marinha americana usou 5664 animais para testar armas atômicas no sul do Pacífico, com o objetivo de observar o efeito da radiação na pele dos animais e desenvolver roupas de proteção. 10% dos animais morreram na hora; outros 25% morreram nos vinte dias seguintes.

Já no ano de 2003, no Golfo Pérsico, no Iraque, nove golfinhos e leões-marinhos se tornaram os primeiros mamíferos a atuar na limpeza de minas em situação de combate. Também passaram a proteger píeres, barcos e ancoradouros contra mergulhadores, nadadores e navios não autorizados.

Afegãos e palestinos utilizaram no início do século XXI camelos para atacar inimigos. Em 26 de janeiro de 2003, um burro morreu numa explosão detonada por celular, em um ponto de ônibus de Israel, onde nenhum humano foi ferido. [carece de fontes]

Na Segunda Guerra Mundial, daschunds eram mortos, enquanto na China comunista shar-peis era usados como alimentos.

Associações de Direitos Animais[editar | editar código-fonte]
Ver também: Sociedade protetora dos animais
No Brasil, existem alguns grupos de Direitos Animais como o GAE, o Gato Negro, a Sociedade Vegana e a União Libertária Animal (ULA).


Em Portugal existem os grupos APAFF-Ass.Protecção Animal da Fig.FozAnimais de Rua, Acção Animal, ANIMAL e LPDA.
Fonte: Prask

11 comentários:

  1. Nada de mau que venha de "humanos" é novidade para mim - o contrário, sim.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente a maldade humana já não surpreende tanto quanto ações meritórias partidas de humanos salvando animais e vice-versa. A crueldade é sempre a mesma, o que varia é a criatividade de mentes doentias e cérebros sem noção da Divindade de onde partem todas essas práticas de desamor e insensibilidade para com os mais fracos. Mas em contra partida a bondade humana, incansável e corajosa não desiste de atuar e promover práticas éticas, salvadoras e humanitárias. Notícias de resgates de animais por criaturas empenhadas na manutenção dessas vidas, nos enternecem até às lágrimas e é justamente isso o que nos deve alimentar, sustentar e motivar para diante ou ficaremos aprisionados nas malhas do horror que constatamos ainda existir hoje, mas com certeza NÃO PARA SEMPRE..

    ResponderExcluir
  3. Isso é muito antigo infelizmente,eu li um livro que o soldado americano relatou que eles usam até crianças com sindrome de down ,animais então,esse povo é louco desde que nascem,o brinquedo deles são armas pesadas,não sei como ainda não entraram em extinção,enquanto isso inocentes pagam com a vida.

    ResponderExcluir
  4. Povo ruim, perverso, sem amor. Só pensam em pecados e guerras, e ainda querem reconhecimento divino... Sai pra lá!

    ResponderExcluir
  5. Essa tática não é nova, durante a guerra no Iraque fizeram uso de jumentos, cães de rua e até de um garoto deficiente mental. Que diferença faz o nome do país ou de Deus se é Javé, Jeová, Alá, se seu povo, tão fiel e devoto não tem amor e nem respeito à vida nenhuma, seja de quem for.

    ResponderExcluir
  6. Hamas é formado por terroristas ! Começaram o conflito sequestrando e matando 3 garotos judeus e quando Israel revidou começaram a se fazer de vítimas . Soltam mísseis o tempo todo em direção á Israel , que só não estão fazendo mais vítimas do lado israelense por que o sistema antimísseis de Israel é muito eficiente . Fazem civis de escudos humanos , o que não fariam com os animais !!! O pior de tudo : são HUMANOS ...
    Nadja Mesko.

    ResponderExcluir
  7. esse povo num tem mais jeito naum, vao se degladiar até nao sobrou mais um na face da terra.
    owwwwwwwwwwwww povo doidoo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Jorge Romano25/07/2014 18:48

    Sheila, nessa hora fica dificil comentar sem fazer uso do palavrão. E isso acontece em: Jerusalém.

    ResponderExcluir
  9. Não consigo entender, as maiores atrocidades são cometidas em nome de santos e deuses. Ora, eles não seriam amor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Ana, mesmo na casa de um pai humano justo e bom podem nascer filhos perversos. Deus é amor e paz, o ódio e a guerra são opções nossas, nada a ver com ELE.

      Excluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪