27/02/2012

PROFISSÃO DE CARROCEIRO PODE ACABAR EM LONDRINA - PR

Corre o risco de acontecer em Londrina o que aconteceu na cidade do Rio de Janeiro. Por causa destas alegações (legalizar por ser meio de sustentação de famílias), a lei acaba ficando ineficaz porque quem vai fiscalizar horários, locais e pesos que os animais estejam carregando? Aqui nem polícia e nem guarda municipal querem se meter com carroceiros porque acham que não vale a pena... afinal, é um animal o prejudicado...

Uma vez, em 2001,  um PM (ele foi suspenso depois, claro! ) diante de um cavalo todo estropiado que eu denunciei, passou o maior sabão em mim, na frente do desgraçado do carroceiro:
- se ele estivesse assaltando a sra. estava reclamando, mas, o cara está trabalhando neste serviço duro e a sra. reclama também.... ora vai arrumar um tanque de roupa suja para lavar.... 
Não prestou, né? hehehehe.... fez cursinho comigo sobre direito animal por ordem do Comando Geral da PM e cuidou do cavalo em questão, pessoalmente.... kakakakaka....

A questão é proibir e ponto final. Que os carroceiros passem a vender balas nos pontos de ônibus, ora bolas!!!! Tomara que a galera de Londrina se toque na nossa experiência. Vejam a matéria:

Paraná TV - Rede Globo - 24/02/12

.

9 comentários:

  1. Londrina 1 X resto do país 0!

    Não pode ter carroça com tração animal e c'est fini et adieu.

    Quer continuar sendo carroceiro?
    Puxe a carreta com motocicleta, pedal ou empurrando.

    Sheila, adorei o 2o parágrafo, diga-se de passagem.
    Mandar uma pessoa (é sempre mulher) para o tanque lavar roupa suja, esta procurando encrenca, e da cascuda.
    Voce lavou a alma da gente ;0)

    ResponderExcluir
  2. Entendam que eu concordo PLENAMENTE COM VCS...
    Mas fica a pergunta. O que fazer da noite para o dia com as centenas (talvez mihares) de animais desses carroceiros?

    Proibiu hj, onde colocar esses animais que serão abandonados?

    ResponderExcluir
  3. Adapta uma moto na carroça ou coisa parecida, animal não pode ser instrumento de tração de carga, isso é medieval e promove o atraso.

    Animal não foi feito para isso.

    ResponderExcluir
  4. Até parece que esse país é muito serio e vai haver fiscalização em cima desses vermes...

    Mas mesmo assim dou 100000000000 pra Londrina.

    Mandou bem Sheila, se um homem me mandar lavar roupas, também vai ter troco.

    ResponderExcluir
  5. Deveria acabar, por todo o Pais, ja esta pasando da hora de por um fim nessa palhacada, lugar de cavalo e no cmapo e em paz.
    Esse carroceiros exploradores que
    procurem ganhar a vida de maneira mais digna , do que a de abusar de um animal.

    ResponderExcluir
  6. É a minha cidade.É uma luta para acabar com essa crueldade e tem imbecil aqui que vem com essa história que a carroça é sustento da família,é cultura,é história,.....para mim é crueldade e tortura.

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre falo,se uma pessoa está doente,sentindo dor,mal estar ,sono ,sede e até preguiça,eles tem a opção de parar,mas muitos carroceiros fazem os cavalos trabalharem até a morte,é muito raro ver um animal em bom estado puxando carroças,isto tem que parar,chega de escravidão.

    ResponderExcluir
  8. ANDRESSA CAROLINO01/03/2012 20:05

    a questão é mais complicada que parece,, para onde vão os animais?
    e o que esses 'véio barrigudo" vão fazer depois?

    mas só é complicado pq estamos no BRASIL

    NO ENTANTO complicado não quer dizer impossível.

    a urgência é acabar com essa escravidão .

    FIM DAS CARROÇAS JÁ

    ResponderExcluir
  9. Os carroceiros se organizaram numa cooperativa e os vereadores "amarelaram".A decisão ficou não se sabe para qdo.Enquanto isso a crueldade continua com o aval da "otoridades competentes".

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪