Mostrando postagens com marcador zoonoses. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador zoonoses. Mostrar todas as postagens

15/03/2017

Zoonoses e animais negligenciados são tema de seminário


Muito bom!!!!! Ah, se eu pudesse ir..... Agora, quem for, por favor, não deixe de pedir para eles explicarem bem o que é zooantroponoses (doenças que transmitimos aos animais), antropozoonoses (doenças de animais que podem ser transmitidas aos humanos) e zoonoses (doenças comuns entre humanos e animais com transmissão vice-versa)
------------------------
por André Bezerra
10/03/2017

Das redes sociais a conversas do dia a dia, o bem estar animal é um assunto que vem ganhando atenção por parte da sociedade. Páginas e comunidades mostram que vem crescendo entre as pessoas a preocupação pela criação responsável de animais de estimação como cães e gatos, inclusive com mobilização ativa de grupos, coletivos e instituições. Contudo, quando o assunto é saúde pública, ainda falta conscientização. Doenças como raiva, esporotricose e leishmaniose ainda são consideradas negligenciadas no país e, muitas vezes, seus riscos e efeitos são desconhecidos pela população.

Diante desse contexto, o Centro de Estudos do Icict/Fiocruz propõe um amplo debate sobre o assunto, visando mobilizar a comunidade científica e atores da sociedade interessados pela pauta e contribuir para uma maior participação social no campo da saúde pública e do bem estar animal. O seminário ‘Zoonoses e animais negligenciados’ será realizado em 23 de março, das 9h30 às 16h30, no Salão de Leitura da Biblioteca de Manguinhos, situada no campus da Fiocruz, em Manguinhos.

“O objetivo principal é chamar atenção para o problema que nós temos de zoonoses hoje no país, principalmente os casos de leishmaniose e esporotricose, em que a gente tem observado um número crescente, em algumas cidades em maior quantidade. No último ano, foram 157 casos de leishmaniose visceral, que são números muito significativos”, explica o pesquisador do Icict Paulo Abílio Varela Lisboa, que também é coordenador substituto do Centro de Estudos.

Além dessas zoonoses, também será abordada a raiva, que, mundialmente é responsável por um elevado número de mortes, principalmente em países pobres. “Apesar de termos uma vigilância eficiente, observa-se que há novas notificações de raiva no Brasil. Por isso, é importante agora avaliar qual é o cenário dessa zoonose, o que temos de informação a respeito e novas pesquisas, para que não se torne um problema de saúde pública no país”, explica Paulo Abílio.

Animais abandonados e negligenciados
Além das palestras com especialistas em zoonoses, a programação inclui outro ponto importante para essa discussão, que é a questão do bem estar animal nas grandes cidades. “O abandono de animais é um problema de saúde pública, pois quando são abandonados e passam a viver nas ruas, essas populações são mais vulneráveis a doenças, o que também se tornam um risco às pessoas, avalia o pesquisador.

Para ele, as doenças transmitidas por animais ou doenças transmitidas por vetores, como a leishmaniose, em que os cães infectados a partir do mosquito podem vir a infectar uma pessoa, estão diretamente associados ao problema de abandono dos animais de rua, animais errantes e animais de colônia, por isso deve-se discutir questões de posse responsável.

Nesse sentido, a programação irá tratar, pela primeira vez no âmbito da Fiocruz, a questão dos animais domésticos abandonados no entorno dos campi da fundação. Uma mesa redonda promoverá um debate com representantes de outras instituições como Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB/RJ. A Subsecretária de Defesa e Bem Estar Animal da Prefeitura do Rio de Janeiro também irá apresentar a nova visão sobre o tema adotada pela esfera municipal.


“O problema maior das zoonoses não é para o animal que tem guarda, que tem dono, porque nesses casos muitas vezes o proprietário busca ou pode bancar um tratamento. Por outro lado, a gente tem uma população de animais de rua, aqui mesmo, por exemplo, no entorno do campus da Fiocruz, que suscitam uma série de questões. Quem cuida desses animais? Qual o papel das esferas públicas?”, indaga o organizador do evento.

A participação no evento é gratuita e serão oferecidos certificados de participação àqueles que se inscreverem previamente pelo site eventos.icict.fiocruz.br.


05/12/2016

Zoonose fará ação de bloqueio após registrar gato com raiva em Campinas

Fico tão preocupada quando aparece um caso de raiva..... se espalha, nem quero pensar....
---------------------
Região do Parque Residencial Vila Nova receberá técnicos na segunda.
Cidade apresentou caso de raiva ano passado, após 33 anos sem registros.
A Secretaria de Saúde de Campinas (SP) faz, a partir da segunda-feira (5), ação de bloqueio contra a raiva animal na região do Parque Vila União, na região do Centro de Saúde Santa Lúcia. Em duas etapas, estão previstos visitas em cinco mil imóveis. Um gato foi identificado com a doença naquela região no mês passado.


Além do trabalho de conscientização nas residências e escolas sobre a doença, transmitida por animais domésticos infectados por morcegos, os técnicos vão vacinar cães e gatos. O bloqueio da

22/08/2016

Até o setor de Zoonoses da Vigilância Sanitária do Rio tirou sua casquinha na Olimpíada

Olha, muita gente não entende quando eu falo que, mesmo para auto promoção de ONGs e órgãos públicos, esta preocupação decente com os animais, foi uma maneira de dizer ao mundo que Humboldt estava certo ao dizer: sabe-se a índole de um povo pela maneira com que tratam seus animais.... Perante ao que é visto pelo mundo afora, não somos dos piores..... Agora, este vídeo abaixo nos proporcionou conhecer a famosa Enfermeira Dayse que muita gente reclama por suas ações.....Até que ela fala bem, não? Agora, teve uma protetora que reclamou do termo usado: "varredua"..... Olha, gente, para com isto, pô!!!!! não tinha nada a ver com diminuir os cães.... se faz varredura para se achar minas explosivas, documentos, objetos, etc......Então. menos, gente!!!!!! depois chamam a gente de doida e não vamos poder reclamar, né?
------------------------

As provas de rua dos Jogos Olímpicos Rio 2016 ficaram mais seguras com a participação dos técnicos de Zoonoses da Vigilância Sanitária Rio. Veja no vídeo o que foi feito.
Publicado em 18 de ago de 2016 

28/11/2015

Zoonoses volta a recolher animais das ruas de Teresina - PI

Companheiros de Teresina: o CCZ do município não tem nenhum programa de adoções? é preciso descobrir o que seria "dar o destino adequado do animal" que a diretora do CCZ fala na reportagem.... 

Gente do Céu, estes animais precisam de ajuda!!!!!!!!!! Olha a imagem que recortei do vídeo.... se é assim depois da obra, como seria antes? socoooorrroooo!!!!!!!!!! 

Se alguma ONG de lá precisar de ajuda para esculhambar isto, me avisa? podemos dar um suporte pressionando contra esta situação.....
------------------------------


Legislativo PI
Publicado em 27 de nov de 2015
A Gerência de Zoonoses (GEZOON), da Fundação Municipal de Saúde (FMS), voltou a realizar o serviço de recolhimento de animais errantes, ou seja, que ficam nas ruas da cidade causando algum tipo de transtorno à população.Os trabalhos foram retomados depois da reforma e ampliação do local. Matéria para o Bom Dia Assembleia

31/08/2015

Em 5 anos, Zoonoses sacrificou 63% dos animais recebidos no DF



Os ativistas em Brasília estão cortando um dobrado tanto com o CCZ quanto com o Zoológico daquela cidade.... Caramba, a barra tá pesada!!!! força à  todos e estamos a disposição para qualquer ajuda. A fonte desta matéria bem completa é o G1
----------------------------------






Média é de 5 sacrifícios para cada 2 adoções; 9,5 mil animais foram mortos.
Saúde diz que apenas cães e gatos doentes e agressivos são sacrificados.


Tabela da Diretoria de Vigilância Ambiental sobre animais capturados e sacrificados no CCZ (Foto: G1)

Nos últimos cinco anos, a Diretoria de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde sacrificou  9.531 dos 14.964 cães e gatos recebidos pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do Distrito Federal. O número corresponde a 63% dos animais que passaram pelo centro entre 2010 e 2014. Desse total,

25/08/2015

Ativistas denunciam maus tratos no Centro de Zoonoses do DF

Galera de Brasília mandou ver.... Muito bom!!!! Esperamos que as autoridades  cumpram a lei já que existe alternativas para treinamento de pessoal no aprendizado de coleta de sangue. Bem, para quem não acompanhou o caso leiam nossa postagem anterior: Zoonoses usa cães como 'cobaias' em curso para coletar sangue no DF
---------------------------


24/08/2015

Zoonoses usa cães como 'cobaias' em curso para coletar sangue no DF

Agora, vejam isto. Tudo porque vão fazer campanha contra leishmaniose. Por que não tratar, meu Deus? e no texto é falado que ninguém força a morador a entregar os cães para serem mortos e sim são convencidos..... 

A denúncia contida nesta matéria é muito séria, gente!!!!!! afinal, foram usados cães que iam morrer ou aqueles que estavam bem de saúde e seriam, "supostamente" encaminhados a adoção? Alguma ONG do DF vai entrar fundo na questão? se for, conta com a gente para o que precisar.... Agora, pelo amor de Deus, achem este velhusco que aparece nas imagens!!!!  
--------------------------------------------------

Zoonoses usa cães como 'cobaias' em curso para coletar sangue no DF
Bichos 'tremiam e urinavam de medo e de dor', diz mulher que fez denúncia.
Saúde diz que realizava curso de reciclagem e que não houve maus-tratos.



Cães entregues ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do Distrito Federal foram usados como "cobaias" pela Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) para treinar funcionários sem formação

07/08/2015

Animais de estimação podem ter até 140 tipos de doenças contagiosas

Este tipo de matéria me irrita tanto!!!! Ora, com tanto avanço nas relações afetivas homem-animal, promover este tipo de exposição é, no mínimo, contraditória. Numerar doenças e depois misturar que elas são transmissíveis para humanos ou não, já vira incompetência do jornalista. Pior ainda é considerar os animais os vilões da história sendo que, pela Organização Mundial de Saúde, o homem é o maior portador e transmissor de doenças infecto-contagiosas.
------------------------------------------

05/12/2013

Zoonoses tira 99 cães de casa - Contagem - MG

Vejam mais fotos no link da postagem

Há nove anos, a pensionista Solange Machado de Oliveira, hoje com 57, perdeu o marido, um policial militar, e entrou em depressão. Na tentativa de superar a dor da solidão, ela buscou forças em sua paixão pelos bichos e passou a recolher animais de rua, tratar deles e os abrigar na casa em que vivia, no bairro Santa Maria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. No entanto, na

08/11/2013

Zoonoses interditada por matança de cães - Sete Lagoas - MG

Sabe que fico em estado de graça quando vejo reação das autoridades?
______________________

Através de uma liminar o juiz César Aparecido de Oliveira, da Vara de Fazenda Pública e Autarquias da comarca, determinou que o Centro de Controle de Zoonoses de Sete Lagoas (CCZ) suspenda suas atividades de captura de cães que, segundo o Ministério Público (MP), constavam de prática indiscriminada de sacrifício de animais sadios. No processo (0672.024061-3) constam depoimentos de testemunhas que embasam a denúncia do promotor Ernane Geraldo de Araújo relatando a “matança de animais sadios” ou que poderiam se tratados e curados.

O MP aponta que estavam sendo cometidos “abusos e atrocidades no interior do CCZ, configurando, assim, verdadeiro

21/07/2012

Animais foram mortos de acordo com a lei, diz Zoonoses de Sorocaba

.
“Respeitamos os animais. É um absurdo afirmarem que sacrificamos animais sadios.” Foi dessa forma que o responsável pelo Centro de Controle de Zoonoses de Sorocaba (SP), José Luís Chiquito Filho, reagiu à denúncia de que o setor estaria praticando a matança de animais saudáveis. A Prefeitura de Sorocaba reuniu a imprensa na noite desta quinta-feira (19) para falar sobre o caso.

Na tarde desta quarta-feira (18), a polícia encontrou 30 corpos de animais – 27 cães e três gatos – dentro do Canil Municipal. As imagens dos corpos foram divulgadas por ONGs de Proteção aos Animais, que tiveram acesso ao local, e acusam o departamento de matar os filhotes sem necessidade.

Segundo José Luís, os animais encontrados foram mortos em períodos diferentes, por razões diversas. “Dez deles foram mortos por eutanásia, causada por injeção letal. Alguns foram encontrados pelas equipes da Zoonoses já sem vida e outros eram casos suspeitos de raiva. Mas tudo foi feito dentro da lei”, afirma. Segundo o departamento, os cães sacrificados sofreriam de cinomose, doença altamente contagiosa.

CLIQUE AQUI para ler o resto da matéria do G1 

*******
Segundo Sandra Carricondo:
"Acabou de passar agora na TV (TV TEM - Rede Globo) que o Prefeito de Sorocaba e o Secretario de saude estão dando uma coletiva e estão afirmando que
1.os animais encontrados no freezer morrem/e ou foram eutanasiados em periodos diferente
2. Que os cerebros são exigencia do Estado para controle da raiva
3. Que os filhotes estavam com cinomose,
Portanto que tudo aconteceu obedecendo os procedimentos e dentro da Lei.
4. A morsa é utilizada após a morte dos animais para se retirar o cerebro e enviar para o Instituto Pasteur (que eles não mencionaram claro!!!!)
O Secretaria de Saude (Watanabe) inormou que de forma alguma estão praticando eutanasia como pratica de controle, sim que as mortes foram pelos motivos acima e ou atropelamento. A Delegacia da proteção animal vai aguardar a necropsia para definir se abrirá ou não processo criminal"

18/11/2011

DE NOVO, A TV GLOBO CONTRA OS POMBOS.... NINGUÉM AGUENTA!!!!

Oficialmente, há 18 anos, eu brigo por esta questão dos pombos. Repetem as mesmas babaquices que pombos transmitem 30, 60 e até mais doenças.... Pelo amor de Deus!!!! embora na matéria tenha falado que o problema são as fezes da ave, a idiotice continua!!!!! fungos se proliferam de várias formas, até mesmo na frutinha que se tem ali na prateleira do seu armário.

Eu juro que não entendo a perseguição aos pombos!!!!! o Rio de Janeiro e todos os centros urbanos deveriam estar nos CTI´s da vida!!!! Uma matéria desta com 10m na TV Globo é imbatível!!!! E querem manter isto do jeito que está!!! aliás, querem mudar a lei de crimes ambientais porque os idiotas não raciocinam!!!!!

Eu soube que o diretor do CCZ foi descartado desta matéria porque iria informar corretamente sobre este enfoque contraditório. Uma coisa é verdade: NÃO DEVEMOS FACILITAR com alimentação e disponibilidade de lixo, como o cara falou que existe na praia. O cidadão é um imundo e o pombo é que é o culpado?

O homem é o maior transmissor de doenças infecto-contagiosas e ninguém fala nada? é mais fácil ficar doente por segurar um balaustre de ônibus ou uma cédula de 5 reais do que ser "vítima" do pombo. Uma coisa que é verdadeira é que as fezes do pombo corroí pinturas e estátuas. Mas, não tanto, senão a Praça de São Marcos em Roma, conhecida pelos pombos, estaria em ruinas.


Mas, tudo isto é de uma babaquice que me irrita!!!! Aliás, 3 secretários de proteção animal passaram no Rio de Janeiro. Nenhum deles fez porcaria nenhuma para controlar a população das aves, informou corretamente a mídia e muito menos, estimulou a proteção animal defender estes seres expostos a estupidez da MÍDIA.

Eu vou pegar este Sérgio pelo colarinho, o idiota!!!!! vendido!!!!


Bom Dia Rio - Rede Globo - 17/11/11
.

23/02/2011

AS DOENÇAS DO MUNDO SÃO OS HUMANOS

Estou com esta matéria há dias para publicar e não o fiz porque fiquei com tanta raiva, mas, tanta raiva... que precisava dar um tempo. A gente faz um trabalho hercúleo para mostrar a sociedade que o que transmite doenças são a falta de higiene e saneamento básico e vem uma materiazinha sem vergonha desta para jogar tudo no chão. Jornalistas desinformados se fixam nas "zoonoses" como se estas fossem o fim do mundo... a maior peste do mundo é o humano e ponto. Eu morri de raiva ao ver esta matéria, não sei vocês...


BOM DIA MINAS - TV GLOBO - 02/02/11

Caso haja interessados em ler um bom material para ser usado a favor dos nossos bichos nesta fixação contra eles, leiam este material AQUI que fala muito bem na classificação das zoonoses segundo o sentido da transmissão.
.

07/07/2010

RISCO DE DOENÇAS TRANSMITIDAS PELOS ANIMAIS!!! TÔ ME RASGANDO TODA!!!!

É P´RA GRITAR... UIVAR... SE EXPLODIR DE RAIVA!!!!!!! VOU TER UM PIRIPAQUE!!!! NÃO AGUENTO MAIS ESTE TIPO DE COMPORTAMENTO DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA!!!!! VOU FALAR UM NOME BEM FEIO: SERUMANO.... Ô NOJO!!!! NOJO... NOJO....

JORNAL NACIONAL - 06/07/10

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪