RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador sacrifício. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador sacrifício. Mostrar todas as postagens

25 de julho de 2017

Indiano faz abaixo assinado contra o uso de animais em rituais no seu país

Gente, precisamos ajudar este indiano a modificar a realidade do seu país em se tratando de massacre de animais em nome de crenças e religiões. O nome deste indiano é Alik Bhowmik e parece que está empenhado nisto. Bem, a nossa parte é ajudá-lo. Leia o texto que traduzi e assinem. Mais abaixo tem um vídeo feito no templo Udaipur Matabari, em Tripura. O vídeo é antigo, mas, foi o mais explicito que achei sobre a ignorância e crueldade em nome da maldita religião....
----------
"Hoje em dia há uma tendência na Índia de pensar prático e agir prático, uma tendência a aceitar o que é certo e protestar para mudar o que está errado, uma tendência para nos atualizar. Mas quando se trata de nossa crença religiosa não nos atualizamos até agora. 

Sacrificar animais por causa de religião é um ritual obrigatório até hoje. O meu objetivo de fazer esta petição não é estragar crenças, mas, evitar que elas sacrifiquem animais como as vacas  durante Bakrid e Ramadan. Em alguns templos hindus também sacrifica cabras, búfalos, pombos,  etc. 

Um exemplo é Tripureshwari Temple, Udaipur, Tripura onde estes animais são decapitados diariamente no final da tarde, Os grandes animais no Festival Diwali são fornecidos até mesmo pelo governo. O ambiente do templo está cheio do cheiro de sangue animal. Templo é o lugar para a oração não para assassinatos. Nossa religião deve ensinar-nos a amar, ser amado e não ser brutal. O Governo da Índia deveria  proibir assassinatos de animais em todas as religiões." 

------------------------------

IMAGENS FORTES

27 de abril de 2017

TJ-SP fica lotado em julgamento sobre sacrifício religioso de animais

Pela madrugada!!!!! Sinto muito dizer a perda de tempo de tanta gente!!!!! é inconstitucional. Isto é matéria de âmbito federal e só podemos obter mudanças através de deputados federais ou senadores. 

Depois que os protetores não reclamem da frustração de serem enganadas por políticos visando apenas votos durante as eleições.
------------------
O julgamento de uma lei que proíbe o uso e o sacrifício de animais em rituais ou cultos religiosos em Cotia, no interior paulista, lotou o Salão Nobre do Tribunal de Justiça de São Paulo nesta quarta-feira (26/4).

O espaço, com lugar para cerca de 80 pessoas e que dificilmente supera 20 espectadores em sessões do Órgão Especial, teve as portas fechadas. A corte acabou exibindo a sessão em telão na sala do Tribunal do Júri, quatro andares abaixo. Mas o próprio relator, desembargador Salles Rossi, retirou o processo de pauta.

A maioria dos envolvidos representava grupos de umbanda e candomblé, inclusive de fora de São Paulo, que se organizaram pela internet e por redes sociais contra uma norma em vigor desde setembro do ano passado em Cotia.

A Lei 1.960/2016 fixa multa de R$ 1.504 a toda pessoa física que utilizar, mutilar ou sacrificar animais em locais fechados e abertos, com finalidade “mística, iniciática, esotérica ou religiosa”. Toda pessoa jurídica é obrigada a pagar R$ 752 por animal e perde seu alvará de funcionamento.

Embora a norma seja local, representantes de movimentos entendem que a posição do TJ-SP será relevante como precedente antes que o Supremo Tribunal Federal julgue recurso com tema semelhante (RE 494.601, sobre lei gaúcha que permite o sacrifício, mas é questionada pelo Ministério Público).

Lei suspensa
A pedido de entidades religiosas do município, o Psol moveu ação pedindo que o texto fosse declarado inconstitucional. Uma liminar do relator suspendeu a validade da regra em novembro de 2016, “diante da relevante fundamentação de invasão de competência legislativa exclusiva do chefe do Poder Executivo, assim como de ofensa ao Pacto Federativo e de possível violação à liberdade constitucional do livre exercício dos cultos religiosos”.

O advogado Hédio Silva Júnior, ex-secretário estadual da Justiça, declarou em sustentação oral que a norma também viola leis federais que já tratam de maus tratos contra animais e discrimina religiões ao presumir que todo abate desses seres é errado, enquanto a morte para fins comerciais é sempre considerada legítima.  

Depois da suspensão do julgamento, ele afirmou que pela primeira vez representantes do candomblé e da umbanda foram bem recebidos na corte, com vestes características, sem nenhum incidente.

Um desses participantes, Pai Tadeu de Oxossi, afirmou à ConJur que o abate em casas de umbanda e candomblé só é feito por pessoas experientes e que a morte não é em vão, pois todos os animais são consumidos.

ADI 2232470-13.2016.8.26.0000

Fone: COJUR

11 de abril de 2017

Judeus são presos por tentar sacrificar animais no Monte do Templo

Eu não respeito nenhum ritual onde os seres que eu amo, respeito e defendo são imolados em nome de uma crença. Tenho imenso nojo de todos que participam de tais sacrifícios. Se ninguém respeita meus REAIS sentimentos não posso respeitar rituais que só traduzem uma CRENÇA. 
E pelo amor dos Santos Anjos, não me venham estes "guardiões das tradições judaicas" ou de outro segmento qualquer,  me encher a paciência....Não estou disposta!!!!!!!
Leiam minha postagem em 2014 sobre o mesmo assunto: Judeus são presos ao tentar sacrificar animais no Monte do Templo
---------------
Faltando poucos dias para a Páscoa, sete ativistas judeus foram presos em Jerusalém, acusados de planejar o sacrifício de um animal no Monte do Templo. Todos os envolvidos estavam em casa, mas seu líder, Rafael Morris, estava em outro local, tendo sido capturado posteriormente.

O porta-voz da polícia explicou haver provas de que os jovens, ligados ao movimento “Retorno ao Monte do Templo”, queriam fazer o que seria o primeiro sacrifício pascal no local desde a destruição do Segundo Templo, no ano 70. O movimento é considerado extremista pelas autoridades e sua tentativa seria uma “provocação”.

O Monte do Templo é o local mais complicado do Mundo em questões religiosas. Os ativistas haviam declarado sua intenção de sacrificar uma cabra na segunda-feira, mesmo sem ter autorização, o que poderia gerar um conflito com os muçulmanos que guardam o local. O Waqf, autoridade jordaniana que controla o Monte desde o final da Guerra de 1967 não permite sequer que os judeus façam orações no local.

Ainda segundo a Polícia todos os anos ativistas tentam subir ao Monte do Templo com animais para sacrificá-los, e geralmente são impedidos. Contudo, o movimento Returno ao Monte do Templo reclama que eles pediram autorização à Alta Corte de Justiça, alegando que era seu direito de liberdade religiosa.

Na semana passada, o comandante do distrito de Jerusalém, Yoram Halevi, anunciou que estavam proibidas todas as tentativas de sacrifícios de Páscoa na Cidade Velha. Contudo, o Instituto do Templo, outro movimento que defende a necessidade de se retomar a tradição judaica iniciada na saída do Egito e relatada no livro de Êxodo, conseguiu permissão para fazer uma “cerimônia educativa” no pátio da Sinagoga de Hurva, que fica perto do Muro das Lamentações.

Itamar Ben Gvir, advogado que representa os detidos, lamentou que seus clientes não puderam realizar o sacrifício: “Israel está perdendo seu caráter democrático. É lamentável que as pessoas sejam presas só porque desejam cumprir os mandamentos da religião judaica”.

Em nota, Morris declarou ser “uma pena que o Estado de Israel esteja agindo com mão de ferro contra pessoas que só querem renovar um dos mais importantes mandamentos da Torá”. Disse ainda confiar que “para cada ativista que foi preso, dezenas mais se levantarão em seu lugar e irão ao Monte do Templo para realizar o sacrifício pascal”. 
Com informações Ynet News

Fonte: Gospel Prime

15 de março de 2017

Ministro Marco Aurélio Mello recebeu no STF representantes de religiões afro


Eu tenho tanto medo deste Ministro embora tenha sido ele que considerou a farra do boi inconstitucional.
------------------------
Em audiência com o Ministro Marco Aurélio Mello, no STF, nesta quinta-feira, dia 9 de março, um grupo de sacerdotes e sacerdotisas de Candomblé e Umbanda defenderam os direitos plenos das religiões afro-brasileiras com destaque para os abates religiosos.

A reunião foi proposta pelo jurista e ex-Secretário da Justiça do Estado de São Paulo, Hédio Silva Jr, que elaborou parecer jurídico (memorial), com os advogados Antônio Basílio Filho e Jáder Freire de Macedo Jr., para colaborar na análise do Recurso Extraordinário do Ministério Público do Rio Grande do Sul (número 494601), que pede a proibição do abate religioso.

Na comitiva estavam os babalorixás Alabiy Ifakoya (SP) e Ivanir dos Santos (RJ) e as ialorixás Rita Luciana Bispo dos Santos e Liliana Silva de Araújo, ambas de São Paulo. 

No ano passado, o ministro Marco Aurélio Mello, ao receber a ação do Ministério Público-RS, encaminhou o processo para que seja julgado em plenário. Caso o recurso seja aceito, o trecho da lei gaúcha, que livra de punição a prática de sacrifícios de animais em cultos de matriz africana, voltará a vigorar.

O julgamento não tem data marcada ainda e, se aprovada, valerá apenas para o Rio Grande do Sul; mas de acordo com Dr. Hédio Silva Jr, poderá abrir precedentes para todo o Brasil. "Isso não pode acontecer, pois o abate religioso configura preceito alimentar e litúrgico, não só da religiosidade afro-brasileira, mas também do judaísmo e do islamismo", explicou o advogado.

Para o babalorixá Ivanir dos Santos, um dos fundadores do CEAP - Centro de Articulação de Populações Marginalizadas e atualmente interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, não pode haver retrocesso, já que se trata de uma questão em um país laico. "Acreditamos que o Supremo irá entender que já temos um avanço nesta questão e que a religião afro-brasileira é a única que sofreu perseguição do Estado em Lei. Essa é uma dívida que o país tem com as religiões de matriz africana", argumentou.

O babalorixá Alabiy, ao entregar o memorial nas mãos do ministro, pediu ainda que um representante das religiões afro seja ouvido por todos os ministros durante o julgamento. "Queremos ocupar a tribuna neste dia", disse Alabiy, que com ajuda do Dr. Hédio conseguiu derrubar no Tribunal de Justiça de São Paulo, em 2016, uma lei aprovada em Cotia, que proibia o uso de animais em atos religiosos.

O ministro ouviu atentamente os representantes e aceitou o documento, que será protocolado com a assinatura de todos. "O mais importante desta audiência é saber que embora tenhamos um parecer jurídico sendo entregue, tivemos aqui a religião dialogando com o Estado", disse Dr. Hédio. Para ele, o fato de conseguirem o encontro com o ministro já foi uma vitória. "O ministro Marco Aurélio Mello tem uma cultura jurídica fundamental e é um dos mais respeitados membros da casa. Foi ele também o principal responsável pela adoção do sistema de cotas para negros no STF", lembrou o advogado.

O memorial

O parecer jurídico que será protocolado no STF argumenta sobre as práticas religiosas e a importância dos rituais para cada uma das culturas que se utilizam do abate religioso: na Kaparot, ritual judaico realizado nas vésperas do Yom Kipur, "Dia do Perdão", um homem apanha um galo ou, sendo mulher, uma galinha, e passam o animal nove vezes sobre a cabeça recitando a prece "bracha bnei adam - "Seja esta minha expiação". Em seguida entregam o animal ao shochet (sacerdote responsável pelo abate); o valor correspondente à ave é doado a uma pessoa carente.

Já os muçulmanos celebram a Eid al-Adha, Festa do Sacrifício, cerimônia islâmica realizada no 10º dia do último mês do calendário islâmico, no fim da hajj (peregrinação à Meca): são sacrificados um carneiro, camelo, cabra ou boi, em memória da submissão do Profeta Ibrahim (Abraão) à Alá.

De seu turno, as Religiões Afro-brasileiras celebram, entre outros rituais de oferendas, o Etutu em observância ao itan (preceito) de Orunmila-Ifá denominado ebo riru (sacrifício), sendo que o alimento resultante do abate, o apeje ou sara é consumido pelos fieis como também pela comunidade que circunda os templos.

O Memorial aponta que se de trata de "preceito litúrgico protegido pela liberdade de culto", em contraponto à acusação de maus-tratos. Segundo o jurista, a Constituição Federal assegura a liberdade de culto, de liturgia e proíbe o Estado de embaraçar o funcionamento das cerimônias religiosas, protegendo as manifestações culturais e prescrevendo a valorização da diversidade étnica.

DR. HÉDIO SILVA JR. é advogado e ativista histórico. Foi secretário da Justiça do Estado de São Paulo e é um dos mais respeitados defensores da cultura e das religiões de matrizes africanas. Em 2016, foi homenageado com o Troféu Asé Isesé (A força dos nossos ancestrais) conferido pelo Centro Cultural Africano à lideranças religiosas e personalidades públicas que se destacam na luta contra a intolerância religiosa. É autor de vários livros sobre a discriminação racial no Brasil. 

Informações à Imprensa 
Central de Comunicação 
(11) 3675-2140 
Claudia Alexandre - (11) 97061-5995 
Chris Molina - (11) 97970-8822 
central@centraldecomunicacao.com.br 
claudiaalexandre.jornalista@gmail.com 
crismolina75@gmail.com

FONTE: Terra

14 de março de 2017

Políticos aprovam sacrifício de animais de rua e multa para quem alimentá-los.


ATUALIZAÇÃO:
Repliquei esta matéria de um blog sem pesquisar. Acontece que este assunto foi tratado em 2016 e nossa amiga Sandra nos mandou a Lei que resultou tudo isto. Foi retirado o lance do sacrifício mas, mantido a proibição de alimentar animais nas ruas. Confiram NESTE LINK  o Código de Posturas da Cidade de Quaraí e leiam a partir do item 79. 
--------------------
Vereadores de Quaraí, na Fronteira Oeste, aprovaram nesta segunda-feira um Projeto de Lei (PL) que permite o sacrifício de animais em situação de rua no município.

Conforme o PL, esses animais poderão ser abatidos “quando considerados possíveis transmissores de doenças”. Segundo informações, o projeto ainda depende de aprovação do prefeito Ricardo Gadret (PTB), que poderá sancioná-lo ou não.

Rejeitado por defensores dos animais, que protestaram contra a medida, o ponto não é a única parte polêmica da matéria aprovada pelos legisladores. Outro artigo previsto no mesmo projeto defende a aplicação de multa para quem alimentar animais em situação de rua.

Na semana passada, o Ministério Público considerou o dispositivo ilegal e pediu a retirada do trecho que prevê o sacrifício de animais. O promotor substituto José Eduardo Gonçalves, autor da recomendação, lembrou que as legislações estadual e federal vedam o extermínio de cães e gatos pelos órgãos de controle de zoonoses, canis públicos e outros estabelecimentos oficiais. O artigo aprovado pelos vereadores de Quaraí estaria em desacordo com as determinações previstas em lei.

Após a recomendação do MP, os legisladores fizeram alterações nos dois artigos: o sacrifício precisará ser atestado por um veterinário, e o único local onde será proibida a alimentação dos animais é na praça General Osório, a principal da cidade.

O prefeito de Quaraí considerou que o projeto foi mal interpretado e disse que os abates só serão realizados em casos extremos, quando houver “situação de grave dano à saúde humana” como “um cão com raiva, um animal com extrema agitação psicomotora, que está mordendo”.

Prefeito de Quarai sobre o Projeto.


FONTE: amomeupet

================
NOTA: Leitora nossa nos informou que este assunto foi tratado em agosto de 2016: Vereadores aprovam lei para sacrifícios de animais de rua em cidade gaúcha

24 de dezembro de 2016

Descoberto lugar onde imperadores chineses realizavam sacrifício de animais

Eu só fico imaginando como eram estes sacrifícios considerando a crueldade com que tratam os animais hoje em dia.....
------------------------
Uma grande área onde foram feitos sacrifícios dos animais para os imperadores chineses, foi descoberta em Fengxiang, a oeste da província de Shaanxi, na China.

A descoberta inclui mais de 2.000 relíquias como artigos de jade, carruagens de madeira e bronze e ainda ossos de cavalos. Os objetos estavam num lugar chamado “piscina de sangue Yongshan” devido aos “banhos de sangue” realizados há

13 de setembro de 2016

Em peregrinação a Meca, cupom dá direito a sacrifício de animais sem fiel sujar as mãos

Meu Deusssssss, perdoe esta pecadora, mas, não consigo aceitar quem usa animais em sacrifício religiosos. Diante da tecnologia, os muçulmanos preferem facilitar do que parar de detonar os bichos..... Meu mundo não é este que vivo!!!!!
---------------------
Graças a uma ajudinha tecnológica, os muçulmanos que fazem a peregrinação anual a Meca não precisam mais sujar as mãos. O ritual do sacrifício de Eid-al Adha agora fica por conta de uma empresa especializada e que tem conexões com abatedouros.

video

5 de agosto de 2016

Prefeito de Quaraí é caçador. Provavelmente, por isso que quer matar os animais da cidade.....

Ontem publicamos que Sacrifício de animais é aprovado por vereadores da cidade de Quaraí, certo? Daí nossa amiga Izolina mandou a foto do Prefeito desta cidade publicada no face cujo link é citado abaixo. Ou seja, o camarada é caçador!!!!  ah, para completar, no vídeo ele esculhamba a proteção animal.... Chocante!!!!!  nojento!!!!!! podre!!!!!!!!
------------------------
Este é o famoso prefeito de Quaraí Ricardo Gadret!! Caçador nato de todo tipo de animal.


3 de agosto de 2016

Sacrifício de animais é aprovado por vereadores da cidade de Quaraí

A galera se fez presente, mas, a coisa não saiu como o esperado.... E agora? como será que o MP vai se pronunciar? Coisa maluca mesmo!!!!
-----------------
PL também quer multar quem for flagrado alimentando cães em praça.
ONGs de proteção aos animais e MP dizem que a medida é inconstitucional.

video

Vereadores de Quaraí, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, votaram na segunda-feira (1º) um Projeto de Lei que prevê mudanças no código de posturas da cidade. As emendas foram aprovadas na

7 de junho de 2016

Pesquisadores da Uenf fazem campanha para salvar animais que podem ser sacrificados - Campos - RJ

Vejam vocês a situação dramática que está todo Estado do Rio de Janeiro. Em abril publicamos que: Animais correm risco de ser sacrificados devido à falta de energia na Uenf, em Campos. Um mês depois a gente depara com mais esta notícia.... Jesus abraça a causa!!!!! nosso país está um lamaçal só...... Se quiser saber da tal Vakinha que estão fazendo para comprar comida para os animais, CLIQUE AQUI.
------------
video

ET.: mesmo sendo animais de pesquisa merecem comer, não?

3 de junho de 2016

Mobilização tenta evitar o sacrifício de quase 200 animais em Curitiba - PR

Galera de Curitiba!!!!! quem puder ajudar, entra aí em contato!!!!!
---------------------
Protetores de animais estão se mobilizando nas redes sociais para tentar evitar o sacrifício de aproximadamente 200 animais, que foram apreendidos na manhã de terça-feira (31) durante uma fiscalização de equipes da Prefeitura de Curitiba a uma área de invasão na Reserva do Bugio, situada na Área de Proteção Ambiental

26 de abril de 2016

Polícia evita que judeus dissidentes sacrifiquem animais em Jerusalém - Israel

Gente, a encrenca naquele pedaço deste mundo que vivemos é bem complicada. Pessoas obstinadas insistem em se manter no passado indiferentes aos problemas que criam para seus países. Juro que não consigo entender o que acontece por lá..... Mas, o importante é saber que existe uma proteção animal ativa em Israel e que está mandando ver do jeito que podem. Queria agradecer ao leitor que nos mandou esta matéria e dizer que fiz a tradução pelo Google. A polícia está agindo para evitar conflitos e resgatando os animais, embora, provavelmente, estes tais dissidentes (Samaritanos) estejam fazendo a matança em outros lugares..... Lembro que este trelelê todo vai até do dia 30 de abril.... até lá, só Jesus na causa mesmo!!!!!   Leiam ao final nossas postagens de referência:
----------------------------
Uma ovelha é levada por um membro do Instituto do Templo, que trabalha para preservar antigas tradições 
judaicas, para uma cerimônia de "prática" do sacrifício da Páscoa em Beit Orot em Jerusalém 
Oriental, em 18 de Abril de 2016. (Hadas Parush / Flash90)

As autoridades dizem que os homens judeus tentaram "perturbar a paz" na Cidade Velha; 
Controle de animais evita o sacrifício de três cordeiros

A polícia deteve sete homens judeus suspeitos de planejar o sacrifício de cabras na Cidade Velha de Jerusalém na sexta-feira em honra do feriado da Páscoa, que começa no pôr do sol. Dois dos rapazes

24 de abril de 2016

DE NOVO, sou ameaçada porque publiquei sobre ritual de judeus dissidentes

Fico impressionada com a incompetência das pessoas em lidar com a realidade. Principalmente, aquelas religiosas. 

Embolam tudo e, como sempre, partem para a ameaça contra aquelas que abriram a boca para falar dos fatos. Nada pode ser dito com referência aos judeus, católicos, muçulmanos, candomblecistas ou qualquer seita que faça barbaridades contra animais  que, logo logo,  se sentem ofendidos. 

Ora, contra fatos, não há argumentos....  A encrenca entre os povos judeus não é uma coisa nossa. Problema deles que acho que devem resolver entre eles. Agora, não podemos replicar matérias?  eu hein.... fala sério.... Minha missão, desde nascida, é amar e defender animais e o farei até perder a razão e meu corpo deixar de viver.....

Agora leiam a ameaça que recebi por conta da postagem que fiz ontem: ABSURDO: Judeus voltam a fazer sacrifícios de animais após 2000 anos. Estou publicando (e respondendo) para que conheçam tão somente os bastidores pobres desta causa que nos faz estar juntos. Desde 2000, quando conheci o fundo desta podridão que repito:


-------------------------------------------------------

Oi, Sheila
Sua publicação tendenciosa e de fonte duvidosa dizendo que JUDEUS voltaram a fazer sacrifícios macabros de animais é ofensiva e caluniosa. Os Samaritanos, pequeno grupo étnico de NÃO JUDEUS que vive em Israel é que está fazendo esse massacre. Você usa os judeus como bode expiatório pra mostrar que não fala só dos praticantes do Candomblé. Você sabe muito bem que Israel é um país progressista e moderno, o país mais vegano do mundo e na vanguarda dos movimentos de libertação animal e que um dos ativismos mais fortes do mundo, como o 269Life.
Sua publicação está gerando onda de antissemitismo.
Estou me sentindo injuriada com sua atitude pouco ética e difamatória. Sinto-me moralmente atingida e tomarei as necessárias providências jurídicas contra a publicação de sua responsabilidade, assim como outros órgãos que estão divulgando o texto com conteúdo difamatório.
Tenho tudo orientado, inclusive notícia em inglês de fonte confiável onde consta que o governo de Israel tomou medidas contra a matança.
Um grupo de ativistas judeus de direitos animais está se organizando para combater, dentro da lei, publicações como essa, que denigrem com inverdades a imagem de povos, raças e países.
Enviada pelo Messenger

-------------------------------------------------------

MINHA RESPOSTA A ESTA PESSOA:
desculpe a franqueza, mas, se deseja mesmo colaborar  para a informação correta, mande a notícia em inglês de fonte confiável informando as medidas contra a matança. Seria tão simples dizer: "Sheila, sua informação está incompleta. Olha só. Já estamos tomando providências....."

Ao invés disto, prefere me ameaçar  fato que não leva a nada e sim aumenta a eterna rejeição pelas pessoas que defendem rituais que usem animais..... Como falei, não me interessa a religião que seja, só não aceito rituais com animais.... simples assim. 

Aliás, vou até publicar sua mensagem para que as pessoas entendam o quanto precisamos evoluir nas questões de entendimento. Desculpe, mais uma vez a minha sinceridade, mas, grupos religiosos se sentem perseguidos sem avaliarem o conteudo. Ora, estou reclamando de RITUAIS QUE USAM ANIMAIS..... só isto..... Não vejo razão para se sentir perseguida.

Quando o mundo vai sair deste tipo de conflito? Se eu fosse judeu faria simplesmente um mea-culpa (porque é verdade a imolação de animais) dizendo que lamentava que ainda houvesse vestígios de tamanho desacordo com o bem que Deus nos fala.

Pelo fato de reproduzir uma matéria, inclusive com vídeo e com site (claro que fui pesquisar incluindo que este pessoal conseguiu promover o sacrifício com a aprovação da lei para desespero dos protetores de animais) vc. vem ameaçar a mim? Você me acusa do título sem se dar conta que o título é original da fonte e não meu..... eu completei, apenas, com a palavra "Absurdo". Ou não é um absurdo?

Você tem certeza que  é da proteção animal? caramba..... como tem coragem de ameaçar a quem há 44 anos dedica sua a vida a promover o reconhecimento do direito do animal tendo em seu curriculo (a disposição no blog) uma boa quantidade de realizações que beneficiaram os animais? Que insensibilidade!!!!!!

Ah, tá..... vc. está se sentindo injuriada e ofendida.... entendo.....  Quero ver sua ação contra os autores dos fatos comprovados que eu publiquei.... Aí sim, vou ter muito respeito por você porque até agora só vi uma atitude que só mostra seu sentimento indiferente aos pobres cordeiros usados para tamanha barbárie em pleno século 21. Ameaçar a mim que repliquei uma matéria é cerceamento de liberdade. Está pronta para responder por isso, também?

Ah, a propósito: o que este grupo de "ativistas judeus de direitos dos animais" andam fazendo sobre aquele ritual que roda o frango na cabeça de pessoas judias e depois os matam? É o KAPPAROT . Publico sobre isto desde 2009. Confere aí: RITUAL JUDEU COM GALINHAS CHAMADO KAPPAROT . E isto rola todo ano em Clubes sociais judeus aqui pertinho de cada um de nós, né mesmo? Diz aí, o que os ativistas que se referiu andam fazendo? Pelo amor de Deus, me diga porque vou fazer uma publicação com todo destaque do mundo para que todos saibam.....

Engraçado que ano passado, nesta mesma época, sofri o mesmo tipo de ameça.... Publiquei aqui e aproveito para sugerir sua leitura onde esclareço o meu direito: Fui ameaçada porque falei sobre ritual judaico praticado por dissidentes . Daí pergunto,  um ano depois o que fizeram para modificar isto? conta aí..... aliás, precisando de ajuda podemos ser grandes parceiros no combate aos tais "dissidentes". Ah, não....  ameaçar é mais fácil, né? tá.... então tá......  

Pô, é dose, com dengue, tratando de um câncer,  com sequela de um AVC que me cega a cada dia e ainda trabalhando pelos animais, tendo que perder tempo com tão pouco....ah, me poupe!!!!!!!  fora o computador que está uma droga!!!!! cansado destas besterias.....

23 de abril de 2016

ABSURDO: Judeus voltam a fazer sacrifícios de animais após 2000 anos

Para depois o pessoal do candomblé não dizer que a gente só fala deles, aqui está nossa postagem mostrando todo nosso desprezo por QUALQUER RELIGIÃO QUE USE ANIMAIS EM RITUAIS MACABROS. 

Olha que nojo.... os caras em vez de evoluírem voltam a matar depois de dois milênios!!!!! que ódio!!!!Vamos chamar de novo o exército romano!!!!!

Fui conhecer  mais o assunto e deparei com um tal de The Temple Institute que fala tudo sobre este "revival" de sacrifícios. AQUI eles falam que protetores não conseguiram nada durante os preparativos para este ano. Estou enojada!!!!!!
----------------------
“Ensaio profético” da Páscoa contou com a presença de 400 pessoas
O Templo judeu foi totalmente destruído pelo exército romano no ano 70. Desde então, os judeus cessaram os sacrifícios de animais. Embora a tradição continue entre os samaritanos, o sangue é derramado no monte Gerizim e não segue estritamente a tradição bíblica. Em 2016, pela primeira vez em quase dois milênios, cordeiros de um ano foram sacrificados ao ar livre por homens que reúnem as condições de serem os novos levitas e sacerdotes.

Ainda que o Terceiro Templo não esteja de pé, os membros do Instituto do Templo conseguiram reunir cerca de 400 convidados para uma “cerimônia modelo”, no alto do Monte das Oliveiras. Entre os convidados estavam líderes políticos e religiosos, que expressaram sua esperança que as mesquitas em breve sejam removidas do alto do Monte do Templo.

(este vídeo foi um ensaio para a páscoa deste ano; Os rituais começaram 
ontem a noite e vão até o anoitecer do dia 30)

O político Arieh King afirmou esperar que Jerusalém logo esteja livre do que ele chamou de “abominação”. Ao mesmo tempo, o rabino Yisrael Ariel, um dos líderes do Instituto do Templo

18 de março de 2016

Defensora dos animais é a favor de mostrar sacrifício de borrego na TV

Ela não deixa de ter razão, mas, será que no geral provoca um bom efeito? Leia nossa postagem anterior CLICANDO AQUI.
------------------------
Apresentador de programa no GNT foi alvo de polêmica após matar animal diate das câmeras 

A antropóloga Nazareth Agra Hassen é vegana, defensora dos animais e integrante do Grupo pela Abolição do Especismo, que combate a ideia de que os seres humanos são superiores e têm o direito de escravizar e matar outros animais. Um desavisado poderia pensar que, dadas essas credenciais, ela condenaria o programa culinário de TV em que o ator Rodrigo

24 de outubro de 2015

CCZ descumpre decisão que proíbe sacrifício de animais saudáveis, denuncia ONG

Não tem desculpa, gente!!!!! tem que cumprir a decisão.... recorrer do que?
----------------------------
MPE diz que decisão está em prazo de recurso, mas denúncia será fiscalizada

A Associação de Proteção aos Animais (Amemais) de Três Lagoas, cidade distante 338 km de Campo Grande, afirma que o Centro de Controle de Zooneses (CCZ) tem descumprido determinação judicial e sacrificado animais saudáveis no município.

A denúncia chegou por meio de um pecuarista, que teria ido ao CCZ obter informações sobre como proceder

31 de agosto de 2015

Em 5 anos, Zoonoses sacrificou 63% dos animais recebidos no DF



Os ativistas em Brasília estão cortando um dobrado tanto com o CCZ quanto com o Zoológico daquela cidade.... Caramba, a barra tá pesada!!!! força à  todos e estamos a disposição para qualquer ajuda. A fonte desta matéria bem completa é o G1
----------------------------------






Média é de 5 sacrifícios para cada 2 adoções; 9,5 mil animais foram mortos.
Saúde diz que apenas cães e gatos doentes e agressivos são sacrificados.


Tabela da Diretoria de Vigilância Ambiental sobre animais capturados e sacrificados no CCZ (Foto: G1)

Nos últimos cinco anos, a Diretoria de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde sacrificou  9.531 dos 14.964 cães e gatos recebidos pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do Distrito Federal. O número corresponde a 63% dos animais que passaram pelo centro entre 2010 e 2014. Desse total,

29 de julho de 2015

Sacrifício de Animais proibidos no Festival de Gadhimai - Nepal

Gente, desculpa , mas, copiei exatamente a tradução do Google porque está bem fácil de ler... Estou muito emocionada!!!!!!!!! é uma grande vitória para nossos animais!!!!!!!!!! Parabéns à Humane Society International, Rede de Bem-Estar Animal Nepal que liderou esta batalha por anos seguidos. Parabéns a todos que participaram e aqueles que assinaram petições que fizeram a diferença!!!! Vamos comemorar, gente!!!!!!!!!!!! Só para  conferir, vejam nossas postagens sobre o tema CLICANDO AQUI onde está incluída nossa campanha de protesto para a Embaixada do Nepal no Brasil.
---------------------------------
Vitória! Sacrifício de Animais proibidos no Festival de Nepal Gadhimai, meio milhão de animais poupados

Gadhimai Temple Confiança concorda em cancelar todas as futuras sacrifício animal, insta os devotos não trazer animais para o festival

Nova Deli
Em um movimento que vai poupar as vidas de milhões de animais nos próximos anos, o sacrifício de animais foi cancelada indefinidamente a Gadhimai festival do Nepal, maior evento de sacrifício de animais do mundo

13 de julho de 2015

Criança não deixa sacrificarem seu amigo cabritinho

O que dizer deste pequeno ser que explodiu sua compaixão defendendo o cabritinho comprado para ser oferecido em sacrifício? Gente boa já nasce pronta, ninguém duvida .....
---------------------------------

No Nepal, quando as pessoas vão ao templo, alguns deles levam uma cabra ou galinha para oferecer em  sacrifício. Esta foi a primeira visita do Adrian a um templo. Quando, acidentalmente,  viu um bode sendo abatido, ele percebeu o que aconteceria ao seu novo amigo animal. Veja o que aconteceu depois. Pode a compaixão de uma criança mudar hábitos milenares?


video