Mostrando postagens com marcador rua. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador rua. Mostrar todas as postagens

22/07/2017

Comerciante é notificada pela Prefeitura por deixar pote de água para animais em calçada de loja; atitude gerou indignação nas redes sociais

Eu acho legal as pessoas darem comida, água e colocar casinhas nas ruas, mas, continuo afirmando que isto é um risco para o animal e para quem faz.... Infelizmente, a decisão mais correta ninguém quer fazer que é cobrar da prefeitura o abrigo daquele animal que lhe é tutelado.

Neste caso, a Prefeitura achou que exagerou no cumprimento das chamadas "posturas municipais" e vai até pedir desculpas à comerciante.... menos mal!!!! 
-----------
Caso ocorreu em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, e já alcançou mais de 5 mil compartilhamentos na internet.

Uma comerciante foi surpreendida quando viu nesta quarta-feira (19) a notificação da Prefeitura de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, por ela ter deixado um pote de água para os animais de rua na calçada de sua loja de roupas. O caso foi parar em uma rede social e viralizou: em menos de 24 horas foram mais de 5.500 compartilhamentos e quase 4 mil curtidas. O post também gerou mais de 1.485 comentários.
 O assunto viralizou em uma rede social (Foto: Reprodução / Facebook)

A dona do estabelecimento, Marcela Andrade, contou que ficou indignada com a atitude do poder público, mas não esperava tanta repercussão na internet. Ela disse que o pote com água está no local há mais de sete meses e explicou que a água é trocada quatro vezes ao dia e o pote é lavado diariamente.

A empresária Marcela levou a Nutela para morar com ela e o marido no Rio (Foto: Arquivo Pessoal / Marcela Andrade)

A empresária contou ainda que sempre ajuda cachorros de rua, inclusive, adotou uma vira-lata, a Nutela, que achou no bairro Samambaia em Petrópolis e, atualmente, mora com ela e o marido no Rio. Além disso, revelou também que ajuda defensores da causa animal, seja comprando remédio ou contribuindo para gastos com alimentação.

A notificação do Código de Posturas diz que a empresária infringiu o artigo 67 da Lei 6.240 de 2005, que diz: "é proibido colocar ou conduzir nos passeios públicos volumes de grande porte ou quaisquer materiais que dificultem o tráfego de pedestres, portadores de necessidades especiais e de carrinhos de criança". A pena, segundo a Lei, é considerada grave.

Ao G1, a Prefeitura informou nesta quinta-feira (20), que a notificação atendeu a um pedido do Ministério Público para que fiscalizasse objetos colocados nas calçadas em apoio aos animais, porém, a partir de agora, vai passar a permitir esse tipo de postura. O secretário de Serviços Públicos Djalma Januzzi afirmou que vai entrar em contato com a empresária para pedir desculpa e a notificação será retirada.

FONTE: G1

20/07/2017

Oferendas encontradas na rua viram caso de polícia na Itália


Agora vejam vocês.... será que macumbeiro brasileiro foi lá fazer estas palhaçadas? tomara que peguem os responsáveis e eles sintam a diferença do que é civilidade.... E tomara que expulsem mesmo todos os brasileiros de lá.... um deles foi.... vergonha para nosso país....

---------------
Galinhas mortas, copos de bebida, feijões, pratos com flores, pimenta e charutos foram encontrados em calçada de Paderno Dugnano, na periferia de Milão

Um ritual religioso realizado na cidade italiana de Paderno Dugnano, na periferia norte de Milão, virou caso de polícia.

Ao amanhecer da última quinta-feira (13) os moradores da pequena cidade encontraram na calçada da transitada avenida Via Pietro Nenni dois grandes pratos sobre um pano preto e um pano vermelho com galinhas mortas, copos de bebida, feijões, flores, pimentas, uma garrafa de cachaça brasileira e charutos. Além disso, foi encontrada uma garrafa de espumante italiano perto do local.

A polícia local retirou o material e abriu um inquérito para investigar os autores do ritual, muito conhecido no Brasil, e eventuais mal tratos cometidos sobre os animais. Na Itália maltratar animais é crime, com penas de 3 a 18 meses de prisão e multa de até 30 mil euros (cerca de R$ 110 mil).

A notícia foi publicada em primeira mão pelo jornalista italiano Simone Carcano, do jornal local digital “Il Notiziario”. Segundo o veículo, o ritual foi encontrado na calçada em frente a um supermercado e a um revendedor de automóveis. Os policiais já interrogaram os donos dos estabelecimentos perguntando se eles tinham vendido um carro ou produtos alimentares para brasileiros.

A periferia de Milão é famosa por ser povoada por muitos imigrantes estrangeiros, entre os quais brasileiros. A região de Milão, a Lombardia, é a primeira da Itália por concentração de brasileiros. Cerca de 30% de todos os imigrantes provenientes do Brasil moram na Lombardia, mas muitos não são registrados como brasileiros, pois possuem passaporte italiano ou de outros países europeus.

A imprensa milanesa definiu o achado como um “ritual mágico” e “definitivamente macabro”. Os comentários dos leitores nas redes sociais não pouparam frases de repúdio a oferenda ou até xenofóbicas contra os autores do ritual. Alguns pediram a expulsão em massa de brasileiros.

FONTE: gazetaonline

09/07/2017

Câmera flagra abandono de cachorro em Jaú e caso gera grande repercussão - SP

O caso aconteceu já uns dias. Alguém de Jaú sabe dizer se o cãozinho abandonado na rua foi resgatado?
-------------
Dois casos de maus tratos a animais foram registrados em Jaú. Um canil clandestino com mais de 20 animais foi fechado. Os bichos estão em uma clínica veterinária, todos doentes. O outro caso foi parar na internet e rapidamente causou indignação nas pessoas. A imagem é de um cão sendo abandonado no meio da rua.

21/06/2017

Samu resgata cães e gatos de rua em Campinas

Campinas dá bons exemplos. Bom copiar sem pudores porque é o melhor a fazer.... Parabéns por este serviço que aqui no Rio, apesar de 17 anos de uma secretaria especializada para cuidar dos animais, nunca fizeram....
------------
Serviço especializado criado há três meses já fez 54 atendimentos na cidade
Iniciado há pouco mais de três meses, o Samu Animal, que presta socorro a animais (cães e gatos) de rua acidentados, já soma 54 atendimentos em Campinas. O serviço ainda é desconhecido por grande parte da população, e está disponível 24h por dia. A ambulância, que fazia o atendimento de pessoas, passou por adaptações e agora tem uma UTI voltada para o socorro dos bichos.

A maioria dos chamados registrados pelo Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal (DPBea), que administra a unidade móvel, foi para atendimento de casos de atropelamento. Apesar de ainda não haver um levantamento, o uso da ambulância deve reduzir o custos públicos com o atendimento de animais em situação de rua. 

Veja galeria de fotos sobre o serviço
“Não tínhamos todo esse equipamento que de certo modo previne outros traumas. Antigamente, quando fazíamos o atendimento desses casos, os animais podiam sofrer traumas adicionais, como, por exemplo, ficarem paralíticos por não terem sido mobilizados durante o socorro em um atropelamento. Agora, não. Eles são resgatados corretamente”, afirmou Paulo Anselmo Nunes Felipe, diretor do DPBea.

A ambulância tem dois socorristas (um deles veterinário para os primeiros cuidados), maca para remoção, oxigênio e os demais dispositivos para o pronto atendimento. Os animais acidentados são levados para o DPBea, e alguns casos são tratados em uma universidade que tem parceria com a Prefeitura.

“Assim que recebem alta voltam para o departamento e são encaminhados para doação”, explicou Paulo. Atualmente no local há 120 cães e 90 gatos, parte deles resgatados pela ambulância. “A rotatividade acaba sendo grande. Mas o serviço rápido tem sido muito bem recebido e salvado a vida de muitos pets.” 

O diretor lembra que o serviço é disponível para animais em situação de rua. “Antes atendíamos direto aqui, mas agora as ligações de socorro passaram para o 156 da Prefeitura, e lá é feito uma apuração”. Felipe afirmou que muita gente ligava para o departamento pedindo o serviço para o próprio cão. “Não temos recurso para atender essa demanda.” 

O diretor ainda revelou que a maior demanda de resgate está concentrada nos distritos de Campo Grande e Ouro Verde, que são áreas onde vivem muitos cães de rua. Segundo levantamento do departamento, atualmente Campinas possui 20 mil animais em situação de rua. “Como estão em situação de risco, a vida média deles é de seis meses. Percebemos que esses animais são abandonados ou são crias de animais que têm casa, mas que os proprietários abandonam”, afirmou.

A intenção do departamento é iniciar no segundo semestre um serviço, similar ao castra-móvel (ônibus hospital onde os animais são castrados), nos bairros, para consultas preventivas. “A prevenção combate muitas doenças e também conseguimos administrar melhor, porque os pets acabam microchipados, e com isso fiscalizamos a ação dos donos em relação aos animais.”

Estatuto
O diretor lembrou que está para ser sancionado pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) o estatuto dos animais da cidade. Cães e gatos deverão ser obrigatoriamente registrados e identificados por meio do Sistema de Cadastramento Animal, que é on-line. A identificação é definitiva e feita com um microchip (do tamanho de um grão), implantado por baixo da pele com uma espécie de seringa. O cadastro reúne informações do pet (como raça, idade e vacina) e as do dono (nome, RG, endereço e telefone). Dessa forma, será possível para a Prefeitura identificar os donos dos animais que forem abandonados.


FONTE: acidadeon

16/05/2017

Cansada de cocôs de cachorro nas ruas, enfermeira de Mogi cria porta sacolinhas e espalha pela vizinhança

Cidadania é isto!!!! educar é a melhor maneira de mudar os hábitos....
--------------
Enfermeira estava incomodada com as fezes deixadas nas ruas e calçadas depois de outros moradores levarem os cães e gatos para passear.

Os cachorros e os moradores de um condomínio de César de Sousa, em Mogi das Cruzes, agora podem andar tranquilamente pela calçada e pelas ruas. Antes, era preciso desviar dos cocôs espalhados pela calçada. Cansada de ver a situação se repetindo quando ia passear com seus cachorros, uma moradora decidiu deixar sacolinhas plásticas disponíveis em garrafas PETs na rua de seu condomínio para incentivar os demais moradores a recolherem as fezes dos animais.

As sacolinhas foram colocadas por Mariane Casa Branca Moura há duas semanas em garrafas plásticas. Ela recortou cada uma para fazer um puxador e ainda deixou um recado: "Esqueceu a sacolinha para limpar a sujeira do seu cão? Retire aqui e mantenha nossa rua e gramados limpos. Você também pode colocar mais sacolinhas nas garrafas. Amamos nossos animais, respeitando a rua de todos.”

Antes da ação, Mariane disse que os cocôs se multiplicavam pelas calçadas quando ia passear com seus quatro cachorros. Em duas semanas, ela conta que a situação melhorou cerca de 90% só por conta de "um povo que ainda não enxergou a luz da civilização", como ela mesmo brinca sobre os "desavisados" que ainda não levam a própria sacolinha para recolher o lixo dos cães.

O que mais deixou Mariane feliz foi o fato de que outros moradores aderiram à ideia e já estão repondo as sacolinhas nas nove garrafas plásticas espalhadas por ela. “Eu sei que foi bem aceito porque eu não fico repondo toda hora. Com o bilhetinho que eu coloquei, as outras pessoas estão reabastecendo as garrafas. Eu coloquei esse bilhetinho justamente para testar se o pessoal ia colaborar e eles estão pondo: todas as garrafas estão abarrotadas de saquinhos plásticos.”

No conjunto residencial onde Mariane mora não é permitido deixar os cachorros soltos dentro do condomínio. Passear com os cachorros e gatos é permitido somente nas calçadas e na rua. Foi lá que ela instalou nove garrafas, algumas amarradas entre os postes e outras nas árvores.

Neste período, o zelador já reparou que as calçadas estão mais limpas. “Eu gosto dos animais, só que alguns donos deixavam as necessidades deles aqui na grama e o pessoal reclamava. Agora, com a ideia que ela teve, as calçadas não têm mais tanta sujeira e não tem reclamação. Melhorou muito e, inclusive, eu vou levar uma dessas garrafas que sobraram e deixar com um amigo meu de Jundiapeba que pediu para colocar lá no bairro dele”, conta Antônio José da Silva.

O morador Bebeto Santana, que estava passeando com seu cachorro, aprovou a iniciativa. “É uma boa. Às vezes a gente tem muitas sacolinhas em casa e não sabemos o que fazer com elas.”

O zelador de um dos condomínios ainda instalou uma lixeira para que os moradores pudessem jogar a sacolinha cheia no lixo.

No mês de março, a Câmara de Mogi das Cruzes aprovou um projeto de lei que obriga os donos dos pets de coletar as fezes dos animais domésticos e dispensar o material em lixeiras “e que no caso de descumprimento ficará o infrator sujeito às cominações legais.”

A medida vale tanto para as ruas, quanto em parques e praças públicas, mas apenas em um caráter informativo, e não é aplicada nenhuma multa.

FONTE: G1

20/04/2017

Vídeo:Gatinha perdida para o trânsito em rua movimentada de Ponta Grossa

Que sorte da fofinha.... Agora tem um negócio estranho. No vídeo fala que a gatinha foi levado a uma loja local, mas, o texto fala em um abrigo de animais. Então, a escolher.....
--------------
Um vídeo gravado por um morador de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, mostra o momento em que uma gata atravessa a Avenida Carlos Cavalcanti, uma das mais movimentadas da cidade. A situação aconteceu nesta quarta-feira (19). Nas imagens, os motoristas chegam a parar, para evitar que ela fosse atropelada.

Assustada a gatinha, que ainda é filhote, se escondeu dentro da roda de um dos carros que parou na avenida. Outro motorista ajudou a retirá-la dali. Apesar do transtorno temporário, não houve nenhum acidente na região.

O animal foi levado a um abrigo de animais. Assim que chegou, uma das funcionárias decidiu adotá-la. "Vou levar para mim. Já tenho um e vou levar para fazer companhia para o meu. Vou passar agora por uma consulta veterinária, vamos desverminar o bichinho, dar um banho e levar para casa", conta a nova dona da gatinha, Tuânia Pedlovski.

28/03/2017

Animais soltos nas ruas é tema de audiência no Maranhão

A situação dos animais é dramática em todo o país.... Lamentável!!!!! O impressionante é que os "governantes" não veem que enquanto a população é estimulada a crescer, os problemas aumentam de forma desproporcional..... Quanto mais gente, mais animais abandonados....  Sou a favor do controle populacional humano, o único problema atual no mundo inteiro.....


Negligência com cachorro atacado na rua afasta direito a indenização

Faz sentido, mas não é fácil..... 
------------------------
A responsabilidade dos donos ou detentores de animais pode ser afastada quando comprovada a culpa da vítima ou situações de força maior, segundo o artigo 936 do Código Civil. Por isso, a 4ª Turma Recursal Cível, dos Juizados Especiais Cíveis do Estado do Rio Grande do Sul, livrou os cuidadores de um cachorro de rua de pagar indenizações por danos material e moral aos donos de um yorkshire, que ficou ferido em uma briga.

Os juízes integrantes do colegiado recursal se convenceram, diferentemente do juízo de origem, de que os autores da ação indenizatória falharam no dever de cuidado. Afinal, ele estava solto e sozinho na rua, sem supervisão e longe dos donos, sujeito a todos os riscos da via pública. Ainda observaram que o yorkshire deu motivo para a briga, ao provocar o outro cachorro.

Segundo o processo, os donos do yorkshire gastaram R$ 18 mil com cuidados veterinários. O homem autor da ação disse que se vê impossibilitado de procurar emprego, pois tem de cuidar do cachorro. A mulher relatou ter ficado psíquica e moralmente abalada e, por isso, teve de abandonar a monografia a que se dedicava no final de seu curso.

O 10º JEC da Comarca de Porto Alegre, da Vara Cível do Foro Regional do Partenon, julgou ação indenizatória procedente. A juíza Nelita Teresa Davoglio condenou os réus a pagar aos autores, de forma solidária, R$ 18 mil a título de danos materiais; e R$ 7 mil por danos morais.

Falta de cautela
Relatora do recurso, a juíza Gláucia Dipp Dreher levou em conta o artigo 936 do Código Civil, que trata da responsabilidade objetiva dos donos de animais. A exceção prevista neste dispositivo, destacou a relatora, é perfeitamente aplicável ao caso concreto. Segundo um vídeo apresentado como prova, ficou claro que o yorkshire provocou o cão maior em frente ao seu "território".

Conforme a juíza Gláucia, independentemente de haver ou não lei que obrigue cães de pequeno porte de circular com guia, é dever do dono mantê-lo em vigilância e perto de si, o que não foi observado pelos autores da ação.

Clique aqui para ler o acórdão.

FONTE: conjur

08/02/2017

‘Cãodomínios’ são instalados em bairros de Ponta Grossa - PR

Juro por Deus que eu queria fingir que é bonitinho e uma gracinha. Mas, no parágrafo final da matéria, a protetora fala sobre os riscos que os animais ficam expostos. Cachorro tem este lance de domínio de território e qualquer coisa vira uma ameaça fazendo com que partam p´ra cima defendendo o espaço... Eu acho uma irresponsabilidade com os animais.
--------------------

Iniciativa é da protetora Joana Nabozny Jonson com a colaboração de vizinhos dos locais. 
Abrigo instalado no Jardim Florença divide moradores da região.


Lobo, Pretinha e Cacau são moradores do Jardim Florença, na região de Uvaranas em Ponta Grossa, há quase dois anos. Os cães (um macho e duas fêmeas) vivem no ‘cãodomínio’, uma espécie de

13/12/2016

Chinês espanca cão em plena rua


Este cara deve ser daqueles chineses nojento que exploram animais fazendo gracinhas nas ruas.... filho do coisa ruim, não?
-------------------------
Filmagens horripilantes mostram homem cruel açoitando seu cão impiedosamente, por ele não ter puxado seu carrinho.
Não acredito que pessoas assim existam. Alguém precisa açoitar aquele homem também.


Este vídeo é muito perturbador. Ele mostra um homem chinês batendo em seu cão incansavelmente, por ele não ter puxado seu carrinho apropriadamente. O vídeo foi feito na China e postado no dia 2 de

08/12/2016

26/10/2016

Em Detroit foto de cão abandonado com a mobília velha corta o coração dos moradores

Como alguém pode abandonar o cão como se fosse um móvel velho, um lixo, um algo que não se quer mais..... Deus meu, não sou deste planeta!!!!!!!!!!!!! Veja, ao final, o vídeo de como ele está bem, mas, não fala se foi adotado
Fonte: Daily Mail
Colaboração: Helô Arruda
----------------
Uma foto tirada de um cão, que esperou por seus proprietários sobre uma pilha de móveis descartados depois de ser abandonado em Detroit, cortou o coração de milhares de usuários de uma mídia social.

O cão Boo foi flagrado por um vizinho dormindo em um colchão ao lado da estrada em Detroit. Devin Oliver, fundador da Juventude Resgatadora de

21/09/2016

Lugar de gato é... em casa! Conheça os riscos do acesso à rua e como evitar escapadas

Concordo plenamente com o título e conteúdo da matéria..... é um perigo enorme para os animais.....
------------------------
Todos os felinos, desde domésticos aos selvagens, adoram se esconder nos lugares mais surpreendentes. Porém, no caso dos animais de estimação, “sair para passear” na rua pode ser um hábito perigoso

Quem tem gatos, sabe o quão curiosos e xeretas eles são naturalmente. Por isso, é comum ver alguns donos desesperados de preocupação durante algumas fugas e “sumiços” misteriosos. Todos os felinos, desde domésticos aos selvagens, adoram se esconder nos lugares mais

20/09/2016

Polícia captura homem que comia gatos na Colômbia

O demente falou claramente: "Se eles estão por aqui, eu mato sim gatos vadios p´ra ser minha comida". Só que os gatos que estavam soltos tinham donos, né? Estou publicando o vídeo das policiais que o prenderam. Está em espanhol, mas, dá p´ra entender bem....
---------------------
Um homem que decidiu incorporar gatos de rua à sua dieta foi capturado pela Polícia colombiana em uma casa do pequeno município de Amagá, no departamento de Antioquia (noroeste), e será levado à Justiça pelo crime de "maus-tratos aos animais".

video

A chefe da Seção de Proteção e Serviços Especiais da Polícia Antioquia, major Alexandra Arenas Correa, disse aos jornalistas que os vizinhos denunciaram sentir mau cheiro no local e a polícia foi ao

16/09/2016

Objetos são furtados das casinhas construídas para animais de rua em Lages - SC

Continuo dizendo do perigo de se  colocar casinhas nas ruas.... São roubados e os animais são até envenenados..... isto quando não incendeiam por pura maldade..... Canso de falar que isto não é uma maneira segura de resolver o problema dos cães abandonados e comprovo através das várias postagens....
------------------------

SBT Santa Catarina - 15/09/16

10/09/2016

Animais de estimação estão sendo abandonados na Venezuela por causa da falta de recursos

Eu fico impressionada que o governo não faz nada diante desta tragédia..... Em julho publicamos esta postagem falando que mais de 50 animais morreram de fome:  Animais morrem de fome em zoológico na Venezuela. E agora, os animais domésticos. É muita covardia a pessoa largar seus bichos na rua para "se virarem"....  Eu preferia vê-los morto do que saber que estão desesperados procurando comida que não existe nas ruas. Vejam as cenas..... Será que uma destas ONG´s bacanas e poderosas não estão podendo bancar uma ajuda nesta situação? Pô, vieram p´ro Brasil se promoverem por causa das Olimpíadas e agora não podiam fazer uma campanha por estes animais que estão lá nas mãos de companheiros nossos? Olha, eu já estou com o cartão de crédito pronto p´ra passar e ajudar...... Tô errada, gente? Minha ONG está fora de ação, mas, estas companheiras poderosas bem que podiam dar uma força contando com todos nós..... Será que já tem alguma campanha e eu não sei? 
-------------------------

video


06/08/2016

Eduarda Paz, a porquinha resgatada das ruas do Rio durante a Olimpíada


A SUIPA, mesmo com todo aparato pela cidade por conta do atendimento aos chamados "Animais Olímpicos", continua no seu atendimento..... Seria tão bom se as pessoas ajudassem ao invés de ficar metendo o malho na entidade......





Publicado em 4 de ago de 2016
A "ATLETA-MASCOTE" DA SUIPA - EDUARDA PAZ , FOI ENCONTRADA MACHUCADA, GRÁVIDA E ABANDONADA NAS RUAS DO RIO, RESGATADA, NA MANHÃ DE 04 DE AGOSTO DE 2016, PELA EQUIPE DA SUIPA.

Foto do dia: cães envenenados no Paquistão expostos em plena rua


Carcaças de cães mortos por envenenamento pela prefeitura de Karachi, no Paquistão, são reunidos no asfalto. O número crescente de cães de rua na maior cidade do Paquistão é a justificativa para a medida extrema e polêmica, praticada há mais de um ano
Akhtar Soomro/Reuters

23/07/2016

Vídeo de 2012 mostra cão que fica ao lado do dono após ele passar mal - China

O vídeo foi publicado em 2012, mas, a história enviada pela leitora Sandra,  é mais uma onde fica provado o amor destes seres por seus humanos..... O que me chamou a atenção foi que o fato aconteceu em Guizhou, na China... Nem tudo está perdido, né? 
---------------------
A atitude desse cão quando o seu dono desmaia vai deixar você com lágrimas nos olhos…
Quando amamos alguém, fazemos de tudo para proteger essa pessoa. Os cachorros não são diferentes. Eles são muito leais e se preocupam bastante com seus donos. O animal que vamos mostrar é a prova viva disso.


O exemplo do companheiro de quatro patas que se segue é uma enorme e importante lição para todos nós: nunca abandonar as pessoas que nos são queridas. Enquanto estava a passear com o seu dono,

13/07/2016

Prefeitura de Contagem retira casinhas de cachorros de praças e revolta protetores dos animais

Gente, é óbvio que isto ia acontecer...... Por que estas pessoas que fizeram casinhas na rua não reforçaram as necessidades dos abrigos ou mesmo tentaram lares temporários para estes que ficam pelas ruas? A maioria dos cachorros chamados de rua, tem sempre uma referência, diferentemente daqueles perdidos nas ruas. São dois tipos de atendimento, evidentemente.
------------------------
Abrigos feitos com papelão em praças do município para cães e gatos estão sendo usadas para proteger do frio cães e gatos

Protetores dos animais estão revoltados com a Prefeitura de Contagem, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Eles reclamam que estão colocando casas feitas com papelão em praças do município para cães e gatos e proteger do frio. Porém, os abrigos estão sendo retirados por fiscais. A administração municipal informou que os materiais desrespeitam o Código de Posturas. 

As casinhas são feitas com papelão, lona e sacos de laranja. A recepcionista Amanda Castro Vieira, de 27 anos, aprendeu a montá-las por meio da internet e decidiu espalhar a proteção para os animais em

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪