Mostrando postagens com marcador proteção animal. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador proteção animal. Mostrar todas as postagens

06/09/2017

Após denúncia de morte de gatos, protetores dos animais terão livre acesso ao Maracanã

O caso de crueldade contra gatinhos no Estádio do Maracanã recebeu um grande apoio, em especial da classe de artistas amantes dos animais. Publicamos aqui: Artistas e defensores de animais denunciam matança de gatos dentro do Complexo do Maracanã

Esta denúncia (com vídeo e fotos) foi feita no último dia 30 de agosto pela mesma ONG que está envolvida diretamente no resgate dos gatinhos vítimas da demolição do prédio do INSS que fica no mesmo bairro ocorrida no dia 02/09/17. O nome da ONG é Centro de Reabilitação Pata Amiga citado na própria matéria.

Pois bem, para correção do devido mérito, no dia 01/09, esta ONG publicou a postagem abaixo provando que esteve com a direção do Estádio do Maracanã no dia 01 de setembro e que tinha sido acertado, neste encontro, o que foi publicado na matéria do Jornal O Globo do dia 05/09/17(ontem), dando a ideia de que tudo teria sido resolvido pela SUBEM:

Facebook de Randel Silva adicionou 29 novas fotos  
1 de setembro às 14:42 ·
Reunião com o Diretor do Maracanã.
Fomos eu, Chris e Jackson. Combinamos de eles liberarem acesso para 3 protetoras entrarem para alimentar os gatos lá dentro. Acabou isso de elas terem que alimentar pelas frestas da grade. O Diretor e sua equipe do Maracanã se colocaram a disposição para ajudar. Alinhamos várias coisas e nos reuniremos novamente semana que vem. Eles explicaram que o local que os gatos estão sendo mortos é da SUDERJ que é do Governo. Agora temos que cobrar também da SUDERJ, porém já apareceram gatos mortos na parte do Maracanã também. Essa história é longa e ainda temos um longo caminho. Vamos continuar de olho. Semana que vem teremos uma nova reunião. O criminoso continua lá, não podemos parar. Encontramos dois corpos de gatos hoje durante nossa reunião. A luta continua.. Temos que pegar esse criminoso.

Confiram, então, a reportagem do Jornal O Gobo:
-------------- 
Consórcio credenciará três voluntários e agente da subsecretaria municipal de Bem estar animal do Rio

RIO - Depois do protesto de artistas e defensores dos animais nas redes sociais contra maus-tratos e a suposta matança de gatos que vivem no Complexo do Maracanã, na Zona Norte do Rio, a Subsecretaria de Bem Estar Animal firmou em reunião, na manhã desta segunda-feira, um acordo com a diretoria e a segurança do complexo. Agora, três protetores de ONGs defensoras dos animais e um agente da subsecretaria serão credenciados para ter livre acesso à área, 24 horas por dia. Até então, os voluntários e os membros da subsecretaria não podiam entrar no local.

A subsecretária de promoção e defesa dos animais, Suzane Rizzo, contou que além do credenciamento, o consórcio se comprometeu a posicionar as câmeras da área de forma estratégica para cobrir melhor a região. Foi sugerido ainda uma renovação na equipe de segurança.

Após a reunião, Suzane ressaltou a importância da fiscalização: — A gente tem, primeiramente, que garantir os direitos dos animais, mas também queremos manter a boa imagem do Maracanã, que é um patrimônio nacional.

Segundo relatos, desde a sexta-feira, 25 de agosto, aconteceu uma suposta matança de gatos dentro complexo. Pelo menos três felinos foram encontrados mortos na área. Desde 2010, segundo testemunhas, animais têm sido encontrados mortos dentro do Maracanã. O último caso aconteceu em março do ano passado, quando equipes da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente e da Secretaria de Promoção e Defesa dos Animais do município fizeram uma diligência no local e encontraram ossadas de animais.

FONTE: oglobo

05/09/2017

Notícias do resgate dos gatinhos soterrados depois de uma demolição de prédio no Rio

Faz tempo que eu não me emocionava com a proteção animal aqui do Rio. Ontem, à noite, minha garganta fechou e senti vontade de chorar. Eu que achava que este esprit de corps estava abalado na minha cidade, me enganei. Ao ver este vídeo no Facebook do Randel Silva que com sua Cris está a frente do resgate dos gatinhos vítimas de soterramento de uma demolição feita em um prédio do INSS, senti meu espírito revigorado. O interesse e o conjunto de atendimentos estão possibilitando o resgate de vários gatinhos que ainda se encontram presos no porão do referido prédio. Sugiro que vejam o vídeo que nos trás informações preciosas, vitoriosas e muito satisfatórias. Na verdade, nunca tinha visto uma decisão judicial parecida..... Isto está sendo muito bom.....

Facebook do Randel Silva.
👆👆👆👆VENCEMOSSS 👆👆👆👆
Saiu a decisão judicial. Podemos ficar no terreno fazendo os resgates por tempo indeterminado.
É uma grande vitória de toda causa animal. 
Confiram aqui a decisão judicial.
==========
Segundo moradores, mais de 50 gatos viviam no local e apenas 35 foram resgatados. Na semana passada também houve denúncia de que gatos estavam sendo torturados e mortos na região.

A polícia está investigando a demolição de uma casa abandonada com diversos gatos dentro no Maracanã, na Zona Norte do Rio. Em poucos dias, é o segundo caso que provoca indignação na região. No fim da semana passada, houve uma denúncia de que gatos estavam sendo torturados e mortos no interior do complexo do Maracanã. Artistas chegaram a fazer uma campanha na internet contra as mortes dos animais.

O prédio demolido é do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e quando os moradores souberam que ele seria demolido avisaram para a empresa que havia muitos gatos no local e pediram que a empresa aguardasse um pouco para que os gatos fossem retirados. De acordo com os moradores, os responsáveis pela empresa fizeram um acordo verbal e disse que retornaria nesta segunda (4) para realizar a demolição.

No entanto, no sábado (2) o prédio começou a ser demolido e não houve tempo para as pessoas retirarem os animais. No sábado mesmo os moradores conseguiram resgatar uma parte dos animais, totalizando 35 gatos. Desses, 21 estão recebendo tratamento em clínicas veterinárias e serão levados para ONGs para serem colocados para adoção. Segundo os moradores, cerca de 50 gatos viviam no local.
“A gente tem certeza que aconteceu um crime aqui. Não poderia ter sido feito dessa forma, nós entramos num acordo que segunda-feira os resgatistas viriam tirar os animais com os protetores. Segunda-feira a secretaria viria verificar se não teria nenhum animal e, assim, fazer a demolição. Nós fomos surpreendidos com a notícia”, afirmou Sezane Rizzo, subsecretária Municipal de Bem-estar Animal, destacando só foi possível salvar um número razoável de animais porque, apesar da surpresa, os resgatistas foram rápidos.

Na sexta-feira (1), após a denúncia de que gatos estariam sendo torturados e mortos no Maracanã, alguns artistas começaram uma campanha nas redes sociais pedindo o fim dessa violência e postaram fotos com a hashtag "SOS Gatos Maracanã". Entre os atores que se manifestaram contra a crueldade contra os animais estão: Heloísa Périssé, Evandro Mesquita e Betty Goffmann. "Tem um monstro matando de forma cruel os gatos do Maracanã", criticou Heloisa.

============
Nossas postagens a respeito:
Ativistas fazem força-tarefa para recolher gatos em imóvel demolido - RJ
Nojo: Assessora da SUBEM usa resgate de gatos em proveito político
Protetores tinham denunciado às autoridades a demolição de prédio cheio de gatos - Rio de Janeiro

03/09/2017

Manifestação da Proteção Animal do Rio de Janeiro

Foi Programado uma manifestação da Proteção Animal aqui do Rio de Janeiro contra a atual gestão do Crivella e sua Secretaria de Bem Estar Animal. Confiram:

Fonte: MOSAC

14/08/2017

Brigitte Bardot e Alain Delon, ídolos de nossa juventude, estão todos na mesma vibe pelo direito animal

Esta notícia já rolou há uns dias, mas, fiz questão de registrar porque fico muito feliz quando sei que meus ídolos de juventude são ícones na defesa dos animais. É como uma sinergia nos cantos do mundo que unem pessoas para mesma causa. No meu quarto tinha uma foto enorme da Brigitte Bardot e do Alan Delon.... Jamais poderia imaginar que eu e estas duas pessoas que tanto admirava estaríamos juntos numa mesma vibe, né mesmo? É o máximo!!!!
----------
Aos 81 anos, Alain Delon dedica todo o seu tempo aos animais
O ator francês, 81 anos, demonstra abertamente seu afeto pelos bichos
Pra mim, Alain Delon foi o homem mais bonito que o cinema já produziu. Nos anos 60 e 70, o ator francês, com seus translúcidos olhos violeta, seus cabelos caídos displicentemente na face, encarnava a própria beleza. Ótimo ator. ele fez filmes memoráveis, como O Sol Por Testemunha, em 1959, seu primeiro grande sucesso, e tantos outros. Tornou-se famoso nos quatro cantos do mundo. O tempo passou. Hoje, com seus 81 anos, Alain Delon, conserva o charme, os lindos olhos, mas é mais falado pelo amor extremado, sua quase devoção aos animais. A exemplo de Brigitte Bardot, 82, sua defesa da causa não tem limites, como a gente vê neste artigo do site incrivel.club.

Leia
Todos nós conhecemos, ao menos de ouvir falar, o belo e talentoso ator francês Alain Delon. Atualmente com 81 anos de idade, ele foi e é o ídolo de várias gerações de apaixonados pelo cinema. Porém, além disso, ele transformou-se no melhor amigo para centenas de cachorros.

O Incrível.club quer compartilhar com você a história do grande amor que este ator sente pelos amigos de quatro patas. Temos certeza de uma coisa: você irá admirá-lo ainda mais. Durante a juventude, Alain usava casacos militares só para poder aquecer melhor os cães que encontrava pelo caminho. Hoje, o ator francês mantém 5 albergues para gatos e cães sem dono.

«Minha casa sempre teve muitos cachorros. Para mim, os cães são como crianças doentes, que vivem apenas uns 10, 14 anos». Há anos, Delon vive na Suíça, desenvolvendo por lá seu trabalho com animais. Ele luta inclusive pelo direito de os cachorros terem seus próprios advogados. Segundo o ator, os animais também precisam se defender judicialmente.

O amor do ator pelos cães começou ainda na infância, quando ele teve uma cadela da raça Doberman, chamada Gala. «Um dia, eu gritei e bati nela. Ela se sentou e me olhou nos olhos. Vi que chorava. Foi quando entendi tudo, e agora, meus cachorros estão sempre sorrindo».

«Fico especialmente tocado com o fato de os cães não se importarem com quem seus donos são. Eles amam os humanos como se fossem pais. Você acha que meus cachorros sabem que eu sou mundialmente conhecido? Eles não estão nem aí! Não sabem quem sou eu nem com que trabalho.Simplesmente me amam. É um amor incondicional!»

Alain Delon é membro de uma sociedade protetora dos animais. Em sua mansão, ele mora com 8 cachorros. Na mesma propriedade fica o cemitério de seus animais de estimação anteriores: o ator já teve 45 cães. No meio do cemitério canino existe uma capela e, depois de precisar apresentar diversas petições, Delon conseguiu autorização para ser enterrado ali, quando sua hora chegar. Para o ator, este será o maior luxo a que já se permitiu.

Delon não cuida apenas dos animais mortos. Os cachorros vivos o preocupam muito mais. Assim como sua amiga, a também atriz Brigitte Bardot, ele está disposto a destinar todo seu dinheiro para protegê-los.

FONTE: 50emais

02/08/2017

Confronto entre donos de charretes e defensores dos animais vira caso de polícia

Pois é..... a proteção animal para conseguir o fim da exploração de cavalos em charretes acabam sofrendo agressões mesmo porque estes caras, geralmente, são super ignorantes..... Quem lembra de Paquetá aqui no Rio? teve muito protetor que apanhou muito....
-----------
Atrito ocorreu em Tiradentes, onde clima ficou tenso desde a proposta da troca de charretes por triciclos motorizados. Ativista aplaudem a ideia, que desagradou charreteiros.

A proposta de substituir as charretes de Tiradentes, na Região Central, por triciclos motorizados tem criado polêmica e resultou nesta terça-feira em boletim de ocorrência policial, com denúncias mútuas de agressões de pessoas favoráveis e contrárias à inciativa. Desde a sexta-feira o clima é de tensão entre charreteiros e defensores dos animais, depois que um deputado estadual se reuniu com o prefeito e sugeriu a substituição dos veículos de tração animal. 

Nesta terça, de acordo com a Polícia Militar, um casal de ativista fazia compras em um depósito de construção na Rua Alvarenga Peixoto, em frente à casa de um condutor de charretes, e ao se encontrarem teve início uma discussão. Em pouco tempo, a mulher e seu marido se viram acuados por um grupo de charreteiros e a PM foi chamada.

A ativista afirmou que foi agredida fisicamente, mas, de acordo com a polícia, não apontou quem foi o agressor. Já a irmã de um dos charreteiros acusou a mulher de agredi-la. Militares seguiram para o local e 10 pessoas envolvidas na confusão foram levadas para a delegacia, incluindo o casal de defensores dos animais. Caberá agora à Polícia Civil investigar o caso.

06/07/2017

Prefeitura cria proposta de lei para proteção e defesa dos animais - Cuiabá - MT

Para todos entenderem bem que as coisas só dão certo quando o executivo (prefeito) entra no esquema do legislativo (vereador).  Aí eles dividem os louros políticos, o que é natural. Então, espero que tendo existido tal parceria entre os dois poderes, o resultado saia logo.... 
---------
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, acatou o anteprojeto de lei, elaborado e entregue pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB), e vai criar políticas públicas de proteção e defesa de animais na Capital. A iniciativa atende a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com Ministério Público em 2016.

“Esta circunstância já tem acompanhado a gestão municipal há um certo tempo e decidimos, após uma série de diálogos amplamente abertos com a sociedade civil organizada, construir uma normatização que determine o papel da Prefeitura diante da questão. Este projeto também demarca a responsabilidade da sociedade em geral em relação aos animais domésticos que abriga, discriminando os maus tratos e punindo os agressores em todos os casos. Nosso objetivo é permitir que o bem-estar destes pequenos seres seja garantido, à medida que também proporcionamos uma relação harmônica e saudável entre as pessoas e eles, realizando o controle de natalidade através da castração e estimulando políticas de incentivo à adoção por parte de instituições e empresas que se envolvem diretamente com este nicho. O município entende sua missão, que é certificar que a humanização seja vivenciada na prática em cada desdobramento diretamente ligado à qualidade de vida daqueles que são a razão e a causa do nosso comprometimento, que é o povo cuiabano”, afirmou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Para que a integridade física e a convivência equilibrada sejam alcançadas, o projeto determina que cães e gatos abandonados ou vítimas de maus tratos ou atropelamentos sejam recolhidos e destinados para abrigamento em entidades conveniadas. Nestes pontos, os animais passarão por um tratamento médico-veterinário que permita a recuperação plena de sua saúde.

Outro aspecto que a proposta determina é quanto à adoção de animais. De acordo com a regulamentação, o adotante deverá assinar um termo de responsabilidade no instante em que toma a decisão, estando ciente da possibilidade de visitas das autoridades de bem-estar animal a sua residência, a fim de acompanhar o desenvolvimento do ato adotivo. Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Juarez Samaniego, para que o acompanhamento destas e outras políticas públicas seja feito devidamente, o município instituirá o Programa de Proteção aos Animais Domésticos.

“Este desdobramento da futura normativa visa proporcionar a educação ambiental, o incentivo à adoção e a práticas voltadas para a harmonização entre a população e os animais. Além disso, o programa oferecerá a esterilização gratuita de caninos e felinos, quando o guardião ou responsável comprovadamente não tiver as condições necessárias de arcar com as despesas do procedimento. Para que haja um envolvimento ainda maior da sociedade, poderá ser concedido um incentivo fiscal às empresas, profissionais liberais ou autônomos que realizem consultas, procedimentos, tratamentos ou internações de animais domésticos abandonados”, salientou.

A proposta também garante a instituição de uma Diretoria de Bem-Estar, que estará diretamente vinculada à pasta de Meio Ambiente. A ela serão atribuída o Disque-Denúncia de Maus-Tratos aos Animais – pelo número 156. “É fundamental que tenhamos uma equipe formada por profissionais da área, capacitados para fazer com que toda esta normativa seja devidamente cumprida, assegurando que estes pequenos bichos sejam resguardados. Nosso comprometimento se estende em todos os âmbitos”, concluiu Samaniego.

Em casos de maus-tratos constatados, o projeto impera que o infrator será advertido e poderá ser multado mediante o grau da agressão. A punição neste último caso varia de R$ 540 a R$ 5.040, considerando as consequências do ato em questão e se houve reincidência. 

FONTE: gazetadigital

17/06/2017

Quanto uma pessoa está disposta a dever para salvar animais pelas ruas?

Achei a matéria muito interessante porque muita gente acha que se cuida de bichos  com vento..... Cabe a quem vai fazer sua doação pesquisar a idoneidade de quem está ajudando porque, vez em quando, deparamos com picaretas do mais alto grau de esperteza.... Estou errada?
------------
Para tratar e salvar bichos resgatados, muitos ativistas da causa criam débitos exorbitantes nas clínicas veterinárias

É muito comum ver protetores de animais pedindo doações ou promovendo rifas e eventos para angrariar fundos e quitar dívidas. Semana passada, inclusive, o Lado B noticiou um grupo de amigos que realizou uma feijoada vegana para custear tratamentos de cães e gatinhos resgatados. Mas você já parou para pensar até onde pode chegar uma dívida contraída por conta de um animal abandonado?

Conversando com protetores e veterinários de Campo Grande, descobrimos que o débito pode se acumular em R$ 5,000, R$ 10,000 ou até em R$ 30,000. "Já tivemos dívidas nesse valor", confirma a veterinária Ana Lúcia Salviatto Andrade, da Capital.

A protetora Miriam Izumi Murakami, 39 anos, chegou a dever R$ 10 mil em apenas um mês. Desde que começou os resgates, ela já ajudou mais de 100 animais, entre cachorros e bichanos. "Eu amo os bichinhos, não consigo ficar sem fazer nada", explica.

Atualmente, ela está com 7 animais internados em clínica e realiza rifas para conseguir custear as despesas. "Eu peço doações e vou pagando conforme o dinheiro vai entrando. Essa semana paguei R$ 3,9 mil, e ainda ficou  R$ 3,6 mil. Só vai aumentando".

Outra protetora da Capital, Ana Lúcia Montes, precisou parar com os resgastes por conta das dívidas e do cansaço fisíco e emocional. Ela tem 14 cachorros em casa e já têm gastos mensais significativos. "Tem meses que preciso de 60 quilos de ração. Eu fiz curso de enfermagem e veterinária para aprender a fazer certos procedimentos e economizar com as clínicas", conta.

Ana diz que é muito comum ver protetores atolados em dívidas, e já viu colegas com débitos de R$ 30 mil. E a situação só aumenta. "Os resgates estão triplicando", avisa. "As pessoas estão abandonados muitos animais. Antes eram só vira-latas, agora até animais de raça estão sendo jogados na rua porque estão doentes ou dão despesa", denuncia.

A professora e protetora Bruna Rajão, precisa de R$ 1,5 mil e criou uma vaquina on-line para pagar o tratamento da gatinha atropelada e abandonada Branquinha, que infelizmente faleceu. Ela já chegou a dever R$ 12 mil, e quitou a dívida por meio das doações, rifas e eventos. "As pessoas acham que fico sentada esperando doação, mas já fiz brechó, rifas, um almoço e um leilão de um anel de ouro que ganhei da minha amiga", relata.

Cuidado - Apesar da maioria dos protetores terem boas intenções, também existem os oportunistas. A protetora Laura Elis dá dicas para evitar cair em golpes. "Primeiro, é bom conhecer a pessoa que está pedindo as doações e saber toda a história do animal e como o dinheiro será aplicado. Também é legal pedir para doar diretamente na clínica", ensina.

A veterinária Ana Lúcia Salviatto diz que, dependendo dos clientes, a clínica tenta ser compreensiva. Mas, no final das contas, as dívidas precisam ser quitadas. "É uma questão de sobrevivência. Nós precisamos receber", avalia. "Existem alguns que sabemos que não pagam, aí não tem como atender. A situação se torna insustentável. Mas há protetores que temos confiança, sabemos que irão pagar", define.

Outra dica de Laura Elis é não tratar as ajudas como uma moeda de troca. "Tem gente que doa alguma quantia para ajudar, e depois acha que, por conta disso, nós protetores temos que estar sempre à disposição para qualquer resgate que apareça. Na verdade, ninguém trabalha com isso, a gente faz o que pode", conclui.

Quem quiser ajudar, pode clicar aqui para acessar a vaquinha da protetora Bruna.

FONTE: campograndenews

16/06/2017

Pessoas que se dedicam a ajudar os animais

Acho muito legal a imprensa dar espaço para que todos saibam a dureza que é a vida de um protetor de animais. Não é fácil não....
--------------
Publicado em 15 de jun de 2017
O Especial Transmídia que o Sistema O Dia de Comunicação apresenta no final de semana dos dias 17 e 18 de junho tem como tema os animais. A TV O Dia mostra exemplos de pessoas que vivem para ajudar os animais abandonados: resgatam quando estão nas ruas doentes, cuidam, adotam e protegem.

14/05/2017

Dois cafés e a conta com Hanriette Soares, Presidente do "Paraíso dos Focinhos"

Eu não conheço a Hanriette, mas, todos que promovem atendimento aos nossos amados animais merecem plena consideração e apreço. Sucesso na empreitada! Já publicamos duas matérias sobre esta ONG. Confira.
--------
Presidente da ONG Paraíso dos Focinhos vai levar atendimento veterinário gratuito a comunidades de baixa renda
Em sua casa, Hanriette Soares tem dois cães, Tito e Pretinha. Em sua empresa, mais dois, Floquinha e Pretinho. E na ONG que preside, Paraíso dos Focinhos, estão outros 130 cachorros e 82 gatos — fora dois cavalos, que vivem em baias alugadas num haras.

Muitos animais chegam em mau estado, vítimas de maus tratos e abusos. Após serem resgatados, recebem tratamento vip e ficam disponíveis para adoção. A ONG ocupa 4 mil metros quadrados em Guaratiba. São 61 canis, de até 36 metros quadrados. E quatro gatis, cada um com 54 metros quadrados. Há ventilador de teto, piso para animais paralíticos, piscina para eles se exercitarem, centro cirúrgico, enfermarias. “É um spa 5 estrelas gratuito, onde eles têm todo o conforto”, diz ela, de 46 anos.

A ONG tem loja online, com uma linha de produtos pet tradicional e outra personalizada, com camisetas, calendários, bloquinhos. Os atores Paolla Oliveira e Daniel Rocha são os padrinhos do local. Frejat já doou duas guitarras para leiloar. Hanriette assumiu a presidência em outubro de 2015, e já fez quatro campanhas de financiamento coletivo. Há uma nova, no Kickante, para comprar um ônibus e transformá-lo numa unidade móvel de atendimento veterinário gratuito.

Revista O Globo: Como surgiu o Paraíso dos Focinhos?
Hanriette Soares: Até os 41 anos, não tive animal de estimação. Minha mãe, que tinha mania de limpeza, não gostava. E passei isso para meu filho, o que me arrependo muito. Quando o pai dele, meu ex-marido, sugeria dar um animal para ele aprender a cuidar, eu respondia: “De jeito nenhum, vai sujar a casa.” Até que, há cinco anos, meu filho foi para a faculdade e ficou muito independente. Senti-me sozinha e comprei um cão da raça Fox Paulistinha, Tito. Enlouqueci. Quase não viajava mais para poder ficar perto. Quando viajei botei câmeras para vê-lo, matar as saudades e checar se tudo ia bem. À época, um grupo de protetoras queria tirar dezenas de animais que viviam em más condições na casa de uma acumuladora de cães e gatos. Fui convidada para ajudar, mas acabei me envolvendo mais, e assim surgiu a ONG em 2012.

Por que uma unidade móvel de atendimento gratuito?
Não queremos ajudar só nossos abrigados. Com o ônibus vamos atender mais animais. Afinal, recebemos mais de 20 pedidos de resgate por dia e só podemos pegar os casos mais graves, para não lotar o abrigo. O ônibus irá a comunidades de baixa renda vacinar, castrar e fazer atendimentos rápidos e exames de ultrassonografia e hemograma. Muita gente ama seus animais, mas precisa de ajuda para cuidar. Às vezes um cão está com sarna, e basta um remédio para ficar bem. Do contrário pode ter infecção generalizada e ir para a rua ou ser sacrificado. Com relação a animais de rua, temos outro projeto. Antes da visita à comunidade, vamos contactar famílias de lá que estejam dispostas a dar um lar temporário. Elas vão receber da ONG remédios, ração, atendimento veterinário domiciliar e ajuda de custo. Quando o animal estiver bom, pode ser colocado para adoção. E queremos nos tornar autossustentáveis. Buscamos um sócio para o projeto de uma rede de franquias de lojas de produtos pet e clínicas veterinárias com a nossa marca.

Cite alguns desses casos graves que vocês resgataram.
A gata Charlotte foi eletrocutada na rede da Ligth e perdeu duas patas do mesmo lado. Foi adotada e hoje consegue andar. Crianças de uma favela colocaram uma bombinha cabeção de nego no ânus da cadela Drica e acenderam. Ela tentou tirar com a boca, mas explodiu. Fizemos duas cirurgias de reconstrução no focinho e uma no ânus. Hoje brinca, é carinhosa. Está agendada para ser entregue em adoção. Pegamos agora um cão com um rombo no rosto feito por uma bala que entrou por um lado e saiu pelo outro. Fizemos livros de colorir com as histórias de três animais que resgatamos, tratamos e estão bem. O cão Miguel estava com tumor no focinho. O cão Adam Levine foi atropelado, passou 24 horas sem ajuda, ficou paralítico e usa cadeira de rodas. E o gato Ethan foi achado quase morto. É obeso, diabético e tem FIV e FELV.

Por que tantos animais abandonados?
Uma família quis dar quatro cães para poder viajar. Uma avó quis se livrar do poodle de 11 anos porque o neto tinha medo de cachorro. Pegamos agora um Lulu da Pomerânia idoso, jogado de um carro de luxo em movimento. Há quem trate o animal como um objeto. Mas ele não é uma coisa. Um animal é um compromisso para o resto da vida.

FONTE: oglobo

07/05/2017

Clooney e Amal doam milhares de euros para ajudar animais

Muito bom de se ler coisas do gênero, não?
------------------------
O casal ajudou a salvar nove cães.

O centro de acolhimento animal 'Camp Cocker', na Califórnia, revelou que o casal Clooney fez uma doação de 10 mil dólares.

George e Amal Clooney decidiram contribuir para o tratamento de nove cães resgatados pela associação. Os animais estavam confinados a um quintal, na cidade de Mojave, e precisavam de cuidados médicos.

Segundo a revista People, o ator norte-americano e a advogada britânica quiseram manter o anonimato. No entanto, a ‘Camp Cocker’ pediu autorização para revelar os seus nomes e assim conseguir um maior número de doações.

Segundo a publicação, os membros do centro“dançaram e choraram de felicidade” com o gesto do casal.

Recorde-se que esta não é a primeira vez que Amal e George se disponibilizam para ajudar causas relacionadas com os animais, em 2015 o casal adotou um cão, de raça basset hound, já com quatro anos de idade.

21/04/2017

Abrigos de animais do DF estão lotados

Em tudo que é lugar existem dificuldades.... Minha Santa das Causas Difíceis, dá uma força p´ra esta gente linha de frente porque não é fácil não!!!!!! No DF tem muitos animais abandonados pelas ruas.
--------








07/04/2017

Coronel aposentado e dono de vários imóveis é acusado de acumulador de animais

Né brinquedo não....... É preciso uma avaliação cuidadosa e se for o caso, buscar tratamento....
----------------------
O coronel aposentado do Exército Brasileiro levado ao 1º Distrito Policial de Campinas, na noite de quarta-feira (5), por suspeita de maus-tratos de animais e agressão a um guarda municipal tem outros imóveis onde mantém cães e gatos em condições precárias, segundo a EPTV, afiliada da TV Globo.

Um deles fica no bairro Botafogo, a cerca de cinco quilômetros da residência na zona leste da cidade, onde 60 animais, sendo 50 gatos e dez cães, foram encontrados na quarta-feira. Cachorros mortos estavam no local na hora do flagrante da Guarda Municipal.

Proibido de manter animais em apartamento
Na sexta-feira (31), a Justiça proibiu o militar aposentado de manter animais no endereço do Botafogo, com multa de R$ 50 mil por dia, caso a determinação seja descumprida.
A ação foi um pedido do condomínio, pois moradores do prédio estavam reclamando do cheiro ruim e do barulho. A Vigilância Sanitária constatou que a presença de animais em estado de decomposição na geladeira do apartamento.

Para o Conselho de Defesa dos Animais de Campinas, este é um caso de acumulador, e que a família dele deveria intervir.
“Ele diz que está tentando produzir o menor cão (...) a menor raça de cão. Mas isso é uma desculpa, porque ele é doente”, disse presidente da Comissão de Proteção dos Animais de Campinas, Ingrid Menz.

O caso
Ao menos 60 cães e gatos foram encontrados na noite de quarta-feira (5) em condições de maus- tratos, muitos com doenças graves e contagiosas. O flagrante foi em uma residência na região leste da cidade entre o bairro Nova Campinas e Guarani.

O dono da residência, um coronel aposentado do Exército Brasileiro, de 64 anos, foi levado para a delegacia por suspeita de agressão e pela condição dos animais, alguns mortos.
Os animais ficavam em cômodos sujos, abafados e brigavam pela pouca comida, segundo os vizinhos, que denunciaram o caso para a Guarda Municipal.
"Os gatos ficavam trancafiados em uma situação deplorável", explica a presidente da Associação Late Cão, Marjorye Carvalho.

Como ajudar?
Quem quiser ajudar os animais resgatados devem obter mais informações nas redes sociais das associações Late Cão e Anjos de Rua. A Anjos de Rua divulgou um email: anjosderua@gmail.com.

25/03/2017

Operação 'Beethoven' flagra 4 casos maus-tratos a animais em Manaus

Caramba, é inacreditável, mas, a polícia civil de Manaus está mandando ver....
---------------
Vinte gatos foram encontrados em uma das casas fiscalizadas. 
Responsáveis por animais assinaram TCOs.

Animais estavam abrigados em casas e estavam em condições irregulares 
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)
A segunda etapa da operação "Beethoven" resultou no flagra de quatro situações de maus-tratos a animais domésticos, informou a Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema).

De acordo com o titular da Dema, Samir Freire, seis imóveis, situados em zonas distintas da cidade, foram fiscalizados ao longo da operação. Na ocasião, a equipe de investigação da Dema constatou irregulares em quatro deles. Em alguns foram identificadas condições precárias de moradia e situações de maus-tratos.

Dois cachorros foram encontrados em situação considerada crítica. Eles estavam em uma casa na Avenida Major Gabriel, Centro da capital. Os animais estavam sem alimentação ou água potável. Já em outra residência, localizada na Rua 89 do Conjunto Francisca Mendes, no bairro Cidade Nova, zona Norte, foram encontrados 17 cachorros no quintal do imóvel, em um ambiente sem higiene.

O titular da Dema relatou que em outra moradia, situada na Avenida Parintins, bairro Cachoeirinha, zona Sul, os policiais civis encontraram cerca de 20 gatos em um espaço inadequado. Na Avenida Dallas, no bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul, também foram identificados 40 animais vivendo em local inapropriado.

Operação da Polícia Civil foi deflagrada na manhã desta 
sexta-feira, em Manaus (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Conforme Samir Freire, os cachorros achados na Rua Guanina, bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste, não apresentavam sinais de maus-tratos, mas a proprietária dos animais não tinha condições criá-los juntos. Após a fiscalização no local, os animais foram doados para a Organização Não Governamental (ONG) Pata, onde irão receber cuidados adequados.

O delegado ressaltou, ainda, que, durante a fiscalização, são observadas as condições físicas dos animais, do local de criação, alimentação, água, vacinação e cuidados veterinários.
Também é verificada a quantidade de animais, porque o Artigo 17 da Lei Municipal nº 1530, de 26 de setembro de 2011, estabelece que não é permitida a criação, o alojamento e a manutenção de mais de dez cães ou gatos, com idade maior a 90 dias, em residência particular.

Os responsáveis pelos animais assinaram Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) por maus-tratos, crime previsto no Artigo 32 da Lei nº 9.605, de 26 de fevereiro de 1998 (Lei de Crimes Ambientais). Em seguida eles foram liberados. A primeira fase da operação “Beethoven” ocorreu no dia 10 de março deste ano, quando foram identificadas duas situações de maus-tratos a animais domésticos na capital.

08/03/2017

Em SC, atleta corre 80 km seguidos e arrecada R$ 8 mil para ajudar animais

Este tipo de iniciativa merece todo apoio e divulgação possível, né mesmo?
----------------------- 
Ele 'vendeu' cada quilômetro percorrido; 'Comunidade comprou a ideia'.
Maratonista foi acompanhado em todo o caminho de Chapecó a Concórdia.

Um ultramaratonista decidiu encarar um desafio pessoal e, ao mesmo tempo, ajudar os animais. Neste domingo (5), Denis Ebertz, de 50 anos, percorreu nada menos que 80 quilômetros correndo. Cada trecho do percurso entre Chapecó e Concórdia, no Oeste catarinense, foi "vendido". 

Com o incentivo da população, ele arrecadou fundos para um grupo voluntário.


Foram mais de 10 horas seguidas. "Deu 82,870 [quilômetros]. Literalmente.  A gente ficou surpreso, porque a ideia básica é de que ocorram eventualidades que atrasem, e não aconteceu nada. A gente se superou, foi muito legal, muito bacana. Tive apoio em todos os momentos, nunca corri sozinho. O pessoal via dando um toquezinho, vai ajudando com a água, pra você não ter preocupação", disse Denis.

A preparação foi grande. Denis que já corre há mais de 10 anos e disputou muitas competições, mas nunca havia corrido tanto.

À zero hora de domingo (5), muitos moradores de Chapecó foram até a Praça Coronel Bertaso para acompanhar a saída do atleta, que posou com os bichinhos antes da largada.
Devidamente equipado com luzes e coletes reflexivos, Denis fez algumas paradas no trajeto para se hidratar e se alimentar. Em uma dessas pausas precisou também trocar o tênis.

Com uma equipe de apoio sempre por perto, Denis percorreu todo caminho acompanhado. Alguns correram com ele, outros apenas resgistraram o momento e deram incentivo em pontos diferentes da SC-283, entre Chapecó e Concórdia.

O atleta Adriano Torres foi um dos que participaram da ultramaratona. Correu de Seara a Itá durante a madrugada, num percurso de 20 km. "A gente poderia ter passado essa noite simplesmente dormindo, mas a gente optou por fazer história, por criar recordações que vão ficar com a gente pela vida inteira", diz.

"Foi um desafio pessoal do Denis transformado numa causa social. Muita gente aderiu, participau ajudou. Claro que o principal foi ter ele ter chegado cumprido o percurso dele, foi. uma coisa extraordinária. Mas para todo mundo que participou, de uma maneira ou de outra, é muito especial também", diz o treinador Ademar Kammler, que percorreu 20 km do percurso.

Passava das 10h da manhã quando Denis se aproximou do destino final. O cansaço era visível, e a descida na entrada da cidade ajudou. Mesmo quem não era da equipe fazia questão de demonstrar apoio. "A comunidade comprou a ideia".

Fonte: G1 Santa Catarina

Cadela recolhida da rua adota gatinhos e os alimenta

Isto é muito bom repercutir em programas como este de altíssima audiência para sensibilizar a sociedade sobre os animais.... Muito bom!!!!! p´ra nós não é novidade, mas, para a grande massa.... Viva Lalá!!!!

Aliás, oura coisa que é bom citar é que a mídia, em geral, já percebeu que falar em bicho dá uma tremenda audiência, né não?


26/02/2017

Águia de Ouro fecha primeiro dia com desfile sobre proteção dos animais

Achei muito legal uma escola de samba se propor a falar de animais como enredo. Outras falaram, mas, muito modestamente em algum carro ou em alguma ala. Geralmente por causa de temas de meio ambiente. Mas, enredo totalmente sobre animais, é inédito mesmo. Pena que foi a última escola a desfilar esvaziando um pouco as arquibancadas...... Pena mesmo..... A matéria abaixo é da Isto É e se quiser ver o desfile completo CLIQUE AQUI. Ao final tem um compacto bonzinho.
---------------------
A Águia de Ouro, última escola a desfilar na passarela do samba no primeiro dia de carnaval de São Paulo, fez um desfile em homenagem à fidelidade dos animais. Cães famosos como Rin-Tin-Tin,

22/02/2017

Venda de animais domésticos não possui legislação específica no Brasil

Realmente, legislação a respeito não existe, mas, existe lei que proíbe criação e comercialização de cães da raça pit bull e derivadas. Comprova-se em: Lei 3205/1999 e Lei 4597/2005. Mas, que país é este que ignora tudo, né mesmo?

Vejam outras matérias excelentes da série "Proteção Animal" realizada pela TV Brasil - Repórter Rio ao final.


16/02/2017

Pseudoprotetores de animais: manda a lista de ONGs que vocês vão infernizar?

Sinceramente, gente, eu ando impressionada com o comportamento de pessoas que se dizem protetoras de animais, mas, que na verdade só demonstram um comportamento estranho, doentio, cruel e inexplicável.

Em 2001, fui uma vítima deste processo de enlouquecimento de pseudoprotetoras que conseguiram me destruir ao me roubarem um trabalho que criei e que executava com grande sucesso. Este sucesso foi tão considerável que o candidato a prefeito do Rio resolveu até criar uma secretaria de proteção animal que hoje,  mesmo após 16 anos de sua criação, não fez um terço do que eu fazia com um simples convênio com a secretaria municipal de saúde do Município.

A SUIPA (RJ), quando presidida pela saudosa Bebel, foi vítima por diversas vezes de pessoas loucas que fizeram de tudo para tirá-la da direção da entidade. Alem de entrarem com polícia armada dentro das dependências, promotores e políticos cercados de algumas das malucas,

14/02/2017

Sociedade Protetora dos Animais de Ituiutaba conta com ajuda de voluntários - MG

É tão bom ver gente trabalhando pelos nossos amados bichos, não? Beijos enormes aquela turma da SPAI.
Quem quiser ver uma matéria muito bacaninha desta cidade mineira é só clicar: 
---------------
Mais de 200 animais foram encaminhados para adoção somente após o último resgate feito nas ruas.


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪