RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador migração. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador migração. Mostrar todas as postagens

14 de junho de 2017

Migração de araras para zona urbana chama atenção de moradores de Manaus

Aqui onde moro, diariamente, um bando de ararinhas maracanã passam p´ra cá e voltam p´ra lá.... O que é estranho é que elas descobrem comida não sei onde em plena selva de pedra.....
--------------
A localização da cidade de Manaus, no meio da floresta amazônica, atrai para a zona urbana, animais típicos da zona de mata. É o caso, por exemplo, das araras, pássaros famosos pela algazarra e beleza das plumagens. A visita das aves à zona urbana da capital tem sido notada, com frequência, por moradores de algumas regiões.

Da varanda de casa, o biólogo Danyhelton Dantas, morador de um condomínio, na zona norte da capital, nas proximidades de um fragmento de floresta, acompanha o movimento das araras. Ele conta que os pássaros passam pelo local, de manhã bem cedo ou no final da tarde, em direção a área verde.

“Uma coisa que sempre fascinou, a mim e a minha esposa, nos dois anos em que estamos morando em Manaus, foi olhar para cima para ver as araras. A gente consegue ver a arara azul, a vermelha que é a araracanga. Uma coisa que achamos interessante é que elas andam em pares. Você nunca vê uma arara voando sozinha”, observa.

O biólogo tem razão. As araras estão em maior número na capital. Pesquisadores tentam entender se é a cidade que tem atrativos para os animais ou se há algo errado na floresta, para o comportamento dos pássaros. Para os cientistas, isso pode ter a ver com a escassez de alimentos na mata ou com a abundância de comida na cidade.

“Nós ficamos sem ver as araras em Manaus, durante um bom tempo. De um ano para cá começamos a verificar a presença delas. principalmente da araracanga, uma arara vermelha que temos por aqui. No começo havia um casal que ficava sobrevoando a cidade, hoje sabemos que há pelo menos 16 casais. Foi fácil identificá-las, pois elas são barulhentas. Isso pode representar uma combinação de fatores. Pode estar faltando espaço na floresta por conta do desmatamento”, diz o ornitólogo e analista ambiental do Instituto de Pesquisas do Meio Ambiente (Ibama), Robson Czaban.

Na cidade, chama a atenção o fato da arara vermelha tem sido vista com mais frequência, pois é um tipo que gosta de áreas alagadiças e não de terra firme.

O pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA), Mário Conh-Haft, que trabalha há mais de 30 anos com aves, explica sobre as características das araras encontradas na região. Ele diz que existem três espécies predominantes.  “A que realmente vive na cidade é a araracanga. Ela tem uma mancha amarela nas asas que separa o vermelho das costas, do azul das asas. A arara vermelha tem um vermelho bem mais intenso, já a Canindé, é amarela por baixo e azul por cima. Muita gente considera a Canindé a mais bonita de todas”, diz o especialista.

A floresta em Manaus 
O pesquisador também não descarta o fato das araras estarem procurando a cidade, devido à fome . “Se não houvesse verde na cidade, não haveria araras. A razão porque atraímos esses bichos é porque ainda mantemos áreas verdes em Manaus”.

Mário Conh Haft destaca ainda a inteligência das araras. “É um bicho de vida longa, com uma memória excelente. É muito inteligente e possui uma sociabilidade que permite troca de informações”, explica.

Arara Vermelha
O pesquisador também acredita que as araras já começaram a retornar à floresta. Para ele, daqui a alguns dias, os moradores irão sentir falta dos pássaros.

O biológo Danyelton também fala da questão da presença da floresta em Manaus, como fator de atração dos animais. “A questão da fragmentação é muito real em Manaus. A gente tem ilhas de matas dispersas pela cidade. Acho que as araras e outros animaizinhos como o sauim, buscam esses corredores para movimentação”.

O importante mesmo é preservar o verde. Investir nos fragmentos urbanos de floresta. Mantê-los prontos, para quando as araras quiserem voltar.

Reportagem: Markilze Pereira
Edição web: Gláucia Chair

Fonte: Em Tempo

25 de fevereiro de 2017

ONG denuncia morte de 75 cágados durante travessia em via de Teresina

Que tristeza, gente!!!!
--------------
Um problema vem causando preocupação para membros do Instituto Social Ambiental Cágado de Barbicha (Cabar). Apenas no mês de fevereiro já foram contabilizadas 75 mortes de cágados, vítimas de atropelamento na Avenida Boa Esperança, Zona Norte de Teresina. O animal é uma espécie de tartaruga de água doce, típica da região e de hábitat aquático geralmente encontrado em lagos, rios e riachos temporários.


Em vídeo divulgado pelo presidente do Cabar, a ambientalista Jacqueline  Lustosa, mostra um cágado gravemente ferido depois de ter sido atropelado ao tentar  a travessia da Avenida Boa Esperança. Na

17 de março de 2016

Cegonhas desistem da migração para comer em lixões

Até na migração das cegonhas o humano anda prejudicando... onde vamos parar?
-----------
Aves reduzem número de viagens da Península Ibérica à África no inverno

Cegonhas brancas estão viciadas em "junk food" e viajam por quase 100 quilômetros para conseguir um lanche, segundo uma nova pesquisa da Universidade de East Anglia (UEA), do Reino Unido.

No folclore, as cegonhas carregam bebês para pais de todo o mundo. Mas, desde meados dos anos 1980, um número crescente deixou de migrar da Europa para a África. Cada vez mais desses animais

15 de setembro de 2015

Seca causa migração e transforma cidade na 'capital das araras' do Brasil

Estas aves são liiiindaaasss.......
--------------------------
Em meio ao vaivém intenso de pedestres e veículos, emaranhados de fios elétricos, linhas com cerol e postes, objetos colorem e fazem barulho no céu de Campo Grande.

A cidade no centro-oeste do Brasil ganhou o título informal de "capital das araras", uma homenagem às aves que se adaptaram de

7 de setembro de 2015

Como seria o mundo animal se os humanos não existissem?

Que maravilha seria viver.....
------------------------

Você já ouviu falar de Serengeti? A região no norte da Tanzânia abriga a maior migração de mamíferos do Planeta e é uma das maravilhas naturais do mundo. Pois acredite: se o homem moderno (Homo sapiens) nunca tivesse existido, a Terra inteira se pareceria com Serengeti.

É o que sugere um novo estudo da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, recentemente publicado no periódico científico "Diversity and Distributions" e que apresenta um mapa de como seria o mundo dos mamíferos sem a

24 de fevereiro de 2015

Descubra quando os cães migraram para as Américas

Informação é tudo!!!!!!!!!!!!!!!!!
-------------------------
Os cães (Canis lupus familiaris) chegaram às Américas apenas cerca de 10.000 anos atrás, milhares de anos depois dos primeiros migrantes humanos atravessarem o estreito de Bering.

Essa foi a conclusão de um estudo que analisou as características genéticas de 84 cães de mais de uma dúzia de locais nas Américas do Sul e do Norte.

Ao contrário de seus antecessores selvagens, os lobos, cães aprenderam a tolerar a companhia humana e geralmente se beneficiaram dessa associação. Por exemplo, ganharam acesso a novas fontes de alimentos e à segurança dos

1 de setembro de 2014

Fotos incríveis de golfinhos em migração na costa africana

Ontem vi esta matéria do Daily Mail mostrando fotos incrivelmente maravilhosas sobre os milhares de golfinhos que mergulham em águas claras e cintilantes enquanto migram ao longo da costa da África do Sul. IMPERDÍVEIS!!!!! Cliquem no link para ver.

Os fotógrafos Silke e Rainer Schimpf seguiam os golfinhos durante sete meses - de fevereiro até agosto. Para obter as melhores condições, os Schimpfs gastaram um total de 440 horas e viajaram mais de 6.000 milhas em mar para obter as fotos.


Fonte: Daily Mail
tradução livre com ajuda do Google

1 de julho de 2014

Autoridades colaboram na migração de ovelhas na China



O vídeo é de 2013, mas, achei curioso.... e, detalhe, é na China.....


A polícia rodoviária e governantes locais do noroeste da China, estão colaborando para que 230 mil cabeças de animais possam realizar o trajeto de migração durante o intervalo do inverno para a primavera. A migração começou há 10 dias e os bichos precisam caminhar por algumas rodovias entre os dias 22 e 26 de março.            

30 de setembro de 2013

No Quênia, reportagem acompanha a maior migração de animais do planeta

Domingo Espetacular - Rede Record - 22/09/13

No coração da África selvagem, a repórter Natália Leite acompanha o deslocamento de várias espécies da Tanzânia ao Quênia. A equipe do Domingo Espetacular fica cara a cara com animais ferozes e grava imagens de um grande espetáculo da natureza.