Mostrando postagens com marcador golfinhos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador golfinhos. Mostrar todas as postagens

09/11/2017

Patrulha de ONG mostra matança de golfinhos e baleias em ilhas da Dinamarca

A ONG Sea Shepherd Global tem feito de tudo para denunciar e impedir que esta desgraceira continue. Há anos que os ativistas tentam dar um fim a tamanha crueldade contra cetáceos. Se quiser conferir veja nosso dossier CLICANDO AQUI.
--------------
Grupo de 18 voluntários, dividido em seis times, registrou a morte de 634 animais nas Ilhas Faroé, no Atlântico Norte,

24/10/2017

Golfinhos e Baleias tem o cérebro parecido com o dos humanos e usam dialeto para se comunicarem

Estes bichos são maravilhosos demais e nem assim são respeitados pelos humanos....
--------------
Do fato de as baleias e os golfinhos serem animais inteligentes não havia dúvidas, mas do fato do cérebro deles ser muito parecido com o do ser humano para se comunicarem, socializarem e interagirem uns com os outros, é uma bela descoberta.

13/07/2017

Australiano filma dezenas de golfinhos brincando com baleia

Posso dizer com propriedade sobre isto. Quando a gente pensa que o mundo acabou por conta de dificuldades com nossa saúde, algo vem para mudar nossa direção. Foi o que aconteceu com este rapaz que passou a produzir um material cinematográfico espetacular....
----------------
O cinegrafista Jaimen Houdson começou a filmar paisagens após acidente que o deixou sem os movimentos das pernas. Um vídeo publicado pelo cinegrafista australiano Jaimen Houdson está deixando os amantes dos animais marinhos cada vez mais apaixonados por esses bichos.

Houdson captou com seu drone uma cena espetacular, na qual dezenas de golfinhos passam ao redor de uma grande baleia em um mar verde-translúcido, na Austrália Ocidental. No Facebook, o vídeo já conta com mais de 429 mil visualizações e três mil reações.

A cena dura pouco mais de um minuto e é finalizada com golfinhos pulando alegremente perto da praia de Esperance, uma pequena cidade australiana. O vídeo fica ainda mais interessante quando se conhece o seu autor. Jaimen, que por muito tempo praticou diversos tipos de esportes, como surf, skate e mergulho, sofreu um acidente de moto em 2008 e é quadriplégico, desde então.

Jaimen Hudson pedindo sua esposa em casamento, no Lago Hillier

Ao perder os movimentos dos membros inferiores e parte dos movimentos dos membros superiores, Houdson acreditava que não poderia mais praticar seus hobbies favoritos, que eram as atividades esportivas. O interesse do jovem australiano pelas atividades, no entanto, se provou maior que as dificuldades que o prendiam na cadeira de rodas, e, em 2014, Hudson, que atualmente tem 25 anos, voltou a "praticar" seus hobbies por meio da fotografia e da filmagem. Os vídeos e fotos de Jaimen, que mostram belas paisagens, como um lago rosa, na Austrália, podem ser encontrados em seu Facebook, Instagram, Youtube ou site.

Fonte: Correio Brasiliense


10/07/2017

México vai usar golfinhos treinados pela Marinha dos EUA para salvar botos em extinção

Sinceramente, acho o projeto difícil demais para ser levado a cabo.... Em todo caso, vamos torcer na tentativa de salvar mais um animal em extinção por obra dos humanos...
-------------
Cientistas estimam que haja menos de 40 desses mamíferos restantes em seu habitat, no Golfo da Califórnia.

O governo do México planeja usar golfinhos treinados pela Marinha americana para tentar salvar populações de botos-do-pacífico, o mamífero marinho mais raro do mundo e que está à beira da extinção.

Rafael Pacchiano, ministro de Meio Ambiente do México, explicou que os golfinhos serão usados para localizar grupos de botos em pontos escondidos no oceano.

Esses grupos serão então capturados e transportados a um santuário que o governo mexicano promete criar no mar de Cortés, no oeste do país, para que os animais se reproduzam sem a ameaça de predadores.

Cientistas estimam que haja menos de 40 desses mamíferos ainda vivos em seu habitat natural, no Golfo da Califórnia.

Pacchiano diz que o projeto com golfinhos deve começar em setembro.
"Passamos o último ano trabalhando junto à Marinha americana com um grupo de golfinhos treinados para encontrar áreas inexploradas", afirmou o ministro à rádio Fórmula, do México. "Vamos capturar o maior número de botos possível para ter a oportunidade de salvá-los."

Esses golfinhos já estão capacitados para encontrar mergulhadores perdidos no mar e agora praticarão a busca de seus "primos" botos.

Na semana passada, o governo mexicano também anunciou o veto permanente ao uso de redes de pesca em uma área de mil quilômetros do Golfo da Califórnia. As redes - usadas sobretudo na pesca de camarões e do peixe totoaba - são a principal causa de morte dos botos-do-pacífico, conhecidos localmente como vaquitas.

O ator americano Leonardo DiCaprio, que criou uma campanha para salvar os botos, elogiou o veto pelo Ttwitter e agradeceu o presidente do México, Enrique Peña Nieto.

Uma proibição temporária, que vigorava desde 2015, foi considerada ineficaz, o que levou a organização ambiental WWF a pedir que ela fosse estendida e devidamente aplicada.

FONTE: Terra

29/05/2017

Golfinhos viram presença diária na Baía de Guanabara - RJ

Lembro que, quando pequena ao ir passear em Paquetá, assistia o tempo todo da viagem estes animais acompanhando a barca e dando este festival de beleza.
----------------
RIO - A manhã na Baía de Guanabara começou com cara de ressaca. Por volta das 7h, um bote inflável movido a motor deixou um clube da Ilha do Governador com dois biólogos da Uerj a bordo. Depois de uma parada rápida na Marina da Glória, a embarcação seguiu em direção ao lado oposto, vencendo as ondas da Boca da Barra.

Em apenas meia hora, sem qualquer pista, a equipe, já próxima à Fortaleza de Santa Cruz, encontrou o que buscava: um grupo de cerca de 40 golfinhos-de-dentes-rugosos, que se tornou a mais nova (e bela) surpresa da tão maltratada Baía de Guanabara. Entre os animais, há um filhote recém-nascido, sempre ao lado da mãe. Tão simpáticos quanto “Flipper”, o golfinho que protagonizava uma série nos anos 1960, alguns animais cercaram a embarcação e colocaram suas cabeças para fora, curiosos. Num certo momento, um deles brincou com o lixo flutuante — jogou para o alto uma embalagem de margarina, como se estivesse fazendo embaixadinha.

Neste outono, a Baía dá demonstrações de que, mesmo agonizante e praticamente abandonada à própria sorte pelo estado em crise, continua viva. A presença desses golfinhos (da espécie Steno bredanensis, seu nome científico) numa frequência quase que diária é algo completamente atípico. O fenômeno inusitado se completa com o fato de o mesmo grupo explorar áreas cada vez mais distantes da entrada da Baía, como a Ponte Rio-Niterói.

Passeio de animais até Botafogo
Nas últimas semanas, pesquisadores se depararam com os bichos até do outro lado da Ponte. Virou rotina acompanhá-los perto do Aeroporto Santos Dumont, do Porto do Rio, do Museu do Amanhã, da Praia de Botafogo e da orla de Niterói. A cada dia, os golfinhos-de-dentes-rugosos dão show nas águas da Baía, com cenas de piruetas no ar, atraindo a atenção de esportistas, pescadores e profissionais embarcados em navios. Dois grupos de pesquisa monitoram hoje a turma: o Laboratório de Mamíferos Aquáticos e Bioindicadores (Maqua), da Faculdade de Oceanografia da Uerj, e o projeto Baleias e Golfinhos do Rio de Janeiro, que atua em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, o Programa Marinho do WWF-Brasil e o Instituto Mar Adentro.

— O golfinho-de-dentes-rugosos é o nosso muso do outono — elege a bióloga Liliane Lodi, do Baleias e Golfinhos. — Há dois meses acompanhamos um grupo, entre 40 e 50 animais, na Baía de Guanabara, pescando. É a época da tainha. Desde 2004, trabalho monitorando golfinhos na nossa costa, mas nunca tinha visto eles entrarem com essa frequência e indo tão dentro da Baía. E há vários filhotes junto. Às vezes, assistimos às mães ensinando os bebês a pescar: elas soltam o peixe para os filhotinhos; se eles não conseguem pegar, elas repetem.


Um grupo de cerca de 40 golfinhos, da espécie dentes-rugosos, se tornou a mais nova (e bela) surpresa da tão maltratada Baía de Guanabara Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

Os animais que no momento habitam a Baía são sempre os mesmos. A identificação é feita por marcas nas nadadeiras: eles mordem uns aos aos outros como forma de brincar. Os representantes dessa espécie possuem estrias verticais nos dentes (por isso o nome pelo qual são conhecidos), podem medir até 2,80m e têm a boca cor-de-rosa. Também emitem sons que servem para explorar o ambiente e localizar presas. Na Baía, seguem barcos e canoas havaianas. Entre uma pescaria e outra, dão saltos no ar, atraindo cardumes:

— Eles brincam com os sacos, ficam jogando de um para outro. Mas esse plástico pode também matá-los — diz o biólogo Alexandre Azevedo, integrante do Maqua, que também monitora os botos-cinza.

Pela última estimativa, restam apenas 34 botos na Baía de Guanabara, sendo que eles estão cada vez mais restritos ao fundo do espelho d’água. Pelo observação dos pesquisadores do laboratório, os golfinhos-de-dentes-rugosos não costumam ficar assim tão à vontade em áreas habitadas pelos botos. Com o caminho mais livre, aproveitam:

— Talvez estejam colonizando o espaço deixado pelo boto-cinza na Baía. Há essa possibilidade, mesmo que pequena. A característica deles é se deslocar muito em busca de alimentos. Golfinhos vistos aqui também já foram registrados por pesquisadores no Norte de São Paulo e na Ilha Grande — afirma Alexandre.

O Maqua tem registrado 150 animais da espécie que frequentam a Baía. Alguns observados agora são os mesmos de outros anos. Mas, em 25 anos de acompanhamento feito pelo laboratório, é a primeira vez que um grupo parece ter “se mudado” para a Baía. Pode ser que a turma permaneça até o fim do inverno.

Tainha é uma “iguaria”
Os reais motivos para essa mudança de comportamento são um mistério. Há algumas hipóteses. Além do espaço deixado pelos botos, há um possível aumento na quantidade de tainhas, que estão na época de reprodução. Presidente da Associação Livre de Pescadores e Amigos de Itaipu, Jorge Nunes de Souza, o Chico, diz que, desde o ano passado, o litoral do Rio, incluindo a Baía, conta com mais peixes da espécie pela restrição à pesca industrial no Sul do país, imposta pelo governo federal desde 2015. Os golfinhos já foram em vários momentos flagrados por câmeras dos pesquisadores com tainhas na boca e também peixes-espada, outro “prato” muito disputado.

— A presença deles não quer dizer que a qualidade da água esteja melhorando. Eles se alimentam aqui, mas estão expostos a todo tipo de degradação da Baía de Guanabara. Mas, apesar disso, a Baía continua muito importante para a vida marinha. Ela precisa é ser cuidada, porque tem muito a oferecer — destaca Alexandre, do Maqua.

Liliane Lodi conta que, em abril, se deparou com um filhote bem pequeno com a mãe. Agora, já está maior e mais gordinho. Sinal de que há vários dentes-rugosos cariocas na área. Após o inverno, pesquisadores dizem não saber qual será o destino do grupo, que, enquanto não vai embora, diverte turistas e quem navega pela Baía de Guanabara. A cada encontro, a festa é grande:

— É muita emoção remar com eles — diz o biólogo e professor de canoa havaiana Paulo Cordeiro. — Ver um animal selvagem em sua plenitude, senhor absoluto do seu ambiente, é fantástico. Sem falar que eles agora estão na nossa raia de treinos. É um privilégio compartilhar o mar com esses mamíferos.

Fonte: O Globo

20/05/2017

França proíbe criação em cativeiro de orcas e golfinhos

Será que esta Ministra vai continuar? sim, porque o atual presidente da França não tem o mínimo respeito aos animais já que é defensor das touradas. É capaz de detonar ela, senão já o fez.....
------------------------
A nova lei tem como objetivo limitar os espetáculos que envolvem estes animais.

A criação de orcas e golfinhos em cativeiro é, a partir de agora, proibida em França. A lei foi aprovada na quarta-feira passada pela ministra do Ambiente, Ségolène Royal, e tem como objetivo limitar os espetáculos que envolvem estes animais marítimos.

A nova lei também proíbe o contacto direto entre os animais e o público e obriga a que as piscinas e aquários onde estes animais se encontram têm de ser muito maiores.

Os parques aquáticos têm três meses para colocar a regra em funcionamento e a expansão das piscinas deve ser terminada no prazo de três anos.

A ministra do Ambiente francês decidiu endurecer a lei depois de tomar conhecimento de que “muitos destes animais são drogados” em piscinas e aquários, segundo um comunicado do seu ministério à AFP, citado pelo The Independent.

Vários grupos de ativistas de defesa dos direitos dos animais congratularam-se com a decisão. Num comunicado conjunto, citado pelo mesmo jornal britânico, consideraram-na um “avanço histórico” que pode colocar fim a “programas de criação, intercâmbio e importação” destes animais.

02/05/2017

Boto cinza ameaçado de extinção

Já falamos algumas vezes aqui no blog sobre a ameaça de extinção destes botos..... Lembro quando pequena, meu passeio predileto era ir à Ilha de Paquetá porque durante a viagem nas barcas víamos dezenas de golfinhos......
---------
Grandes grupos de boto cinza ainda são vistos na costa brasileira, mas a espécie é considerada ameaçada. Uma das situações mais dramáticas acontece na Baía de Guanabara.

08/04/2017

Cães que brincam com golfinhos

Achei lindo o primeiro vídeo publicado no Daily Mail, mas, daí fui fuçar e achei um outro de 2016.... Publiquei no final.
-------------
Um golfinho e um golden retriever foram filmados enquanto brincavam em uma praia de Austrália ocidental

Eles dizem que os cães são o melhor amigo de um homem, mas um filhote parece ter encontrado um novo amigo nos lugares mais improváveis. Nadando em água até o pescoço, o cão e o golfinho pareciam estar desfrutando de um jogo de gato e rato.

O proprietário do cão Brett disse que não era a primeira vez que o cão tinha gostado de brincar com os golfinhos na beira na praia. Durante as filmagens, o dono do cão pergunta "onde ele está?" E o cão responde com um latido.

De acordo com o professor Lars Bejder da Unidade de Pesquisa de Cetáceos da Universidade Murdoch, o raro avistamento do golfinho perto da praia sugere que estava caçando peixes. "Na maioria das áreas costeiras, incluindo Rockingham, muitas vezes vemos esses golfinhos em áreas rasas", disse Bejder.

Fonte: Daily Mail
Tradução livre do Google para "O Grito do Bicho"
----------------

02/02/2017

A contradição do Japão

Quando eu falo do meu espanto quando vejo o Japão caçar baleias e permitir tamanha crueldade na captura e morte de golfinhos é por causa destes contrastes. Como um povo tão inteligente (diferentemente da China que vive da alta produção escrava e com um povo tão insensível) ainda pratica estas barbáries desenvolvendo coisas do gênero que faço questão de mostrar nestes dois vídeos:


jornal japonês

12/12/2016

Golfinhos saltam por dentro de anéis de fogo em circo na Indonésia e vídeo causa revolta

O que não passam estes animais em circos podres como este!!!!!
----------------
Uma gravação perturbadora mostra golfinhos saltando por dentro de anéis de fogo e fazendo truques com bola de basquete em um circo na Indonésia. O flagrante ainda mostra o momento em que os animais são transportados durante a turnê circense. O vídeo foi divulgado pelo Ric O'Barry Dolphin Project, iniciativa tocada pelo ativista americano Richard O'Barry, que foi procurado por espectadores do circo que ficaram assustados com o que viram por lá. Confira:


"É muito bárbaro. A primeira vez que vejo golfinhos saltando através de aros de fogo. Parece um comportamento de seres atrasados. Todas as instalações de golfinhos em cativeiro são problemáticas,

27/10/2016

Você sabia que os golfinhos são os animais com a memória mais longa?

Amo ler estas matérias.... enriquecem nosso conhecimento e nos dão argumentos fortes para defende-los..... E saber que vai começar a caça anual destes animais.....
------------------------
Provavelmente você já ouviu falar que alguém tem “memória de elefante” porque nunca se esquece das coisas. No entanto, a melhor expressão seria “memória de golfinho”! Isso porque, mesmo depois de 20 anos de separação, os golfinhos conseguem selembrar dos assobios de seus antigos companheiros. Foi o que mostrou uma pesquisa dos Estados Unidos divulgada na publicação científica Proceedings of the Royal Society B – Biological Sciences.

Os cientistas usaram as informações sobre os

20/09/2016

Golfinhos podem ‘conversar’ como nós, é o que sugere estudo

Quando é que humano vai cair do seu pedestal e entender que os animais são competentes o suficiente para se comunicarem do jeito deles? O problema é que usam as comunicações humanas como referência... eu hein.....
------------------------
Os animais usam sinais dispostos em sentenças, da mesma maneira que humanos

Golfinhos são capazes de “conversar” como os seres humanos, afirma um estudo “linguístico” dos sons emitidos pelos animais. Usando diferentes sinais sonoros (chamados “cliques”), um após o outro, os animais formam sentenças muito semelhantes às frases humanas, afirma o cientista Vyacheslav Ryabov,pesquisador Reserva Natural Karadang, na Rússia, após analisar a gravação de uma dupla de golfinhos.

“Como essa linguagem [dos golfinhos] exibe todas

19/09/2016

Filme japonês favorável à caça de baleias quer contestar "A Enseada" nos EUA

Escuta, gente,  é isto que merecemos? qualquer hora teremos documentário defendendo touradas, vaquejadas, caça, etc etc etc..... socorro!!!!! pelos calos do profeta!!!!! Fico impressionada porque o povo japonês é tão inteligente... como pode isto?
------------------------
Uma produtora japonesa empreendeu uma campanha financiamento popular para lançar nos EUA um documentário que defende a polêmica caça de baleias e golfinhos no Japão e com o qual pretende replicar o filme americano "A Enseada".

A iniciativa, que desde esta terça-feira está aberta para receber contribuições voluntárias em um site, se propõe a divulgar esta produção japonesa concebida como um "documentário contestador" perante "A Enseada", explicou

18/03/2016

SeaWorld anuncia que não terá novas gerações de orcas

De certa forma, achei um grande passo para libertação das orcas. Resta saber se os golfinhos entrarão nesta...
------------------
O SeaWorld anunciou nesta quinta-feira (17) que a atual geração de orcas é a última que manterá sob seus cuidados. A chamada "baleia assassina" era o símbolo da rede de parques aquáticos dos EUA e já esteve estampada em versão antiga do logotipo da empresa, famosa pelos shows com animais marinhos. Em nota divulgada em seu site,

26/02/2016

Sea Shepherd conclui a cansativa Campanha em Defesa da Baleia-piloto nas Ilhas Faroe

Esta ONG é um orgulho para todos nós que militamos na causa..... é preciso ter dinheiro sim, mas, tem que ter coragem e determinação....
------------------------ 
Promessas para continuar a pressão para acabar com a matança

Tripulação do Sea Shepherd em patrulha, defendendo as baleias-piloto das ilhas Faroe.
Tradução: Peter Kajari

Os navios da Sea Shepherd com registro holandês Sam Simon e Bob Barker chegaram no porto de Bremen, Alemanha, marcando a conclusão oficial da

19/02/2016

Na Argentina, turistas matam golfinho ao tirar animal da água para fotografá-lo

Que gente mais podre!!!!! tudo por causa desta meleca de facebook que quando não é bem usado só dá nisto..... Deus que me livre!!!!! 
------------------------
O animal teria morrido após ser retirado da água por banhistas, na intenção de fotografá-lo

Nessa terça (16), a fundação argentina Vida Silvestre denunciou que turistas foram responsáveis pela morte de um golfinho, na cidade de Santa Teresita, na província de Buenos Aires.

A fundação afirmou que o animal teria morrido após ser retirado da

21/01/2016

A perturbadora verdade sobre nadar com os golfinhos

Revelações que devemos considerar.... e muito.... É muita exploração destes animais...
Fonte: The Dodo
Colaboração: Helô Arruda
-----------------
Multidões de americanos estão agora viajando para o Caribe, em busca do sol, das águas azul-turquesa ... e da oportunidade de nadar com golfinhos. Mas apesar de sua popularidade, os programas de “nadar-com-o-golfinho” tem um lado sombrio, e os protetores de animais estão começando a manifestar-se contra eles.

Os programas podem ser encontrados em todo o mundo, mas se tornaram extremamente populares no Caribe na última década. Um ex-treinador de golfinhos, que falou sob a condição de anonimato, disse

09/06/2015

Animais marinhos são encontrados mortos na Praia do Cassino - RS

Realmente, a destruição do meio ambiente provocada pelo excesso de população humana está acabando com tudo.... O que não entendo é a anestesia das pessoas.... todos sabem e nada fazem... agem como se tudo fosse um fato consumado.... concordam ou é impressão minha?
------------------------------------------


Tempestades no oceano e o descarte irregular de lixo estariam causando a morte de pinguins, tartarugas e golfinhos

15/05/2015

Golfinhos também possuem redes sociais!

A comparação é muito boa.... Nossa colaboradora Helô nos mandou a curiosidade.... E ainda matam e aprisionam estes seres... 
-----------------------------------------------------------


Eles podem não estar no Facebook ou no Twitter, mas os golfinhos, de fato, formam redes sociais altamente complexas e dinâmicas, de acordo com um estudo recente realizado por cientistas no Porto Branch Oceanographic Institute (HBOI) na Florida Atlantic University. 

Os golfinhos são conhecidos por serem animais altamente sociais, e uma equipe de pesquisadores da HBOI estudou mais de perto as interações em um grupo de animais que vive na lagoa  Indian River (IRL), descobrindo como eles se misturam e com quem eles passam o tempo.


 Através de pesquisas  intensivasde foto-identificação realizadas na lagoa, realizadas ao longo de um período de seis anos e meio, os pesquisadores foram capazes de aprender sobre os padrões de

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪