Mostrando postagens com marcador filme. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador filme. Mostrar todas as postagens

07/08/2017

Robert Pattinson desmente história de cena de sexo com cachorro em filme

Sinceramente,  este pessoal de marketing sempre inventa alguma coisa para polemizar lançamento de filmes. Posso estar enganada, mas, este é um dos casos na minha opinião. 
------------
Ator havia afirmado que recebeu autorização do diretor e do dono do cachorro para filmar a cena polêmica
O ator Robert Pattinson pediu desculpas públicas e desmentiu sua afirmação de que havia protagonizado uma cena de sexo real com um cachorro durante as filmagens do drama policial ‘Good Time’.

O astro de 31 anos havia chocado os espectadores do programa do apresentador Jimmy Kimmel ao falar sobre a cena, que acabou cortada da produção. No entanto, após ser criticado por vários grupos de direitos de animais, ele voltou atrás. “Era para ser apenas uma brincadeira”, afirmou o ator em um comunicado público enviado à imprensa norte-americana e publicado no site da revista People.

“A história que contei pro Jimmy Kimmel fugiu de controle. Todos ligados ao filme amam animais e jamais faríamos qualquer coisa para machucá-los. Eu fico constrangido que tenha passado a impressão contrária ao tentar fazer o Jimmy rir”, finalizou o astro da saga ‘Crepúsculo’.

Em sua declaração no programa, Pattinson falava sobre a ousadia das filmagens. “Nós passamos dos limites. Não sei se eu deveria contar isso, mas o meu personagem tem uma afinidade com cães. Ele acredita ter sido um cachorro em outra vida”, disse o ator justificando a cena de sexo. “O diretor insistiu, falou que eu estava sendo um covarde e o dono do cachorro estava no set e deixou, me recomendou que eu massageasse a parte interna das coxas do cachorro”, revelou.

Assista à declaração (a partir de dois minutos e 21 segundos) e em seguida ao trailer de 'Good Times' - ainda sem data de estreia no Brasil:

Fonte: Midia News

20/07/2017

Ferdinando, o Touro e as suas mensagens anti-taurinas

O texto foi escrito pela Professora 
Estefânia Barroso (Portugal) e está tão bem colocado e escrito que resolvi a publicar. Estou publicando o trailer do filme a ser lançado no final do ano e o desenho do Walt Disney que já usava o touro Ferdinando para ridicularizar as touradas. Não deixem de ver... É muito bom!!!
----------
Esse “desporto” a que chamam tourada mais não é para mim que um espetáculo lamentável realizado às custas do sofrimento de um ser vivo para gáudio de uma audiência que rejubila perante o sofrimento do touro que nada fez para estar a ser torturado

Está prevista para dezembro deste ano a estreia em Portugal do filme de animação Ferdinando, o Touro. Estamos a falar de uma nova versão da curta-metragem de animação da Walt Disney que, por sua vez, era baseada na obra de Munro Leaf, A História de Ferdinand. Pela visualização do trailer que já foi lançado publicamente, parece-me que a personagem principal da curta-metragem de 1938 mantém as suas características. Ou seja: estamos perante um touro que prefere observar a paisagem, sentir o aroma das flores, à sombra de uma árvore, do que treinar para ser escolhido para as touradas. Temos presente um animal terno, meigo e muito calmo que é escolhido por engano para participar numa tourada, tendo em conta o seu enorme porte.

Na versão de 1938 é anunciada a sua ferocidade e bravura mas, quando o animal entra na arena, o seu único interesse é um ramo de flores que o toureiro traz na mão. Estamos perante uma personagem que foge ao padrão atribuído à sua raça, um pacifista que se nega a ser violento. No fundo, tanto o livro, como a curta-metragem e, penso, também será o caso nesta longa-metragem que irá estrear, defendem um clima de paz e não-violência, assim como de tolerância. Diz-se que Hitler terá ordenado que a obra de Munro Leaf fosse queimada. Diz-se também que era uma das obras preferidas do pacifista Ghandi. Em Espanha chegou a ser proibida por se considerar que era uma crítica à Guerra Civil nesse país. Como qualquer grande obra de literatura, várias são as interpretações que se podem ter e será eventualmente por isso que já se ouvem algumas vozes que mencionam o facto de o filme ter informações anti-taurinas (e ainda só assistimos ao trailer!)

No que me diz respeito (e sei que estou a pisar um ninho de vespas) parece-me muito bem que o filme tenha essas informações (se é que as tem). Esse “desporto” a que chamam tourada mais não é para mim que um espetáculo lamentável realizado às custas do sofrimento de um ser vivo para gáudio de uma audiência que rejubila perante o sofrimento do touro que nada fez para estar a ser torturado. Sei que esta é uma discussão inútil. Depressa se irão levantar as vozes argumentando sobre a nobreza e a arte da tourada (que, assumo, não consigo encontrar nem perceber). Sei que irão tecer argumentos vários. O principal? A tradição milenar. Não se pode acabar com uma tradição do país. Seria perdermos um pouco da nossa identidade! No seguimento dessa ideia de manter a tradição seria normal termos ainda arenas ocupadas com gladiadores. Certo? No que a mim me diz respeito, tradições destrutivas ou que façam sofrer seres vivos não são para manter. E esse é o caso das touradas.

Gosto particularmente de um segundo argumento: o touro é muitíssimo bem tratado durante a sua vida (e não tenho dúvidas disso porque sempre que sou assaltada por alguma imagem de touradas na televisão, verifico que o touro tem um aspeto extremamente saudável). Mas ser bem tratado em vida dá-nos o direito de lhe oferecer uma morte tão violenta? A minha gata não iria gostar de ter essa informação...

Também não suporto a ideia de que existe honra e que a tourada presta homenagem à força e ferocidade do touro. Mais uma vez são imagens que não consigo ligar: honramos, torturando? Não consigo entender…

E, por fim, o argumento mais pesado: os touros bravos são criados apenas e só com a finalidade de serem lidados. Abolindo touradas, abríamos caminho para a extinção da espécie. E a isto respondo, e perdoem-me se isto soa a alguma frieza, mas manter uma espécie apenas e só com o intuito de, mais cedo ou mais tarde, a fazer sofrer, traz algo de bom a essa espécie? Penso que não. Mais uma vez não me faz sentido.

Tendo discutido várias vezes este assunto com aficionados das touradas, ouvi, mais do que uma vez a famosa “tens de presenciar o espetáculo para o entenderes”. Ao que respondo: “presenciei algo parecido e não gostei nem um pouco!” Na minha época de estudante de Coimbra era tradição, na semana académica, assistir à garraiada na Figueira da Foz. E eu lá fui um ano (inconsciência da juventude). Apesar de não apreciar nem um pouco garraiadas, pensei que a brincadeira com um vitelo não seria muito violenta para o mesmo. Qual não foi o meu espanto quando vi que estavam presentes animais de um porte considerável e que eram lidados tendo-lhes sido espetadas as famosas bandarilhas. Sinceramente não senti a honra de que tanto falam. Senti angústia, tristeza e remorso por estar a assistir a um espetáculo onde se derramava o sangue de um animal. Para experiência bastou. Não preciso, nem quero, assistir a mais qualquer tipo de espetáculo do género.

Voltando ao Ferdinando, o Touro. Espero que o filme continue, tal como o livro em que se baseia, a passar uma mensagem de não-violência, uma mensagem de aceitação da diferença e sim, espero que traga com ele uma mensagem anti-taurina. Espero que os espetadores saiam da sala de cinema com essas mensagens bem claras na mente.

FONTE: publico.pt
=========
Vídeos



16/07/2017

Documentário 'Gatos' mostra vida de felinos em Istambul

Queria muito ver.... O problema é ir ao cinema.... Cadê o tempo?
-----------
Uma ode aos felinos. Esse é o resultado de "Gatos", da diretora turca Ceyda Torun.

O documentário acompanha o dia a dia de sete bichanos que vivem livremente pelas ruas de Istambul e mostra como esses animais fazem para sobreviver em uma cidade cada vez mais urbanizada.

O filme ainda aborda a relação dos moradores da região com os bichos e também a espiritualidade atribuída por eles aos felinos segundo a cultura islâmica, Maomé amava gatos e seu favorito se chamava Muezza.

Fonte: Folha de São Paulo

Aqui no Rio está passando no Rio Design Barra

11/07/2017

Netflix ironiza 'carnívoros' em comercial do filme Okja

Falamos aqui  quase um mês atrás sobre o filme OKJA. Consegui ver no domingo. Claro que recomendo, é excelente porque a Netflix teve a coragem de lançar o filme sem nenhuma censura. Leiam mais sobre e vejam a ironia que fizeram sobre os carnistas..... kakakaka.... muito bom!!!!!
========
Na manhã desta segunda-feira (10), a Netflix divulgou um vídeo para promover o filme Okja, que chegou à plataforma no dia 28 de junho, com Jake Gyllhenhaal, Tilda Swinton e Lily Collins no elenco, e dirigido pelo sul-coreano Joon-Ho Bong. Nele, uma atriz aparece fazendo compras em um supermercado e a legenda diz "antes de Okja", ao que ela pega os produtos feitos à base carne com indiferença. Depois disso, ao já ter assistido o filme, a atriz chora ao ver os mesmo produtos.

Okja chegou à Netflix envolto por uma série de polêmicas. O longa foi submetido ao Festival de Cannes, marcando a primeira vez que o evento francês autorizou títulos de plataformas digitais para concorrer na mostra. No entanto, a determinação desobedeceu a legislação francesa, que impede os filmes de serem exibidos nos cinemas caso o produto já esteja disponível na internet. O contratempo fez que com que a organização do festival modificasse as regras e, a partir de 2018, todo o filme lançado em Cannes deverá ser distribuído em salas de cinemas franceses após o término da mostra.

Okja acompanha a história de Mija (Seohyun An), uma jovem que arrisca tudo para evitar que uma poderosa empresa multinacional de alimentos sequestre sua melhor amiga, um "super porco" geneticamente modificado chamado Okja. A espécie, "descoberta" no Chile, na verdade é criada em laboratório e tem 26 animais enviados para países distintos, de forma que cada fazenda que o receba possa apresentá-lo à sua cultura local. Os animais devem permanecer espalhados ao redor do mundo ao longo de 10 anos e, após esse período, participarão de um concurso que escolherá o melhor deles.

--------
Trailer do filme. Não percam.

27/06/2017

Netflix estreia filme sobre criatura fantástica nesta quarta

Gente, vai estrear amanhã. Eu que achava que não iam lançar aqui no Brasil, né? Leiam nossa postagem anterior a respeito: OKJA, um filme imperdível para todos nós .
--------------
O desejo do diretor sul-coreano Bong Joon Ho em trabalhar junto aos atores e artesãos talentosos de diversas partes do mundo foi importante para a construção do filme “Okja”, que estreia na Netflix nesta quarta (28) e em alguns cinemas de Nova York e Los Angeles.

No vídeo postado nesta segunda (26) pela Netflix, o elenco e a equipe de Okja descrevem como transcenderam fronteiras para levar sua história às telas. Nele também estão entrevistas com Tilda Swinton, Jake Gyllenhaal, Paul Dano e Steven Yeun, assim como imagens de bastidores dos atores trabalhando ao lado do diretor Bong. Confira:

Na história, por dez anos idílicos, a jovem Mikha (An Seo Hyun) tem sido a cuidadora e companhia constante de Okja - um animal gigantesco e amiga ainda maior - em seu lar, nas montanhas sul-coreanas. Mas tudo isso muda quando a empresa familiar e conglomerado multinacional Mirando Corporation leva Okja embora e a leva até Nova York, onde a diretora executiva da companhia, Lucy Mirando (Tilda Swinton), obcecada por sua imagem, tem grandes planos para a querida amiga de Mikha.

Sem um plano concreto, mas com muita determinação, Mikha parte para uma missão de resgate, mas a sua já arriscada jornada logo fica mais complicada, quando seu caminho cruza com diferentes grupos de capitalistas, demonstradores e consumidores, cada um lutando para controlar o destino de Okja... Enquanto tudo o que Mikha deseja é levar sua amiga de volta para casa.

Misturando gêneros como comédia, poesia e drama, o filme de Bong Joon Ho (de “Expresso do Amanhã”, “O Hospedeiro”) começa com a mais gentil das premissas - a ligação entre humanos e animais - e termina por criar uma visão distinta e complexa do mundo que fala com o animal que vive em todos nós.

18/06/2017

OKJA, um filme imperdível para todos nós

Quero assistir sem falta!!!!!! parece ótimo!!!!! Foi lançado nos EUA mas sem data para outros lugares.
------------
O magistral cineasta coreano está de volta com mais um cocktail de gênero estranhamente colorido que corre do aspecto do sincero ao cínico, do pastoral ao certo/errado e do inocente ao desagradável com uma notável confiança.

Nova York, 2007. Lucy Mirando (Tilda Swinton), a CEO de uma poderosa empresa, apresenta ao mundo que uma nova espécie animal foi descoberta no Chile. Apelidada de "super porco", ela é cuidada em laboratório e tem 26 animais enviados para países distintos, de forma que cada fazenda que o receba possa apresentá-lo à sua própria cultura local. A ideia é que os animais permaneçam espalhados ao redor do planeta por 10 anos, sendo que após este período participarão de um concurso que escolherá o melhor super porco. Uma década depois, a jovem Mija (Seo-Hyun Ahn) convive desde a infância com Okja, o super porco fêmea criado pelo avô. Prestes a perdê-la devido à proximidade do concurso, Mija decide lutar para ficar ao lado dela, custe o que custar.

Que o Okja é um filme muito bom não é surpresa, dado o histórico do diretor e a incrível equipe que o rodeia; Que aborda a mais do que gentilmente uma dúzia de gêneros, conceitos, idéias e temas - alguns dos quais são intencionalmente contraditórios - é motivo de muita excitação. Em certo momento, o filme é uma declaração clara e óbvia em favor do vegetarianismo e dos direitos dos animais. Mais tarde também aborda o fato de que, hey, é um grande planeta, e as pessoas têm que comer. O melhor de tudo, o filme não faz nenhum julgamento. Os ativistas "heróicos" são bem intencionados e estranhamente ingênuos. Os corporativistas são previsivelmente egoístas, mas servem de um objetivo fundamental na sociedade moderna.

14/06/2017

ONG que defende direitos dos animais critica filme Piratas do Caribe

Hoje em dia, graças a tecnologia não há mais necessidade do uso de animais em filmagens, né mesmo? 
----------
Relato sobre mal-estar de macaco-prego durante as filmagens foi o estopim do protesto.
De acordo com o tabloide britânico The Sun, a atriz Kaya Scodelario teria afirmado que um macaco-prego usado nas filmagens de Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar, passou mal durante as cenas rodadas no mar por ter se sentido enjoado.

Após a notícia ser veiculada na imprensa inglesa, a ONG PETA (sigla em inglês para Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais) publicou um comunicado direcionado ao produtor da franquia, Jerry Bruckheimer, e à The Walt Disney Company para que animais não sejam mais usados para fins de entretenimento em produções cinematográficas.

"Homens mortos podem não contar histórias, mas os relatos de que macacos-pregos vomitaram incontrolavelmente e morderam um maquiador no set de Piratas do Caribe falam por si mesmos", diz o texto, assinado por Colleen O'Brien, vice-presidente sênior da PETA. 

Em 2015, foi relatado que um macaco-prego que interpreta o companheiro do Capitão Barbossa, vivido por Geoffrey Rush, teria ferido uma pessoa da equipe, o que indicaria o stress ao qual o animal estava submetido.

"A PETA convida os produtores do filme a serem sábios e se juntarem à era moderna de imagens geradas por computadores e pararem de forçar animais selvagens sensíveis a atuar diante de câmeras."

Orçado em US$ 230 milhões, Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar arrecadou US$ 508 milhões nas bilheterias mundiais até então. Com Johnny Depp de volta ao papel do Capitão Jack Sparrow, o filme recebeu críticas mistas da imprensa especializada, sendo boa parte delas negativas.


FONTE: Adoro Cinema

05/06/2017

Igualdad Animal converte a fachada do McDonald's em um cinema contra o maltrato dos animais

Acho extremamente positivo estas ações de ativistas.... Showzaço!!!!!
------------
Igualdad Animal projeta na fachada do McDonald's imagens de matadouros. A realidade que nunca veremos em seus anúncios.
McDonald's, empresa da indústria da carne nunca mostra os matadouros em seus anúncios. É algo que eles mantem bem oculto. Por trás de cada hambúrguer que vendem há uma história de maltrato que os consumidores tem o direito de conhecer, declarou Javier Moreno, cofundador da Igualdad Animal.  A ação foi levada a cabo no ultimo dia 24 de maio às 23hs e se desenrolou sem nenhum incidente.

13/03/2017

BBC vai laçar filme vegano futurista mostrando um mundo sem crueldade animal


Só discordo que este ideal não é apenas dos veganos... é de todo um segmento que atua pelo direito animal há bem mais tempo que este segmento.
------------------------
A maior rede de televisão britânica, a BBC, acaba de anunciar o lançamento de um filme com a temática vegana e que será dirigido pelo ator vegano, comediante e diretor Simon Amstell com o título de “Carnage: Swallowing The Past” – tradução literal “Carnificina: engolindo o passado.

O enredo do longa mostra o ano de 2067 onde os

09/02/2017

Organização diz que vídeo de maus-tratos a animal foi manipulado

Nossos leitores sabem que desde o princípio falei que isto era jogada de marketing. Pior que os panacas ainda insistem em polemizar cenas como se não soubéssemos disto.....
------------------------
Investigação revela que vídeo de cachorro forçado a entrar em águas turbulentas foi "editado deliberadamente com o objetivo de enganar o público e provocar indignação pública".

Mês passado, o TMZ divulgou um vídeo que

26/01/2017

Peta planeja manifestações em cinemas contra filme 'Quatro vidas de um cachorro'

Eu continuo achando que isto foi uma jogada de marketing.... Agora, o elenco e técnicos estão depondo a favor do diretor deizendo que não houve maus-tratos. Veja nossa postagem anterior.
------------------------
A PETA, maior organização de defesa dos animais, está planejando fazer uma série de manifestações em cinemas de todo o mundo que estiverem exibindo o filme "Quatro vidas de um cachorro". Os protestos são para lembrar a polêmica envolvendo maus-tratos a um cachorro no set de filmagens do longa-metragem. As informações são do tabloide "TMZ".

O filme entrará em cartaz nos Estados Unidos na

20/01/2017

Video exclusivo mostra maus-tratos na filmagem de As Quatro Vidas de Um Cão

Realmente, é indiscutível que o cachorro não queria entrar lá. Pior é saber que ficou o mistério se o cão morreu ou não. Embora esteja bem claro que pode ser uma campanha de marketing polemizando tal lançamento.
Fonte: CBS News
Colaboração: Helô Arruda
-------------
O filme “As quatro vidas de um cão” baseado no best-seller de W. Bruce Cameron - está programado para estrear nos Estados Unidos no final deste mês, mas filmagens secretas obtidas pela rede de tv TMZ podem dar aos amantes dos animais um motivo para não ir vê-lo.


O vídeo exclusivo mostra um treinador de animais forçando um cão pastor alemão aterrorizado em uma piscina de águas revoltas, enquanto o animal tenta desesperadamente escapar. É uma visão dos

17/01/2017

O filme da Disney em que morreram cinco cães

Olha só, gente!!!! quando me lembro que aqueles cavalos nos filmes de faroeste eram mortos jogados em abismos para filmagem, eu chego a ter arrepios. Estranho que há uma lei americana que obriga ter a supervisão de uma ong de proteção animal quando há filmagens com animais. Agora, como foi filmado no Alasca, aí já viu, né?
-----------------
Os protagonistas do filme falam, riem e vivem uma grande aventura no Alasca. Mas a rodagem do filme teve muitas complicações

"Snow Buddies - Aventuras na Neve" é o sétimo episódio de uma saga cinematográfica da Disney cujos heróis são uns cães muito bonitos que falam, riem e participam numa corrida de trenó memorável. Já tem uns anitos - é de 2008 -, está disponível em DVD, nunca chegou ao cinema e

28/09/2016

Boi Neon, um filme que nos mostra os bastidores de vaquejadas

Ontem, por efeito da minha sequela do AVC, fiquei na cama quase o dia todo. A tarde vi um filme que recomendo a todos. "Boi Neon". O filme em si lembrou um pouco Glauber Rocha e retrata muito bem como funcionam as vaquejadas no Nordeste. Um fazendeiro aluga seus animais e tem empregados que os levam pelas localidades através um caminhão boiadeiro. Eles moram no caminhão e a realidade é algo que nos faz entender o porque eles querem considerar vaquejadas patrimônio cultural.... Estamos longe daquelas situações impressionantes, mas, nosso compromisso é tentar acabar com uma situação degradante provocada pela exploração dos animais. Se quiserem, posso enviar o vídeo com o filme. Ah, o enfoque principal não são os bois, claro, mas, podemos avaliar sob o aspecto da proteção deles e este filme pode servir de argumento contra esta "tradição cruel".

13/09/2016

24/08/2016

Documentário sobre uma menina que quer caçar com águias como os meninos

Devido as proporções de um mundo perdido no Planeta, como agir?  Mas, devemos nos informar sobre fatos de exploração animal e de caça. Todo ano durante o mês de outubro existe um festival de caça que não é de subsistência. É como caçar raposas na Inglaterra. Diletantismo. Só que o alvo são os lobos.Veja ao final o que apurei.
-------------------
THE EAGLE HUNTRESS
Data de lançamento 16 de setembro de 2016  
Direção: Otto Bell

Nacionalidades Eua, Mongólia

SINOPSE E DETALHES
Narrada através de imagens de tirar o fôlego das belas paisagens mongóis e de cenas intimistas, esta é a história de Aisholpan, uma menina de treze anos que sonha em se tornar a maior domadora de águias da Mongólia. Acompanhamos sua trajetória e seu treinamento em uma profissão e arte que é considerada imprópria para mulheres, barreira e obstáculo que Aisholpan lutará para ultrapassar.


20/08/2016

Diretor do filme Ben-Hur filmou as cenas de corridas na Itália

Nossa leitora Vera nos falou sobre o trailler do filme Ben-Hur visto em cinema que mostra a entrevista com seu diretor. 

Disse ela: Cenas bizarras, de extrema violência, retratando, em sua integra, aquele tempo. Tudo porque o diretor e "queria muita adrenalina e que fosse trazida a realidade daquela época". Para isto foram buscar os "melhores cavalos" da Europa, segundo ele, e tudo foi feito da mostrar a "realidade da época".  É bizarro, cruel, fiquei chocada, pois são cenas de

13/07/2016

Cachorros podem acompanhar donos em cinema de Israel para ver animação



Muito legal!!!!!! kakakakaka.....
---------------
Na cidade de Tel Aviv, em Israel, quem for ao cinema assistir à animação "A Vida Secreta dos Bichos", poderá levar seu pet de estimação.



Vejam um trailler legal que nosso leitor Carlo enviou

25/02/2016

Pele de urso usada por Leonardo DiCaprio em "O Regresso" é real e pesa 45kg

Deve ter sito esquisito para ele ter que usar a pele.... Aliás, este filme fez o ator passar por bons perrengues..... Leia AQUI nossas postagens sobre Leonardo DiCário que atua muito nas causas ambientais.
------------------------
Um dos principais coadjuvantes de "O Regresso" acompanha Leonardo DiCaprio por quase todo o filme, em uma lembrança silenciosa da morte que o espreita.

É a gigantesca pele de urso que seu personagem veste para se aquecer, enquanto se arrasta pela neve e caminha por tempestades dias a fio, tentando se recuperar de um ataque visceral daquele mesmo animal.

10/02/2016

Mogli: trailer impressiona pelo realismo dos animais falantes

Gentem, olha que espetáculo!!!!! não perco nem morta!!!!!!
------------------------
A Disney Brasil divulgou a versão legendada do comercial de “Mogli – O Menino Lobo”, que foi exibido na TV americana no domingo (7/2), durante o intervalo do Super Bowl (final do campeonato de futebol americano e maior audiência do ano). Também saiu um novo pôster do filme nos EUA, que pode ser conferido logo abaixo.


Mais impressionante prévia deste Super Bowl, o vídeo destaca o realismo dos animais com quem o jovem estreante Neel Sethi, de 10 anos de idade, contracena, no papel de Mogli. Ele é o único ator

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪