Mostrando postagens com marcador dona de casa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dona de casa. Mostrar todas as postagens

27/11/2014

Dona de casa salva 6 cachorrinhos da maldade de adolescentes no interior de São Paulo


Agora, vejam se estou errada.... o "Coisa ruim" já nasce em certas crianças.... fossem outras, iriam ajudar... eu, heim.... tem gente que acha que isto é "travessura".... p´ra mim é o dito cujo que já mostra ao que veio, né não?



Balanço Geral SP - Rede Record - 26/11/14 
Os adolescentes iriam matar a pauladas os seis filhotinhos de cachorro, que estavam abrigados em um terreno, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. A mulher levou provisoriamente os bichinhos para sua casa. Veja!

14/12/2013

Dona de casa enfrenta enxurrada para resgatar seus cachorros - RJ

A chuva aqui no Rio foi bem forte, mas, não  soubemos de maiores tragédias com os animais, graças a Deus!!!! O Jorge Romano nos mandou uma das poucas notícias a respeito:
__________________

Giulliane Viêgas
Ao olhar para os seus dez “filhos de quatro patas”, a dona de casa Rosa Maria Vilher, de 56 anos, não consegue deixar de lembrar do drama passado durante a chuva desta quarta-feira, quando a água em sua casa chegou a dois metros de altura de a correnteza arrastou os cachorros. Moradora da Rua Ribeirolis, em Fazenda Botafogo, na Zona Norte do Rio, Rosa enfrentou a água e resgatou os bichinhos, um por um por.




- Eu e minha filha estávamos no segundo andar e, de repente, a rua começou a encher. Foi muito rápido. Quando vimos, o canil estava tomado pela água. Os cachorros nadavam. Havia uma correnteza muito forte que os levava para longe. Fiquei apavorada, com medo de não vê-los nunca mais. Não pensei duas vezes e entrei na água - contou a dona de casa.

Ela classificou o episódio como “coisa de cinema”.
- Não sei de onde tirei forças. Só sei que não imaginava minha vida sem meus cachorros. Acho que foi isso que me deu determinação de seguir em frente, na hora - disse.







Depois de resgatados, secos, alimentados e, alguns, medicados por estarem muito nervosos, os cães, agora, estão no segundo andar da residência, junto com Rosa e sua filha. Ela contou que, enquanto o risco de uma nova inundação não passar, os animais não sairão de seu lado.

- Estou rezando para não alagar novamente. Mas quero ter certeza de que meus bichinhos nunca mais passem por nada parecido. Eles ainda estão muito nervosos, tive que separá-los porque estavam se estranhando - disse Rosa.


Fonte: Jornal EXTRA

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪