Mostrando postagens com marcador doentes mentais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador doentes mentais. Mostrar todas as postagens

13/11/2013

DEBATE: Porque a zooterapia não deve ser considerada exploração animal

Olha, tem uns negócios que eu, às vezes, fico engasgada..... Hoje vou falar sobre um deles. Tem um segmento da proteção de hoje em dia que quer fazer história em detrimento a que os outros militantes fizeram no passado. E vou falar como uma jurássica que sou, é claro!!!!!

Na nossa geração, tínhamos que provar sobre o quanto animais são importantes. E como fazê-lo neste mundo antropocêntrico e específico? Uma das maneiras que tentamos, foi através da zooterapia. Na época dos primeiros programas sobre tal possibilidade, houve uma mudança radical no comportamento da sociedade e despertou inúmeras teses sobre a melhora da saúde humana pela convivência com os animais. 

Pois é, foi "uma maneira" que merece ser analisada positivamente. Não é justo, hoje em dia, os chamados "abolicionistas" ou "veganos" apontarem o dedo contra autores desta tentativa dizendo que isto é exploração animal. É fácil falar hoje em dia com tantos recursos, principalmente, como da internet. Queria ver esta galera ter tanta "filosofia" há décadas atrás onde a carrocinha imperava em todo país, onde não havia criminalização de maus-tratos contra animais, e tantas desgraças mais.....Na verdade, sempre achei que a zooterapia é uma maneira de humanos abaixarem a cabeça para superioridade animal. E fiz muito com idosos e doentes mentais!!!! Vejam em nosso currículo.

Pronto: falei!!!!! Agora espero sua opinião. Vejam depois da matéria uma NOTA PÓS-POSTAGEM.

_____________________________
Cães e cavalos ajudam a tratar doentes mentais e com Parkinson

Terapia Assistida por Animais (TAA) tem reflexos físicos e emocionais.
'As pessoas deixam de lado seus problemas e angústias', diz veterinária.

Projeto "Amigo Bicho" leva cãe para TAA
com pacientes com  Parkinson
Foto: Bibiana Dionísio/ G1 PR
Pacientes de doenças como Parkinson, Alzheimer, câncer, autismo, síndrome de Down, depressão, alcoolismo e também outras patologias relacionadas ao sistema neurológico contam hoje com um complemento ao tratamento. A chamada Terapia Assistida por Animais (TAA) pode utilizar gatos, coelhos, tartarugas, chinchilas, cães e cavalos para amenizar os sintomas e ajudar na melhora dos doentes. Fundamentalmente, a TAA trabalha com a interação homem-animal para obter benefícios biopsicossociais, ou seja, vantagens físicas, psicológicas e também sociais daqueles que viram a vida mudar após a descoberta de uma doença.

Os resultados emocionais são visíveis ainda durante as sessões de TAA. Em Curitiba, o projeto “Amigo Bicho” leva essa alternativa para nove instituições, entre hospitais, escolas especiais e orfanatos. Na Associação Paranaense dos Portadores de Parkinsonismo (APPP) mensalmente voluntário "emprestam"

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪