Mostrando postagens com marcador devastação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador devastação. Mostrar todas as postagens

08/05/2017

A cada três horas uma cobra é resgatada no Rio

O Rio perdeu tudo, gente!!!!! não tem mais matas.... é só favela.... é só gente proliferando feito rato sem nenhuma perspectiva e responsabilidade.... Tudo em função do tal bolsa família!!!!! Nojo!!!!!
-----------------
A cada três horas, uma cobra é resgatada no Rio de Janeiro. Ao fim de um dia, serão oito delas capturadas em todo o estado. No mês, 240. Segundo um levantamento do Corpo de Bombeiros ao qual o EXTRA teve acesso com exclusividade, só nos primeiros três meses deste ano, a corporação foi chamada para fazer 726 resgates de serpentes — o que representa 30,56% de todos os resgates de animais feitos.

A região onde teve mais ofídios capturados foi Jacarepaguá, na Zona Oeste da capital. Nesse bairro, a cada mês, dez pessoas precisaram ligar para os bombeiros para que os animais fossem retirados do meio urbano e levados de volta para seu habitat natural. De acordo com o coronel Luciano Sarmento, comandante do Grupamento de Busca e Salvamento da Barra, casos assim são comuns:
— A cobra está presente na cidade. Quando falamos dela, pensamos sempre naquelas sucuris enormes, com metros de cumprimento. Mas muitas delas são pequenas e estão até mesmo no nosso jardim.

As serpentes podem ser encontradas em lugares inusitados, segundo Sarmento:
— São seres que procuram lugares quentes para poderem descansar, então, várias vezes somos chamados em oficinas porque tinha uma cobra dentro de um motor de carro. Os animais também podem ser encontrados em áreas movimentadas como Copacabana. Em apenas um dia, dois deles foram encontrados num mesmo condomínio da Rua Barata Ribeiro.

As serpentes não são as únicas a serem capturadas pelo Corpo de Bombeiros. Entre janeiro e março deste ano, a corporação registrou uma média de 26 resgates diários de animais. E nem só bichos silvestres são alvos das capturas. Em 2º e 3º lugar no ranking dos mais resgatados, estão cachorros e gatos, respectivamente.

As operações são feitas sempre que algum animal fora de seu habitat natural oferece risco a uma pessoa ou a ele mesmo. Nesses casos, o bicho é recolhido e, dependendo de seu estado, pode ser devolvido à natureza ou levado para centros de recuperação, como o da Universidade Estácio de Sá, em Vargem Grande.

O que fazer ao encontrar um animal silvestre
Não tente capturá-lo: mesmo pequeno, o animal pode oferecer risco a você ou a ele mesmo. Caso se sinta ameaçado, o animal pode atacar. Evite movimentos bruscos ou dar as costas. Isole o local: feche os espaços de fuga e não deixe ninguém entrar. Quem chamar: Ligue para os bombeiros (193) ou para o 1746.

Fonte: Extra

15/11/2013

Veterinários e voluntários chegam às Filipinas para ajudar animais

Eu lamento todo tragédia onde tantos inocentes acabam como vítimas. Neste país, temos a destacar o aprisionamento de civetas para fazer o tal café mais caro do mundo, muita luta de cães, rinhas de galo, luta de cavalos, incluindo até aquele caso do Morrissey e a elefanta Mali. Enfim, naquelas ilhas rola muita crueldade contra os animais, mas, tem várias ONGs de proteção animal que atuam firmemente nas situações. Vejam a matéria de resgate dos bichos de lá e se quiserem ver o site da IFAW, cliquem AQUI.
__________________

Objetivo do grupo, que tem cinco anos de experiência em tragédias, é resgatar, alimentar e vacinar bichos que sobreviveram ao tufão

por Globo Rural On-Line - Fotos: Divulgação/IFAW (International Fund fos Animal Welfare)

O tufão Haiyan, que devastou as Filipinas, deixou milhares de mortos, feridos e desabrigados. Quase uma semana após a tragédia, veterinários e voluntários começam a chegar aos locais mais afetados em busca de animais que possam ter sobrevivido ao supertufão. 

As expedições foram organizadas pela IFAW (International Fund fos Animal Welfare) com membros que participam deresgate de animais em situações de riscos e tragédias há cinco anos, em média. Três veterinários estão no grupo. O objetivo é ajudar bichinhos domésticos e também cabras e porcos de fazendas atingidas pelos ventos. Além de resgatar os animais, os voluntários da IFAW devem alimentá-los e vaciná-los. 

O número estimado de bichos que podem ter sobrevivido ao tufão ainda não foi divulgado.

Clique para ampliar






30/07/2011

MEIO AMBIENTE: RIO EM PÉSSIMAS CONDIÇÕES

Eu fico impressionada como as pessoas não param para pensar que nosso planta está morrendo por nossa causa.... temos que deixar de nascer para tentar ver se a natureza dá um jeito de se recuperar... eu acho difícil, mas, é a única tentativa viável... Cliquem para ler esta matéria....triste, muito triste... Ah, lá em baixo tem uma matéria interessante, também.

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪