Mostrando postagens com marcador danos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador danos. Mostrar todas as postagens

15/08/2017

Pesquisadores da UFF estudam danos causados ao cérebro pela má alimentação

TIRA O TUBO!!!!!!!!!!!!!!!! quando eu falo que estas pesquisas são meramente um motivo de receber financiamentos do governo não é a toa!!!!!!!!!!!! Por favor, leiam esta "pesquisa" e me digam quem não sabe disto? agora tendo acesso ao Google então, a gente encontra verdadeiros compêndios  sobre o assunto..... Socorro!!!!! pára tudo que eu quero vomitar....
---------------
Crianças mal alimentadas podem apresentar sintomas similares ao autismo
Os pesquisadores da Universidade Federal Fluminense (UFF) avançam nos estudos sobre a relação entre a alimentação e os distúrbios mentais, principalmente nos primeiros anos de vida. O objetivo da pesquisa, realizada pelo Laboratório de Plasticidade Neural (LPN) da UFF, é estabelecer os danos provocados pela má nutrição ao cérebro e de que forma é possível recuperar o desenvolvimento normal com mudanças nos hábitos alimentares e estratégias de suplementação de nutrientes.

A pesquisa, realizada em modelos animais, mostrou que ratos mal alimentados apresentam atrasos significativos no desenvolvimento sensorial, o que sugere que crianças mal estimuladas e/ou mal alimentadas podem apresentar alguns sintomas característicos do autismo, como o atraso na fala, apatia e baixa interação social. Além disso, o estudo, nos modelos animais, sugere danos permanentes, indicando que a má nutrição pode produzir quadros de atraso do desenvolvimento limitando de forma permanente o desempenho da criança e do adolescente.

Os pesquisadores trabalham com nutrição experimental, por meio de testes, para avaliar os efeitos causados por dietas. A partir das avaliações buscam construir conhecimento das condições normais e patológicas do desenvolvimento neural dos indivíduos, inclusive durante a formação do feto na gravidez, com o propósito de evitar distúrbios, deficiências mentais e doenças neurodegenerativas.

“A expectativa é que os resultados dos experimentos possam contribuir para a questão da saúde pública e para a conscientização da população sobre a importância de uma alimentação equilibrada para os mais diversos aspectos do desenvolvimento humano”, explicou o professor e chefe do laboratório da UFF, o neurocientista Claudio Alberto Serfaty.

Segundo o professor, o período crítico de desenvolvimento vai do nascimento até os sete anos de vida, mas que pode se estender até o fim da adolescência. A estimulação ambiental e a nutrição correta e balanceada são fundamentais para o amadurecimento do cérebro.

De acordo ainda com o neurocientista, não é somente a forma da desnutrição proteico-calórica, em que as crianças são de baixo peso e baixa estatura, que preocupa. Existem outras em que a criança tem um bom aporte energético (não perde peso) que são tão preocupantes quanto a forma mais grave de desnutrição, ao menos para o desenvolvimento do cérebro.

“Devemos estar sempre atentos à educação nutricional. Os pais precisam ficar em alerta com as crianças que consomem alimentos industrializados em excesso e se recusam a uma alimentação adequada com fontes proteicas. Comida saudável é aquela que fazemos em casa”, ressalta Claudio Alberto Serfaty. Para ele, o ideal é que toda a população tenha acesso a um melhor padrão nutricional, principalmente as gestantes e as mulheres que estão amamentando, para que o feto e o bebê tenham um desenvolvimento saudável.

Segundo o vice-reitor da UFF, Antonio Claudio da Nóbrega, o trabalho realizado no laboratório mostra um dos mais importantes papeis da universidade, que é o de gerar conhecimento e assim contribuir para a construção de uma sociedade mais saudável com base na informação.

FONTE: JB

02/02/2013

Brasil autoriza caça de javali para conter danos à biodiversidade

Estes animais sem culpa de estarem onde estão, são estraçalhados cruelmente por cães de caçadores que se divertem com o sofrimento deles... os pobres não merecem morrer nem com um tiro de misericórdia.... malditos sejam todos os caçadores...

Os caçadores venceram.... As "autoridades" deste governo desgraçado largaram nas mãos dos caçadores a responsabilidade de "resolver" o problema.  O IBAMA é que tinha que trazer para si a forma e ação de "controlar" estes animais e não alimentar a indústria e comércio da caça.  Propus a solução envolvendo o exército e aeronáutica e os infelizes alegaram que era uma ação de grande "complexidade" . Ora, a alegação é tão idiota que me assusta o nível intelectual daqueles debiloides do IBAMA. Minha atual conclusão é que não querem resolver o problema e sim facilitar a vida dos caçadores. Isto sem contar que os responsáveis pela soltura dos javalis na natureza não foram penalizados em NADA, mesmo sendo crime ambiental. Malditos sejam!!!!!  Eu tenho nojo deste pais de M por tudo que tem acontecido do tipo Renan Calheiros ser eleito presidente do senado ....

Vejam a matéria abaixo e os links da Resolução publicada no DOU. Não deixem de rever nossa postagem (vídeo): CAÇA AOS JAVALIS, NÃO É PARA ESQUECER... Aliás, usem a pesquisa do nosso blog com as palavras javali e javalis para acompanharem toda nossa denúncia que acabou, na ocasião, cancelando a caça destes animais.

*-*-*-
O governo brasileiro deu aval nesta sexta-feira (1º) para iniciar a caça de javalis-europeus e de seu híbrido com o porco doméstico, popularmente chamado de javaporco, considerados animais exóticos que ameaçam a biodiversidade do país.
De acordo com instrução normativa publicada no "Diário Oficial da União" pelo Instituto

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪