Mostrando postagens com marcador criança. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador criança. Mostrar todas as postagens

16/10/2017

Menino de 3 anos monta em píton de mais de 6 metros

Minha Nossa!!!! se esta grandona dá um revertério e pega o garoto? o que será dela depois? nem quero pensar considerando a frieza deste povo oriental...
------------
Um vídeo feito em Ha Trung (Vietnã) pode deixar muitos pais com o coração apertado. Mas, ao que parece, os pais do menino de 3 anos visto nas imagens não pareciam nada preocupados. A criança simplesmente montou em uma píton

28/08/2017

Movimento que restringe acesso de crianças a certos locais divide opiniões

Não sabia deste lance não.... Fiquei besta com o cartaz corajoso!!!!! curioso mesmo!!!! kakaka.... tem gente que não gosta mesmo de "crionça", né mesmo?
-----------
O 'Child Free' nasceu nos Estados Unidos na década de 1970, sendo defendido por pessoas que optaram por não ter filhos e nem ficarem próximos de crianças por uma série de fatores.
     
O "Child Free" é um movimento muito polêmico e que voltou a ser discutido na semana passada, quando o caso de Miguel Figueiredo, um garoto de apenas 06 anos, do Rio de Janeiro, ganhou repercussão nas redes sociais. Ao ser convidada para um casamento, a mãe do menino foi informada pela noiva que "não queria criança no seu casamento". A frase causou revolta na mãe, que foi obrigada a deixar o filho em casa.

Engana-se quem pensa que esse é um caso isolado. Há quase um ano, a apresentadora Raiza Costa, que tem um canal no YouTube chamado Dulce Delight e um programa na GNT, defendeu a proibição de crianças em restaurantes e a declaração gerou polêmica nas redes sociais.

Outro caso que também chamou bastante atenção foi o de uma mãe, Debora Oliveira, de São Paulo, que comentou uma publicação do restaurante Underdog, onde dizia "Aqui seu cão é bem vindo!!! Mas crianças favor amarrá-las ao poste". Ela que tem um filho de apenas 02 anos criticou a postura do estabelecimento e recebeu ofensas por parte do empreendimento.

Mas afinal, o que é o "Child Free"? É um movimento que ganhou forças na década de 1970 nos Estados Unidos, por pessoas que optaram não ter filhos nem ficarem próximos de crianças, por uma série de fatores.

O tema gera muita polêmica, não somente por restringir o acesso de crianças a determinados espaços, mas por impor uma condição àquela mãe, de ser obrigada a não frequentar certo local por conta de regras ou objeções dos estabelecimentos. A psicóloga Denisdéia Sotero explica que a decisão de levar ou não uma criança a determinado local ou evento deve partir dos pais, que irão observar o ambiente, se é próprio ou não para o filho.

Além disso, ela ainda ressalta que as objeções impostas por esse movimento é preconceituosa e, em geral, aplica por pessoas que não tem filhos ou não querem ter contato com crianças. "Quando dizem que não querem uma criança em determinado evento ou local é porque não querem que elas corram, gritem, seja criança, porque, enfim, pode atrapalhar.. Mas, de acordo com o contexto familiar, qualquer criança pode participar de um evento sem nenhum problema, principalmente porque os pais já orientam, ainda em casa, dizendo que ela não pode correr, que precisa se comportar de tal forma, e elas obedecem. Proibir de um modo geral não é algo positivo", pontua.

A especialista ainda explica que os pais que se sentirem discriminados devem protestar, vez que não há uma lei que proíba o acesso de crianças em restaurantes, hoteis ou eventos de um modo geral. Exceto no caso dos cinemas, por exemplo, onde é aplicada a faixa etária recomendada previamente. 

Foto: Reprodução/Facebook

"Os pais que precisam ter o bom senso e consciência do local que eles devem levar o filho, não alguém tendo que dizer. Se uma festa inicia às 22 horas e seu filho tem apenas 02 anos, não é interessante levar essa criança, porque ela tem um horário para dormir. Então de regra é mais ou menos assim. O Child Free é um início para outras proibições, se eu não aceito criança, posso não aceitar casais gays. Se eu aceito um público, porque não aceito outro? isso também é uma discriminação, porque está sendo selecionado quem aceitar ou não", enfatiza a psicóloga, destacando que essa proibição não é somente para criança, mas também para os pais e a família de um modo geral.

Denisdéia Sotero pontua que as crianças precisam socializar com os adultos para que tenham um melhor desenvolvimento, e que isso só é possível através de interação com adultos.

"A restrição não é apenas da criança, mas da família", diz mãe
A auditora Suely Ramos Ribeiro (37) conta que nunca chegou a viver uma situação em que foi convidada a se retirar de um estabelecimento por estar com suas filhas, o que para ela seria algo extremamente constrangedor. Contudo, ela cita que já se hospedou em um hotel que restringia a entrada de crianças. "Existem hotéis que não aceitam crianças e quando eu viajei com meu esposo e vi que no local que estávamos tinha isso eu achei muito forte e fiquei chocada. O objetivo do hotel é não ter trabalho, como se dissessem 'é meu, minhas regras'. Na hora eu não disse nada, mas se eu estivesse com minhas filhas eu teria ido questionar o porquê desse procedimento, porque essa é uma restrição que não é apenas à criança, mas à família", conta. 

Para Suely, o Child Free não somente discrimina como constrange mães e filhos, já que impõe para aquela famílias como elas devem se comportar e o que devem fazer, desconsiderando o desejo dos pais de ter os filhos consigo em determinados locais ou eventos.

"Eu não acredito que existam eventos sociais que não possam receber crianças, exceto festas direcionadas, como aquelas com bebidas, por exemplo. No geral, cabe o bom senso dos pais de querer levar o filho ou não, e quando você leva, acaba sendo discriminado porque o filho está apenas sendo criança", frisa.

Segundo ela, infelizmente sempre haverá essa insatisfação de alguns grupos com outros, gerando restrições e/ou regras. Entretanto, ela lembra que as crianças possuem os mesmo direitos de qualquer indivíduo e que as famílias não devem deixar de frequentar determinados espaço por conta dessas imposições, pelo contrário, devem questionar e exigir atitudes menos discriminatórias.

Estabelecimentos podem restringir acesso de crianças, desde que previamente informado
Porém, apesar da polêmica, o advogado André Saraiva explica que não deve-se falar em discriminação, ou ilegalidade, vez que não existe problema algum ao restringir o acesso de crianças, desde que isso seja informado previamente e de forma clara. Além disso, não há uma lei específica que proíba o estabelecimento de fazer isso e que o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) apenas explicita que não haja discriminação. "Mas, neste caso,  trata-se apenas de uma restrição. Tal restrição busca além do óbvio maior conforto e tranquilidade dos clientes a precaução quanto à acidentes", conta.

O advogado acrescenta que, assim, não se pode observar o fato com uma restrição de liberdade da criança, mas sim a utilização dentro da sua entidade particular, do mesmo modo que há estabelecimentos que não admitem menores de 18 anos desacompanhados. André Saraiva enfatiza que é importante diferenciar o espaço público do privado, assim como do local privado acessível ao público.

"Os locais acessíveis ao público ainda são locais privados, ou seja, em que é facultado às pessoas, o acesso mediante o preenchimento de certas condições, não se confunde lugar público com espaço acessível ao público (ou aberto ao público). Locais acessíveis ao público não ferem o direito de ir e vir, ao impedir o acesso fora dos horários pré-determinados, quando proíbem o acesso de crianças e animais em seus espaços (são lei que afirme o contrário, como no caso da proibição de restrição à deficientes). Não há que se falar em discriminação uma vez que não trata de proibição da entrada de pais e sim da restrição quanto a entrada com ou não crianças, cabendo àqueles se sentirem desconfortáveis com a situação o simples deslocamento para locais com práticas menos restritivas", finaliza André Saraiva.

Por: Isabela Lopes, especial para o Portal O Dia

26/08/2017

Pais irresponsáveis: Cachorro reage à ação de uma criança

A maioria dos nossos leitores sabe que sou RADICALMENTE contra qualquer aproximação de bebês com animais. Por mais "mansinho" que seja, ele pode estar com alguma dor e uma criança que não tem noção gosta de apertar aquilo que está descobrindo. Acho as pessoas que filmam cenas destas são umas irresponsáveis. 

Eu aprendi muito cedo a respeitar o instinto animal graças ao meu cachorrinho pequinês chamado Maru. Eu devia ter meus 10 anos quando brincando com a patinha dele enquanto estava de barriga p´ra cima, ele voou no meu rosto, pois, eu estava de bruços na cama olhando p´ra baixo. Abriu o supercílio e fiquei com a marca até hoje. Agora me diga: quem imaginaria que ele poderia estar com algum reumatismo e ter esta reação? era super hiper manso e deixava eu maneja-lo de todo jeito..... A lição valeu para o resto da minha vida. Minha mãe me fez tomar vacina na barriga e por ter bons instintos não penalizou o pobre Maru que, apenas, reagiu a uma ação que fiz.

Nossa leitora Camila, ao ver estas imagens mandou p´ra ilustrar o que penso. Ela falou: na hora que vi este vídeo a unica coisa que me lembrei foi de você.... O que acha que foi feito do cachorro? Respondi que, normalmente, as pessoas se desfazem do animal no ato quando não os espancam ou até os matam...... Não sou contra crianças conviverem com animais, imagina!!!! mas, deve haver SEMPRE respeito pelo instinto animal.  Eu incluo gatos também, é claro. Ao final separei algumas fotos onde o risco de uma reação animal ser um desastre.







23/06/2017

Vídeo mostra criança agredir e tentar jogar cachorro pela sacada de apartamento

Gente, a vontade que dá é ir lá tirar o "coisa ruim"  do corpo desta criança.... Deus me livre!!!!! Eu não presto p´ra estas coisas não..... Quem souber o nome da ONG que está a frente do caso, conta p´ra gente dar nosso apoio para conseguirem tirar o animal de lá. Não dá para ficar esperando o bicho ser jogado lá de cima, né mesmo?
-------------
Caso foi registrado na Polícia Civil e será encaminhado ao Conselho Tutelar, em Goiânia. Família alega que menina se defendia de uma mordida.
Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma menina de 9 anos agredir e tentar jogar um cachorro pela sacada de um apartamento, no Jardim Goiás, em Goiânia. As imagens, feitas por um vizinho do condomínio, mostram a criança arremessando o animal no chão e dando vários chutes e socos. Segundo o autor da gravação, as agressões duraram cerca de 15 minutos.

O morador que fez o vídeo entregou as imagens para um grupo de proteção a animais, e a entidade registrou o caso na Polícia Civil. A família da criança esteve nesta quinta-feira (22) na Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), onde foram ouvidos.

O advogado que os acompanhava foi abordado pela equipe da TV Anhanguera na saída da delegacia, mas não quis dar entrevista.

De acordo com o delegado Luiz Gonzaga Júnior, os responsáveis alegaram que a menina agrediu o animal em um momento de raiva, porque o cachorro a teria mordido. Segundo ele, os pais garantiram que a criança é calma e nunca demonstrou comportamento violento, ainda assim o caso será encaminhado ao Conselho Tutelar.

“O trabalho da Polícia Civil já se exauriu, agora o caso vai ser encaminhado ao Conselho Tutelar, que expedirá um relatório circunstanciado do que aconteceu, e apresentará ao Ministério Público, que pode adotar alguma medida de proteção”, afirmou o delegado.

Animal passa bem
A publicitária Thaisse de Souza Carvalho, membro da instituição que denunciou o caso, obteve uma intimação para buscar o cachorro no prédio, mas afirma que não conseguiu resgatar o animal. “A gente ficou duas horas esperando e eles só receberam o advogado que eles chamaram. A gente quer ver se a gente pega a adoção do cachorro, a guarda do cachorro, no caso, para ele ser bem tratado e bem cuidado até receber uma família. A gente pretende tirar ele de lá. A gente ficou com medo e não sabe o que esta criança pode fazer daqui para frente”, afirmou a publicitária.

Segundo Gonzaga Júnior, o animal foi avaliado por um médico veterinário e passa bem. Ele continua com a família.

10/05/2017

Canguru ataca menina de 9 anos no Harmony Park Safari

Eu não imaginava é que tinham uma lei que tirava a responsabilidade dos parques.... Que doideira!!!! Tem que acabar com zoológicos e congeneres....
--------------------
Uma menina de nove anos de idade está se recuperando depois de ter sido mordido na cabeça por um canguru enquanto visitava o Harmony Park Safari em Madison County, Alabama. Jennifer White estava gravando a interação de Cheyenne, filha de nove anos, com o animal, quando o ataque aconteceu no sábado.

O vídeo mostra grandes espaços na cerca  o suficiente para os cangurus coloque seus braços para fora e peguem o que estiver ao alcance. Eles também são grandes e fortes o suficiente para atacar crianças. O vídeo mostra o animal pegar Cheyenne pelos cabelos enquanto ela se inclina e ele a morde na orelha. A família White deixou o parque imediatamente para procurar atendimento médico. Cheyenne acabou com 14 pontos na cabeça.

Nós procuramos o  Harmony Park Safari para comentar sobre o incidente. Um funcionário disse-nos que os proprietários não querem comentar sobre o que aconteceu, mas, citou uma lei estadual  que diz que as pessoas devem tomar cuidados próprios e avaliar os riscos quando visitar um negócio de turismo de visitação de animais. As linhas telefônicas do parque não atendem para que sejam deixadas mensagens.  

White acredita que os proprietários do parque deveriam fazer mais para proteger os visitantes, inclusive, fornecendo uma cerca mais apertada com uma barreira física.  "É muito fino. Está bem aqui. Você pode vê-lo claramente  nas imagens. E eu acho que as crianças não seriam capazes de acessar o animal e isto iria ajudar muito". White diz que eles foram para Harmony Park Safari várias vezes, mas nunca tinham visto os cangurus antes.

A mãe de Cheyenne diz que não está dizendo a ninguém para não levar seus filhos para o zoológico. Ela diz que eles não vão voltar, mas, diz que eles sempre gostaram do parque até que isso aconteceu. 
A Sra. White só quer avisar os pais e pedir ao parque que tome mais precauções de segurança.

Fonte: Waff (matéria completa com vídeo da mãe e da menina enfaixada) e LiveLeak
Tradução livre do Google para "O Grito do Bicho"

30/04/2017

Petição contra abate de cão que atacou criança com oito mil assinaturas - Portugal

É óbvio que os donos é que devem ser penalizados..... Quem quiser assinar a PETIÇÃO, clique AQUI.
------------------------
Uma petição contra o abate do cão que atacou uma criança em Matosinhos tem mais de oito mil assinaturas e defende que sejam os donos dos animais os responsabilizados pelo cumprimento da lei.

A petição pública lançada na Internet com o objetivo "impedir o abate do cão da raça Rottweiler", e que pelas 18:20 reunia 8.498 assinaturas, não visa "desconsiderar o ataque feito pelo cão", mas defende que os donos de animais que não cumprem a lei sejam devidamente punidos como estipulado pela lei", lê-se no documento.

Na terça-feira, uma criança de quatro anos foi atacada por um cão de raça Rottweiler, em Matosinhos, tendo sido transportada para o Hospital de São João, no Porto, e submetida a uma cirurgia, encontrando-se estável.

Segundo informações prestadas quarta-feira pelo pai à Lusa, a criança está consciente e a mãe, já teve alta hospitalar, mas poderá ter de ser operada. O cão feriu ainda uma terceira pessoa, sem gravidade.

Mais do que abater o cão que atacou a criança, a petição informa que o que é "imprescindível" é que os donos dos animais sejam "responsáveis não só pelo bem-estar do animal", mas que também sejam "responsáveis no cumprimento do uso de trela em via pública para prevenir eventuais acidentes que ponham em risco outras pessoas (...) ou o próprio animal em questão".

A petição defende que o cão que atacou a criança seja "entregue ao cuidado de entidades/associações/ pessoas que se comprometam e se disponham a ajudar o animal a reabilitar-se, dando-lhe ajuda técnica positiva e especializada na sua reeducação e no seu comportamento".

Os donos de animais que não cumprem a lei devem, por outro lado, ser "devidamente punidos como estipulado pela lei", acrescenta a petição, referindo que qualquer pessoa tem o direito de frequentar espaços públicos sem se sentir incomodada pela presença de animais sem trela ou sem açaime".

A Lusa tentou contactar, via correio eletrónico, o autor da petição, mas não foi possível até ao momento obter resposta.

A Ordem dos Médicos Veterinários já tinha defendido na quarta-feira uma "maior fiscalização" aos donos de cães de raças potencialmente perigosas, nomeadamente quanto ao uso de açaime e trela em espaços públicos, obrigatório por lei.

"A lei está mais ou menos bem feita. O que falta é a fiscalização. Qualquer lei em relação à qual as pessoas saibam que não há fiscalização, não funciona. Deve haver um maior acompanhamento aos detentores de cães das sete raças potencialmente perigosas", alertou Jorge Cid, bastonário da Ordem dos Médicos Veterinários.

Segundo fonte oficial da Câmara de Matosinhos, o cão vai ficar "de quarentena pelo menos durante 15 dias" no Centro de Recolha Oficial de Matosinhos a ser avaliado pelo veterinário municipal, após o que caberá ao tribunal decidir se o animal será ou não eutanasiado.

FONTE: tsf.pt

26/04/2017

Urso come mão de menino em zoológico na Cisjordânia

Olha, vamos combinar que segurança feita em torno destas crianças, hein? Por que não fechas estas melecas de zoológico, né? a mãozinha e o bracinho da criança estariam no lugar onde nasceram....
---------------------
Um urso comeu nesta terça-feira (25) a mão e parte do braço de um menino palestino de 9 anos que lhe dava comida durante uma visita escolar ao zoológico da cidade de Qalqilya, no norte de Cisjordânia.

O incidente aconteceu durante uma excursão de alunos de uma escola primária do povoado de Qafer Abush, na área de Tulkarem (norte de Cisjordânia), informou a agência de notícias palestinas Maan.

Segundo o porta-voz policial Luai Arzieqat, o menino entrou na jaula do urso para dar comida, mas este o atacou e comeu sua mão e parte do braço.

A criança foi levada ao hospital local de Qalqilia e, pouco depois, após a intervenção do Ministério de Educação, foi transferida para o Hospital An Najah, de Nablus, que é melhor equipado.

A polícia abriu uma investigação para determinar as causas do acidente e ordenou o fechamento de parte dos zoológico ao público, especialmente as zonas em que estão os animais agressivos.

O Ministério de Educação palestino ordenou a suspensão de todas as visitas escolares ao zoológico de Qalqilya até que sejam garantidas as medidas de segurança e formou uma comissão de investigação para esclarecer o ocorrido. Horas mais tarde, o Ministério de Governo Local decidiu fechar o zoológico até novo aviso.

06/04/2017

Acusado de matar cão na frente de crianças vai a delegacia - Cascavel - PR

Protetoras de animais estiveram na delegacia para protestar... É um absurdo e muito covarde.... E o cara de pau do advogado do assassino disse que o filho dele está em tratamento por causa das investidas do cachorro para atacá-lo..... tinha que levar muita bolacha na cara.....


As últimas horas da família de Rafael Pickler tem sido de bastante tristeza.
O cãozinho da raça pincher, de sete anos de idade, foi morto de maneira muito cruel por um vizinho de condomínio, em Cascavel, no Oeste do Paraná.

De acordo com o homem, a filha dele, de apenas três anos de idade, estava brincando com mais duas crianças e o cachorrinho 'Bartho'. Em determinado momento, o rapaz apareceu no pátio do condomínio, pegou o cão pelas patas e o arremessou violentamente contra o chão. Tudo isso, na frente das crianças.

Rafael disse não conhecer o rapaz que tirou a vida do cachorrinho da família dele. Ele comentou, também, que para ele e para a esposa as últimas horas foram difíceis de enfrentar e que, infelizmente, o dano emocional é muito maior na filha.

Ele quer que o homem que matou o cachorro dele responda pelos atos dele. Um boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado na 15ª SDP (Subdivisão Policial) de Cascavel.

Veja mais notícias relacionadas
05/04/17 - ‘Sociedade’ pede providências no caso do advogado que matou cachorro
05/04/17  - Acusado de matar cão na frente de crianças vai a delegacia
04/04/17  - Dono de cão morto na frente de crianças representa contra advogado
03/04/17  - Advogado acusado de matar cão: OAB se posiciona
03/04/17  - Morte de cão na frente de crianças: polícia abre procedimento

02/04/2017

Criança tortura cãozinho enquanto uma mulher filma

O vídeo é de 2016, mas, me deu tanta raiva de saber que uma pessoa estava bem filmando este filho do capeta torturar o filhotinho de cão que achei por bem publicar para avaliação dos leitores. A situação é tratada com risos as duas mulheres envolvidas deviam ser presas imediatamente. Desgraçadas nojentas!!!!! Tentei achar se houve alguma punição contra elas, mas, não consegui. Fica o registro da imbecilidade e capacidade humana....



01/02/2017

É melhor para as crianças ter um cachorro do que um irmão, aponta estudo

Desculpe, mas nisto eu não concordo.... bom é ter os dois.... Fui filha única e sinto muito a falta de um irmão....
------------------------
Um pet ou um novo irmãozinho, do que seu filho gostaria mais? Ele até pode estar pedindo um irmão ou irmã, mas teria satisfação maior no relacionamento com algum animal de estimação --ainda mais se fosse um cachorro. Essa é a conclusão de um estudo da Universidade de Cambridge que investigou a influência do convívio com animais no desenvolvimento da

19/01/2017

Um cão vale mais que uma criança? - Portugal

Eu me proponho a publicar certas matérias somente para levar  as pessoas a pensarem..... Como pode esta colocação num país como Portugal em pleno século 21? Se bem que num país europeu, que vive uma civilização bem mais antiga que a nossa, ainda admite touradas é para se esperar mesmo tamanho besteirol... Enfim, que morra a mediocridade!!!!!
--------------
Durante esta semana fiquei espantado com uma notícia que teve honras de primeira página num importante jornal diário português. Nessa mesma página anunciava-se a intenção de uma sociedade protetora de animais de resgatar 650 galgos das pistas de corrida de Macau para os trazer para Borba.

Para tal megalómana ação, a dita entidade já reuniu com o Ministro da Agricultura, tendo-lhe sido comunicado que estaria em planeamento um centro

27/12/2016

“Vamos abandonar o cachorros antes de irmos de férias”: as reações das crianças

Alguém acha que foi uma maneira boa de conscientização? tenho minhas dúvidas...
------------------
Esses pais fizeram uma brincadeira muito ruim para seus filhos, dizendo que eles iriam abandonar seus cachorros. A iniciativa foi criada para aumentar a consciência da web sobre o tema do abandono de animais, particularmente importante durante o verão e antes de um feriado. Com esse vídeo os pais queriam dar uma mensagem forte: “Isto é o que você faz para seus filhos, se você decidir privá-los de seus amigos de quatro patas.” Veja as reações chocantes das pobres crianças.

17/12/2016

Menina chora desesperadamente ao ver um franguinho morto

A menininha chora convulsivamente vendo o franguinho morto e quer saber porque ele morreu. Com certeza é uma de nós..... De um lado vemos crianças maltratarem animais e do outro exemplos como estes.... A pena é que do nosso lado o numero é menor.....
------------------------

10/12/2016

Cão salva criança com síndrome de Down que estava presa na máquina de secar

Cães são animais fabulosos.... literalmente, só faltam falar..... Agora, que família, heim? criança dentro da máqina de lavar, carregador esquecido na tomada...... que virá depois? e será que Teddy vai conseguir ajudar? ou vai ser uma vítima desta negligência?
------------------------

O animal viu o menino dentro da máquina e logo foi até sua tutora pedir ajuda. A mulher percebeu que tinha algo errado, seguiu o cão e retirou o filho da secadora

O cachorro Teddy, uma mistura de Cocker Spaniel com Poodle, está sendo considerado um verdadeiro herói por sua família.

Teddy ajudou a salvar a vida do filho mais novo

03/12/2016

Junto ao pai, menina de 7 anos atira e mata cervo com disparo de AR-15

ATUALIZAÇÃO:
O pai da criança tirou o vídeo do ar, mas, eu tinha salvo e estou publicando. Ele manteve as fotos das crianças. Veja ao final.
-----------------------
Tem que haver alguma explicação para humanos serem tão cruéis!!!!!! Tem que ter...... Não consigo aceitar!!!!!! vejam o vídeo e reparem a alegria da criança ao final!!!!! Deus meu!!!!!! O Facebook do pai é este: Cody Klapper . Lá ele se vangloria dos mais de 2 milhões de visualizações e a maioria dos comentários é de apoio a ele..... duvida? confere só.....
-------------------------
Uma menina de sete anos, moradora do Texas, se tornou um verdadeiro sucesso (polêmico) no Facebook esta semana após seu pai ter postado na rede social um vídeo em que ela aparece armada com um rifle de caça disparando contra um cervo.

video

Lilly Klapper vive em Jacksboro com seus pais e um irmão menor. Ela está no 2º ano do correspondente ao nosso ensino fundamental. No entanto, seu pai, Cody Klapper, um caçador

11/11/2016

Cachorrinho com o corpo cheio de cola - Turquia

Crioncinhas filhas do "coisa ruim"..... credoincruzis!!!!!!! brincadeira de criança? Jezuissssss.......
-------------------
Este cachorrinho foi encontrado com cola por todo corpo. Tudo isso foi parte de uma "brincadeira" de algumas crianças. Veja recuperação deste cachorrinho corajoso!
Fonte: Zoomin.tv

12/09/2016

Leão dado como presente a criança foi encontrado a vagar na rua - Rússia

Gente, se o bicho ainda filhote é "perdido" assim, será que os responsáveis pelo animal vão guardar bem o leão, ou será que crescido vai acabar com um tiro por estar solto na rua?
--------------------
Esta cria de leão foi encontrada a vagar no centro de Ufa, uma cidade na Rússia. Encantados com a presença do animal, vários transeuntes quiseram tirar selfies com o leão, cujo nome é Shere Jhan.


 Até que as autoridades chegassem para resgatá-lo, houve um homem que o amarrou com uma corda e o hidratou, para o manter a salvo. Conta o Mirror que, na realidade, Shere Jhan já tinha sido dado

12/08/2016

Leão ataca criança ao vivo na TV

Por pouco não mataram o animal na hora....
------------------
Um vídeo do programa de TV mexicano "Con Sello de Mujer" mostra um momento aterrorizante: uma criança sendo atacada por um filhote de leão ao vivo. O animal foi levado ao programa e colocado bem próximo da garotinha. Em determinado momento, o filhote ataca a criança com suas patas e começa a morder suas calças. A tratadora consegue desvencilhar a garota, que começa a chorar e gritar. E ela insiste em dizer: "acalme-se".

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪