Mostrando postagens com marcador clandestino. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador clandestino. Mostrar todas as postagens

16/09/2015

Polícia encontra cemitério clandestino de animais - RJ

A matéria esta confusa e incompleta. Diz o repórter que ninguém imaginava que ali tinha um cemitério, mas, e a fumaça? agora ele fala de "bichos" sem dizer quais são.... enfim, só estou registrando porque fica sempre a pergunta: onde descartar corpos de cães e gatos de pessoas que não tem recursos para pagar um órgão municipal ou cemitério particular?
-----------------------------------------------


Rio - Poucas pessoas imaginariam que ali, numa rua de casas amplas em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio, funcionava um cemitério clandestino de animais. O terreno, no número 1485 da Estrada do

05/03/2015

21/11/2013

Policia fecha matadouro público de jumentos que vendia a carne ao povo como se fosse gado

Meu Deus, o que se faz neste mundo para se obter o maldito dinheiro... olhem o depoimento dos policiais.....
_________

O Núcleo de Inteligência do Sertão da polícia de Salgueiro, Pernambuco, desarticularam na última terça feira, naquela cidade, um abatedouro clandestino que abatia jumento e passava a carne como sendo de gado aos comerciantes do Mercado Público local.

Na ação foram presos os irmãos Maricélio de Carvalho Martins, 37 anos, solteiro, “comerciante de carnes” no Marcado Público de Salgueiro e Mauricio de Carvalho Martins 32 anos, solteiro, ambos moradores do local onde os animais estavam sendo sacrificados.

Na localidade, que fica no Bairro da Primavera em Salgueiro, também foi preso Cícero Henrique dos Santos, 32 anos, que era o responsável pelo sacrifício dos animais.

Os policiais que participaram da missão se surpreenderam com tamanha crueldade, ao visualizarem um dos animais (uma fêmea) já totalmente destroçada e restos de seu ventre com um feto bem desenvolvido, além de mais 05 (cinco) jumentos, entre fêmeas e machos que também seriam abatidos durante a madrugada.

Restos de outros animais também foram encontrados dentro do freezer e geladeira, no entanto, não se pode afirmar se realmente seriam da mesma espécie. Em conversa com os policiais, o acusado Maricélio declarou que aquilo era apenas uma brincadeira e que os animais eram capturados na rua. 

Os acusados foram conduzidos para Delegacia de Policia Civil da 193ª Circunscrição em Salgueiro, aonde foram apresentados com alguns materiais utilizados no abatedouro, autuados em flagrante pela barbárie cometida e recolhidos às celas do Presídio Regional do município (PSAL), ficando à disposição do Poder Judiciário.



24/10/2013

Prefeitura e polícia fecham canil clandestino com 41 cães de raça em Curitiba

Uma denúncia levou a polícia e a prefeitura a fechar um canil irregular no Cajuru --bairro de classe média baixa da região leste de Curitiba-- nesta quarta-feira (23). Quarenta e um cães das raças lhasa apso, shitzu, yorkshire, poodle e pincher estavam guardados em pequenas gaiolas de madeira, sob um telhado de amianto, na garagem de uma casa.

Os animais, que segundo a prefeitura eram criados para venda, foram apreendidos e receberam chips de identificação. Em seguida, serão

21/06/2013

Abatedouro interditado tinha animais abatidos a marretadas e ratoeiras

Esta é a nossa realidade..... povo marcado, êh... povo feliz......, já dizia Zé Ramalho.... O que leva isto acontecer? obviamente a falta de cultura.... ou melhor, a perpetuação de uma falácia que é humanos tem que comer carne... seja do jeito que for....

Só uma correção na matéria: o local é matadouro (animais de grande porte) e não abatedouro (animais pequeno e médio porte). REPAREM A ÚLTIMA FRASE DA MATÉRIA..... pois é!!!!!

Abatedouro foi interditado em Toledo (Foto: IMA)
Fiscais do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) interditaram nesta quinta-feira (20) o abatedouro da Prefeitura de Toledo (MG). Segundo o órgão, os animais eram abatidos a marretadas, o que é proibido por lei federal.

Além disso, o local é considerado clandestino porque não possuía nenhuma documentação exigida para funcionar, como licença de inspeção municipal, estadual ou federal. Entre as irregularidades, a localização do curral, que ficava a menos de 15 metros do prédio onde as vacas eram abatidas e a ausência de câmera fria para resfriamento da carne.

O local também estava em péssimas condições sanitárias, com ratoeiras armadas pelo prédio. O abatedouro clandestino funcionava desde 2006 e eram abatidos cerca de 90 animais por mês.

Animais eram mortos a marretadas (Foto: IMA)
De acordo com o IMA, o abatedouro só poderá ser reaberto depois que for regularizada a documentação. A prefeitura não foi multada.

Fonte: G1

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪