RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador carne de cachorro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador carne de cachorro. Mostrar todas as postagens

24 de setembro de 2017

Cães sequestrados para consumo de carne são resgatados por ativistas - Índia

Tem um pessoal que acha que a Índia é o paraíso dos animais já que as vacas são sagradas e blá blá blá.... Na verdade naquele país se promove muita desgraceira contra os animais. Se quiser conferir o que estou falando CLIQUE AQUI. Mas veja este caso comovente. Valeu a pena saber que temos companheiros tão ativos atuando por lá.... Axé para esta gente amada. Na Índia tem a Animal Aid que faz cada resgate de fazer a gente se debulhar em lágrimas de tão emocionante. Confere aqui algumas postagens nossas sobre eles.
---------------
Este é um caso impressionante: 26 cães vadios, que foram sequestrados e contrabandeados para o consumo, foram resgatados das garras dos suspeitos comerciantes de carne no nordeste da Índia. Os cães foram resgatados na estrada perto Jowai em Meghalaya quando eles estavam sendo levados em um carro pequeno, com as bocas fechadas com fitas e duas

20 de agosto de 2017

Conheça os 7 países que consomem carne de cachorro e gatos

Não há muita diferença de um açougue de carne de boi e outros tantos para o de carne de gato e cachorro. Mas, se podemos combater este "consumo" de cães e gatos, vamos cair dentro, gente..... Não dá é para ficar falando sem fazer nada....
-----------
Em nossa cultura, felizmente, consideramos cães e gatos como mascotes e até membros da família, diferente de vacas, galinhas e porcos. Em alguns lugares do mundo, os cães e gatos são considerados um delicioso prato.

Veja os 7 países que consomem carne de gato e de cachorro:

1. Alasca e Canadá
Nas zonas mais frias do Canadá, Alasca e Sibéria utilizam cães para puxar trenós. Não é uma tradição comer esses animais, apenas quando o alimento é escasso.

2. Taiti
Lá não é exatamente um paraíso para cães e gatos. Desde muito tempo eles são considerados uma fonte de alimento, mas apenas alguns grupos ainda consomem os mascotes.

3. China
Carne de cachorro é muito comum na China. Existem até festivais em que consomem cachorro frito. Alguns animais são cozidos ainda vivos. O governo pede que não sirvam este tipo de carne em locais turísticos.

4. Coreia do Sul
Comer cachorro é considerada uma forma de alimentação saudável, especialmente em dias de verão, já que dizem que o consumo da carne canina evita os efeitos desagradáveis do calor. A indústria de carne de cachorro é muito forte na Coreia do Sul, mesmo com os esforços humanitários. Os pobres animais são abatidos de forma dolorosa.

5. Havaí, Estados Unidos
Os residentes do país têm um estranho costume de comer gatos. Até tentaram impedir este tipo de iguaria, mas os costumes são mais fortes e lá os bichanos são considerados comida.

6. Suíça
A nação dos relógios e chocolates também come carne de cachorro. A carne mais apreciada é a de Rottweiler. O consumo é mais comum na região dos Alpes. O regulamento governamental orienta que o animal seja morto sem passar por nenhum tipo de sofrimento.

7. Vietnã
A carne de cachorro é considerada uma delícia no Vietnã. Existem vários tipos de receitas que vão desde cachorro assado até sopa de cachorro.

Fonte: PetRede

27 de julho de 2017

Vira-lata vira cachorro oficial do presidente sul-coreano




Imagina se a gente imaginaria um Temer da vida fazendo o mesmo!!!!! Indo mais longe: imagina Donald Trump fazendo isto? Tem que ser muito macho, evoluído e sensível para uma atitude como esta do Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in.

Agora, ele vai ter que resolver a parada do seu povo comer cachorros, né? Creio que esta atitude dele foi o início do seu objetivo final. Aliás, foi promessa de campanha...
-------------
O presidente da Coreia do Sul adotou um vira-lata como cachorro oficial. O gesto é uma forma de incentivar a adoção de animais abandonados no país.

-----------
Presidente da Coreia do Sul adota vira-lata como cachorro oficial
Adoção de Tori tem objetivo de conscientizar sobre o crescente número de animais abandonados no país.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, adotou nesta quarta-feira (26) um cachorro de rua, cumprindo uma promessa de campanha de impulsionar a conscientização sobre o crescente número de animais abandonados em meio à onda de compra de animais de estimação.

Tori, um vira-lata preto de 4 anos, se tornou o primeiro cachorro abandonado a obter o título de "primeiro-cachorro", se juntando aos dois outros animais de estimação de Moon, um Pungsan de 10 anos chamado Maru e um ex-gato de rua, Jjing-jing.

"Como sociedade, nós precisamos prestar mais atenção a animais abandonados e cuidar deles", disse Moon a ativistas de direitos animais na cerimônia de boas-vindas, segundo seu gabinete, acrescentando que até 300 mil animais foram abandonados no país.

Como muitos vira-latas, Tori sofreu com o estigma duplo de ser abandonado e de ter pelo escuro, em um país que prefere animais de pelo claro para animais de estimação devido a superstições.
A Coreia do Sul tem sido frequentemente criticada por seu costume de consumir carne de cachorros, embora o consumo tenha reduzido nos últimos anos.

A compra de animais de estimação tem crescido rapidamente, com quase um quarto de todas as casas tendo um, mas a tendência também aumentou o fluxo de animais abandonados em abrigos por todo o país.

Fonte: G1 Mundo

14 de julho de 2017

Turista estaria comendo carne de cachorro sem saber em Bali

Agora, vejam só: o camarada no vídeo diz que é pura mentira.... Mas, é bem possível. Esta ONG é seríssima e não iriam denunciar sem ter certeza. Publicamos uma postagem em 2014 falando sobre a matança que Bali faz com os animais de rua: Bali, na Indonésia, mata milhares de cães desde 2009 ao invés de vacinar contra raiva
------------
Consumo de carne de cachorro na Indonésia? É o que denuncia a ONG Animals Australia. Os turistas na ilha indonésia de Bali podem estar comendo carne de cachorro sem saber, disseram ativistas defensores dos direitos dos animais, sinalizando que existe um comércio desenfreado que permanece oculto à vista do público e das autoridades.
Reuters 13/jul/17

27 de junho de 2017

Cozinhar um cão vivo para amaciar a carne. A podridão humana da China!

Não é possível que um desgraçado deste não vá para o inferno!!!!! Ele gargalha enquanto mantem o animal em sofrimento. Eu gostaria de pegar um cara deste e fazer o mesmo com ele.... mesmo que fosse para o inferno, também!!!!!! Pelo amor de Deus, me digam p´ra que o mundo quer um ser desprezível como este? Estou publicando para nos indignarmos cada vez mais. 

Mandem e-mail de protesto para a Embaixada da China e para os Consulados do RJ, SP e Recife.

Texto sugestivo:
Senhor Embaixador e Consul da China
Que a China tenha consciência do quanto desprezamos práticas terrivelmente cruéis contra animais. Isto não é cultura e sim expressão de barbárie de um povo. Confiram no link: http://www.ogritodobicho.com/2017/06/cozinhar-um-cao-vivo-para-amaciar-carne.html

Atenciosamente
Nome, cidade e e-mail
==================

NÃO VEJAM O PRIMEIRO VÍDEO SE NÃO TEM ESTÔMAGO!!!! 

-------------------------------

Cozinhando um cachorro vivo em pleno comércio chinês de carne de cachorro

Tucker Carlson recentemente condenou o comércio de carne de cachorro ...

O cão com os pés cortados é resgatado. Eles gostam de cortar os pés, mesmo enquanto os cães estão vivos, para fazer sopa ...

Alguns cães resgatados são liberados de gaiolas na China ...
Fonte: LiveLeak

22 de junho de 2017

Mesmo com polêmica, festival de carne de cachorro acontece na China

Lamentavelmente, milhares de cães e gatos estão sendo consumidos no maldito Festival de Yulin que começou ontem na China. Ao final publicamos um vídeo de resgate de 1000 cães realizado por uma ONG de proteção animal daquele país. Que loucura, meu Deus!!!!!
-------------
PEQUIM — Apesar da polêmica, o festival de carne de cachorro realizado anualmente no solstício de verão na cidade de Yulin, em Guangxi, China, acontece normalmente. No mês passado, grupos ativistas afirmaram que autoridades haviam comunicado os comerciantes de que o evento seria banido, o que foi negado. À BBC, o governo local informou que não é o organizador, por isso não pode proibi-lo, pois o consumo de carne de cachorro é permitido no país. A estimativa é que 10 mil cachorros sejam mortos durante o festival.

Com o início do festival nesta quarta-feira, os mercados locais estavam abarrotados com cães mortos, que são cortados em pedaços para serem vendidos. Nos restaurantes, a carne do animal que é visto no ocidente como um companheiro, é preparada de variadas formas. Segundo relatos, existe forte presença policial.

Em anos anteriores acontecerem conflitos entre comerciantes e ativistas, que tentavam resgatar cães que ainda estavam vivos aguardando o abate. Nesta quarta-feira, uma ativista afirmou ter sido proibida pela polícia de entrar num mercado, onde ela acreditava que haviam cachorros vivos sendo comercializados.

O consumo de carne de cachorro é uma antiga e controversa tradição na China, Coreia do Sul e outros países asiáticos. Os comerciantes e consumidores defendem que os animais são abatidos de manira humanizada, e comer os cachorros não é mais cruel que consumir porco, boi ou frango.

INTERFERÊNCIA ESTRANGEIRA
Os defensores da tradição também reclamam da atenção internacional para o festival, que é vista como uma interferência estrangeira na cultura local. Entre os chineses, a carne de cachorro é vista como benéfica para os dias quentes de verão.

Os críticos afirmam que os animais são tratados com crueldade. Para o festival, os cachorros são transportados de outras cidades em pequenas gaiolas para serem mortos brutalmente. Os ativistas afirmam ainda que muitos dos cães servidos são roubados.

A pressão contra o festival vem principalmente de outros países, mas a pressão interna vem aumentando. Nos últimos anos, o número de cachorros de estimação disparou no país, para 62 milhões de animais registrados. Essa mudança vem alterando a forma como os cachorros são vistos no país, de alimento para companheiro.

O governo local se diz insatisfeito com a repercussão negativa, mas diz que não pode impedir a realização do festival. Mas, no ano passado, impôs alguma regras, como a proibição do abate de cachorros em público.

Fonte: O Globo
===========

Ativistas resgatam 1000 cães que iam para o Festival de Yulin

20 de junho de 2017

ONG chinesa faz emocionante resgate de cães que iam para o festival de Yulin

Gente do Céu!!! vi o vídeo com meu coração na boca. A agonia de descarregar os cães do caminhão para serem atendidos o mais rápido possível é de tirar o fôlego. Estas pessoas abençoadas são do The Animal Hope & Wellness Foundation, uma ONG de proteção animal da China. Não deve ser mole o trabalho destes companheiros. No segundo vídeo mostra como os animais saem destas malditas gaiolas.... Que o mundo caia na cabeça desta gente nojenta capaz de tamanha maldade....
------------------
Resgatado a noite passada de um matadouro na orla de Yulin. Estes cães foram espancados na cara em pele viva mesmo na nossa frente. No fim, decidimos salvá-los evitando que morressem nesta tortura. O transporte acabou de chegar ao nosso abrigo em Changsha. Estes cães estão em estado crítico, e precisam de apoio para se manter vivo. Para aqueles que são pro-vida e enojado com o que acontece em Yulin, esta é uma chance de dar volta nisto. Uma oportunidade para ajudar as vítimas.

O site desta ONG é este https://animalhopeandwellness.org/  e eles tem uma petição para ser assinada. Por favor, ou melhor, pelo amor de Deus, assine  e faça a sua parte colaborando para que estes companheiros tenham armas para levar a luta pra frente. É tão pouco que podemos fazer.... não negue sua participação.....

Vejam algumas fotos de animais vítimas desta barbárie:








16 de junho de 2017

Supermercado europeu Carrefour é pego vendendo carne de cachorro na China

Investigação encontrou produtos de carne de cachorro
em duas filiais chinesas da rede de
supermercados Carrefour
Foto: Reprodução/The Dogington Post
Comerciante cumprir este tipo de promessa me parece difícil.... Ao final tem uma petição.  Por favor assinem.
------------------
Mesmo após prometer que iria parar de vender produtos de carne de cachorro, investigação encontra esses itens à venda em duas filiais chinesas da rede Carrefour

Muito se luta pelo fim do consumo de carne de cachorro, mas parece que ainda vai ser difícil acabar com esse tipo de crueldade animal de forma definitiva.

É isso o que pensamos após a rede europeia de supermercados Carrefour ser pega vendendo carne de cachorro em pelo menos duas de suas lojas chinesas, e isso mesmo depois de ter feito promessas de que iria parar de vender esses produtos.

Em 2012, a rede Carrefour, que possui mais de 10 mil lojas em toda a Europa, foi informada pela primeira vez sobre toda a crueldade, a criminalidade e os riscos para a saúde associados à carne de cachorro. Na época, a cadeia de supermercados prometeu, através de um e-mail, deixaria de lucrar com a crueldade da Indústria de carne de cachorro.

Apesar de o Carrefour ter dado todas as garantias, uma investigação feita em 2016 acompanhada pela organização Animals Asia descobriu que duas filiais da rede localizadas na cidade chinesa de Xuzhou ainda tinham produtos de carne de cachorro à venda.

Foram enviados e-mails para a sede da Carrefour na França, todos sem respostas. Já em maio de 2017, em nova visita às filiais, a empresa de consultoria Ya Dong afirmou que produtos de carne de cachorro continuam a ser vendidos nos locais.

Jill Robinson, fundadora e CEO da Animals Asia afirmou que é decepcionante que mesmo depois de todas as informações dadas, uma empresa tão grande como o Carrefour continue a vender produtos de carne de cachorro.

“É extremamente decepcionante para os amantes de animais em todo o mundo que o Carrefour esteja colocando os lucros na frente do bem-estar dos cachorros da China. Nossas investigações sobre a indústria, que compartilhamos com o Carrefour, revelam a ilegalidade, a crueldade e as preocupações de segurança pública em todas as etapas da cadeia de fornecimento de carne de cachorro. No entanto, eles continuam a vender produtos de carne de cachorro”, afirmou Jill.

“É comum para o Ocidente criticar o comércio chinês de carne de gato e cão, mas aqui é um supermercado europeu que está se beneficiando abertamente disso. Demos ao Carrefour todas as oportunidades para acabar com sua associação com a indústria cruel da carne de cachorro, mas eles continuaram a lucrar com essa crueldade. Sem dúvida, será um choque para muitos dos clientes da Carrefour na Europa que a empresa tenha expressado tão pouco respeito pelas preocupações com a crueldade animal”, completou Jill Robinson bastante indignada.

Além da questão do bem-estar animal, o consumo de carne de cachorro também é uma questão de saúde pública, visto que entre os cachorros abatidos para o consumo de sua carne estão cães de rua e que a maioria destes animais não recebem vacinas ou exames de saúde antes de ser abatidos. A preocupação fica ainda maior por não se saber a forma como eles são abatidos e com a possibilidade de que alguns deles sejam até envenenados.

Segundo a diretora de bem-estar de gato e cão da Animals Asia, Irene Feng, a última coisa que os ativistas de proteção animal da China precisam é de uma cadeia de supermercados moderna e internacional que ache normal o consumo de carne de cachorro e apoie uma indústria cheia de crueldade e ilegalidade.

Para Irene, além de passar uma mensagem errada sobre a crueldade por trás dessa indústria, o fato de o Carrefour vender carne de cachorro também é bastante prejudicial para o crescente movimento contra o consumo de carne de cachorro na China. “Do ponto de vista ético e comercial, a decisão do Carrefour não faz sentido e esperamos que eles pensem novamente”, afirmou Irene.

A Animals Asia criou uma petição on-line solicitando ao Carrefour que pare de vender produtos de carne de cachorro. Para assinar basta acessar: https://www.animalsasia.org/carrefourdogmeat

FONTE: Portal do Dog

13 de abril de 2017

Agora é proibido comer carne de cão ou gato em Taiwan

Bons ventos e boas notícias!!!!!! Ainda falta muito convencer que não devem comer porco, boi, carneiro, etc.... mas, acho que foi um avanço.
----------------------
É agora ilegal comer carne de cão e de gato em Formosa
"Os apelos para um fim à crueldade da carne do cão estão ficando cada vez mais altos."

Taiwan tornou-se na terça-feira o primeiro país asiático a proibir comer carne de cão e gato com a aprovação de um projeto de lei que proíbe  a crueldade animal,  informou a National Geographic na quarta-feira.

A lei de proteção animal revisada do país anteriormente apenas visava a normatização do abate e venda de cães e gatos para consumo humano. Agora qualquer pessoa encontrada comendo  ou comprando carne de cachorro ou gato enfrentará uma multa de até US $ 8.200, bem como terá o seu nome e foto divulgado.

Além disso, pessoas que deliberadamente ferirem animais enfrentam dois anos de prisão e uma multa de US $ 65.000 sob a nova lei. Puxar um animal em um carro ou motocicleta também é punível com uma multa de até US$500, de acordo noticiou o Associated Press.

A Humane Society International elogiou rapidamente a decisão do país como um "passo monumental para acabar com o comércio de carne de cão".
"Esta legislação vai servir de uma mensagem para o continente chinês, estado de Nagaland na Índia, Vietnã, Indonésia e outros países asiáticos, onde o consumo de carne de cão ainda é legal, disse Kelly O'Meara, diretora de animais de companhia e engajamento da HSI, em comunicado na quarta-feira.

"A maioria das pessoas em países asiáticos não comem cachorro e gato, e ficam chocados quando se encontram diante deste comércio cruel e muitas vezes criminoso. O movimento de proteção animal está crescendo rapidamente em toda a Ásia e os apelos para o fim da crueldade na carne de cães estão ficando cada vez mais altos ".

Caudas felizes! Mais de 50 cães resgatados de South Korean Meat Farm
A carne de cão já é menos comum em Taiwan, mas também consumida em países como as Filipinas , Coréia, Indonésia e China, onde há um festival anual de carne de cão.

Embora existam outros lugares na Ásia que já consideram foras da lei aqueles que matam cães e gatos para consumo, Taiwan é declaradamente o primeiro país com leis que visam especificamente punir uma pessoa comer os animais.

Embora a HSI estime que 10 a 20 milhões de cães sejam abatidos todos os anos na China, constituindo a maioria dos caninos consumidos em todo o mundo, a organização diz que não é um prato comum.

"Não faz parte da cultura culinária chinesa dominante", afirma a HSI em seu site. "Há um crescente movimento de proteção animal no país que se opõe rotundamente ao comércio de carne de cão, e há freqüentes e documentados conflitos violentos entre ladrões de cães e proprietários de cachorros furiosos".

O HSI acredita que a carne do cão é consumida por gerações mais velhas e por povos que acreditam que tem benefícios de saúde. Segundo a Reuters, as pessoas em algumas partes de Taiwan comem carne de cachorro no inverno para melhorar o calor do corpo e circulação sanguínea. 

No mês passado, o  HSI noticiou o resgate de 55 cães de uma fazenda de carne em Goyang, Coréia do Sul.

2 de março de 2017

Jogos Olímpicos de Inverno: Coréia do Sul fecha maior mercado de carne de cachorro

Acho que isto foi uma grande vitória embora me pareça algo temporário. A conferir.....
Fonte: TheGuardian
Colaboração: Helô Arruda
---------------------
As portas começaram a fechar no maior mercado de carne de cão da Coréia do Sul numa tentativa do país de fugir da crítica internacional sobre sua prática de matar cães para consumo humano antes de sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018.

O mercado Moran em Seongnam vende mais de 80 mil cães, mortos ou vivos, todos os anos e representa cerca de um terço do consumo de carne de cão da Coréia do Sul, de acordo com a mídia

13 de janeiro de 2017

Criados para serem vendidos como carne, cães são resgatados na Ásia

Ô minha Santa dos Desamparados, que bom que estes foram salvos, mas, ajuda os outros que não foram..... e junto, solta uma fumaça pelo mundo para humanos pararem de promover tanto sofrimento nos animais....
------------------------
Cachorros serão encaminhados para a adoção nos Estados Unidos

WONJU - "Você está bem, você está bem", diz a coordenadora de uma campanha da ONG Humane Society International (HSI), Lola Webber, a um cãozinho filhote nos seus braços, enquanto passa por cachorros latindo em gaiolas ao lado.

O filhote foi tirado de uma gaiola enferrujada em

16 de dezembro de 2016

Policiais fecham maior mercado de carne de cachorro da Coreia do Sul

Acho que está sendo um grande avanço.... tomara que estas providências cheguem a China
------------------------
Oficiais da Coreia do Sul proibiram o assassinato e o retalhamento de cães no maior mercado de carne de cachorro do país.

Um acordo entre a cidade de Seongnam e a associação de vendedores no mercado de Moran estabeleceu que as instalações onde os animais são mortos serão removidas na próxima semana, segundo o jornal Korea Herald.

Os 22 vendedores de carne de cachorro do

18 de novembro de 2016

Depois de lhe amputarem as quatro patas, Chi Chi voltou a andar - Coréia do Sul

Fico pensando se os árabes não estão certos com o pensamento Maktub (estava escrito).... O que levou esta cadelinha ser "descartada" e encontrada por alguém que tenta devolver tudo que lhe foi roubado?
---------------------
Cadela tem agora "mais liberdade".
Quando Chi Chi, uma cadela de raça golden retriever, foi encontrado no exterior de uma fábrica de carne na Coreia do Sul muitos acharam que jamais voltaria a andar.


O animal estava preso pelas pernas para não fugir, enquanto esperava por ser abatido. Contudo, à ultima hora, a sua carne não foi considerada boa para consumo e foi despejada no lixo dentro de um

19 de outubro de 2016

"Chefs" chineses selecionam o cachorro para ser servido

Recente vídeo mostra que em vários locais da China, a exploração cruel e covarde destes animais continua a mesma. ONGs daquele país tentam de tudo para acabar com isto, mas, é tão complicado já que têm poucos recursos vindo do governo. Por favor leia e faça sua parte: 

IMAGENS FORTES

29 de setembro de 2016

Mulher é presa após ser flagrada vendendo churrasco de carne de cachorro - PE

Alguém está acompanhando o caso?
------------------------
Um crime ocorrido na última semana, na cidade pernambucana de Petrolina, repercutiu nas redes sociais e revolta os internautas. De acordo com o site, Pernambuco Conectado, uma mulher que não teve o nome divulgado, foi presa acusada de matar cachorros e comercializar churrasquinhos da carne dos animais.

Vizinhos denunciaram a mulher, que segundo eles, por diversas vezes foi vista matar os

18 de agosto de 2016

Coreia do Norte está incentivando na TV aberta o consumo de carne de cachorro como saudável

Este homem é louco totalmente e filho do "coisa ruim"..... Como a Mari fala: o inferno está vazio... todos eles estão aqui.... Gzuissssss, socorre a nóis tudo!!!!!!
-------------------
Espancar os animais deixa a carne mais saborosa, segundo a imprensa local.

Sob a batuta do ditador Kim Jong-un (foto), a rede de TV estatal Korean Central Television (KCTV) tem exibido reportagens incentivando a população a comer cachorros.

As matérias afirmam aos norte-coreanos que a carne de cachorro é rica em vitaminas, dá energia e é

18 de julho de 2016

O comércio ilegal de carne de cachorro na Índia

Que que isto, minha gente!!!!!! não bastasse a China, agora a Índia está explorando a carne de cachorro? Quando isto vai acabar? Leiam com atenção, não veja o filme se não tiver estomago, MAS, ASSINEM A PETIÇÃO da ONG HSI da Índia que está tentando que o governo indiano proíba a comercialização da carne destes animais.
Colaboração: Helô Arruda
-------------------
A realidade do comércio ilegal de carne de cachorro é algo que a maioria dos amantes de cães acha muito difícil digerir. Vemos nossos cães como companheiros amados e dignos de confiança e a ideia de que qualquer pessoa poderia torturar ou matar um filhote de cachorro é absolutamente repugnante. Na esteira do Festival de carne de cachorro Yulin, na China, e no início do Bok-Nal, na Coreia do Sul, muitas organizações e indivíduos têm intensificado a tentativa de sensibilizar as pessoas para a prática de comer carne de cachorro para ajudar a torná-la ilegal ou impedir o comércio tanto quanto possível.


Infelizmente, como uma recente investigação secreta da Humane Society International (HSI) mostrou, só porque a carne de cão é proibida em determinados lugares nem sempre significa que o

25 de junho de 2016

Vídeos e fotos do resgate de cães que iam para o festival de carne de cachorro de Yulin - China



Publiquei sobre este rapaz que foi lá em Yulin, China, resgatar cachorros, mas, não tinha vídeos e fotos como tem nesta matéria abaixo. Confiram aqui e no face dele:
--------------------
Todo ano, a cidade de Yulin, na China, recebe o festival de carne de cachorro por dez dias. O evento, que tem início no solstício de verão, acontece devido às crenças tradicionais chinesas de que comer carne de cachorro ajuda o corpo a suportar melhor o calor.

Cerca de 10 milhões a 20 milhões de cães são mortos a cada ano na China para terem a sua carne transformada em comida. E o festival em Yulin tornou-se sinônimo da prática: aproximadamente 10

23 de junho de 2016

Ativista livra 1 mil animais da morte em festival de carne de cachorro

Todos ajudando..... é Jesus na causa.....
-------------------
Ativista que libertou animais
Enquanto o mundo inteiro assiste com horror ao festival de carne de cachorro de Yulin, na China, o ativista Marc Ching, dos Estados Unidos, e sua namorada foram até a China e colocaram seu plano em ação: libertaram 1 mil cachorros que estavam em seis abatedouros.

Outros ativistas também estão libertando animais. No festival, que começou na semana passada e dura dez dias, espera-se a matança de 10 mil

20 de junho de 2016

Cães resgatados dias antes de festival de carne canina

------------------------
Mais de duas dezenas de cães foram salvos por uma organização ativista dos direitos dos animais. Estavam num matadouro, amontoados em jaulas de poucas dimensões e tinham como destino certo a morte e, depois, servirem de refeições para humanos no sul da China.

Um grupo de ativistas conseguiu salvar 21 cães da morte certa. Tudo se passou num matadouro, no sul da China. A organização foi assegurar o