Mostrando postagens com marcador caçadores. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador caçadores. Mostrar todas as postagens

17/11/2017

Um grupo de ativistas pressiona um caçador e ele agride uma integrante - Inglaterra

Adorei este grupo que descobri lá na Inglaterra chamado West Midlands Hunt Saboteurs . Eles se dedicam a filmar as caçadas e postar nas redes sociais para que todos saibam o que acontece de verdade nestes eventos promovidos pelos psicopatas da caça. Amei conhece-los!!!!! Quem puder mande uma mensagem de apoio para eles!!!! 

13/11/2017

Guru de caçadores do Brasil mostra o efeito da armadilha de laço para javalis em um cão

Pois é.... sabe quem é este camarada chamado Francisco Charneca? um guru português dos caçadores aqui do Brasil.... Inclusive, parece que vai se mudar em definitivo para nosso país já que as "oportunidades estão sendo alvissareiras  para ele" por conta das promessas do candidato Bolsonaro em liberar geral a caça esportiva, alem de rodeios, vaquejadas e touradas. 

09/11/2017

Lebres devastam plantações inteiras no Sul e Sudeste do Brasil

Pessoas amigas, venho denunciando há anos sobre a tentativa destes malditos caçadores colocarem mais um animal para serem caçados. Eles são tão canalhas que introduziam a lebre em nosso território propositalmente para caça. Cade o IBAMA e a Policia Federal para cumprir o que diz o art. 31 da Lei de Crimes Ambientais? Tem nome e endereço.... nenhuma autoridade toma providência?

22/10/2017

Quarto do neto do Trump tem bichos de pelúcia na parede como troféus de caça

Juro que eu pensei que americano era inteligente. Mas, quando elegeram o doido do Trump fiquei na dúvida. Ele e os filhos são caçadores entusiastas e matam mesmo p´ra valer. Podre mesmo. Vejam um dos filhos que já está incutindo no filho de 1 mês o gosto pela caça. Tomara que ele não siga este lado podre da família psicopata.
------------- 

09/10/2017

PMA recolhe anta socorrida por capataz de fazenda depois de escapar de caçadores

A pobrezinha estava toda mordida pelos cachorros de caçadores. Quem já foi mordido por cães sabe o quanto fica dolorido o local. Imagina a dor que esta anta devia estar sentindo. Ela até que teve sorte porque muitas de suas companheiras são mortas impiedosamente por estes caçadores psicopatas dos infernos!!!! Juro que se eu tivesse muito dinheiro ia formar um grupo de caçadores de caçadores....

07/10/2017

Em vídeos, suspeitos comemoram caça de animais silvestres

Gente do Céu, veja a cena que eles usam um veadinho para atiçar os cachorros..... Sabia? eu quero estes desgraçados no lugar que eles merecem.... É uma pena não ter dinheiro porque eu ia fazer uma tropa de caçadores de caçadores..... Não é uma boa ideia? e ainda ia transmitir pela internet como fazem estas pessoas milionárias doidonas..... Credo!!!!! a droga é que estes caras não vão ser punidos como

21/08/2017

STJ recusa habeas corpus de organizador de caçadas de onça no Pantanal

Este maldito psicopata tem que morrer seco na cadeia!!!!!!  Em 2010, quando conseguimos a suspensão da caça ao javali aqui no Brasil denunciamos vários sites que vendiam safáris de caça para o exterior. Um deles era deste bandido....
----------
Eliseu Sicoli foi preso na Operação Jaguar em 2010 pela PF; ele é apontado como o chefe da quadrilha que fazia safáris em MT e MS

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) recusou o habeas corpus impetrado contra a decisão da ministra Maria Thereza de Assis Moura que manteve a denúncia realizada pela Justiça Federal da Subseção Judiciária de Sinop (MT) em desfavor do professor universitário Eliseu Augusto Sicoli, denunciado por organizar safaris para caçar onças no pantanal mato-grossense.

A decisão do ministro Ricardo Lewandowski foi proferida no dia 3 de agosto.
Acusado de ser o chefe do esquema deflagrado pela Operação Jaguar, em julho de 2010, Eliseu Sicoli foi preso junto a outras sete pessoas. Entre eles estavam o quatro argentinos, três brasileiros flagrados e um paraguaio.

O dentista paranaense chegou a ficar cerca de quatro meses preso na unidade penitenciária de Sinop. Na época ele entrou um recurso no STJ para anular o recebimento da denúncia, feita na comarca de Corumbá (MS), acatada pelo juízo Federal da Vara Única do município que determinou a sua prisão preventiva. A ministra votou pelo não provimento do recurso, que foi negado.

Descontente com a decisão, a defesa de Eliseu entrou com outro recurso no mesmo órgão para tentar reverter a determinação da ministra. Desta vez, alegando a ilegalidade na investigação realizada pela Polícia Ambiental que teria invadido a propriedade de Eliseu, após denúncias de que havia um grupo realizando caça na região.

Contudo para o ministro Lewandowski desconsiderou as alegações da defesa afirmando que não houve ilicitudes, uma vez que os biólogos estavam “em trabalho”.

“Como bem destacou a Ministra Maria Thereza de Assis Moura, as diligências de investigação tiveram origem na denúncia feita pelos biólogos responsáveis pelo Projeto Pró-Carnívoros, que monitora onças através de colares com GPS e não na alegada invasão da propriedade do paciente”, disse.

“Assim, não há falar em ilicitude das provas produzidas nos autos, pois as investigações tiveram origem na denúncia do biólogo Fernando Azevedo, existindo, portanto, justa causa para instauração e prosseguimento da investigação criminal”, completou o ministro ao negar o recurso.

Eliseu atualmente responde em liberdade pelos crimes de caça ilegal, porte ilegal de arma e formação de quadrilha. A soltura foi determinada em um recurso impetrado no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, onde tramita a ação penal.

Segundo o advogado, Rafael de Mello, o processo criminal se encontra em fase das oitivas dos réus. Testemunhas de defesa e acusação já foram ouvidas, enquanto os réus seguem prestando seus depoimentos neste mês de agosto. O depoimento de Eliseu deve acontecer em setembro.

A defesa desconstitui a acusação do Ministério Público Federal pedindo pela absolvição de Eliseu. Em razão de o réu ser apontado como o chefe da organização, o advogado sustenta que o MPF se utilizou do argumento porque ele realizava caças em outros países onde a prática é considerada legal.

“Antigamente ele organizava safáris como hobby em países como a África do Sul e Argentina, e isso foi reconhecido por ele, porque não há nenhuma ilegalidade nisso por serem países onde a caça é permitida. O MPF se amparou de registros de circulação nacional e internacional em que havia a divulgação desses safáris que ele organizava, através disso, a acusação associou que ele também organizava os safáris no Brasil”, defendeu Mello.

Para o defensor, a expectativa é que a sentença deva ocorrer de forma a absolver o cliente, uma vez que o Ministério Público Federal, autor da denúncia, não teria encontrado provas, segundo Rafael. “Não existe nenhuma notícia ou divulgação da realização desses safáris no Brasil, nem mesmo uma prova de que houve caças no Brasil”, afirmou.

Entenda o caso
A Operação Jaguar foi deflagrada, em julho de 2010, pela Polícia Federal nas cidades de Sinop, em Mato Grosso, e Miranda em Mato Grosso do Sul. Dez pessoas foram acusadas de organizar e participar de um safári de caça a onças e outros animais de grande porte no Pantanal e em outras regiões do país.

Armas, munições, peles e carcaças de onças foram encontrada com os suspeitos em residências e fazendas.
A investigação da PF iniciou um ano antes pela delegacia de Corumbá (MS), após carcaças de onças monitoradas pelo Ibama serem encontradas em fazendas da região. Segundo a Polícia Federal, pai e filho organizavam a caça na região e para enganar a fiscalização, eles fingiam capturar onças para o encoleiramento e monitoramento do Programa Pró-Carnívoros, do Ibama.

A quadrilha contava com a participação de um caçado profissional morador de Cascavel (PR) e de um empalhador de animais, de Curitiba (RS). Os safáris contavam com a presença de brasileiros e estrangeiros, que chegavam ao Pantanal em aviões particulares, equipados com armas de última geração e utilizando cães de caça, cedidos pelos próprios moradores da região a fim de proteger os gados dos felinos.O preço pago pelos “turistas” chegava a US$ 1,5 mil (cerca de R$ 2,6 mil).

Fonte: Circuito MT

13/08/2017

Site de caçador faz apologia ao crime usando crianças

Vejam vocês o que achei num site de um caçador que comemora o Dia dos Pais.... O camarada faz abertamente apologia ao crime, já que CAÇAR NO BRASIL É CRIME, e fica por isso mesmo!!!! A total certeza que temos é que a nova geração de humanos estão nascendo um pouco mais evoluídos e daqui algumas gerações (p´ra mim já é a atual) touradas, caças e outras atrocidades com os animais serão páginas viradas.....
----------------
"Pai é aquele que inspira, inclusive as novas gerações de caçadores!"

03/08/2017

‘Netflix do mundo da caça’ causa polêmica no Reino Unido

Os psicopatas estão extrapolando.... um canal de caça? e estes débeis dizem que só publicam vídeos de caça ética? hein? tem isto neste mundo de meu Deus?  caças “éticas, justas e legais”? para o mundo que eu quero descer....
------------------------
Torcedores do Arsenal pedem boicote ao clube por dono lançar canal por assinatura com programas de caça por troféu

LONDRES — O “Netflix do mundo da caça”. É dessa maneira que o canal por assinatura My Outdoor TV está sendo descrito no Reino Unido. Lançado no fim de semana pelo bilionário americano Stan Kroenke, acionista majoritário do time de futebol Arsenal, o canal tem praticamente toda a grade voltada para a caça por troféus, com vídeos de leões, elefantes e outros animais selvagens sendo mortos. A reação do público foi negativa, com personalidades classificando a programação como “doentia”. A repercussão foi tamanha que torcedores do Arsenal montaram campanha pedindo boicote para o próprio time.

Um abaixo-assinado na plataforma Change.org, que já conquistou quase 50 mil apoiadores, pede que os patrocinadores do Arsenal - Emirates, Puma e Vitality - condenem publicamente o canal por assinatura e pressionem Kroenke a encerrar as atividades; e que o conselho do Arsenal se reúna com grupos de defesa do bem-estar animal.

“Emirates, Puma e Vitality já disseram publicamente que são contra a crueldade contra animais”, diz o abaixo-assinado. “Como eles podem dizer isso e dar dinheiro a um clube cujo chefe está celebrando a matança de animais vulneráveis e tratando isso como entretenimento?”.

Pelo Twitter, Ben Fogle, apresentador do programa Animal Park, da BBC, também pediu boicote ao Arsenal. “Se você se preocupa com a vida selvagem, grite alto e boicote o Arsenal”, escreveu. O ex-apresentador de telejornal e congressista John Nicolson também se posicionou contra a iniviativa de Kroenke: “Personagem revoltante. ‘Se você gosta de atirar em elefantes...’ Acerte-o onde dói. Boicote o Arsenal”.

O My Outdoor TV é propriedade do Grupo Outdoor Sportsman, parte do conglomerado Kroenke Sport Entertainment. O canal foi lançado primeiro nos EUA, e a estreia no Reino Unido faz parte de plano de expansão para o público de língua inglesa. Num dos programas, o apresentador dá um tiro num elefante africano. Atingido, o animal parte em direção ao caçador, e dois outros tiros são disparados para derrubar o elefante.

— Não existe outra sensação no mundo parecida com andar sobre o seu elefante adulto — diz o caçador para a câmera.

Veja trecho de um dos programas do canal abaixo:


O porta-voz da My Outdoor TV, Simon Barr, defendeu a programação, alegando que são apresentadas apenas “caças éticas”.

— A My Outdoor TV vai apresentar caçadas éticas, justas e legais — disse o porta-voz, ao “Independent”. — Se você gosta de caçar elefantes, haverá caçadas de elefantes legais, caçadas de elefantes éticas, mostradas nesse contexto.

Muitos dos caçadores apresentados se descrevem como “conservacionistas”, com a alegação de que, apesar dos métodos brutais para assassinar os animais, o dinheiro pago pela licença para a caça gera fundos para programas de conservação.

— Estou certo que as pessoas não vão gostar de todo o conteúdo da My Outdoor TV, mas ela não será censurada — disse Barr. — Em cada filme existe uma explicação do que a caça faz pela conservação e pela comunidade local.

Já a ativista Philippa King, da organização Liga Contra Esportes Cruéis, descreveu o canal como “doentio”, afirmando que Kroenke fez um “grande gol contra”.

— Agora nós vivemos num mundo onde a maioria das pessoas pode ver quão brutal e vergonhosa é a caça por troféu, e mesmo assim o chefe do Arsenal escolhe lançar seu canal doentio no Reino Unido — disse a ativista, ao “The Times”. — O canal alega mostrar cenas de caças “éticas, justas e legais”.

A maioria das pessoas não concordam que a caça por troféu é em qualquer forma ética, e estudos derrubaram a alegação de que a maior parte desse dinheiro manchado de sangue vá para a conservação. Eu não sei de que forma um idiota com uma arma contra um elefante possa ser justo.

FONTE: oglobo

22/07/2017

Caçador de troféus mata um dos filhos do leão Cecil no Zimbábue

Ninguém foi penalizado com a morte do leão Cecil, imagina agora com a morte de um filho dele. Estou publicando o texto de dois periódicos porque complementa um ao outro. 

A foto ao lado é de Cecil, de 13 anos, que era a estrela do parque de Hwange por sua vasta cabeleira negra. Malditos psicopatas!!!! o que uma pessoa sente ao tirar a vida de um ser que não está lhe provocando nenhum mal.... 

Vejam que em 2015 foi feita uma matéria sobre a história de Xanda, inclusive que era um grande reprodutor. Veja o vídeo dele com a família:  
A principal geração de Cecil está a caminho? David Macdonald relata que um leão masculino de 4 anos e meio, apelidado de Xanda, que a equipe do WildCRU monitorou desde que sua participação é quase certamente um dos filhos de Cecil.

Gente, o mundo merece uma bomba nuclear enquanto houver touradas, caçadas, massacres de animais em nome de religião/diversão e matança de bichos para consumo humano, sem deixar de lembrar das estupidas experimentações com animais em laboratórios pelo "bem da humanidade". 
--------------
Xanda, um leão de seis anos que usava um colar GPS, foi abatido em 7 de julho na região oeste do Zimbábue, perto do local onde um caçador americano matou o pai do felino com ajuda de um potente arco e flecha.

Um caçador de troféus matou um dos filhos do leão Cecil, cuja morte, em 2015, nas mãos de outro caçador provocou a indignação em todo o mundo. Xanda, um leão de seis anos que usava um colar GPS que permite seguir seus deslocamentos foi abatido em 7 de julho na região oeste do Zimbábue, perto do local onde um caçador americano matou o pai do felino com ajuda de um potente arco e fecha.

"Um caçador de troféus matou Xanda dentro de uma caçada legal no exterior do Parque Nacional de Hwange", declarou à AFP Andrew Loveridge, do departamento de zoologia da Universidade de Oxford. "Como pesquisadores, estamos tristes por perder um animal que estudávamos desde seu nascimento", acrescentou.

A morte de Cecil, macho dominante caracterizado por sua cabeleira negra, provocou grande indignação no mundo entre os defensores dos animais. O felino era uma das atrações do parque nacional de Hwange.

A justiça desistiu de levar a julgamento o organizador do safari, o zimbabuano Theo Bronkhorst. O dentista americano Walter Palmer, autor da matança de Cecil e que pagou 55.000 dólares por seu safári, não foi investigado pela justiça.

 Fonte: O Tempo
=======

Filho de leão Cecil é morto por caçadores de troféus
Xanda, filho do leão abatido há dois anos por um dentista americano, foi morto quando saiu da área de parque nacional no Zimbábue.

O filho do leão Cecil, símbolo do Zimbábue, foi morto nesta quinta-feira (20) por caçadores de troféus. O leão Xanda, seis anos, morreu junto com seus filhotes quando estava fora do Parque Nacional Hwange, no Noroeste do Zimbábue, perto de onde seu pai também tinha sido abatido.

Xanda teria sido morto por um grupo de caçadores liderados por Richard Cooke, que teria organizado a expedição cobrando dezenas de milhares de dólares para cada participante. A morte do leão foi descoberta graças a uma coleira eletrônica rastreadora posicionada em Xanda por pesquisadores da Universidade de Oxford. 

Após abater o animal, Cooke teria retirado o colar, o entregando para os pesquisadores de Oxford. "Não podemos acreditar que o filho de Cecil também teve o mesmo terrível destino do pai”, foi publicado no grupo do Facebook “Lions de Hwange National Park". Cecil, o leão-símbolo do Zimbábue, foi morto em julho de 2015 pelo dentista americano Walter Palmer, causando comoção mundial. Palmer teria pago 35 mil libras esterlinas (cerca de R$ 190 mil) para atirar e matar o leão de 13 anos de idade.

Cecil também usava um rastreador em torno do pescoço porque era parte de um estudo acadêmico da Universidade de Oxford. “Se eu soubesse que era importante, eu não o teria matado”, declarou na época o dentista. Ele chegou a ser ameaçado por grupos animalistas dos EUA e a ser processado no Zimbábue.

A morte de Cecil também desencadeou uma onda de indignação contra a caça do leão, que está em forte aumento, com cerca de 1,5 mil felinos mortos a cada ano, três vezes mais de uma década atrás. Os leões já perderam 90% de sua população no último século: apenas 20 mil exemplares continuam vivos.

Fonte: G1 Natureza

06/07/2017

Filhote de gato-do-mato que 'cabe na palma da mão' é resgatado em SP

Gente do Céu, olha que coisinha mais linda..... Agora, reparem numa coisa: os vets suspeitam de que a mãe fugiu de caçadores..... Meu Deus quando vamos encontrar um jeito de acabar com estes psicopatas? matar é psicopatia... ninguém normal deseja matar gente ou bicho a não ser que seja louco ou filho do "coisa ruim"....
--------------
Com 45 dias, veterinários suspeitam que mãe do animal tenha fugido de caçadores.

Um filhote de gato-do-mato (Leopardus tigrinus) é tratado em um centro de reabilitação para animais silvestres em Cubatão (SP). O animal foi resgatado após se perder da mãe, que provavelmente fugiu de caçadores.

O filhote está no Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (Ceptas). Ele foi encaminhado ao local após ser encontrado em um terreno de uma escola em Itanhaém, no litoral paulista. Estima-se que ele tenha somente 45 dias.

O veterinário Lucas Porto acredita que a mãe do animal tenha fugido de caçadores, e ele acabou ficando sozinho. Os moradores que o encontraram acionaram a Polícia Militar Ambiental, que o encaminhou ao Ceptas.

Porto explica que o filhote ainda está em fase de amamentação, mas também recebe os primeiros alimentos sólidos, já que os dentes estão nascendo. Na próxima semana, ele será vacinado para poder se recuperar e voltar à natureza.

“Ele precisa de espaço para aprender a caçar e se esconder. Se não encontrarmos, infelizmente, será outro animal que viverá para sempre em cativeiro”, explicou o veterinário. O local ainda não foi escolhido.

Macaco
O Ceptas também recebeu um macaco bugio (Alouatta) jovem, que foi encontrado durante uma vistoria em uma casa em Santos. Trata-se de um macho, com cerca de quatro anos. A reabilitação para a natureza não deve ocorrer, já que ele ficou preso.

Segundo a equipe do centro, o procedimento correto ao encontrar um animal selvagem é entrar em contato com a Polícia Militar Ambiental. É crime ambiental manejar ou manter um animal selvagem sem autorização.

FONTE: G1

25/06/2017

Comissão Europeia proíbe a exportação de marfim em bruto

Nada disto vai adiantar.... só mesmo quando acabar humanos psicopatas ou os elefantes....
----------
A Comissão Europeia vai proibir a exportação de presas antigas de marfim em bruto a partir de 1 de julho.

A Comissão Europeia vai proibir a exportação de presas antigas de marfim em bruto a partir do dia 1 de julho. Depois desta data, os Estados-membros da UE não poderão emitir documentos de exportação para o marfim em bruto, exceto para fins educativos ou científicos.

Embora o comércio internacional de marfim esteja proibido em grande medida desde 1990, ano em que os elefantes obtiveram a proteção máxima da CITES, a UE permitia a comercialização do marfim adquirido antes desta data. Entre 2003 e 2014, 92% das exportações da UE – que é a maior exportadora do marfim adquirido antes da entrada em vigor da CITES em 1975 – tiveram como destino a China e Hong Kong. 

Por causa das suas valiosas presas de marfim, 100 000 elefantes africanos foram vítimas de caçadores furtivos, em apenas 3 anos (2010-2012). Em Moçambique, os caçadores dizimaram metade da população destes animais num período de cinco anos. 

O marfim contrabandeado, que parte do continente africano, pode passar pela Europa ou pelo Médio Oriente para chegar à Ásia. Nos últimos anos, têm sido efetuadas apreensões de marfim em vários aeroportos de países como a Alemanha, a Suíça e os Emirados Árabes Unidos. 

“A exportação legal de um número considerável de presas e outros produtos de marfim da UE para a Ásia criou um sério risco de que o marfim ilegal estivesse a ser branqueado e introduzido no circuito comercial legal”, declarou Joanna Swabe da Humane Society, organização que saudou a decisão da Comissão Europeia, defendendo, no entanto, que a proibição deveria abranger o marfim trabalhado. 

“A UE não deveria ser uma facilitadora do tráfico de marfim e da perpetuação do seu consumo. A procura global de marfim deu origem a uma epidemia de caça furtiva e à grave dizimação das populações de elefantes. Os lucros ganhos com este comércio cruel têm sido usados para financiar o crime organizado e o terrorismo”, defendeu a cientista. 

“Embora aplaudamos a CE por ter introduzido esta diretriz referente ao comércio de marfim, (…) acreditamos que a UE tem de ir muito além dela e agir de forma a terminar o comércio de todos os produtos de marfim trabalhado, independentemente da idade destes.” 

“Com o encerramento iminente do mercado de marfim da China até ao fim deste ano e as medidas tomadas recentemente para restringir as vendas de marfim nos EUA, compete aos restantes mercados importantes de marfim, como a UE, assumir as suas responsabilidades e fazer a sua parte. Apenas com estas medidas rigorosas poderá a UE ajudar a pôr fim ao tráfico de marfim e assegurar a sobrevivência dos elefantes no seu meio natural.”

FONTE: theuniplanet

25/05/2017

Nepal queima milhares de peles de animais selvagens

Que tristeza!!!! tantos animais mortos.... Queimaram porque não tem dinheiro para manter guarda deste valioso material.... triste.... muito triste..... quantas vidas!!!!!
----------------
O Nepal destruiu milhares de peles de animais valiosos e outras partes apreendidas de caçadores furtivos em uma fogueira gigante segunda-feira em um gesto simbólico contra o comércio ilegal de animais selvagens.

Mais de 4.000 partes de animais, incluindo peles de tigre ameaçadas de extinção e peles de rinoceronte, foram queimadas em uma grande pira no Parque Nacional Chitwan, a área de conservação mais importante do país.

"Como um país comprometido com a conservação da vida selvagem e da biodiversidade, o Nepal destruiu partes de animais armazenadas ao longo de 20 anos", Maheswor Dhakal do Departamento de Parques Nacionais e Conservação da Vida Selvagem disse à AFP.
"Com isso, queremos enviar uma mensagem de que essas partes do corpo de animais ameaçados de extinção não são destinados ao comércio."

O estoque incluiu 67 peles de tigre, mais de 350 peles de rinoceronte, cabelo de caudas de elefante e outros itens. A fogueira foi programada para coincidir com o Dia Internacional pela Diversidade Biológica na segunda-feira.

Outros 1.100 quilogramas de marfim ainda estão em armazenamento, uma vez que requer uma temperatura mais alta para incinerar.  Dhakal disse que o armazenamento e a segurança dos espécimes animais eram também um peso financeiro para o país pequeno e empobrecido.

George Phocas, o adido regional do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA, disse que o incêndio dos espécimes foi "muito significativo". "É  uma declaração de que o governo do Nepal e o povo acreditam que ele (o animal) deve estar na natureza", disse Phocas. "Estes são impagáveis ​​mas não têm um valor se estão inoperantes e no armário."

Nepal sofreu com a caça furtiva desenfreada durante uma guerra civil de uma década longa que terminou em 2006. O governo requisitou oficiais que guardam santuários da vida selvagem para abandonar seus postos para lutar contra rebeldes Maoist.  Mas grupos de conservação elogiaram a nação do Himalaia pelo seu progresso desde então no combate aos caçadores furtivos, que caçam principalmente tigres e rinocerontes em seus parques nacionais.

Fonte: Daily Mail
Tradução livre do Google para " Grito do Bicho"

21/05/2017

Possíveis caçadores resgatam cão jogado em rio todo amarrado com fita gomada

Só lamento que as pessoas que divulgaram não repararam.... acharam bonito o ato do casal  (eu também, claro!), mas, não se deram conta que eram caçadores...... faz um bem de um lado e mata outros bichos.... Aliás, meu instinto diz que este pobre cão foi deixado lá por outro caçador.... sei lá, pura intuição já que quando os cães não servem para caça ou fazem alguma coisa que desagrada à estes psicopatas, descartam o animal deste jeito mesmo.... das piores maneiras para "se vingarem" do pobre animal..... Já publicamos aqui no blog vários casos parecidos.....
--------------

11/05/2017

Caçadores de perus filmam o encontro com cervos super dóceis - Indiana - EUA

Quando eu digo que caçador é psicopata não é sem razão!!!!!! Estes caras viveram um encontro jamais esperado entre caça e caçador.... Mas, mesmo assim, eles filmam os jovens cervos e continuaram a caça aos perus. Não era para irem embora e nunca mais pegarem numa arma? desgraçados....
------------
Caçadores em Indiana têm " um encontro inusitado em suas vidas" com cervos amigáveis ​​na cidade de Hendricks.
HENDRICKS COUNTY, Indiana - Alguns caçadores de perus locais tiveram um "encontro inusitado  na vida" com dois cervos simpáticos no Condado de Hendricks durante o fim de semana.

Leon Champine,  disse que estava caçando com seus amigos, Joe Pople e Corey Cook, quando eles se depararam com os cervos pela madrugada. Ele diz que ficaram por cerca de dez minutos antes de ir embora. Os caçadores então se afastaram e tiveram um ataque de risos.

Horas mais tarde, Champine concluiu que os dois jovens veados foram atraídos pela chamadas de um peru que rondava o local. Ele acredita que os veados tinham ambos um ano de idade e atribui sua mansidão e simpatia a várias coisas.

"Acredito que esta é sua primeira temporada sem seguir a mãe para ensinar o que é perigoso", explicou Champine. "Eu também acredito que eles estavam simplesmente curiosos."

Champine diz que ele e seus amigos têm um combinado de mais de 50 anos de experiência de caça e nada como isso já acontecera com eles. "Foi verdadeiramente acontecimento de uma vez na vida tal encontro que eu tive sorte o suficiente para ter capturado no meu telefone ", disse Champine. Cook também capturou um vídeo de um dos veados realmente lambendo seu cano de espingarda. 

Os caçadores dizem que sua viagem foi bem sucedida. Eles foram capazes de caçar o peru que pode ser ouvido no fundo do vídeo.

Este vídeo abaixo foi feito pelo caçador mostrando o animal lambendo o cano da espingarda: Corey Cook

============
Neste outro vídeo, da metade para o final, mostra o veado se deixando acariciar pelos caçadores com a maior docilidade.... Como estes desgraçados puderam voltar a matar um animal depois deste fato inusitado em suas vidas? Mas, não, eles mataram o peru que estavam atrás. Não deixem de ver. As fotos foram feitas deste vídeo:



Fonte: Fox59
Tradução livre do Google para "O Grito do Bicho"

06/05/2017

Lobos voltam à Dinamarca após quase 200 anos

Reabastecendo de animais para os caçadores psicopatas dizimarem de novo..... Eu queria entender a cabeça de humanos....
------------------------
Alguns lobos, entre eles uma fêmea, voltaram a fazer parte da fauna dinamarquesa pela primeira vez em dois séculos, informou nesta quinta-feira (4) um zoólogo que constatou esse retorno por meio de testes de DNA.

“Sabíamos que desde 2012 alguns lobos tinham entrado na Dinamarca. Agora temos a prova de que há uma fêmea”, e existe a possibilidade de que ocorra algum nascimento nesta primavera, contou à AFP o pesquisador da Universidade de Aarhus Peter Sunde.

Esses animais vieram da Alemanha para se instalar no oeste da Dinamarca, região agrícola com a menor densidade populacional do país escandinavo.

“Eles percorreram um longo caminho, mais de 500 km. Acreditamos que são espécies jovens rejeitadas por suas famílias que buscam novos terrenos de caça”, explicou o pesquisador.

Isso foi comprovado por meio de uma análise de DNA proveniente das pegadas dos animais, além de vídeos feitos em locais onde se suspeitava que havia a presença de lobos.

Os cientistas estabeleceram o perfil genético de cinco indivíduos, quatro machos e uma fêmea, mas é possível que haja mais exemplares.

A localização é mantida em segredo para não atrair possíveis caçadores.

“O lobo é um animal cuja caça não é autorizada, e por isso devemos protegê-lo”, informou à AFP o diretor da Agência de Meio Ambiente, Henrik Hagen Olesen. Esse animal é protegido pela Convenção de Berna.

Os lobos desapareceram completamente do país no século XIX, exterminados por caçadores.

Em outros países nórdicos nos quais a espécie é melhor representada, a caça aos lobos é objeto de grandes discussões entre habitantes, pecuaristas, caçadores, governos, União Europeia e defensores dos animais selvagens.

FONTE: istoe

05/05/2017

Caçadores promovem matança de burros para uso em medicina tradicional chinesa - África

Misericórdia!!!!!! que isto meu Deus? sempre a China envolvida....
-------------------
Nas áreas rurais da África, os burros carregam pessoas e mercadorias. Mas agora esses animais estão sendo abatidos ilegalmente e esfolados.
Como o chifre do rinoceronte, o couro dos burros é usado na medicina tradicional chinesa.

Por causa da alta demanda, o preço do couro aumentou e o abate, também, ameaçando a sobrevivência de comunidades pobres, que dependem dos burros para seu sustento.  

"Perdi cinco burros (para gangues) e se eu perder mais um, não vou poder alimentar minha família", diz Lucky Montsho, proprietário de burros.

Recentemente, toneladas de couro foram achadas em um contêiner em uma fazenda perto de Johanesburgo, na África do Sul.

"O comércio é imenso. Não se restringe apenas à África do Sul, mas engloba os países vizinhos: Quênia, Tanzânia e Somália", conta Ashley Ness, investigadora da Highveld Horse Care Unit, centro de tratamento de equinos sediado na África do Sul.

couro é fervido para produzir gelatina, um ingrediente-chave na
preparação de medicamento tradicional chinês (Foto: BBC) 
Por causa do desequilíbrio entre oferta e demanda, o preço de um burro em Burkina Faso, por exemplo, aumentou de R$ 245 em 2014 para R$ 440.

O couro é fervido para produzir gelatina, um ingrediente-chave na preparação de um medicamento conhecido como ejiao, que pode atingir até o equivalente a R$ 5 mil o quilo.

Fonte: BBC

04/05/2017

Donald Trump libera práticas chocantes de caça no Alasca

Sinceramente, quem consegue ter esperança com um presidente americano que estimula a caça? este camarada é um canalha e onde está o povo deste mundo que elege um meleca destes? se bem que não podemos cuspir para o alto porque o povo brasileiro elegeu um presidente que permitiu a pilhagem do nosso país descaradamente. Para onde vamos depois de assistir este tal Trump derrubar proibição de práticas chocantes de caçadores e ainda doar um mês do seu salário para um parque de caça?
---------------------
(EnviroNews Nature) - Playground , um site de notícias e mídia, produziu um vídeo (abaixo) mostrando práticas de caça chocantes que agora são legais em refúgios de vida selvagem do Alasca. Esses métodos, chamados de " cientificamente indefensáveis " e " antidesportivos " pelos defensores dos direitos dos animais, incluem a caça de ursos de aviões, a matança de filhotes de ursos ou de porcas com filhotes, a matança de lobos e filhotes e a tomada de ursos com armadilhas e armadilhas, entre outros Práticas.

Os métodos foram tornados legais em 3 de abril de 2017, quando o Presidente Donald J. Trump assinou a Resolução Conjunta 69 (HJR 69) e rescindiu as proteções para esses predadores icônicos, que foram estabelecidos sob a Regra de Refúgios de Vida Selvagem do Alasca .

Playground 's vídeo dá aos telespectadores um raro instantâneo dentro de vários dos métodos de caça controversos acima mencionados para matar ursos, lobos, filhotes e filhotes. Os caçadores também são mostrados comemorando suas mortes, como o texto no vídeo chama Trump para doar seu cheque salarial para o National Park Service enquanto traz "rifles para as bocas."

A Regra de Refúgio foi posta em prática em 2016 para proteger carnívoros do controle de predadores do Alasca de 1994 ou "Lei de Gestão Intensiva" (IM). O US Fish and Wildlife Service (USFWS) explica que nos últimos anos, antes da regra de refúgio foi instalado, o Alaska Board of Game (BOG) "autorizou medidas sob a sua caça geral e regulamentos que mantem os processos naturais e as interações dos animais selvagens ".

Fonte: EnviroNews
Tradução livre do Google para "O Grito do Bicho"

02/05/2017

Caçadores matam 2 guardas-florestais na Libéria

Que maldição são estes psicopatas... caçar é algo doentio.... massacraram os guardas..... Só mesmo uma bomba nuclear.....
--------------
Caçadores ilegais mataram dois funcionários da reserva florestal por eles terem prendido cerca de 20 pessoas por caçar ilegalmente no Parque Nacional Sarpo, na Libéria, disseram autoridades nesta segunda-feira.

Os dois guardas-florestais descobriram na quinta-feira uma nova base criada por caçadores ilegais e prenderam 20 deles no parque protegido, que abrange mais de 100 hectares no Sudeste da Libéria, disse o diretor-gerente da Autoridade de Desenvolvimento Florestal, Darlington Tuagben.

Uma multidão de membros da comunidade que apoiam a caça ilegal então atacou, matando os dois funcionários da reserva, disse Tuagben.

"Eles os emboscaram, usando espingardas, machetes e varas, ele disse.

Tuagben disse que os fiscais que monitoram e protegem o parque nem sequer carregam pistolas. Os caçadores atacam principalmente cervos e macacos, que são comidos. Animais no parque nacional são protegidos, incluindo elefantes, hipopótamos e chimpanzés.

Os corpos dos dois guardas-florestais foram recuperados na manhã de segunda-feira e levados para Greenville, disse ele. O porta-voz da polícia, Sam Collins, disse à rádio estatal segunda-feira que estava investigando o incidente.

Fonte: Daily Mail
Tradução livre do Google para O Grito do Bicho

20/04/2017

Cães de caça são apreendidos em São Gonçalo do Sapucaí - MG

Pois é....  nosso paisinho é uma caquinha bem fedida..... A polícia chega lá, confere que os animais estão sofrendo maus-tratos, confirmam que são caçadores, fazem um BO que os camaradas vão responder livres leves soltos e..... deixam os animais com o dono da fazenda..... Sinceramente? dá vontade de ir para a lua, p´ra Júpiter, sei lá onde.....
---------------

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪