RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador cão baleado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cão baleado. Mostrar todas as postagens

17 de fevereiro de 2017

SUIPA atende mais um cão baleado - RJ

Como sempre a SUIPA atendendo os animais vítimas desta desgraceira que se transformou a cidade do Rio de Janeiro. Por favor, doe um saco de ração para esta entidade que vive momentos difíceis para alimentar tantos bichos abandonados. Saiba como ajudar.
------------------
Cherrie, uma Pinsher, foi levada, na manhã desta quinta-feira, na Suipa. O animal é do Complexo da Maré onde, desde a última quarta-feira, está havendo confrontos. Ela levou um tiro na pata traseira e está sendo atendida na instituição. Segundo o veterinário da Suipa, Luiz Eduardo Castro, Cherrie está estável.

Esse é o terceiro caso de cão beleado que a Suipa atende só esse ano. O confronto entre traficantes na Maré matou uma menina de 7 anos, que foi vítima de bala perdida ontem, à noite.  A menina estava na laje de casa quando foi atingida.

Fonte: O Dia

========================

Venham participar! Sábado 18/02 de 08 às 14 horas, a barraca da SUIPA estará em uma pracinha arborizada, no bairro do Flamengo, em frente à antiga TV Manchete.

1 de agosto de 2016

Netinho, o cão baleado na favela, é adotado - SUIPA


Gente, eu chorei p´ra burro vendo o vídeo.... emocionante..... Fico muito feliz de ver Netinho tão bem acomodado nos braços de quem parece querê-lo muito bem.... Em seguida, o vídeo com a matéria da Record que motivou a adoção do bonitinho.......
---------------------



13 de julho de 2016

Uma manhã na SUIPA: castração de Grudy, notícias de Julliete e Sheik e a chegada de Netinho, outro cão baleado.

Grudy revoltado com o colar.....
Sempre que vou a SUIPA fico emocionada pelo esforço de tanta gente por aqueles animais renegados por humanos impiedosos que os abandonam sem mais nem menos. Em cada olhar um apelo que entristece profundamente nossa alma. Mas, naquela instituição tem muita gente boa e, em especial, uma criatura que no topo de sua simplicidade, dá carinho e atenção a cada uma daquelas criaturas desafortunadas.

Ela se chama Cidéia que, como responsável pelo abrigo há anos, nos dá conta de cada caso  com todos os detalhes enquanto percorremos algumas das instalações com gaiolas de animais em tratamento e as improvisadas acomodações para cães dos diversos tamanhos que aguardam um remanejamento de outros tantos. 

Ouvi ela repetir várias vezes que não tem mais lugar no abrigo.... está lotado.... o abandono é sempre mais que 20 animais por dia..... Falou que a justiça determinou a entrega de 30 gatos. O