Mostrando postagens com marcador cães na rua. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cães na rua. Mostrar todas as postagens

03/10/2017

Colocam veneno em vasilhas de água e comida para cães na rua

Sempre publico o motivo porque sou contra casinhas e a colocação de vasilhas com água e ração nas ruas. O tal "serumano" não perde a oportunidade de exercer seu lado demoníaco ao praticar tamanha covardia e crueldade contra um animal necessitado e indefeso. Vejam mais um caso. Quantos já não morreram por aí enquanto "humanos bondosos" dormem achando que praticaram um bem.... 

09/08/2017

Projeto alimenta animais de rua em Rio Claro - RJ

Desculpe, mas, continuo pensando ser um perigo para os animais.... Temos que cobrar ao poder público um local adequado para abrigá-los e aí sim, com a supervisão da proteção.... Na rua é um perigo!!!!!
-----------
São muitos os lugares onde a população de Rio Claro pode observar a presença de animais abandonados. Os cachorros são a maioria e estão por todos os bairros. Muitas vezes sem terem o que comer, esses animais acabam revirando até mesmo sacos de lixo colocados nas calçadas para encontrar restos de comida e se alimentar.

Gabriella Hussni, estudante de 18 anos, participava de um grupo de jovens que resolveu criar ações para ajudar essa questão. Apesar de o coletivo não ter seguido em frente, ela por conta própria teve a iniciativa de botar a mão na massa.

Dona de quatro gatos, três cachorros e um coelho, a jovem estudante já colaborava com outras ONGs, com remédios e rações para animais. Recentemente, começou a mapear pontos do município onde é possível verificar onde estão esses cães e gatos abandonados e levar ração e água para alimentá-los.

“O primeiro local escolhido foi no Jardim Público. Também vou colocar na frente de igrejas, bairros afastados, como na região do Terra Nova, onde há muitos animais abandonados, o que é levado em consideração, apesar de na cidade toda haver esses animais”, detalha.

Gabriela busca apoio da comunidade que puder colaborar com a doação de rações para cães e gatos. O contato pode ser feito via telefone WhatsApp 9-8248-9162.

FONTE: jornalcidade

06/08/2017

Mulher, protetora de animais, é agredida por vizinha em Itaipuaçu - RJ

Mais um conflito por conta da questão de se alimentar animais na rua....É preciso reflexão....
-----------
Adriana Porath, esposa do perito Marco Anttonio, moradores da Rua do Sol no Jardim Atlântico em Itaipuaçu foi agredida pela sua vizinha Adriana Lima Petruchhi, por desentendimentos sobre cuidados com animais de rua.

Segundo Marco Antônio, a agressora - totalmente desequilibrada, agrediu sua esposa Adriana Porath, por motivo torpe, deixando-a com várias escoriações na face, pescoço, ombro, braço, tórax, além de ter perpetrado várias agressões verbais sem justificativa. Ainda segundo Marco Antônio, o motivo do desentendimento seria o fato do casal cuidar de cachorros de rua que protegem e ficam segundo ele, em sua calçada.

Na noite da quarta feira 02 de agosto, Adriana Peruchhi desmontou o abrigo que o casal fez para os animais de rua, e o casal ficou até às 03:00 h da madrugada refazendo. Após o episódio, as duas mulheres teriam chegado as vias de fato, com agressões verbais e posterior agressões físicas à Sra. Adriana Porath conforme fotos.

Na manhã desta quinta feira 03 de agosto, o casal esteve registrando o ocorrido na 82° DP de Maricá. Foram registrados os crimes de calúnia e difamação, agressão física, moral, intimidações e ameaças contra o casal. A 82 DP investigará o fato.

Fonte: O Barão


20/10/2016

Mais de mil cães vadios abatidos no Paquistão

Municipality workers collect the dead
bodies of stray dogs during an anti-canine drive in
 Karachi, Pakistan, 04 August 2016. (REUTERS Photo)
Olha, pesquisei bastante sobre o assunto, pois, achei estranho que embora as informações fossem recentes,  as fotos eram do ano passado. Resumindo: desde o princípio de agosto, nesta cidade chamada Karachi, as autoridades estão envenenando, estrangulando e atirando em cães que vivem nas ruas porque estão atacando e matando pessoas. Li em algum lugar que o governo está multando  quem fizer filmagens e fotos.
--------------------
As autoridades envenenaram os cães após várias queixas de ataques e mordidas. Deverão ser abatidos pelos menos mais dois mil animais

Mais de mil cães vadios foram abatidos pelo município de Carachi, no sul do Paquistão, depois de

24/08/2015

Conheça os policiais de Bogotá que cuidam de cães de rua

Olha que coisa mais interessante. É triste saber que Bogotá não cuida dos animais, mas, bom saber que alguns policiais cuidam dos animais nas áreas mais perigosas daquela cidade....
Colaboração: Helô Arruda
-----------------------------------



A cidade de Bogotá, na Colômbia, é o lar de um número estimado de 45.000 cães e gatos de rua. A uma organização patrocinada pelo governo, denominada Centro de Zoonoses de Bogotá, foi dada a tarefa de levar a cabo a vigilância, controle e prevenção de zoonoses entre os animais de rua da cidade. 

A instituição além de não se envolver em programas de adoção e esterilização, opera sob uma ordem direta do governo para matar pelo menos 400 cães e gatos por semana (uma estimativa de 25.000 por ano).

No entanto, há uma abundância de indivíduos dedicados e grupos tentando aliviar o sofrimento dos animais. Prepare-se para ficar impressionado com a história desses policiais que dão o seu tempo livre uma vez por semana, depois de

11/08/2015

Casal vende tudo e sai de SP rumo ao Alasca para ajudar cachorros de rua

Sinceramente, eu jamais faria isto.... como virar as costas e deixar os cães que acharem perdidos no sufoco? eu não serviria para isto.....  só se eu alugasse um caminhão e ficasse parando de cidade em cidade arranjando dono para todos aqueles que precisassem.... Mas, acho que eles vão conseguir um  retrato fidedigno do problema de cães abandonados.
---------------------------
Sergio Medeiros e Eleni Alvejan saíram de São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, para uma viagem rumo ao Alasca, no extremo norte da América, onde devem chegar em 2016. Por onde passam, um objetivo: ajudar cachorros de rua, seja com comida, água e cobertores ou apenas carinho  Divulgação
Há dez anos, Sergio Medeiros era representante de vendas e Eleni Alvejan, motorista de uma van escolar. Apesar da vida confortável, o casal sentia a necessidade de mudar e  de colocar os sonhos em prática.

Foi isso que os levou, a no começo deste ano, partir de São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, para uma viagem que deve terminar em 2016 no Alasca, no extremo norte da América. Por onde passam, têm o mesmo objetivo: ajudar cachorros de rua, seja com

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪