Mostrando postagens com marcador bárbaros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador bárbaros. Mostrar todas as postagens

21/05/2015

Dois eventos bárbaros realizados em homenagem a Santa Inês - México

E aí vem os matusquelas que dizem que só falo dos rituais judaicos, dos orientais, dos africanos, etc. Taí, rituais macabros de povos sul americanos.... Agora me diz qual é a diferença deles? todos são em nome de Deus, em nome de santos, em nome de espíritos, e tudo mais.... Jesus amado, quando isto terá fim?
-------------------------------- 
EVENTO 1 -  Autoridades ambientais mexicanas arquivaram uma queixa de crueldade contra animais realizada durante uma cerimônia praticada em uma comunidade maia no estado de Yucatán, que inclui arrancar a cabeça de um pato vivo.  A cerimônia é conhecida na língua maia como "Kots Kaal Pato", que se traduz, aproximadamente, como "estrangular o pato", ou "dança do pato estrangulado".


Patos são amarrados pelos pés a uma viga de madeira alta e jovens da aldeia de Citilcum competem para ver quem pode pegar a cabeça do pato e arrancá-la.  O Gabinete do Procurador-Geral de Proteção Ambiental disse, nesta quarta-feira, que tinha arquivado a queixa de crueldade contra os promotores do evento porque os animais domésticos não estão sob alçada do referido órgão. Grupos de direitos dos animais têm se mobilizado para a cerimônia ser proibida.




Vejam no vídeo abaixo a narrativa do ritual que se inicia com iguanas e zarigüeya (tipo gambazinho) capturadas no dia anterior pelas crianças e que,  penduradas pelos rabos, também, são trucidadas por participantes enfurecidos enquanto a platéia grita e gargalha. Ninguém sabe explicar a origem "cultural" de tal barbárie.




EVENTO 2 -  Localizado a 120 km da cidade de Mérida, o município de Dzitas, a leste do estado de Yucatán promove várias festas no mês de janeiro em homenagem a Santa Inês. Várias danças são executadas e a que destacamos é a chamada  "Kots Kaal Tso" (decapitação de peru) que é realizada em 20 de janeiro. Nela participam 48 pessoas e durante a mesma sacrificam 21 perus. Matam as aves durante a dança em honra ao sofrimento vivido por Santa Inês. As famílias criam e alimentam os perus como se fosse uma honraria para participarem da festa.  Vejam a dança:



Fontes:
Daily Mail
Danças de Yucatan
Danza Kots Kaal Tso

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪