Mostrando postagens com marcador animal de estimação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador animal de estimação. Mostrar todas as postagens

08/12/2017

Agora até mesmo seu animal de estimação poderá destrancar portas graças à Internet das Coisas

Gente do Céu, olha que barato!!!! e viva a tecnologia.... só não entendo como pesquisadores bolorentos de uma ciência caduca ainda usam animais nos laboratórios.... Queria tanto estar viva no ano 2100!!!! se bem que acho que tudo se acabará muito antes....
----------
Desde que a Internet das Coisas começou a se popularizar

19/11/2017

Mulher tenta embarcar em avião com porco de estimação e acaba expulsa

Gente, o Correio Brasiliense publicou esta matéria ontem, mas, o caso aconteceu em 2014 como podem ver no vídeo ao final da postagem. Pelo que li em outras matérias da época, a mulher teria deixado o porco no corredor do avião porque ele tinha feito um cocô bem fedorento na mochila que ela o transportava. Então, parece que a história foi outra.  
----------

28/10/2017

Proprietária usa maquiagem no animal de estimação - China

Sinceramente, esta bestalhona tem parafuso a menos. Pena que na China as coisas ainda correm frouxas...
-------------
As imagens chocantes emergiram de uma dona de cachorro que adora produtos de beleza tanto que ela faz a maquiagem no rosto de seu animal de estimação. 

O vídeo, capturado em Chengdu, na província de Sichuan, no

21/10/2017

Aluguel de cabras vira tendência entre as famílias japonesas

Japonês é prático.... Só espero que as cabras não virem o almoço da família..... não confio não..... moda passa e aí vão fazer o que com elas? sei não....
-------------
O pequeno animal é muito fácil de ser criado, ajuda na limpeza do quintal e come as ervas daninhas e plantas indesejadas. Veja mais!

17/10/2017

Quem fica com o pet depois da separação?

A discussão é bem interessante.... Engraçado que fiquei sabendo agora que aqui no Brasil não se pode deixar os bens como herança para animais como nos EUA.... 
-----------
O casal decide se separar. Aí, começam as negociações, o que fica para quem, como será a guarda dos filhos, a divisão dos bens... Até que chega a hora de decidir quem ficará com

11/10/2017

Durante filmagem cobra come cão de estimação

Olha, não abra se não tiver estômago!!!!  Acreditando na aposta se a piton seria capaz ou não de comer o cãozinho, decidem filmar o encontro. Eu li sobre esta história no ano passado e como agora está voltando a rodar nas redes sociais estou esclarecendo o nojo que são "serumanos" idiotas.... Ah, não falei: aconteceu na China.... Veja a matéria ao final
------------

03/10/2017

As rãs que custam mais de €500

Importar ou exportar bichos nunca deu certo porque, nas mãos de seres humanos, tudo vira um desastre. É só um bestalhão não querer mais aquele determinado bicho de outro ecossistema e soltar na natureza que rola a desgraceira toda....
------------------------
São criadas em laboratório e vendidas como animais de estimação. A Wikiri, empresa de comércio bio, exporta

09/09/2017

Por que sua avó precisa adotar um cachorro? Pets melhoram saúde dos idosos

Idosos tudo bem, mas, acho que todos precisam adotar um animal.... faz muito bem à saúde de qualquer um....
--------------
Idosos tutores de animais, como os cachorros, são menos sedentários, têm menor risco de depressão e maior qualidade de vida

Cachorros exigem passeios de, pelo menos, 30 minutos todos os dias. Se o tutor for um idoso, o andar mais lento e a dificuldade de se movimentar aumentam o tempo de caminhada para quase uma hora. Pode parecer cansativo, mas essa é a principal contribuição dos animais de estimação à saúde dos idosos: eles mantêm os avós fisicamente ativos.

Pesquisadores britânicos descobriram, em estudo divulgado pela revista científica British Medical Journal no último mês, que idosos com animais de estimação, especialmente os cachorros, eram fisicamente mais ativos mesmo em dias chuvosos ou de tempo fechado. Além da contribuição óbvia à saúde cardiovascular da pessoa, essas saídas diárias também ajudaram os idosos a se socializarem mais, diminuíram riscos de depressão e tiraram os avós dos sofás.

“Com o animal, o paciente tira o foco da doença ou das dores e dá um objetivo de vida. É um ser que depende dele e ele sabe que precisa caminhar. Os pacientes mesmo dizem: ‘ele precisa de mim, precisa que eu saia com ele’. A atividade física aumenta os níveis de serotonina, que contribui na liberação de endorfina, que são hormônios que melhoram o humor da pessoa”, explica Fabian Weffort Caprilhone, médica especialista em geriatria do hospital Pilar.

Movimentar-se, comprovadamente, ajuda a reduzir as dores, além de melhorar o apetite e o sono dos idosos, de acordo com a médica. “No consultório consigo até mesmo diminuir a medicação antidepressiva de pacientes com animais de estimação”, reforça.

Cuidados com as quedas

Embora os benefícios para a saúde física e mental sejam vários, Rodolfo Pedrão, médico geriatra do hospital VITA, lembra que são necessários cuidados essenciais para evitar quedas e outros problemas de saúde decorrentes do animal.

“É preciso considerar que há cachorros mais ativos e outros menos ativos, dependendo da raça. Pessoas com alergias, rinites, bronquites precisam de uma avaliação antes de decidir por adotar, porque são quadros que podem piorar com os pelos do cachorro”, afirma o médico.

Da mesma forma, a casa pode precisar de adaptações para evitar quedas dos idosos, que podem se enroscar ou tropeçar no animal. “Os familiares devem lembrar que o cachorro vai trazer estímulos, que são bem vindos, e isso vai aumentar a atividade física do idoso. Então, ele deve estar preparado. É importante também que tome as vacinas e faça a reposição de vitamina D que, em Curitiba, é fundamental para reduzir o risco de fraturas e quedas”, reforça Pedrão.

Raças mais indicadas aos idosos

Embora raças pequenas de cães, como Shih Tzu, Lhasa Apso, Maltês e Spitz Alemão, sejam as mais comumente escolhidas pelos idosos, a raça não deve ser o único critério na hora de selecionar um companheiro animal. É melhor pensar, primeiro, na idade do cachorro.

“Em geral, não é recomendável filhotes para pessoas idosas, ainda mais em fase de mordidas, pois qualquer mordidinha pode machucar. A necessidade de passeios e atividades físicas mais intensas gera um desgaste físico maior também no tutor”, explica Rafael Wisneski, adestrador comportamentalista do Meu Cão Companheiro.

Para ele, o melhor são cachorros adultos ou mesmo idosos. Vale também qualquer raça, mesmo os vira-latas. “Algumas pessoas idosas encontram nos vira-latas boas opções de companhia, principalmente nos mais adultos”, completa Wiskeski.

“Independentemente da raça do pet, desde que esteja acostumado com o tutor. Mesmo que seja um cachorro grande, como um labrador, se for velhinho também, não vai ter o risco de derrubar a pessoa”, reforça Renata Novak, médica veterinária e fisiatra da clínica Physius Reabilitação Veterinária.

FONTE: gazetadopovo

29/07/2017

A crueldade praticada contra o lóris lento nos países asiáticos

Noutro dia me toquei que nunca havia falado sobre o Lóris Lento em nosso blog. Então:

Na Indonésia, Tailândia, Bornéu, Filipinas e Vietnã (sudoeste asiático) comerciantes ilegais de animais caçam lóris lentos e cortam seus dentes para serem vendidos nas ruas e mercados de animais de estimação. Os lóris são animais muito bonitos e fáceis de serem pegos na vida selvagem devido a sua lentidão de movimentos. Os dentes dos animais são cortados de forma cruel pelos comerciantes para torná-los fáceis de  manejar resultando na morte de muitos deles pela perda de sangue ou infecção antes de serem vendidos.

Embora, os lóris lento sejam bonitos e pequenos, eles podem dar picadas venenosas. Estes animais são os únicos primatas venenosos no mundo. Eles produzem toxinas nas glândulas branquiais localizadas no interior dos seus cotovelos. Quando se sentem ameaçados, Loris levantam as mãos acima da cabeça. Esta é a sua postura defensiva, que ajuda-os facilmente a sugar a toxina da glândula em seus cotovelos. Uma vez que a toxina é sugada para dentro da sua boca, ele ataca com mordidas poderosas.  Diz-se também que eles transmitem as toxinas não só com seus caninos afiados, mas com os dentes pequenos localizados na frente do maxilar inferior. Tais mordidas podem ser inesperadas e extremamente dolorosas. As feridas provocadas por mordidas de lóris lentos levam algum tempo para curar e às vezes podem desenvolver infecção também. Esta é a razão pela qual lóris lentos que são utilizados para o comércio de estimação, têm os seus dentes arrancados. Estes animais aplicam estas toxinas na pele das suas crias, de modo a protegê-las dos predadores.

Como o lóris lento se torna o "animal de estimação" de alguém:

~

PASSO UM: CAPTURA
Milhares de lóris lentos são roubados da natureza para serem vendidos ilegalmente na rua ou nos mercados de animais. Frequentemente famílias inteiras de lóris lentos vivendo na natureza são capturados para o comércio de animais de estimação.






PASSO DOIS: CORTE DE DENTES
Antes que um loris lento seja vendido como um animal de estimação, seus dentes são cortados usando cortadores de unhas, cortadores de fio ou alicate sem anestesia. Isto é para torná-los fáceis de manusear e proteger os seres humanos de sua mordida venenosa potencialmente mortal. Este é um procedimento incrivelmente doloroso que muitas vezes resulta em infecção ou morte por perda de sangue. 




PASSO TRÊS: TRANSPORTE
Loris são transportados escondidos em recipientes escuros, superlotados e mal ventilados. O estresse deste transporte resulta em uma taxa de mortalidade entre 30% e 90%. Muitos lóris lentos capturadas são encontradas em caixotes ao lado dos corpos de outros tantos que morreram.



Se você se deparar com um vídeo ou foto de um lóris lento na internet, saiba que, embora pareça fofo,  o animal no vídeo está sofrendo, assim como toda a espécie.  Não só o comércio destes animais causa um sofrimento inimaginável, mas também,  é a maior ameaça à sobrevivência das espécies, que está em grave perigo de extinção. Veja o vídeos desta ONG que pede que a gente assuma o compromisso de contar a verdadeira história sobre estes pobres animais. Está em inglês, mas, as imagens dizem tudo: 

22/07/2017

Não cuidar do seu animal de estimação agora dá cadeia no Chile

Boa atitude. Só esperamos que a lei de lá não seja como a daqui que, também tem prisão, mas, ninguém é preso....
-------------
A presidente do Chile, Michelle Bachelet, assinou uma lei sobre a propriedade responsável de animais de estimação, que regula o controle da população animal e pune quem maltratar os bichinhos.

"Em caso de dano a um animal, o infrator será punido com um mínimo de prisão e uma multa de 10 a 30 unidades fiscais mensais, além do acessório de incapacidade absoluta perpétua para conter qualquer tipo de animais", disse o governo chileno em um comunicado.

A propriedade responsável do animal de estimação é um conjunto de obrigações que uma pessoa contrai quando decide aceitar e manter um animal, acrescenta o texto.

O proprietário deve sempre fornecer comida, abrigo, bom tratamento, cuidados veterinários e não submetê-lo ao sofrimento, indica a lei. O incumprimento dessas precauções, ou seja, se o animal for prejudicado, punirá com pena de prisão mais uma multa monetária, além do impedimento absoluto de ter outro animal de estimação.

No caso de um tratamento inadequado resultar em lesões graves ou morte, o tempo de prisão e o montante da multa aumentam. A lei também regula o controle da população e, para isso, obriga todos os municípios do país a ter uma ordenança que aborda o assunto dos animais de rua e proíbe, em todas as circunstâncias, que o sacrifício do animal de estimação seja usado como controle de quantidade.

"Esta é uma lei desejada pelos chilenos e representa um passo relevante para assegurar cuidados adequados aos animais de estimação e também estabelece um novo padrão para cuidar adequadamente deles", disse Bachelet ao promulgar a lei.

A legislação é chamada de "Lei Cholito" porque foi inspirado no caso de um cão desse nome, brutalmente assassinado em Santiago no início deste ano por ordens do dono de uma loja que não queria que o animal permanecesse no entorno do seu negócio e pagou duas pessoas para matá-lo.

FONTE: sputniknews

20/07/2017

Trump é o primeiro presidente dos EUA sem animal de estimação em quase 150 anos

Imagina.... Trump, defensor da caça e sem nenhum sentimento pela vida animal estaria se preocupando com uma "tradição" da Casa Branca? Fala sério!!!!
--------
Em toda a sua história, a Casa Branca foi o lar de mais de 300 animais

Bush pai tinha dois cachorros. Clinton tinha um cachorro e um gato. Bush filho possuía três cachorros, um gato e uma vaca -a Ofelia. Obama, por sua vez, dividiu a Casa Branca com Sunny e Boo, dois cães d'água portugueses. Já Trump, o 45º mandatário dos EUA, pelo menos até agora, não adotou nenhum animal de estimação.

O levantamento, feito pela revista "The Economist" com base em dados disponíveis no site "Presidential Pet Museum", mostra que o republicano é o primeiro presidente sem pets em quase 150 anos.

De acordo com a publicação, antes de Trump, o último mandatário dos EUA que não teve a companhia de nenhum animal de estimação foi Andrew Johnson, que sofreu um processo de impeachment em 1869.

Em toda a sua história, a Casa Branca, além de abrigar presidentes em exercício, foi o lar de mais de 300 animais. Por lá, viveram, desde centenas de cachorros, cavalos e pássaros, até urso, tigre e jacaré em passagens ocasionais.

Franklin Roosevelt, o 32º presidente dos EUA (de 1933 a 1945) foi, de longe, o que mais abrigou animais na Casa Branca: 50, incluindo uma coruja e um galo de uma perna só.

Segundo a revista, os presidentes democratas têm uma média de seis animais cada, contra nove dos republicanos.

Primeiros pets
Jaime Spitzcovsky, colunista da Folha de S.Paulo, em texto publicado em 2002, disse que o historiador Douglas Brinkley afirmou ser "quase obrigatório" aos moradores da Casa Branca abrigar um animal de estimação. "Exigimos um 'primeiro-pet'", disse numa analogia com o termo "primeira-dama".

A importância de cães presidenciais é tamanha que virou até livro, como o "Pets na Casa Branca", da americana Jennifer Boswell Pickens, que possui mais de 200 fotos e histórias de animais.

FONTE: folhape

03/07/2017

CATS, simplesmente, gatos

Eu posso estar enganada porque é muito intuição, mas, acho que por 10 anos a frente, os cães vão continuar predominando, embora a vida de hoje comporte muito mais o gato como animal de estimação..... A conferir!!!!
-----------
Número de gatos aumenta no Brasil e deve predominar em dez anos

Os pets são mais de 130 milhões no mundo inteiro: cachorros, gatos, aves, peixes e alguns tipos mais exóticos.

Levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) mostrou que o Brasil tem a segunda maior população de pets do mundo, com 22,1 milhões de felinos e 52,2 milhões de cachorros. O ponto mais interessante é sobre a população de gatos, que se multiplica em maior proporção e deve predominar em menos de dez anos.

O Brasil é um dos poucos países no mundo em que o cão ainda é o companheiro preferido, mas, segundo a Abinpet, a verticalização dos grandes centros e a mudança no estilo de vida das pessoas são fatores que fazem que os brasileiros optem por um animal de estimação mais independente e de fácil adaptação aos ambientes menores.

Para Marcello Machado, médico-veterinário da Equilíbrio e gerente técnico nacional da Total Alimentos, como o aumento de felinos é predominante, o tutor deve dar importância para a castração e os cuidados após a cirurgia. “A castração é de grande relevância, principalmente para evitar o número de gatos abandonados nas ruas, mas como o felino é um animal que se adapta facilmente a apartamentos e lugares pequenos, ele pode ficar mais preguiçoso após a cirurgia, o que pode resultar em ganho de peso, por isso é ideal oferecer alimentos para gatos castrados, que possuem L-carnitina e calorias reduzidas para auxiliar no controle do peso”, explica.

Segundo Érika Miklos, gerente de produto da linha Equilíbrio Super Premium, outra preocupação com o aumento do número de gatos nos lares é a forma de alimentá-los. “Como eles ficam fechados em espaços pequenos, é necessária uma alimentação balanceada, rica em proteínas, de ótima digestibilidade e ingredientes que auxiliem na redução do odor das fezes”, acrescenta.

FONTE: comerciodojahu

05/05/2017

Cabra holandesa adquirida por escola vira atração no Embaré

Acho super simpático este tipo de projeto... acho que passa uma ideia boa às crianças....
------------------------
Lilica tem cinco anos e faz parte de um projeto do Colégio Novo Tempo
Lilica sai para passear todos os dias da semana – com descanso aos domingos. As pessoas param nas calçadas para tirar foto com ela. E muitos motoristas retornam com os veículos para verificar se não é uma ilusão o que estão vendo. 

Puxando o seu adestrador, o petwalker Paulo Antonio Pinto da Costa, por um cabresto que leva amarrado ao peito, Lilica se transformou na figura mais popular do Embaré. 

Lilica é uma cabra holandesa de cinco anos, que pertence ao Colégio Novo Tempo, na Rua Castro Alves, 48, em Santos. Foi comprada para um projeto da escola que coloca as 400 crianças que ali estudam (em dois turnos) em contato com animais de vários tipos e tamanhos.

Mas a popularidade é tanta que, nesses tempos de desalento com políticos, alguns moradores do bairro já pensam em lançá-la a vereadora nas próximas eleições municipais. E com direito a um slogan criado por Douglas Silva, que reside próximo à Avenida Epitácio Pessoa, roteiro do passeio diário do animal: “vote na cabra, que não vai dar bode”.

Se a projeção política de Lilica não deve (realmente?) ser levada a sério, o sentido educativo dos dirigentes da escola que compraram a cabra para incorporá-la à “minifazenda” (que tem de jabutis a coelhos) é um sucesso. Alunos a adoram. Crianças a param na rua para alimentá-la com pedaços de couve levadas em uma bolsa pelo petwalker. É uma cabra dócil, educada, limpa e cheirosa. “Toma banho em um petshop todas as terças-feiras”, informa Paulo.

Cabras
São animais domesticados desde os primórdios da humanidade. Mas a sua criação como bichos de estimação exige cuidados. São espécies curiosas e bonitas. Não podem ser criados em apartamentos ou casas sem quintal. Exigem espaço e paciência para longas caminhadas destinadas a descarregar a energia. 

Rita Laura Marcondes Paz, uma das proprietárias da escola (em sociedade com a irmã, Regina Lucia Marcondes), gosta muito de animais. Tanto que implantou no Novo Tempo um núcleo ambiental com horta, coelhos, codornas, tartarugas – tudo com apoio do Ibama. Faltava uma cabra. E a oportunidade surgiu quando visitou um veterinário amigo, que cria cabras. 

“Ficamos com a Lilica, uma minicabra. Foi um encanto, as crianças adoravam, ela brincava entre eles”. Rita começou a passear com Lilica nas calçadas do Embaré. E logo passou a perceber duas coisas: Lilica engordava e crescia. Resultado: Rita comprou gato por lebre, Lilica não era uma minicabra, era uma doce senhorita cabra de tamanho normal para a espécie Capra aegagus hircus.

“Nem pensamos em devolvê-la. Nós nos afeiçoamos muito a ela e os alunos também”.

A escola decidiu então contratar Paulo Costa. Especialista em cães, Paulo fez curso de formação com o dogwalker Fernando Bayard e de adestramento no Bicho Vira.


Quando viu a Lilica, pediu uma hora para pensar. Lembrou-se das histórias de que quando alguém é teimoso, é comparado a uma cabra e não responde a uma disciplina severa. Mas cabras são animais que atendem a reforços positivos, como comida. “Logo me afeiçoei”, conta.

Hoje, quando Paulo entra na escola, Lilica já se agita na baia e tenta pular a cerca, toda feliz. Paulo tem 1,8 m. Mas quando o vê, a cabra fica de pé esticada a quase a 1,7 m e consegue pegar pedaços de couve que ele mostra na altura do rosto.

Lilica esfrega as laterais do focinho nas pernas do tratador e dá pequenas marradas (os chifres foram cirurgicamente removidos) em Paulo, em uma espécie de brincadeira de medir forças. 

Sandra Maria de Farias, casada com Paulo, o acompanha no passeio do último sábado. Vê a alegria de Lilica e responde rindo às brincadeiras dos mais curiosos: “Ela é muito fofa. Não tenho ciúmes não”.

FONTE: A Tribuna

26/04/2017

Cobra jiboia é resgatada por moradores após cair de carro em rua de Manaus - AM

Que baiona, hein? a pobrezinha ficou em pânico.... Agora a mulher falar que é seu animal de estimação fica difícil acreditar.....
-----------------
Uma jiboia de quase três metros assustou moradores em uma rua do bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus. A cobra caiu de um carro em movimento neste domingo (23) e atacou um grupo de pessoas que tentava resgatá-la. O animal foi levado para uma ONG na Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

O morador Milton Gonçalves, de 41 anos, registrou o resgate do animal em vídeo. Ele informou que a cobra caiu de um carro modelo Etios, que passava na Rua Mascarenhas de Moraes, por volta das 16h. "Viram ela caindo de um carro, um rapaz viu e chamou o resto dos moradores", informou.

O vídeo mostra a cobra momentos após cair do veículo. Na rua, ela tenta se recolher embaixo de um carro, mas é puxada por um morador. As imagens mostram o soldador Fábio Samias, de 34 anos, que conseguiu pegar o animal e colocá-lo dentro de uma caixa de papelão.

Segundo o soldador, a cobra parecia estar assustada. "Quando ela caiu no meio da rua tinha um gato na calçada e ela foi para cima dele. A gente rodeou ela, eu peguei uma caixa e ficamos tentando pegá-la, mas ela estava agitada, acho que pela movimentação e pelo barulho", contou.

As imagens mostram o momento em que Fábio joga uma camisa na cabeça da jiboia para tentar capturá-la. Momentos depois, ele consegue segurar a cobra. Segundo o soldador, a cobra foi levada pelos moradores ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), mas o animal não foi aceito.

"Disseram que ela não podia ficar lá, então nós levamos na Ufam e uma ong de proteção animal resgatou ela. Lá falaram para a gente que ela tinha 2,8 metros", afirmou.
Moradores informaram ainda que uma mulher não identificada voltou até a rua no bairro Coroado em busca da cobra. Ela informou que o animal era de estimação e havia caído de dentro do veículo.

Fonte: G1 Amazonas - 24/04/17

31/03/2017

Justiça do DF condena donos de cães que mataram cachorro de estimação

Uma merreca e os culpados ainda recorreram? fala sério.....
------------------------
Eles terão de pagar R$ 8,3 mil em indenização por danos morais e materiais. O animal atacado ficou internado 29 dias antes de morrer

A A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Distrito Federal manteve sentença do 2º Juizado Especial Cível e Criminal de Sobradinho que condenou os proprietários de dois cães ao pagamento de indenização, por danos morais e materiais, em razão de seus animais terem atacado o cachorro de estimação da vizinha.

A mulher ingressou com ação de indenização por causa da morte de seu pequeno cachorro, provocada pelo ataque de dois cães vizinhos, de médio e de grande portes. O ataque ocorreu no dia 8/12/2015, quando os animais entraram no lote dela e atacaram o seu cachorro da raça Schnauzer miniatura, deixando-o com vários ferimentos e levando-o à morte. Condenados em 1ª instância, os réus apelaram.

Segundo os desembargadores, nos termos do art. 936 do Código Civil, o dono ou detentor do animal deve ressarcir o dano por este causado, se não comprovar culpa exclusiva da vítima ou força maior.

Depoimentos de testemunhas, fotos, laudo dos veterinários e conversas no WhatsApp apresentadas pela mulher comprovaram que os ferimentos e a morte do animal decorreram das agressões dos outros dois cachorros.

Os magistrados explicaram que o dano material corresponde à efetiva redução patrimonial experimentada, que no caso se deu com o tratamento do animal de estimação por 29 dias, até o seu falecimento. Para os julgadores, a quantia fixada (R$ 3.300) está em consonância com as provas apresentadas.

Esclareceram, ainda, que configura dano moral o sofrimento experimentado pela dono do cachorro pela falta de assistência dos detentores dos animais pelo ataque sofrido, bem como pela morte do seu animal de estimação: “Tal dano viola os direitos de personalidade, pois impõe aos autores sentimento de aflição, angústia e de desamparo, ensejando a obrigação de indenizar por dano moral”, afirmaram os desembargadores.

Além disso, alegaram os desembargadores que o valor fixado na sentença para a indenização (R$ 5.000) não é excessivo e cumpre com adequação às funções preventivas e compensatórias da condenação: “até porque, nos dias de hoje, muitos desses animais são tidos como membros da família”.

“A morte de animal de estimação em decorrência de ataque de outros animais extrapola o mero aborrecimento e dissabor, uma vez que é capaz de romper o equilíbrio psicológico de seu dono”.

Dessa forma, por entender que a morte do cão violou os direitos de personalidade da autora, na medida em que impôs sentimentos de aflição, angústia e desamparo, a Turma Recursal manteve a sentença. (Informações do TJDFT)

FONTE: metropoles

07/03/2017

Casal cria animal de estimação de uma tonelada no interior de SP

Agora, imaginar que um bicho deste é levado para um matadouro, para uma arena de touros ou para rituais satânicos é demais prá cabeça da gente não? não estou me referindo a raça do bonitão aí, mas, o quanto estes bichos tão poderosos são mansos se assim forem tratados...... 
--------------------
O Samukinha viajou até o interior de São Paulo para conhecer um casal que chama a atenção por onde passa. Wilson e Márcia criam um animal de estimação, que já é conhecido na cidade de Tietê. O bicho tem uma tonelada e é conhecido como Abacaxi. Veja só a história que o Samukinha encontrou no interior de São Paulo.

Fonte: Domingo Espetacular - 05/03/17

25/02/2017

Bebê orangotango é salvo de se tornar animal de estimação

A sorte de certos animais nos emociona.... é uma pena que todos não sejam salvos destas tragédias.....
------------------------
Um bebê orangotango de Bornéu adotado como animal de estimação por uma família, uma prática frequente na Indonésia, foi resgatado por defensores dos animais que querem ajudá-lo a retornar a seu hábitat natural.

Vena, uma fêmea de 6 meses, vivia na casa de uma moradora, apesar da proibição desta prática, no distrito de Kendawangan, na parte indonésia

16/02/2017

Família gasta 780 reais para operar peixe dourado com câncer

Acho muito legal o avanço da veterinária.....
------------------------
Animal de estimação está na família há mais de 20 anos: "A opção era remover o tumor ou sacrificá-lo", revelou o veterinário responsável pelo procedimento

Um dia, uma família encontrou um caroço na nadadeira de Bob, seu peixe dourado. Eles resolveram levar o animal de estimação ao Dra. Faye Bethell, uma renomada veterinária de Norfolk, na Inglaterra. O motivo? O bichinho está na família há 20 anos.

A experiente profissional fez a cirurgia e, em

10/02/2017

Conheça Morena, a ovelha negra da beira-mar de Tramandaí - RS

Fiquei chocada.... o dono da Morena no final do vídeo fala que dela não, mas, adora carne de qualquer outra ovelha ...... Tira todo o encanto, né? Que Morena fique alerta!!!!!
----------------------
Levando uma vida sossegada à sombra de uma casa com jeito de estância a poucos metros do mar, uma fêmea pouco convencional atrai, desde novembro passado, a atenção de quem circula pelas proximidades da plataforma de Tramandaí, no Litoral Norte. Ovelha de pelagem escura com cerca de um ano e meio e idade, Morena virou mascote do veraneio naquele trecho da praia.


— As crianças são as que ficam mais encantadas com ela. Acho bacana ajudar a aproximar as pessoas da natureza. Fico impressionado com a quantidade de gente que nunca tinha visto uma

24/12/2016

Pais transformam bicho de pelúcia da filha no presente que ela tanto queria...

Parece que ela queria mesmo o bichinho..... O ideal é sempre levar a criança para visitar um abrigo de animais e aí sim escolher o cão do seu coração....
--------------
É muito comum que as crianças peçam aos seus pais um animal de estimação de presente, mas por uma série de motivos, pode ser difícil que alguns cedam a solicitações deste tipo. Mas não foi o caso destes pais que queriam surpreender a sua filha com o presente que ela tanto sonhava... que o seu peluche "Luna" se transformasse num verdadeiro cão. O momento ficou registado em vídeo e é comovente ver a reação da criança ao perceber o que está a acontecer...


Pais transformam peluche da filha no presente... por TaBonito

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪