Mostrando postagens com marcador animais abandonados. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador animais abandonados. Mostrar todas as postagens

27/10/2017

Prefeitura irá recolher cães e gatos abandonados nas Ruas de Maricá - RJ

Muito legal mesmo. Tem que recolher, tratar e fazer adoção. Maricá está no caminho certo. Lugar de cachorro não é na rua!
------------ 
A Prefeitura de Maricá adquiriu uma carretinha reboque com a finalidade de recolher animais abandonados. A informação foi divulgada pela empresa que confeccionou o veículo, a ‘Lulla Carretas’.

20/09/2017

Ana Hickmann apresenta abrigo para acolher animais abandonados em sua mansão

Fico tão feliz de ver pessoas notórias que dão exemplo do "fazer o bem". Esta apresentadora sempre demonstrou sensibilidade e já socorreu muitos animais. A casa dela, realmente, é majestosa.... aliás, a mansão dela é majestosa..... hehehe.... casa é a nossa, né? kakakaka.... Tem um cão velhusco que eu amei.... A única coisa que pega é que é criadora de cães rhodesian.... 
-----------

13/09/2017

Animais são abandonados por famílias transferidas para o Rota Nova, em Caxias - RS

Que gente podre!!!!! Os animais foram atendidos e até chipados.... Agora, precisa conferir lá se houve intimidação dizendo que não podia levar animais..... Isto é bem comum!!!! Aqui no Rio botei dois quentes e dois fervendo nos ouvidos de um Secretário de Habitação em um caso de transferência de uns moradores.... Eu hein!!!!!
-------------
Foram 48 gatos e cachorros deixados nos bairros Cidade Industrial e Santa Fé
As famílias transferidas para o condomínio Rota Nova, em Caxias do Sul, abandonaram 48 animais até esta terça-feira (12). Do total, 26 foram deixados no bairro Cidade Industrial e outros 22 no Santa Fé. São cães e gatos que estão temporariamente abrigados no canil municipal. 

Conforme a diretora do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal da Secretaria de Meio Ambiente, Marcelly Paes Felippi, todos estão chipados. Isso significa que a prefeitura sabe quem são os responsáveis pelos bichos. Ela diz que a informação será encaminhada para o Ministério Público, já que abandono de animal é crime. 

O Departamento fez, ao longo de dois meses, um trabalho de orientação com os proprietários do animais. Foram aplicados 205 chips - o número de abandonados representa um quarto desse total. Com o Rota Nova, famílias de baixa renda receberam novas moradias na região do bairro Reolon. Assim, deixaram uma área invadida às marges da Rota do Sol. Até esta terça-feira, 363 famílias já foram para o novo condomínio. A mudança começou no último dia 28.

02/09/2017

Animais de estimação abandonados precisam de um novo lar em Bauru

Sinceramente, achei a matéria muito bem feita.... Aquele cachorrinho velhinho é demais..... Se estivesse lá em Bauru teria pego ele.... E se tivesse grana, ia traze-lo para o Rio mesmo sabendo que por aqui está cheio de velhotes iguais..... Na verdade, acho que estou ficando meia detraquê (amalucada) quando falo da minha primeira reação já que não tenho mais condição de nada kakaka.... leitores, me perdoem.... 
------------
A adoção de animais é uma atitude que vem conquistando corações das pessoas. Mas mesmo assim, os casos de maus-tratos e abandono de animais ainda preocupa organizações e protetores dos animais.

09/08/2017

MPE quer obrigar Tangará esterilizar animais de ruas

Isto.... é por aí mesmo.... obrigar o poder público fazer seu papel... chega de viver nas costas da proteção animal...
-------------
O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça Cível de Tangará da Serra, ingressou com ação civil pública requerendo que no prazo de dois anos o município implante o Centro de Reabilitação de Animais Domésticos (CRAD) ou realize convênios com empresas do ramo ou ONGs de proteção animal. A ação busca o cumprimento da Lei Complementar Municipal nº 149/2010, art.320 que disciplina a criação do CRAD. 

Na ação, o Ministério Público requer ao Poder Judiciário que no prazo de 30 dias seja elaborado calendário para promover a esterilização cirúrgica progressiva dos animais abandonados em vias públicas, de forma a contemplar no mínimo 20 animais por mês, devendo, ainda, adotar algum dispositivo de identificação para evitar a castração em duplicidade de gatos e cachorros. No mesmo prazo, deverá ocorrer o recolhimento, e atendimento médico-veterinário aos animais vítimas de atropelamento, maus tratos ou que se encontrem em situação de extrema vulnerabilidade. 

A promotora de Justiça Claire Vogel Dutra explica que “mesmo com o Código Ambiental do Município de Tangará da Serra disciplinando as condutas em relação ao tratamento e proteção dos animais domésticos o que nota-se é a total omissão por parte do ente público. Além de não haver abrigo adequado não há política de controle da população animal, fato que contribui significativamente para o aumento descontrolado de animas abandonados”. 

Para garantir a efetividade das ações, o MPE solicita que a partir do ano de 2018 seja incluído na Lei Orçamentária Anual Municipal recursos financeiros suficientes para a realização de um programa voltado ao bem-estar animal.

FONTE: folhamax

01/08/2017

Cães são adotados como companheiros em empresas em Uberaba - MG

Olha, eu adorei e matérias assim promovem e estimulam outros comerciantes a fazer o mesmo. Muito bom. Só achei que o Gordinho, apesar de comer bem e estar bem gordinho, não tem um abrigo ou um dono que ele vá para casa depois de comer, né? ficou faltando a informação....
---------------
Animais recebem e dão carinho, além de ajudar a cativar clientes.
Os cães Gordinho, Postinho e Bob fazem toda a diferença em ambientes de trabalho de Uberaba. Eles foram adotados por empresários e recebem carinho de funcionários, retribuem com alegria e ajudam a cativar clientes.

Bob é um poodle cheio de personalidade, comilão e que adora ganhar atenção dos donos da concessionária de veículos. Um dia ele apareceu debaixo da mesa do empresário Geraldo Amuí. “Cheguei para trabalhar e este cachorro apareceu. Coloquei ele para fora e ele voltou. Se ele quer ficar aqui, não posso deixar o portão da loja fechada. Levei para dar vacina, banho e passei a cuidar dele e ele acabou ficando funcionário da loja. Só falta crachá e bater ponto”, contou.
Para Bob, só falta o crachá em Uberaba (Foto: Reprodução/TV Integração)
O Postinho adora ficar na cama. O vira-lata, que adora uma cama quentinha, é o mascote de um posto de combustíveis. Todo dia é assim: ao acordar, sai para dar uma volta e brinca com funcionários e clientes. “Quando eu chego, tem que brincar com ele, dar boa tarde, bom dia”, contou o engenheiro Sílvio Rodrigues. “É um irmão nosso aqui. A gente chega, encosta a moto e ele já vem encontrar com a gente, quer abraçar e pular. O bichinho é uma benção. É só alegria”, disse o frentista Baltazer Júlio.
Quando foi adotado pelo dono do posto, Flávio Madeira, o cão estava com fome e doente. "Começamos a cuidar dele. Ficou um dia, dois dias e resolvemos adotá-lo. Ele chegou para alegrar o ambiente”, explicou.

Postinho adora ficar na cama em um posto de combustíveis de Uberaba (Foto: Reprodução/TV Integração)
Uma placa na entrada do estabelecimento mostra que é proibido entrar animal, mesmo assim tem um cachorro que vive no mercado, é o Gordinho, sem raça definida e super obediente. “O Gordinho só chega até na porta quando ele está com fome, mas não entra. A gente dá uma carninha pra ele e ele volta pra rua de novo. O máximo que ele vem é até a porta só pra avisar que está com fome”, conta Antônio Jaílson Leandro, que é gerente do mercado. Gordinho é querido por clientes e funcionários de um mercado. “Ele é enjoado, só come carne três vezes por dia. É como se fosse filho nosso. Tem que cuidar bem”, contou o cliente Alair Borges.

Para o psicólogo Jonathan Mazetti, é fácil de entender a relação entre homens e animais. "Independente do animal que a pessoa escolha ou seja escolhida pelo animal, esse afeto faz muito bem. Estudos mostram que faz bem tanto para a alma quanto para o físico. Um animal precisa de carinho e atenção. A pessoa que trata bem um animal,aprendeu a tratar bem o ser humano”, explicou.

Gordinho foi adotado por um mercado em Uberaba (Foto: TV Integração/Reprodução)

29/07/2017

Projeto resgata e cuida de animais abandonados em São Gabriel da Palha - ES



Eu fico em estado de graça quando vejo que os animais estão sendo atendidos por gente tão dedicada e em todos os cantos do nosso país. Parabéns à todos os protetores e ativistas que tanto lutam pelos nossos bichos!!!! Axé, galera!!!!
-----------
Fonte: Record News ES




28/07/2017

MPMG e Prefeitura de Visconde do Rio Branco firmam acordo para controle populacional de cães e gatos

Gente, como fico feliz vendo a proteção animal trabalhar bem!!!! É isto mesmo: cobrar o executivo e se ele não atende, mete o Ministério Público no meio. Sempre resulta uma ação extremamente positiva.  
--------
Documento prevê programa de recolhimento de animais abandonados e castração gratuita para população de baixa renda.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Prefeitura de Visconde do Rio Branco firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que prevê que o Município deverá realizar uma série de ações para garantir o controle populacional de cães e gatos.

O G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação do Executivo e aguarda retorno sobre quais atividades são desenvolvidas atualmente e quais os prazos para o desenvolvimento de novas ações.

De acordo com a promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Carolina Queiroz de Carvalho, o TAC foi proposto por conta de diversas reclamações da população. “Muitas pessoas se sentiam ameaçadas pelo grande número de animais nas ruas, alguns ferozes, que além de atacar podem transmitir doenças”, afirmou.

Para a promotora, o acordo com o município já contempla a nova política de controle de animais e leva benefícios para os mesmos e para toda a população.

“As medidas que foram definidas no TAC têm como grande objetivo a saúde pública, pois ela prevê um controle da superpopulação de animais abandonados, promovendo o bem-estar dos mesmos, evitando ainda que eles transmitam doenças ou ataquem a população”, explicou.

Além de prever que o Município implante um programa de recolhimento de cães e gatos abandonados, que deverão ser encaminhados a abrigos, para castração, tratamento contra verminoses e triagem, também deverão ser realizadas campanhas de castração gratuita para população de baixa renda.

Ações previstas no TAC
Entre as ações previstas no TAC, o Município deverá encaminhar projeto de lei à Câmara Municipal, além de criar um cadastro para controle de animais abandonados, contendo dados sobre saúde, temperamento, castração, entre outras informações úteis ao controle populacional e à proteção dos cidadãos.

“São diversas ações a serem desenvolvidas pelo Município e cada uma tem seu tempo, mas uma das mais importantes é o cadastramento e a castração dos animais, que deverá ser realizada no prazo de um ano”, concluiu.

O acordo também contempla a realização de campanhas de conscientização da população sobre a posse responsável de animais, a manutenção de serviço de controle de zoonoses em condições adequadas e o compromisso de comunicar imediatamente às polícias Civil ou Militar eventuais casos de maus-tratos de animais que cheguem ao conhecimento do canil municipal.

FONTE: G1

26/07/2017

RJTV mostra pessoas que oferecem lar temporários aos animais


Eu acho tão legal esta galera que faz lar temporário.... Eu não teria a mínima condição.... Sou muito boboca..... me apego muito rápido..... Por isto tiro meu chapéu!!!!!
---------
A Organização Mundial da Saúde estima que só no Brasil existam mais de 20 milhões de cães e 10 milhões de gatos abandonados.

Fonte: RJTV - 25/07/17

15/07/2017

Garota de programa faz rifas e mobiliza clientes para ajudar animais abandonados

Inusitado, né mesmo? Agora, com um ato deste comprovamos que quem quer ajudar usa os recursos que conhece e possui. Há muitos anos conheci um travesti que trabalhava na limpeza de um teatro que me apresentava. Quando soubemos um do outro, ele me revelou que fazia faxina de graça se a pessoa entrasse como sócia da SUIPA. Nosso encontro foi graças a uma campanha que eu fazia no Natal para angariar sócios para a mesma entidade. Eu distribuía na plateia um formulário para tal. Sempre era um sucesso porque nesta época entra o tal do 13º salário... Bons tempos!!!! 
------------- 
Uma garota de programa de São Paulo que auxilia cães e gatos abandonados ou vítimas de maus-tratos está conseguindo mobilizar muitos dos seus clientes a fazerem o mesmo.

O que antes começou apenas como uma promoção hoje virou uma organização de rifas muito procuradas. Enquanto o vencedor pode ganhar um programa de Patricia Dias, todo dinheiro levantado é usado, segundo ela, para ajudar a causa.

Patricia conta que seu amor pelos animais vem desde a infância, no interior paulista. "Sempre tive cães, mas não igual hoje em dia, dentro de casa. Como na maioria das famílias, eles ficavam no quintal. Mas sempre tive muitos cachorros, inclusive pitbulls. Uma vez descuidamos, deram cria, e cheguei a ter 18. Eu cuidava, mas não tinha tanta consciência da importância deste trabalho com os animais", explica.

Esta importância de ajudar instituições que protegem os animais foi descoberta quando ela passou por um drama com um de seus bichinhos.

"Daqueles todos cachorros, fiquei com quatro, e uma pitbull minha ficou muito doente e precisou de transfusão de sangue. Busquei ajuda, coloquei nas minhas redes sociais. Mas para o cachorro ser doador, tinha que ter menos de seis anos, acima de 35 kg, e não é todo cachorro que tem todas essas características...".

Uma ONG (Organização Não-Governamental) protetora dos animais se mobilizou com a história e ajudou Patricia ao encontrar um doador, mas não houve tempo de fazer a transfusão. "Fiquei mal com a morte dela, não trabalhei uns dias, e acabei me apegando ao trabalho deles e aos animais de lá. Comecei a ajudar e hoje sou uma voluntária. Organizo bazares, eventos, vou aos finais de semana... Com meu horário de trabalho mais flexível, também me propunha a levar algumas coisas que as pessoas podem doar, mas não têm tempo de levar", relata.

Mobilizando os clientes
Patricia diz que aderiu à causa animal há quatro anos, mas foi em 2016 que lançou mão de iniciativas que fizeram seus clientes ajudarem. Primeiro com uma promoção.

"Percebi que muitos clientes se interessavam pelo assunto quando eu contava que iria levar ração aos cachorros, que iria fazer uma doação ou um resgate. Mostrava as fotos, e eles acabavam ajudando também. Fiz uma promoção nos programas que duram uma hora. Se levassem um quilo de ração, ganhavam mais 10 minutos. Se fossem três quilos, mais 15. A partir de 10 quilos, meia hora. Muita gente acabou fazendo", destaca ela, que cobra de R$ 300 a R$ 2.500 por seus programas, de acordo com o tempo combinado.

O passo seguinte e que acabou gerando ainda mais resultado foi a rifa em que o vencedor ganha o programa de Patricia gratuito. "As maneiras das ONGs de levantar dinheiro é fazendo rifa, bingo, bazar... Comecei a fazer rifas, de uísque e depois de cesta de chocolate. Quando iria fazer de uísque de novo, achei que poderiam reclamar e pensei: 'por que não?'. Agora o vencedor da rifa ganha um programa. São rifas fixas. Acabou uma, já coloco outra. Sempre tem gente querendo", comemora.

Patricia garante fazer tudo da forma mais transparente possível, divulgando no seu Twitter com mais de 75 mil seguidores cada ação que faz com o dinheiro angariado. "Pago hotel, ração pra cachorros, ajudo em resgates e mostro as notas fiscais pra quem ajuda. Também auxilio na reforma de abrigos. Ajudo sempre uma ONG do interior [de SP] e outra da Zona Leste de São Paulo. Também ajudo protetores independentes. Mas sempre verifico se os locais são próprios, se eles têm as autorizações e se realmente precisam da ajuda", afirma.

Com esta mobilização, que ela garante não ter data para acabar, Patricia espera convencer ainda mais pessoas a ajudarem os animais que precisam. "O que acontece muito nas ONGs é que a pessoa fala que vai doar uma vez por mês e para, ou dá um saco só de ração e para. Claro que toda ajuda é legal, mas o ideal seria doar sempre. O cachorro come todo dia", conclui.

FONTE: UOL

30/06/2017

Motoristas devem ficar atentos aos animais abandonados em estradas

É um perigo animais na pista.... o atropelamento é certo e sem atendimento porque são raros aqueles que atropelam e recolhem quando ainda vivos. Sem contar os de grande porte que o sofrimento é enorme.... Quando conseguem um policial para dar um tiro de misericórdia devem dar graças à Deus!!!! Agora, um mequetrefe que tem coragem de abandonar um animal e ainda mais numa estrada quer mesmo que o "coisa ruim" abra seus braços no inferno, né mesmo?
---------------
Desde julho de 2014, mais de 790 animais foram resgatados nos trechos Sul e Leste do Rodoanel. Número acende alerta para atenção dos motoristas.

29/06/2017

Morte de animais no Hospital Nise da Silveira é novamente denunciado - RJ

Aqui no município do Rio de Janeiro, como em todo país, existem pontos de desova de animais. Um dos mais famosos é o Hospital Nise da Silveira, antigo Hospital Psiquiátrico Pedro II. Ontem foi denunciado mais uma vez as mortes de animais que tem acontecido por lá. Protetoras locais estão sem saber o que fazer pela morte de vários gatos por envenenamento e ataque de cães que também vivem neste local de abandono. Lamentável tal situação. Leiam o Termo de Declaração feito ontem pela Dra. Andrea Lambert reforçando  a denuncia anterior feita na mesma Delegacia do Meio Ambiente. Acho que na próxima semana, outras protetoras irão prestar depoimento. Clique nas imagens para ampliar.




25/06/2017

Protetores denunciam destruição de casas para gatos abandonados na Beira Rio - Recife

Por estas e outras é que sou contra a colocação de casinhas para animais abandonados nas ruas. Risco para o animal, ferir posturas municipais e dinheiro posto fora. Doa casinhas para ONG´s... pega os animais e tenta adoção.... enfim, qualquer atitude que traga uma situação segura e definitiva para os animais. 
-----------
Estruturas teriam sido retiradas e danificadas por agentes da Prefeitura do Recife

Os gatos que vivem em um dos pontos mais emblemáticos de abandono da capital, a Avenida Beira Rio, na Zona Norte do Recife, estão agora desabrigados. Protetores e ativistas ligados a ONGs de defesa animal denunciaram a retirada, nessa quarta-feira (21), das cerca de 40 casinhas montadas por eles para proteger os gatos da chuva.

Um homem que se identificou como arquiteto da prefeitura ordenou a retirada e destruição das casinhas por garis, dizendo que a área era alvo de um projeto de revitalização. Ele foi muito agressivo com os animais e protetores", afirmou a publicitária Eunice Pereira, da ONG Gatinhos Urbanos.

Apenas sete das 40 estruturas puderam ser reaproveitadas. "Coloquei de volta o que sobrou, mas foi um prejuízo muito grande. A situação desses gatos está na Justiça, não estamos fazendo nada de irregular cuidando deles até que haja alguma solução. Eles não têm onde se abrigar", afirmou a protetora.

Segundo Eunice, as estruturas não causavam problemas a ninguém. "Não atrapalhavam em nada. Eu varro o local todos os dias, mesmo não sendo serviço meu. A sujeira quem faz são os usuários de drogas, mesmo assim eu mantenho o ambiente sempre limpo", desabafou.

Resposta
Em nota, Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) esclareceu que realizou, na última quarta-feira (21), uma operação de limpeza para remoção de resíduos acumulados em trechos diversos da Avenida Beira Rio. O local possui pontos de descarte irregular de lixo e também sofre com acúmulo de materiais trazidos pela variação da maré. Além disso, é alvo frequente de denúncias da população solicitando a retirada do lixo. Desse modo, mutirões para retirada de lixo na área são realizados rotineiramente. O órgão também tem intensificado a fiscalização com o objetivo de coibir esse descarte.

Sobre os animais encontrados na área, a Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais do Recife (Seda) afirmou que acompanha a situação e já realizou, desde agosto de 2015, a castração e microchipagem de mais de 80 gatos da Avenida Beira Rio e continua agendando castrações sempre que é requisitada.

FONTE: Uol

Vereadores aprovam lei que dá desconto no IPTU para quem adotar animais abandonados em Jerônimo Monteiro

Isto deveria ser comum em todos os municípios do país já que retiramos o animal da rua que vem a ser obrigação do poder público.
--------- 
A Câmara de vereadores de Jerônimo Monteiro aprovou na sessão da última segunda-feira 19), projeto que cria o Programa Municipal de Adoção de Animais Abandonados. Proposta pelo vereador Mitter Mayer Volpasso Borges (PP), a matéria quer incentivar a adoção de animais por meio de concessão descontos no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Ela agora segue para sanção da Prefeitura.

Outras cidades têm projetos semelhantes em pleno funcionamento, são exemplos que podemos seguir. É uma forma de minimizar os danos causados pelo abandono”, explica Mitter.

O programa será ligado à Secretaria de Saúde do município e prevê ainda a parceria entre Poder Público, entidades governamentais e não governamentais e pessoas jurídicas, estas, comprovando afinidade com o tema. Também será estabelecido no programa o acolhimento, esterilização registro e destinação de animais de pequeno porte em situação de abandono para os interessados.

Jerônimo Monteiro conta com apenas uma ONG que realiza o trabalho de recolhimento de animais que, segundo Mitter, assume papel que é do município.

Se a lei for sancionada, o desconto será concedido de forma progressiva e não cumulativa, com valores que podem variar entre R$67,00 e R$135,00 do imposto anual. A aplicação será após um ano de adoção comprovada, sendo constatada a integridade física e psicológica do animal.

Outros municípios
A Prefeitura de Araquari, em Santa Catarina, sancionou o projeto que prevê desconto no IPTU, similar ao proposto por Mitter. Em Ponta Grossa, no Paraná, está em tramitação na Câmara projeto que cria o Programa de Adoção para Pequenos Animais. Na cidade paranaense, o valor do desconto pode variar entre R$60 a R$120, no IPTU, dependendo do número de animais adotados. Em Porto Alegre o desconto pode chega a 20% para quem comprovar a adoção de animais junto à Prefeitura. Outro exemplo é Curitiba, onde são concedidos aos cidadãos, ONGs e associações o desconto no imposto, através de documento manifestando o interesse à Prefeitura.

FONTE: aquinoticias

30/05/2017

Quantidade de gatos no Parque da Cidade preocupa quem frequenta o local em Santarém

Jornalista é fogo, não? gerações e gerações de profissionais estimulando o especismo e o antropocentrismo..... Os caras estão preocupados com a transmissão de "doenças para humanos" e nem se tocam na fome e penúria  que os animais vivem....
----------------
Abandonados pelos donos e se reproduzindo de forma descontrolada, dezenas de gatos têm causado transtornos aos visitantes do Parque da Cidade, em Santarém, no oeste do Pará. Segundo quem frequenta o local, o medo é que os felinos transmitam doenças e causem desequilíbrio ambiental.

Bastam alguns minutos caminhando no parque que é possível notar as condições nas quais os animais estão. Alguns aparentam estar doentes; outros estão magros e feridos. De acordo com a coordenação do local, não se tem uma média de quantos animais existem na área.

Para a empresária Rosely da Silva, que mora e tem um empreendimento próximo ao espaço, a preocupação aumenta a cada dia. “Eles acabam indo buscar alimentos nas nossas casas. Como trabalhamos com alimento, os gatos vão toda hora lá, aí temos que estar cuidando, fechando as portas. Incomoda, realmente”, disse.

Até o momento não há estratégias definitivas para controlar a reprodução e abandono dos felinos. As medidas adotadas para reduzir os impactos são feitas em parceria com ONGs, que se responsabilizam pela adoção e castração, informou a coordenadora do parque, Helayne Barbosa.

“Precisamos também da ajuda da população para que eles não sejam abandonados, porque se continuar a vier os gatos ficará um contrapeso”, ressaltou Helayne. 

Riscos à saúde
Como a quantidade de gatos é muito grande, a probabilidade do risco de transmissão de doenças aumenta. “O animal abandonado não toma vermífugo e vacinas, aí corre riscos tanto o animal como as pessoas que transitam ali”, explicou a médica veterinária do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Santarém, Alessandra Costa.

Durante o fim da tarde é comum ver pessoa alimentando os animais, na tentativa de ajudá-los, mas a médica veterinária alerta sobre esta prática. “Muita vezes a pessoa quer ajudar e acaba jogando comida, que fica acumulada e atrai roedores, como ratos, gerando um problema sério de saúde pública”, acrescentou.

Em nota, a Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) informou que tem buscado parceiras para tentar implementar ações de combate ao abandono de animais – prática que é considerada criminosa. Ainda segundo a secretaria, existe um projeto de castração em estudo para diminuir o aumento demasiado de felinos no Parque da Cidade e que na área do espaço existem placas informando que é proibido alimentar os animais nas intermediações do parque.

Fonte: G1 Santarem

01/05/2017

ONGs que cuidam de animais abandonados relatam dificuldades

Eu tenho maior respeito por esta turma que chamo carinhosamente de "linha de frente". Não é fácil não, gente!!!!!!A dedicação destas pessoas é de tirar o chapéu.... Axé para todos!!!! Muita força!!!! E que possam receber a ajuda que merecem tanto da área governamental quanto de todos nós..

---------------

ONGs que cuidam de animais abandonados relatam dificuldades.

Fonte: G1 Mato Grosso

20/04/2017

Cadeirinha de rodas muda vida de animais abandonados

Que matéria boa de ser vista. Recuperar animais é algo que nos eleva a um estágio de satisfação que não dá para explicar, né mesmo? Axé para tanta gente boa que anda se envolvendo cada dia mais na causa de defesa animal!!!!!!! 
----------------









07/04/2017

Centenas de cabras mortas de fome. “Um campo de extermínio animal” - Espanha

Em qualquer lugar no mundo o tal "serumano" ataca sem dó nem piedade..... Os animais foram abandonados para morrer mesmo..... Deus meu, tende piedade de nós!!!!!!
-------------------------
Na última segunda-feira, a Guardia Civil pôs fim a uma fazenda de gado caprino em Huesca, Espanha, onde centenas de animais estavam sujeitos a condições atrozes. O Jornal  El Pais escreveu que mais de 350 cabras morreram de fome naquele espaço, e pouco mais de 30 estavam vivas mas em agonia. “Nos meus 23 anos de serviço nunca tinha visto nada assim”, admitiu o tenente Arturo Notívoli.

A proprietária do local, uma mulher de 47 anos, acabou por ser detida.

O cenário “dantesco” descrito pelo mesmo oficial é impressionante: “Aquilo era um campo de extermínio, com centenas de cabras mortas, outras a agonizar, animais esfomeados em que se viam as costelas todas, cabritos de três semanas junto aos cadáveres das mães”.

Os animais tinham sido todos abandonados para morrer à fome. As análises levadas a cabo apontam para que aquelas cabras estariam há já 25 dias sem comer quando a quinta de cerca de três mil metros quadrados foi descoberta e fechada.

O caso em larga escala de maus tratos a animais é hoje destaque na imprensa espanhola. A Guardia Civil divulgou imagens captadas em vídeo da operação, que podem chocar os leitores.

17/03/2017

Voluntários resgatam animais que foram abandonados pelos donos




A desgraceira do tal "serumano" é em todo país.... em todo mundo.... por favor me respondam: o mundo precisa de gente capaz de fazer isto?
-------------------------

02/03/2017

João Dória inicia projeto para cuidar de animais abandonados em Sampa

Vou começar a fazer campanha para este homem ir para a Presidência do país!!!! Quando eu falo para os protetores que uma boa gestão não tem nada a ver com legislativo e sim com executivo, é por isto.... dá para entender? então pára de se ligarem à políticos que só sabem fazer esta classe de idiotas....
------------------------
O prefeito de São Paulo, João Doria, anunciou hoje em seu Facebook que será desenvolvido um projeto em parceria com empresas do setor Pet, sem o uso do dinheiro dos pagadores de impostos, para cuidar de animais abandonados e cães de moradores de rua. O projeto irá orientar os devidos cuidados, oferecer canil, higiene, alimentação e atividades para os cães.
Clique para ampliar

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪