RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador alteração. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador alteração. Mostrar todas as postagens

24 de outubro de 2015

Animais deixarão de ser considerados coisas, segundo projeto a ser votado pela CCJ

Será uma das maiores conquistas da proteção animal no Brasil.... tomara!!!!!
-----------------
A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) está pronta para votar, em decisão terminativa, projeto de lei (PLS 351/2015) do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) que altera o Código Civil (Lei nº 10.406/2002) para determinar que os animais não sejam considerados como coisas.

A proposta recebeu parecer favorável, com duas emendas de redação, do relator, senador Alvaro Dias (PSDB-PR).

Ao mesmo tempo que estabelece que os animais

1 de agosto de 2014

Estudo detecta alterações no sangue de macacos da região de Fukushima

O que dizer? o homem está acabando com tudo.... os animais é que são os selvagens? ãh, tá!!!! é claro que radiação altera qualquer vida....
-------------------------------

Macaco é visto na região de Fukushima (Foto: F.Konno/Divulgação)
Hipótese é que radiação tenha contribuído para mudanças no sangue.
Macacos da região apresentam menos glóbulos brancos e vermelhos

Exames de sangue feitos em macacos que moram na região de Fukushima, após a catástrofe nuclear, puseram em evidência uma presença menor de glóbulos brancos e vermelhos, o que poderia causar maior vulnerabilidade nesses primatas, revelou um estudo publicado esta quinta-feira (24) na revista "Scientific Reports", do grupo "Nature"

28 de junho de 2013

Ninho de coruja altera cronograma de obras em viaduto de Jundiaí, SP

Fala sério, gente.... tem coisa mais linda que isto? e é tão bom ver o respeito pela vida animal, né mesmo? Viva Jundiaí, cidade escolhida para morar pela nossa amiga Fafyta!!!!!

Foto: Fernando Maia/Rota das Bandeiras
"Após encontrarem um ninho de coruja dentro de um buraco em um viaduto, no km 64 da rodovia Engenheiro Constâncio Cintra, em Jundiaí (SP), a concessionária que administra o trecho decidiu alterar o cronograma de obras de reparos na via. A mudança foi feita para não atrapalhar a procriação da ave.

No local, uma coruja da espécie tyto alba, popularmente conhecida como coruja-de-igreja, colocou quatro ovos. Relativamente comum no Brasil e em toda América do Sul, a espécie tem como uma de suas curiosidades o rosto em forma de coração.

O ninho foi encontrado há cerca de 30 dias pelos funcionários da concessionária, mas, somente essa semana, que dois dos ovos vingaram e agora a coruja tem dois fihotes para cuidar. Os animais ainda ocupam um espaço existente na parte interior do viaduto, onde está instalado o ninho.

De acordo com a assessoria de imprensa da concessionária, os profissionais da empresa vão esperar até que os dois filhotes possam voar para que deixem o local e comece a recuperação no trecho. Por enquanto, os integrantes trabalham na parte externa do viaduto, invertendo o planejamento inicial das obras.

A coruja-de-igreja é considerada importante para as cidades, já que ela se alimenta de roedores. “A alteração do programa de obras foi fundamental. Caso continuássemos com os trabalhos, a coruja adulta abandonaria os ovos e não teríamos os filhotes”, explica Ronaldo Brasil Jungers, tecnólogo em gestão ambiental da concessionária."

video
G1 - 26/06/13

Fonte: G1

14 de maio de 2013

Mudança climática deve reduzir variedade de plantas e animais

A matéria está muito boa... só uma coisa: alguém precisa de pesquisa para saber isto? fala sério....
____________________
A metade das espécies comuns de plantas e animais pode sofrer um declínio significativo em seu habitat por conta das mudanças climáticas nas próximas décadas, adverte um estudo divulgado neste domingo e publicado no periódico Nature Climate Change.


Segundo a pesquisa, a biodiversidade ao redor do mundo sofrerá duramente se as temperaturas subirem acima de 2ºC. E os principais efeitos devem ser sentidos na Amazônia, na África Subsaariana, na América Central e na Austrália.

"Nossa pesquisa prevê que as mudanças climáticas vão reduzir drasticamente a diversidade até mesmo de espécies comuns encontradas na maior parte do mundo", afirma a principal autora do estudo, Rachel Warren, da Universidade de East Anglia (Reino Unido).

"A perda de biodiversidade em escala global vai empobrecer a biosfera e os