Mostrando postagens com marcador alarme. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador alarme. Mostrar todas as postagens

10 de julho de 2017

Policial atira contra cachorros após alarme de casa disparar acidentalmente - EUA

O cara matou os cachorros de graça..... um deles abanava o rabo.... A única coisa que alivia o nosso coração é que a lei americana funciona....
----------
As imagens podem causar indignação nos amantes dos animais. Na noite do último sábado (8), um policial da cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, invadiu o jardim de uma casa e atirou nos dois cachorros de Jennifer LeMay.... 

Ciroc e Rocko, como são chamados pela família, correram para ver do que se tratava quando ouviram o homem pular a cerca, mas as imagens da câmera de segurança mostram que os dois não investiram agressivamente contra o policial.  

O primeiro cão atingido parece muito ferido e abalado.   Os bichinhos estão bem, mas Jennifer e seus quatro filhos tiveram que desembolsar milhares de dólares em contas de veterinário e cirurgias. Em nota, a polícia de Minneapolis afirmou que uma investigação já está em andamento, mas disse não ter informações adicionais para a imprensa.

"Nós estamos cientes do incidente recente envolvendo um policial da MPD (Minneapolis Police Department) que respondeu a um alarme residencial audível e disparou contra os dois cachorros da casa. Toda vez que um policial dispara sua arma, fazemos uma investigação", diz o texto.   As duas filhas de Jennifer, de 18 e 13 anos, chegaram em casa por volta das 20h50 (horário local) do sábado. Uma delas alega ter se atrapalhado  com o teclado do sistema de segurança e, acidentalmente, disparado o alarme. Ela imediatamente entrou em contato com a empresa responsável pelo equipamento e o som foi desativado às 20h54.

Os policiais chegaram às 21h15; um deles permaneceu parado em frente à residência, mas o outro deu a volta e pulou a cerca do quintal. Depois de atirar nos cães, pareceu ponderar a situação por mais 20 segundos antes de dar meia-volta e pular a cerca para sair.   "O meu cachorro estava balançando o rabo. Ele nem estava se movendo ou investindo contra o policial. 

Meus cães estavam fazendo seu trabalho na minha  propriedade. Nós temos o direito à segurança no nosso quintal", disse a mãe.   Jennifer ainda relatou que só não levaram os animais para o veterinário imediatamente porque o outro policial, que estava parado em frente à casa prometeu que uma "equipe de cuidados" chegaria em questão de minutos, mas ninguém apareceu.   

Os dois cachorros são da raça American Staffordshire Terrier; embora tenham aparência de cães de guarda, os animais desta linhagem costumam ser dóceis, brincalhões, amigáveis e sociáveis com estranhos. Estão com a família LeMay desde filhotes e ajudam no tratamento de ansiedade dos dois meninos de Jennifer.

Fonte: UOL

31 de maio de 2017

Vídeo lança alarme sobre industria de ovos

A matéria foi feita pela imprensa de Portugal sobre a exploração da industria de ovos na França. Fico pensando quem faz isto aqui no Brasil..... precisamos fiscalizar por aqui também, né mesmo?
--------------------
É o vídeo que está a chocar a Internet e as redes sociais. Foi gravado este mês numa criação de galinhas poedeiras em França, fornecedora de um dos maiores fabricantes de massa e de refeições prontas na Europa.

As galinhas são criadas em gaiolas. Atingidas por uma bactéria, muitas estão doentes, algumas depenadas e cobertas de parasitas, tal como os ovos. Há vários cadáveres pelo chão. As imagens foram recolhidas numa das duas instalações da empresa “Les oeufs Geslin” na Vendée, em França. A criação tem cerca de 1600 galinhas.

O alerta foi dado pela associação L214, que luta pela qualidade de vida dos animais: “Não podemos saber se as condições que vemos nestas imagens são uma exceção ou não. O que sabemos é que 68% das galinhas criadas em França para a produção de ovos são criadas em gaiolas. Sempre que temos acesso a imagens de galinhas criadas em gaiolas, constatamos o mesmo sofrimento, os mesmos problemas de depressão, por exemplo. Ferimentos, cadáveres, parasitas. Não queremos partir deste caso particular para fazer generalizações, mas sempre que temos acesso a estas imagens, constatamos o mesmo tipo de crueldade”, explica Alexandre Mouchel, porta-voz da L214.

Neste vídeo, a associação aponta o dedo ao grupo Panzani e à filial Lustucru, que utiliza os ovos deste fornecedor. A Lustucru defendeu-se através do twitter. Diz que representa apenas 1% da carteira de clientes da empresa e que, depois de conhecer as imagens, parou imediatamente de usar os ovos deste fornecedor.

Fonte: PTEuronews

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪