Mostrando postagens com marcador abelhas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador abelhas. Mostrar todas as postagens

04/08/2017

Cachorra pit bull é morta ao ser atacada por enxame de abelhas africanas em RO

Eu tenho uma protetora amiga, a Leda, que perdeu vários cães com um ataque de abelhas.... só não sei se eram africanas, mas, mataram do mesmo jeito..... Foi assustador!!!! Coitada desta pit... 
--------
Animal estava no quintal de casa em Nova Mamoré (RO). Após as picadas, cachorra morreu em menos de dois minutos, segundo a dona.

Uma cachorra da raça pit bull morreu esta semana após ser atacada por um enxame de abelhas africanas no quintal de uma residência em Nova Mamoré (RO), a aproximadamente 300 quilômetros de Porto Velho. Segundo a professora Analice Noberto de Oliveira, que era a dona da 'Pandora', o animal recebeu mais de 2 mil ferroadas e morreu em menos de dois minutos.

A educadora disse que a cadela era o 'xodó' da família. Ela tinha um ano e dois meses e estava presa em uma coleira debaixo de um pé de manga, onde tinha um sofá velho no quintal. Segundo ela, as abelhas fizeram um grande enxame no interior do móvel e ficaram agressivas quando a cachorra tentou se abrigar perto do sofá para se proteger do frio. Neste momento, o ataque aconteceu.

“Moro com meu filho de 14 anos e mais seis cachorros, inclusive dois deles também foram atacados pelas abelhas, mas quando percebemos o ataque corremos para dentro de casa para nos proteger e trouxemos todos os animais, menos a Pandora, que estava presa e já estava sendo atacada. Não pudemos trazer ela junto, eu tentei sair várias vezes para socorrê-la, mas as abelhas estavam muito agressivas”, relata.

Analice conta ainda que chegou a ligar para instituições militares, mas não conseguiu ser atendida. Para resolver o problema, ela recorreu a um apicultor, que é especialista na remoção de enxames e criação de abelhas.

“Liguei várias vezes para a PM e os bombeiros, mas não tive suporte de ninguém, não sabia mais a quem recorrer. Pedi ajuda de um apicultor que já é acostumado a lidar com esse tipo de situação. Ele veio no meu quintal e removeu o sofá do local e também exterminou todas as abelhas com um lança-chamas. É muito perigoso, as abelhas realmente podem matar”, disse a servidora.

Cuidados
O G1 conversou também com o apicultor Carlos Amaecing, trabalha no ramo da criação de abelhas há 27 anos em Guajará-Mirim (RO), cidade situada a cerca de 40 quilômetros de Nova Mamoré. Ele falou sobre os riscos que as abelhas oferecem.

O profissional explica que um enxame pode chegar a ter mais de 150 mil abelhas, o que oferece um grande risco para o ser humano e também para qualquer animal, já que as picadas em grandes quantidades podem matar.

"Se houver algum tipo de alergia, apenas uma picada é o suficiente para matar. A cachorra não tinha como se defender e foi atacada por milhares de abelhas ao mesmo tempo. As toxinas dos ferrões são nocivas ao organismo. Por ter recebido uma quantidade tão grande de ferroadas, o animal acabou não resistindo e as abelhas não iam parar o ataque, é uma avalanche de picadas”, analisa Amaecing.

O criador de abelhas também deu orientações de como agir nesse tipo de situação e evitar um possível ataque.

"Geralmente as abelhas perseguem o alvo em uma distância de até 100 metros, por isso a orientação é correr e se afastar do local do ataque o mais rápido possível. É importante não mexer no enxame e evitar chamar a atenção das abelhas, pois se a colmeia tiver mel, elas vão atacar ainda mais agressivas”, conclui.

FONTE: G1

09/07/2017

Pesquisas comprovam que nós estamos matando as abelhas

E matando as abelhas, estamos matando o planeta..... O que fazer? simples: suspender o nascimento de humanos por 10 anos no mínimo..... Nossa espécie está pilhando a Terra....
-----------
Dois estudos financiados pela indústria de pesticidas mostraram resultados não muito bons para os seus financiadores. As pesquisas forneceram provas sólidas de que pesticidas muito populares, chamados de neonicotinóides, são terríveis para as abelhas, animais polinizadores que mantêm nosso sistema de produção de alimentos funcionando.

Já suspeitava-se há algum tempo que esses pesticidas poderiam estar afetando as abelhas, mas esse é um assunto complicado de se estudar em laboratório, onde as abelhas podem receber doses de pesticida de forma irrealista. Agora, os cientistas realizaram os maiores testes de campo na Europa e no Canadá, e a notícia é ruim.

Os neonicotinóides são a classe mais utilizada de inseticidas no mundo. Eles são quimicamente semelhantes à nicotina, o composto que as plantas da família das palmeiras desenvolveram para protegerem-se das pragas.

Inseticidas sistêmicos

Inventados na década de 1980, os neonicotinóides rapidamente se tornaram um tratamento de colheita popular porque são sistêmicos, o que significa que eles circulam por toda a planta e matam os insetos logo que eles se alimentam. E uma vez que eles permanecem no sistema da planta, uma aplicação – às vezes apenas nas sementes – pode ser suficiente para oferecer uma proteção a longo prazo.

Mas essas propriedades atraentes para os agricultores são o que tornam os neonicotinóides uma preocupação para o bem-estar das abelhas. Um inseticida sistêmico faz facilmente o caminho até o néctar e o pólen de uma planta florida.

Para medir esse potencial dano, uma equipe de pesquisadores europeus estabeleceu 33 locais com plantações de colza, uma planta da qual as semenste são usadas para a produção de biodiesel, na Alemanha, Hungria e no Reino Unido. Estes foram aleatoriamente designados para serem tratados com um de dois nicotinóides ou com nenhum deles.

A equipe observou os efeitos em três espécies de abelhas. Os resultados diferiram entre locais e espécies, mas, em geral, eles descobriram que as colmeias eram menos propensas a sobreviver durante o inverno, enquanto as abelhas selvagens se reproduziram menos.

Não é que os pesticidas matem diretamente abelhas, observam os cientistas. Em vez disso, parece que a exposição de baixo nível as torna mais vulneráveis, especialmente se houver outros fatores ambientais ou doenças que já afetam a colmeia.

Criadores de abelhas dos EUA perderam 44% de suas colônias em 2015

“As aplicações de neonicotinóides são, portanto, um tipo de roleta reprodutiva para as abelhas”, observa Jeremy Kerr, pesquisador em biodiversidade, em um artigo na revista Science.

Tiro pela culatra

O enorme estudo foi, na verdade, amplamente financiado pela própria indústria de pesticidas. As empresas Bayer Crop Science e Syngenta deram 3 milhões de dólares para a pesquisa, e ambas criticaram as conclusões dos cientistas de que seria melhor restringir o uso de neonicotinóides.

Mas estes são resultados importantes, e devem ser usados como base para a próxima decisão da União Europeia sobre uma potencial proibição geral destes pesticidas. Uma proibição temporária já está em vigor desde 2013.

“Nossos resultados sugerem que, mesmo que seu uso fosse restringido, como na recente moratória da UE, a exposição contínua a resíduos de neonicotinóides resultantes do uso generalizado anterior tem o potencial de impactar a persistência negativa de abelhas selvagens em paisagens agrícolas”, escrevem os pesquisadores.

E isso não é tudo.

Outro estudo de campo realizado por pesquisadores no Canadá foi publicado na mesma publicação da Science, mostrando também efeitos negativos nas abelhas.

A equipe estudou abelhas que viviam perto de campos de milho tratados com neonicotinóides ou longe da agricultura. Os resultados sugeriram que as abelhas expostas cronicamente apresentavam menor expectativa de vida e poucas condições de higiene na colméia.

Além disso, eles também descobriram que as abelhas recolheram pólen contaminado com os pesticidas, mas esse pólen não veio das próprias culturas tratadas.

Estas abelhas cibernéticas poderão salvar o planeta

“Isso indica que os neonicotinóides, que são solúveis em água, se espalham de campos agrícolas para o ambiente circundante, onde são absorvidos por outras plantas que são muito atraentes para as abelhas”, diz uma das pesquisadoras, Nadia Tsvetkov.

O trabalho realizado por ambas as equipes demonstra que realmente estamos contribuindo para o declínio mundial das abelhas, de forma mais dramática do que gostaríamos de admitir.

“Chegou a um ponto em que simplesmente não é plausível continuar negando que essas coisas prejudiquem abelhas em estudos realistas”, disse o pesquisador Dave Goulson, da Universidade de Sussex. “Eu diria que é o último prego no caixão”, sentencia.

FONTE: hypescience

03/07/2017

Cerca de 400 mil abelhas morrem em seis dias em apiário de Araras, SP

Meu Deus, mesmo que estejam sendo exploradas, não mereciam morrer envenenadas.....
------------
Prejuízo de R$ 150 mil pode ter sido causado por agrotóxicos em laranjal. Esse foi o terceiro caso de mortandade no local desde novembro no ano passado.

Pelo menos 400 mil de abelhas morreram em um período de seis dias em um apiário de Araras (SP), gerando um prejuízo de R$ 150 mil. Essa foi a terceira vez que o apicultor Lúcio Aparecido Tacagnelli enfrenta a mortandade nas colmeias desde novembro do ano passado. Ele suspeita que a aplicação de agrotóxico em um laranjal seja a causa.

O apiário fica a 700 metros de um laranjal, que foi pulverizado com agrotóxico na semana passada. Quando um inseto entra em contato com o defensivo acaba contaminando todo o enxame. “As abelhas pegaram veneno nas asas e ficaram pálidas e brilhando. Ficaram atordoadas. Eu comecei a tratar e elas nem comeram o mel da garrafa”, disse Tacagnelli.

Milhares de abelhas morreram em apiário de Araras (Foto: Marlon Tavoni/ EPTV)

Segundo ele, o inseticida teria contaminado pelo menos 45 das 300 colmeias. Em fevereiro deste ano, 100 colmeias foram perdidas após um avião despejar agrotóxico em um canavial perto do apiário. Ele contratou um laboratório para analisar os insetos e, segundo ele, o laudo comprovou contaminação por agrotóxicos. Em novembro do ano passado, ele também perdeu 100 colmeias depois da pulverização da lavoura, já somando um total de 2 milhões de abelhas mortas.

Recuperação
Cada colmeia produz cerca de 26 quilos de mel por ano. Com tantas perdas, ele ainda não sabe quando vai conseguir recuperar a produção. “Não consigo mais recuperar essas abelhas, tudo perdida. Tenho que renovar o enxame, fazer um novo, para ver se consegue sobreviver outra vez”, lamentou.

Orientações sobre perdas
O projeto Colmeia Viva, em conjunto com a Unesp e a UFSCar, faz um levantamento de dados sobre a mortalidade de abelhas no Estado de São Paulo. Apicultores e meliponicultores podem relatar perdas e esclarecer dúvidas pelo telefone 0800-771-8000. Uma cartilha onine também dá orientações.

Fonte: G1

30/06/2017

Homem de 84 anos tem 180 colmeias em casa e cria abelhas como 'animais' de estimação

Quando pequena, conheci um homem na cidade de Paraíba do Sul chamado S. Zé do Mel. Ele andava com um monte de abelhas em volta dele. Lembro dele andando na estrada de terra com seus cachorros e aquele monte de abelha em volta dele. Elas não picavam ele, mas, quando alguém chegava perto, iam em cima. Ele dizia que elas só agiam assim com as pessoas que não gostavam de bichos.... Grande Zé do Mel
-----------------
Meliponicultor Hermelindo Sandri se apaixonou pelos insetos aos 8 anos e chegou a batizar uma das espécies que cultiva em casa.

Eermelindo Sandri, de 84 anos, foi na contramão da criação de cães, gatos e outros bichos fofos e tomou uma decisão inusitada há sete décadas. Com 180 colmeias espalhadas pelo quintal de casa em Artur Nogueira (SP), ele se apaixonou pelas abelhas desde o primeiro contato e cuida delas como animais de estimação.

O "amor à primeira vista" pelas abelhas aconteceu aos 8 anos, quando ele construiu uma caixa para preservar os insetos que encontrava. Com o tempo ele se tornou meliponicultor - criador de abelhas sem ferrão. “Eu falei: ‘pai, eu estou com dó da abelha, dó do bichinho, eu vou guardar’”, relembra Sandri.

O idoso cultiva insetos que não possuem ferrão, uma alternativa encontrada por Sandri para criar as abelhas em casa. Com muitas variedades de espécies, ele possui raridades nas colmeias, como a segunda menor abelha do mundo, e uma batizada por ele próprio.
“Eu conheço variedade de abelha que não está catalogada. Tanto é que tem uma que eu coloquei o meu nome. Meu sobrenome é Sandri, coloquei Sandrina”, conta.

Abelhas que ensinam
Com 76 anos de convivência com as abelhas, Sandri adquiriu muito conhecimento sobre as espécies. O meliponicultor passou, então, a fazer experiências para testar a inteligência dos insetos.

“Eu queria saber se ela sabia o vertical e o horizontal perfeito, e sabe. Você tomba a colmeia um pouco, ela muda todo o esquema da casa dela. Você vira de novo, e muda tudo de novo”, explica. O idoso também decidiu compartilhar todo o aprendizado e começou a fazer palestras sobre a sua criação. Requisitado, ele não cobra nada e já foi inclusive para outros estados para falar sobre o assunto.

“A última palestra que eu dei tinha 120 pessoas, das quais tinha de quatro países diferentes. O mais gostoso é que ninguém me ensinou nada, eu aprendi manipulando as abelhas”, conta.

Dentre as variedades, Sandri possui a segunda menor espécie de abelha do mundo (Foto: Reprodução / EPTV) 

Saudável
Entre os ensinamentos, ele explica aos participantes das palestras como pegar o mel de colmeias de abelhas perigosas sem precisar de proteção. “Eu tiro mel da abelha com ferrão de cara limpa, só de sunga. Você faz uma fumaça, de preferência de algodão, com roupa velha. [...] Aí, acaba circulando fumaça dentro da colmeia e abelha nenhuma te ataca mais”, diz.

Sem precisar se preocupar com ferrões dentro de casa e utilizando um simples canudo, ele consegue tomar o mel de suas criações direto da colmeia. O que a família do meliponicultor não consome, ele doa para amigos e conhecidos, e faz um alerta para o poder medicinal do produto.
“Tenho 84 anos e eu tenho saúde, graças a Deus e graças às minhas meninas”, garante Sandri.

Fonte: G1 - EPTV

12/06/2017

Por que desaparecimento das abelhas seria uma catástrofe

A imprensa deveria o tempo todo fazer conscientização na população do mundo inteiro..... O fim destas criaturas será o primeiro sinal que o mundo acabou, como diz o Eduardo Dusek
------------------------
Em meio a declínio misterioso nas populações do inseto, estudos detalham papel fundamental das abelhas na produção mundial de alimentos.

O que há em comum entre um pepino, uma xícara de café e uma manga?

Não muito, aparentemente. No entanto, essas três coisas devem sua existência a um inseto: a abelha, cujos serviços também proporcionam vida a muitos alimentos que conhecemos.

Sem as abelhas, você teria que abrir mão do suco de laranja e da geleia de morango no café da manhã, das amêndoas, maçãs, mangas, abobrinhas, tomates, kiwis, melancias - e de inúmeros outros alimentos.

Esses insetos de pouco mais de um centímetro de comprimento têm frequentado o noticiário nos últimos anos.

Em primeiro lugar, pelo declínio alarmante de suas populações, especialmente nos Estados Unidos e na Europa.

Mas também por uma série de estudos que detalham os serviços que prestam ao ecossistema, incluindo sua capacidade de aumentar em cerca de 25% o rendimento das colheitas - e, consequentemente, dos alimentos que comemos.

Mas qual é a função das abelhas na natureza, além de produzir mel? Por que sua extinção hipotética seria uma catástrofe planetária?

Polinização
"As abelhas polinizam a maior parte das plantas que existem", explica Carlos Vergara, professor da Universidade de las Américas em Puebla, no México.

FONTE: Terra

25/02/2017

Pesquisadores britânicos descobrem que as abelhas podem aprender

Meu Jesus Cristinho: olha o que estes caras foram pesquisar..... Só não entendi no que vai facilitar a produzir computadores cada vez menores..... A matéria não explica bem isto.
---------------
Elas não só copiam, mas melhoram o que foi ensinado, dizem cientistas.
Pesquisa pode ser usada para produzir computadores cada vez menores.
Um grupo de cientistas britânicos revelou ao mundo uma capacidade surpreendente das abelhas: elas aprendem....

video

 A cena comum esconde um repertório de habilidades. A abelha decora onde fica aquela flor mais doce e voa até cinco quilômetros por dia num vai e vem regado a néctar. Essa habilidade de lembrar o

18/02/2017

Canadá: salvem as abelhas!!!!! a maior petição do mundo

Para o Primeiro-ministro Justin Trudeau, todos os líderes mundiais e ministros da Agricultura:
"Nós exigimos o banimento imediato dos pesticidas neonicotinoides. 

O desaparecimento catastrófico de colônias de abelhas pode colocar toda nossa cadeia alimentar em risco. Se vocês agirem urgentemente e com cautela, podemos salvar as abelhas da extinção."

O imidaclopride é um químico terrível que é usado em boa parte das frutas e vegetais do mundo e que ameaça o ciclo de vida das abelhas e de outros insetos. Neste momento, o Canadá estuda a possibilidade de bani-lo, mas poderosos da indústria de agroquímicos estão fazendo lobby pesado para proteger sua produção multimilionária. 


Vamos fazer com que o Canadá se mantenha firme! Inclua seu nome e antes do período de consulta acabar, nós iremos mandar para o governo o maior apelo da história para bloquear o lobby da indústria e defender as abelhas.

03/02/2017

Agrotóxico ameaça vida das abelhas e de outros animais

E todos caminham para o fim da humanidade.....
------------------------
Pesticidas à base de nicotina são grande risco não apenas às abelhas, ameaçadas de extinção, mas também para outros animais como borboletas, aves e insetos

As abelhas do mundo inteiro estão sob forte ameaça dos agrotóxicos, em especial dos neonicotinoides, uma classe de pesticidas derivados da nicotina. Isso não é novidade: desde de 2008 que a comunidade internacional discute

17/01/2017

Cachorro morre após ser atacado por abelhas em Ourinhos - SP

Gente, abelha quando ataca mete o ferrão e mata mesmo..... Uma amiga, recentemente, perdeu vários cães porque o enxame que atacou os animais era muito grande..... foi horrível.....
--------------------------
Dono do animal e vizinho tentaram impedir ataque, mas ficaram feridos.
Morador registrou desespero para salvar cão que foi levado para veterinário.
Um cachorro morreu no domingo (15) após ser atacado por abelhas no bairro Boa Esperança em Ourinhos (SP) no sábado1 - Bauru e Marília - 16/01/17

O dono do cachorro e um vizinho tentaram impedir o ataque, mas também foram picados e precisaram de atendimento médico.    Em um vídeo, registrado por um morador, mostra o desespero de um homem, que é vizinho do dono do cachorro, tentando salvar o animal que está deitado, quase sem reação. O vídeo foi enviado para a redação da TV TEM pelo WhatsApp.


O adolescente, dono do cachorro, contou à TV TEM, que percebeu o ataque no quintal e ligou para seu pai que não estava em casa. Então abriu o portão para que o cachorro fugisse. Mas o animal tinha

13/10/2016

Petição pelas abelhas... sem elas não sobrevivemos....

Por favor, assine a petição.

Se as abelhas desaparecerem todo nosso planeta estará comprometido. Não haveria mais polinização e não poderíamos mais encontrar: Maçãs, cenouras, limões, melancias, citrinos, peras, amêndoas, pêssegos, kiwis, castanhas, cerejas, damascos, ameixas, melões, tomates, abobrinhas, soja, girassol, cebola, pepino, aipo, couve, couve-Flor, brócolos, etc.



Peça à União Europeia o banimento dos pesticidas mais tóxicos.

23/09/2016

Americanos tentam acabar com o Zika - mas exterminam milhões de abelhas

Caramba, detonar abelha é demonstrar o tamanho do crime..... elas são importantes demais para o equilíbrio dos ecossistemas.....
------------------------
O município de Dorchester County matou mais de 2,5 milhões de animais

Você pode até não gostar de abelhas, ninguém vai te culpar. Elas entram no seu refrigerante, voam na sua direção e, claro, têm ferrões que vão te machucar. Mas não dá para defender o que o governo americano fez no último domingo, 28. Uma cidade localizada na Carolina do Sul resolveu eliminar o vírus Zika da região, mas

13/08/2016

Queimadas fazem com que animais saiam de seu habitat natural, em Goiás




Caramba, esta invenção dos bombeiros para retirada de abelhas é novo mesmo. Não tinha visto ainda..... mas, acho muito perigoso.... vou me informar melhor sobre o assunto....
----------------------------

video

01/03/2016

A ONU afirma que as abelhas e outros animais polinizadores estão sumindo

Aqui no blog falamos sempre a respeito.... este fenômeno está sendo um alerta para humanos pararem de nascer e respeitar o meio ambiente. Mas, o que adianta quando temos países miseráveis que populam o mundo sem o menos controle? estamos perto do caos, galera.... queria morrer antes, mas, algo me diz que ainda vou ver isto de perto.....~
------------------------
A alteração do manejo do solo, o aumento no uso de pesticidas e as mudanças no clima conduzem a extinção das abelhas que auxiliam na agricultura.

O astrônomo e físico Albert Einstein falou em certa ocasião algo bastante preocupante no que diz respeito à sobrevivência da espécie humana, a saber: “se as abelhas desaparecerem da face da terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos

16/07/2015

Aquecimento global está matando abelhas pelo mundo, sugere estudo

O mundo está se acabando, gente!!!!!!!!!! tem horas que penso que ainda vou estar viva na hora do desastre final..... a corrida de encontro à este fim está acelerada e todos os animais nos andam dando sinais.... a degradação humana está aí para quem quiser ver.....
---------------------
Aumento de casos se dá por conta da estiagem, queimadas e desamatamento (Foto: Divulgação/Secom Campos)
É a 1ª pesquisa que relaciona fenômeno ao declínio global de abelhas.
Até agora, havia suspeita de que pesticidas e parasitas causavam perdas.

As abelhas não estão se adaptando bem às mudanças climáticas.

Em vez de migrarem para o norte para buscarem temperaturas mais clementes, estes insetos cruciais para a polinização estão morrendo, de acordo com um estudo divulgado nesta

09/07/2015

Enxame de abelhas assustam moradores da Grande BH

Gente, ataque de abelhas né mole não.... 

Eu e meu filho sofremos um ataque que quase morremos... a sorte foi nossa veterinária, já que estávamos na porta do seu consultório por ter ido levar uma cachorrinha minha,  Ela nos deu um medicamento imediatamente e mesmo assim quase morremos.... 

Recentemente, uma protetora amiga nossa, a Leda Costa, sofreu dois ataques. Morreram 8 cães dela e outros ainda se recuperam.... as bichinhas são intolerantes mesmo sendo lindinhas....
------------------------------------------------------

Balanço Geral - Rede Record - 08/07/15
Abelhas assustam moradores de Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte. Dois cães morreram depois de serem atacados e várias pessoas já foram picadas.

23/06/2015

Cientistas treinam abelhas para detectar drogas

Quando falo da superioridade dos animais no planeta Terra, acham que é viagem na maionese. Imagina que até protetor de animais, aliás advogado bem conceituado no meio, diz que esta minha afirmativa é um exagero.... Ah, é? humanos são insignificantes diante de minhocas, abelhas, bactérias e muitos mais..... 
----------------------------------------------------------

Pesquisadores da Universidade de Colônia, na Alemanha, dizem ter treinado abelhas para que identificassem odores de heroína e cocaína.

Abelhas poderiam substituir cães farejadores em aeroportos, sugeriram pesquisadores 
(Foto: Thinkstock/BBC)

Os cientistas descobriram que as abelhas respondiam de forma específica com a vibração de suas antenas à concentrações de drogas como heroína e cocaína. Eles dizem que os insetos podem,

24/09/2014

Desaparecimento de abelhas vira inspiração para artista plástico

Sabe o que me impressiona? é que todos sabem da importância dos animais na sobrevivência humana, mas, há uma realidade específica e antropocêntrica que procura ignorar isto como que para não reconhecer a superioridade destes seres..... 

Pior dizer que até entre os ditos "libertadores" dos animais há a idéia de que o tal ser humano é superior..... gente super considerada..... eu heim.... me decepcionei tanto quando em conversa ele demonstrou isto....


UOL - 25/08/14

Temos muitas postagens sobre a importância das abelhas para nossa sobrevivência. Vejam algumas recentes:

02/07/2014

Obama cria plano para proteger abelhas



Boa Obama, esta sua atitude eu aplaudo!!!! só acho que não vai dar mais tempo... acho que estamos mais para relaxar e...
---------------------
O problema é grave e requer atenção imediata.
O presidente norte-americano, Barack Obama, anunciou novos esforços para proteger e salvar as abelhas e outros insetos polinizadores. A redução dessas espécies no meio ambiente afeta diretamente o sistema de produção de alimentos. Por isso, o departamento estadunidense de agricultura terá 180 dias para investigar as possíveis causas dessa perda e estabelecer novas estratégias de preservação.

O memorando, emitido pela própria Casa Branca,

20/05/2014

Escola de Santo André terá aula sobre cuidado de animais com cães abandonados

A matéria é do dia 14 deste mês, mas, como a prioridade do nosso trabalho é a educação, não podia deixar de registrar em nosso blog este trabalho maravilhoso. Quando éramos conveniadas com a Prefeitura entre 1999 e 2001, fazíamos isto nas escolas. Chegamos a juntar 5 mil crianças num ginásio para falar sobre animais, incluindo, cantar nosso funk.... gente, era muito legal!!!!!!!!!! pena que as malditas protetoras invejosas e um político ambicioso (Cesar Maia) roubaram nossos ideais.... pior que, para não fazer nada.... só pelo prazer de destruir mesmo......        
__________________
A iniciativa, promovida pela secretaria de
educação local, pretende informar as
crianças do ensino infantil até o 5º ano
Lumi Zúnica/Rede Record
Além dos animais domésticos, as aulas ensinam os alunos a lidarem com abelhas e aranhas

Os alunos de uma escola da rede municipal de ensino de Santo André, na região do ABC, terão aulas específicas sobre posse responsável de animais.

A iniciativa, promovida pela secretaria de educação local, pretende informar as crianças do ensino infantil até o 5º ano do ensino fundamental sobre os cuidados necessários com os bichos de estimação, o que inclui questões relacionadas à higiene e à saúde.

O projeto chamado “Posse Responsável”

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪