Mostrando postagens com marcador abate halal. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador abate halal. Mostrar todas as postagens

03/05/2017

Frigoríficos brasileiros aumentam busca por certificação halal para ampliar mercado

Que podridão!!!!!
-------
A busca de agroindústrias e frigoríficos pela obtenção de certificação do sistema de abate halal cresceu 12% em 2016 na comparação com o ano anterior, informa a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras Halal), instituição certificadora halal.

“O interesse das indústrias alimentícias em exportar seus produtos para o mercado islâmico vem se refletindo no volume de pedidos por certificação, já que quem pretende exportar para este mercado precisa ter o selo halal”, diz Dib Ahmad El Tarrass, gestor de desenvolvimento do halal industrial. “Até agora, todas as empresas que obtiveram a certificação no ano passado solicitaram a renovação e outras já nos procuraram para iniciar o processo.”

Dados da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira indicam que o Brasil tem 90% dos seus frigoríficos habilitados para produzir carne halal. O País figura como o maior exportador de carne para o mundo islâmico –bovina e de frango -, já que o consumo de suínos é proibido neste mercado.

Segundo El Tarrass, para obter a certificação, as indústrias passam por rigoroso processo, executado por organização islâmica reconhecida, que certifica sua capacidade de praticar os procedimentos halal.

Para ser considerado halal, o produto tem que respeitar premissas relacionadas a matérias-primas, insumos e auxiliares de processo que não afetam a saúde humana; boas práticas fabris; uso equilibrado do solo e dos recursos naturais; proibição de uso de mão de obra escrava; respeito aos níveis de defensivos determinados pela legislação; abate humanitário de animais; fornecimento de informações transparentes e prática de conduta comercial correta e justa nas negociações; entre outros requisitos.

Dados da Agência Brasileira de Promoção de Comércio e Investimentos (Apex- Brasil) revelam que, em 2016, as exportações brasileiras para a Arábia Saudita, Emirados Árabes, Kuwait, Qatar, Bahrein e Omã totalizaram US $ 6,04 bilhões.

FONTE: beefpoint

12/10/2016

Canal Rural ensina como produzir carnes para muçulmanos... ô nojo!

O Canal Rural publicou esta matéria que provoca repulsa a todos nós que amamos os animais..... podreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee.......
------------------------
Para produzir esse tipo de alimento, o criador deve ter disciplina na alimentação, criação e abate dos animais 

Segundo o Alcorão, livro sagrado da religião islâmica, o alimento é considerado halal (permitido para consumo), quando obtido de acordo com os preceitos e as normas ditadas pelo Alcorão Sagrado e pela Jurisprudência Islâmica. Esses alimentos não podem conter ingredientes proibidos.

28/04/2016

Islamitas processados por abuso sistemático de animais na Inglaterra

Pois é, e os caras são "formados" dentro da religião para matarem os animais "supostamente sem dor". Vai acreditar num infeliz deste? nojentos.... O que é consolador é que na Inglaterra a lei existe....
Fonte: Live Leak
Colaboração: Helô Arruda
--------------------
Três funcionários de abate ritual islâmico e seus chefes foram acusados de abuso "sistemático" de animais mortos, de acordo com a lei islâmica.

Kabeer Hussein, Kazam Hussein, Artur Lewandowski, Robert Woodward e William Woodward foram levados ontem ao Tribunal de Northallerton em North Yorkshire. O caso foi baseado em violações "significativas e sistêmicas" de regras de bem-estar animal, alega Howard Shaw da acusação em seus relatórios.


Ativistas de direitos animais observavam da galeria pública com horror a extensa lista de acusações de crueldade que foram lidas. Os homens trabalhavam na Bowood Yorkshire matadouro de cordeiros,

05/02/2015

Funcionários de abatedouro 'halal' são demitidos por abusos

Alem de morrer sem atordoamento, ainda são torturados.....gente nojenta..... Se quiser ver outra matéria com o vídeo e tudo mais, CLIQUE AQUI.
-----------------------------------
Para que uma comida seja considerada Halal é necessário que siga determinadas regras de fabricação – entre elas, a humanização do abate

Um  trabalhador de um abatedouro halal (alimento com conceito humanizado na fabricação permitido aos muçulmanos) foi demitido, e outros três foram suspensos depois de serem flagrados em vídeos quebrando as regras estritas sobre o abate de ovinos na cidade de Thirsk, North Yorkshire. As informações são do Daily Mail.

A publicação não revela a data em que as imagens foram gravadas.

Os homens podem enfrentar um processo pelo “abuso horrível” capturado por

18/02/2014

Dinamarca vai matar outra girafa, mas, proibe matança de animais em rituais

Sabe, eu queria entender a contradição do povo da Dinamarca.... Ele mata girafa por conta da genética e vai matar outra pelo mesmo motivo. Agora, proibe o abate religioso de animais  para consumo humano.  Isto sem contar os famosos massacres de golfinhos nas Ilhas Faroé que NOTICIAMOS AQUI desde 2011 e que se quiserem saber mais CLIQUEM AQUI

Leiam o publicado ontem:



Informando sobre a inovação, o ministro da Agricultura e Indústria Alimentar da Dinamarca, Dan Jorgensen, observou que evitar o sofrimento de animais é mais importante do que os costumes religiosos. No entanto, o ministro admitiu que, na Dinamarca, existe uma demanda para o abate de animais de acordo com os métodos prescritos pelas tradições das religiões judaica e muçulmana, mas afirmou que faria todo o possível para que a lei funcionasse. Anteriormente, uma lei semelhante, que proíbe abate ritual sem atordoamento prévio, tinha sido adotada pelas autoridades na Suécia e na Noruega.
-------------------xxxxxxxxxxx----------------

Vejam a matéria sobre a outra girafa que pretendem matar:


A girafa Marius, do Zoológico de Copenhagen,
dias antes de ser sacrificada
Foto: Keld navntoft/EFE
De nada tem adiantado os protestos de ecologistas contra a decisão de eliminar animais considerados inadequados para reprodução

Uma nova girafa, e de mesmo nome, pode ter o mesmo destino que Marius, do Zoológico de Copenhagen, na Dinamarca. Nesta semana, ativistas se revoltaram com o sacrifício público da jovem e saudável girafa, que foi morta a bala para evitar futuros problemas de consanguinidade. Segundo o centro, o cruzamento de Marius com parentes próximos poderia gerar animais doentes.  O novo sacrifício pode ocorrer no Jyllands Park, no oeste da Dinamarca, que tem atualmente duas girafas macho. Como o país entrou em um programa de melhoramento genético, tenta conseguir uma fêmea. Se isso acontecer, Marius, de sete anos, será eliminado.

Janni Løjtved Poulsen, funcionária do Jyllands Park, disse ao jornal britânico The Guardian que não é certo quando receberão uma fêmea, e que a decisão sobre Marius deverá ser tomada pelo programa de reprodução. “Se nos disserem que temos de fazer a eutanásia [em Marius], certamente vamos fazer isso", disse Poulsen. Segundo ela, os gerentes do zoológico não devem ser influenciados pela onda de protestos. Nesta semana, 27 mil pessoas de várias partes do mundo assinaram uma petição para evitar a morte da girafa de Copenhagen.

Ativistas do movimento ecologista russo "O Século Verde" depositaram, nesta quarta-feira (12), flores em frente à Embaixada da Dinamarca em Moscou. "Consideramos que a atitude com os animais é um indicador do nível de desenvolvimento do povo. Um sacrifício público de um animal de um zoológico é uma vergonha para uma sociedade do século XXI", diz um comunicado da organização.  O animal foi esfolado na presença de dezenas de crianças que visitavam o zoológico. As imagens, que foram compartilhadas na internet, causaram a indignação de milhares de blogueiros russos, que também denunciaram a indiferença das autoridades dinamarquesas diante de outra "manifestação de crueldade”: o tradicional massacre de golfinhos nas zonas litorâneas das ilhas dinamarquesas de Faroe.  O Zológico de Copenhagen disse apenas que sacrifica, em média, de 20 a 30 animais ao ano para que as espécies sejam conservadas saudáveis.

FONTE: Época

20/04/2012

Temos obrigação de participar nesta luta contra transporte de animais vivos

.
Nossa colaboradora e correspondente de Londres, Áurea Abrantes, nos manda um assunto extremamente URGENTE E IMPORTANTE. Ela traduziu o pedido de "AÇÃO IMEDIATA" desta ONG do Reino Unido que está lutando para o fim de transporte de animais vivos. E, neste caso específico, são os nossos animais que foram levados do Pará para o Egito. Leiam abaixo:



"Em março de 2012 mais de 20.000 adeptos da CIWF escreveram sobre a tragédia que ocorreu à bordo do Gracia del Mar, onde milhares de animais que estavam sendo transportados morreram durante a viagem do Brasil para o Egito. Entretanto, a despeito dessa pressão fenomenal, a Organização Mundial de Saúde Animal(OIE) foi totalmente omissa na sua responsabilidade sobre este desastre.

O que é pior, em filmagens recentes recebidas pela CIWF contendo cenas de abate no Egito, mostra animais submetidos ao descaso e a mortes brutais, em uma violação explícita das diretrizes internacionais de abate humanitário. Estas filmagens que recebemos é uma das piores que já vimos, tão brutais que achamos conveniente não publicar .

Novamente, a OIE é a responsável por desenvolver estas diretrizes, e eles estão falhando imensamente no seu dever de proteger os animais de produção. Nossa informação mais recente é de que os animais sobreviventes do Gracia Del Mar acabaram sendo descarregados em Djibouti. No entanto,ainda há a possibilidade destes bovinos serem enviados para o Egito, onde podem ser submetidos as condições de abuso e abate brutal que testemunhamos nos filmes.

Por favor, tome uma atitude agora: Contact a OIE e para assegurar que todos os países signatários implementem efetivamente as diretrizes da OIE para abate e transporte, e insista para que eles confirmem e expliquem quais as medidas que foram tomadas, se é que houve alguma,para resolver a tragédia do Gracia Del Mar, em Março.

Em março fizemos uma carta modelo e milhares foram enviadas, mas ainda não recebemos resposta. Desta vez, pedimos que vocês expressem nas suas próprias palavras, seu desapontamento com a atitude da OIE. Lembre-se, o título da mensagem e o conteúdo do e-mail, ficará a seu critério. Obrigada."
________________________

Como dito acima, temos obrigação de apoiar esta iniciativa do CIWF, já que são animais oriundos do nosso país. Para assinar clique no link  
http://action.ciwf.org.uk/ea-action/action?ea.client.id=119&ea.campaign.id=14525&forwarded=true .

Instruções:
1 - o primeiro quadro diz SUBJECT LINE (Please write your own) que é: Linha de assunto (Por favor escrever o seu próprio): Eu aproveitei a palavra escrita logo acima "disappointment", mas, escolha a sua, claro;
2 - no segundo quadro a preencher, que é a mensagem, vc. pode usar as sugestões ao lado. Mas, clique na setinha para copiar toda ela, ok?
3 - o restante acho que não há nenhuma dificuldade.

____________________________
Saiba mais sobre o assunto:
Nossas postagens desde 2009 que informam sobre transporte de animais
.

    RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

    Licença Creative Commons

    "O GRITO DO BICHO"

    é licenciado sob uma Licença

    Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


    Copyright 2007 © Fala Bicho

    ▪ All rights reserved ▪