RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador abate de jegues. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador abate de jegues. Mostrar todas as postagens

21 de agosto de 2017

Ciclo de manifestações contra o cruel abate de jegues

CONVIDAMOS  A TODOS ATIVISTAS BRASILEIROS PARA QUE ORGANIZEM EM SUAS CIDADES GRUPOS DE ATIVISTAS PARA QUE  NO PERÍODO DE 22 DE AGOSTO A 2 DE SETEMBRO PROTESTEM CONTRA O CRUEL ABATE DE JUMENTOS. 

CRIE SEU EVENTO E DÊ VOZ AQUELES QUE APESAR DE TODO O ABUSO E SOFRIMENTO DE UMA VIDA INTEIRA DE EXPLORAÇÃO SÓ CONSEGUIRÁ SER ABATIDO DE FORMA CRUEL. PROCUREM SE MANIFESTAR  DENTRO DO PERÍODO ACIMA CITADO PARA QUE CONSEGUIMOS DAR VISIBILIDADE A ESSA LUTA. 

PARA SABER MAIS SOBRE O TEMA ENTREM NA 

Saibam como tudo começou neste pequeno texto abaixo:

A ideia obscena do abate de jumentos como solução para o descontrole populacional do animal começou em 2015 em Apodi, RN. Já estávamos combatendo este mal antes disso. Com cinco anos decorridos só vemos aumentar o número de frigoríficos de abate de jumento. Vimos surgir o Frigocezar na Bahia, outros surgiu recentemente em Amargosa neste mesmo estado, um está em construção em Apodi, Rio Grande do Norte. Quantos mais virão? Para não falar dos abates clandestinos e daqueles feitos em grandes frigoríficos que já existiam. O Brasil quer voltar a ser como já foi um dos principais exportadores de carne de equino e esta vendo nos jumentos nordestinos uma grande oportunidade. Pretende-se inclusive, no futuro, tentar incluir este tipo de carne no consumo interno aqui no Brasil. O abate diário gira em torno de 300 a 1.000 animais por dia em cada unidade. Já em 1961 o Deputado brasileiro Campos Vergal tentou a proibição do abate de cavalos em território nacional junto ao então Presidente Jânio Quadros, sem sucesso. Segundo dados do Ministério da Agricultura, as exportações brasileiras passaram de US$ 34,1 milhões e 19.100 toneladas, em 2005, para US$ 6,772 milhões e 2.375 mil toneladas em 2012. Acreditamos que já aumentou e só aumentará no futuro.