Mostrando postagens com marcador SP. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SP. Mostrar todas as postagens

20/11/2017

Cão penetra é expulso de balada em São Paulo, e foto viraliza na web

A foto é curiosa!!!!! dois seguranças para "expulsar" o penetra..... Será que ele mora por perto?
------------
Um episódio bastante inusitado ganhou as redes sociais nesta semana. Durante uma festa no último sábado em Novo Horizonte, no interior de São Paulo, um fotógrafo registrou o momento em que seguranças retiravam um cão 'penetra'.

18/11/2017

Cães explorados em caça ilegal de javalis são resgatados em São Paulo

Estes caçadores psicopatas precisam ser internados numa cela do inferno!!!!! canalhas, covardes e criminosos!!!!! bandidos dos infernos!!!!! Gente, meu coração sai pela boca, minha garganta fecha e meu sangue ferve quando ouço as palavras caçador e toureiro..... Juro que saio de mim!!!!!
-----------------

13/11/2017

Cão preso em parapeito de prédio mobiliza grupo no Centro de SP

Veja só como são danadinhos..... Janela telada e ele passou por ela..... Incrível.... Ainda bem que deu tudo certo!!!!
-------
Cachorro passou por buraco da tela da janela e não conseguiu voltar sozinho para apartamento.
Um cachorro preso no parapeito de um prédio mobilizou pedestres e protetores em uma rua na Santa Cecília, bairro

Homens são presos com animais silvestres na Zona Leste de São Paulo

Que gente podre!!!!! pior que ninguém leva a sério para dar um jeito nisto!!!!! De que adiantou as jurássicas da causa animal terem lutado tanto no passado para hoje a coisa virar esta impunidade total.  Pior que tem gente que acha que se aumentar as penas para maus-tratos, vai resolver ..... Fala sério!!!! o cara assalta, mata e tudo mais e a coisa rola do jeito que rola, imagina se a vítima é bicho...

22/10/2017

Vídeo mostra motociclista com cachorro na garupa de moto

Olha o perigo que este cachorro corre na garupa da moto..... Pior que o infrator está a solta, já que na matéria não informa nada de providências...
--------------
Um motociclista foi flagrado transportando um cachorro na garupa da moto, na Vila Gomes, em Campina do Monte Alegre (SP). O registro foi feito na quarta-feira (18) pelo morador Alexandre Oliveira dos Santos. Ele conta que

18/10/2017

Dona de casa pede ajuda para cuidar de 65 cães resgatados das ruas em Rio Claro, SP

Todos nós conhecemos esta situação e perguntamos: atire a primeira pedra quem de nós não se comove com um cão abandonado na rua? Ela não é uma acumuladora.... é uma protetora que precisa de ajuda para limpeza, arrumação da casa, alimentação dos bichos, enfim, ajuda e não crítica por ter tantos animais.... Galera de Sampa que puder fazer um mutirão para dar uma força liguem p´ra ela...

14/10/2017

Filhotes de cães presos em tubo de concreto são resgatados

Que mamãe destrambelhada, né? tadinha, quis proteger tanto seus filhotes e quase colocou eles numa furada.... Ainda bem que uma anja se tocou, acionou a ONG e conseguiram resgatar a turminha... Achei legal que foi uma grande mobilização onde foi respeitada a vida dos animais. Vamos convir que, em outros tempos, isto não aconteceria, né mesmo? Fico feliz por conta destes avanços... Veja o depoimento da ONG CãoPaixão.

Gatinha anda equilibrada no ombro de um morador de rua - SP

Sinceramente, não acho que a bichinha esteja em segurança..... qualquer susto ela se manda.... pelo menos devia colocar uma coleirinha nela para evitar acidentes..... 
---------------
Homem cria gata como se fosse "papagaio", dia e noite andando com o felino nos ombros pelas ruas de São Paulo.

08/10/2017

Cães são amarrados em poste e um deles morre enforcado em Botucatu - SP

Meu Deus!!!!!! estou preocupada com os cães que fugiram..... Galera do facebook que tiver notícias fala p´ra gente? Espero que o autor deste ato covarde seja encontrado para responder na justiça nem que seja com cestas básicas..... "serumano" podre....
------------
Sete cachorros, dois adultos e cinco filhotes, foram amarrados em um poste localizado na Avenida Itália, região

30/09/2017

Polícia resgata 100 cães vítimas de maus-tratos de criadora em Osasco, SP

Eu não entendi a Delegada falar que daria ordem de prisão... A mulher não tem 70 anos? como ela vai fazer isto? será? ainda mais que parece que é meia matusquela... Pobres cachorros.... que situação...
----------
Animais serão levados para o Instituto Luisa Mell e foram resgatados de casa de alto padrão no Adalgisa, em Osasco. Idosa, de 70 anos, é acusada de espancar os cães e mantê-

Mansão abriga animais de várias espécies em São Paulo

Se for, realmente, para cuidar de animais que precisam de ajuda, acho super legal.... Pelo menos dá muito conforto para eles.... E o dono parece gostar muito deles, não? Menos mal....
-------------
O empresário transformou sua casa no bairro do Morumbi, em São Paulo, em um pequeno zoológico e abriga 40 espécies de animais.

21/09/2017

Frentista resgata cão durante ventania: 'Entraria no redemoinho para salvá-lo' - SP

Graças a Deus, o Xodó tem o Antônio para protegê-lo. Que coisa horrível poderia ter acontecido com ele, né mesmo? Olha o que o Antonio diz logo no início da matéria:
“Quando eu vi aquele vendaval como se fosse um tornado, a primeira coisa foi saber onde o meu ‘xodó’ estava. Vi que ele ficou perdido e com risco de vida. Então corri e peguei ele no colo para sairmos do local o quanto antes”.
--------
O relato é do frentista Antônio Ferreira, de 38 anos, que aparece em um vídeo enviado ao G1 resgatando um cachorro durante a passagem de um redemoinho no posto em que trabalha, em Cerqueira César (SP).  O vídeo que mostra o fenômeno foi gravado pelo colega de trabalho Murilo Corona Mantovani na segunda-feira (18). Nas imagens é possível observar a

26/08/2017

Mauá recebe Poupatempo Animal - ABC SP

Por Deus do Céu, gente..... eu fico tão feliz quando vejo coisas do gênero que nem sei dizer o quanto.... É muito bom saber que os animais estão recebendo a atenção que merecem..... Olha a carinha da figurinha ao lado!!!!
-----------
Mauá vai receber, a partir de quarta-feira (30/08), o Poupatempo Animal, um veículo adaptado para atendimento veterinário de cães e gatos. Instituído pelo decreto 8.335, a concedência foi assinada terça-feira (22) pelo prefeito Atila Jacomussi.

O Poupatempo Animal é equipado para realizar atendimentos clínicos de baixa complexidade. Estará semanalmente nos bairros mais carentes de Mauá, dentro de calendário pré-definido pela Gerência de Bem-Estar Animal e divulgado nos canais oficiais de comunicação da Prefeitura. Atenderá de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h, exceto feriados. Os chamados poderão ser feitos pelo telefone 4555-0957.

Os cães e gatos precisam ter como tutores pessoas inseridas em programas sociais de baixa renda. O atendimento será realizado mediante a apresentação de documentos pessoais do tutor (CPF, Cédula de Identidade ou outro documento oficial com foto, e comprovante de residência).

A unidade móvel contará com equipe composta por médico veterinário, assistente e outros profissionais. O veículo possui equipamentos de oxigênio, terapia e oximetria (para medir pulso), saturação de oxigênio e auxílio respiratório, além de medicação completa para dar o primeiro auxílio aos animais.

FONTE: reporterdiario

25/08/2017

Crise faz instituição perder público e animais - SP

Acho ótimo esta crise, mas, gostaria muito que não houvesse visitantes por causa da conscientização da humilhação de animais expostos para diversão humana.....
---------- 
Por dia, em média, o zoo recebeu, em 2016, 3.722 visitantes - foram 1.358.498 no ano, uma queda de 15% em relação a 2015, pois a crise econômica também afetou o movimento do parque, conforme admitiu Paulo Magalhães Bressan, presidente da fundação. O número de animais no zoo também caiu. Dados obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI) mostram que eram 3.197 em 2012. Em 31 de dezembro de 2016, esse número havia caído 7,7%, para 2.950.

Entre uma parcela pequena dos visitantes há sempre aqueles que se encantam com os bichos e tentam se aproximar demais, ultrapassando as barreiras de segurança, arriscando-se ou expondo crianças ao perigo. Há ainda quem se transforme em um perigo para os bichos, ao resolver dar chocolates ou jogar pedras nos animais para vê-los se mexer.

"Uma mãe jogou uma vez uma chupeta para o jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris)", contou a bióloga Mara Cristina Marques.

Outras pessoas também abandonam animais no zoo. São papagaios, jabutis, saguis, tucanos, corujas, tatus e até uma preguiça - que estava com as garras cortadas -, que acabam encontrados pelos funcionários da fundação. "As pessoas trazem os bichos escondidos em mochilas", afirmou Mara Cristina.

Mas nem todos ficam no zoo. Não é qualquer bicho que pode morar nos 824,5 mil metros quadrados do parque paulistano. Além de alimentar e cuidar de seus bichos, os 340 funcionários também participam de outra função: eles decidem quem nasce e quem vive no zoológico.

FONTE: Uol

1ª Cãominhada Prefeitura Regional Jabaquara - SP

Ebaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!! promete ser um grande evento!!!!!
Mais informações no Facebook do Evento


24/08/2017

Captura correta pode agilizar volta de animais silvestres ao habitat natural

Acho muito legal o poder público se esmerar no manejo dos animais resgatados....Muitoo bommmm!!!
---------
Arara, macaco bugio, tucano e lobo guará são alguns dos animais que vivem na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, na Unesp de Botucatu (SP). Eles estão em recuperação. Muitos chegarem machucados e maltratados. Todos foram apreendidos fora do habitat natural.

Fonte: G1 - Sorocaba

17/08/2017

Baratas e ratos mudam de status e viram animais de estimação em Suzano

Já fizemos várias postagens sobre a dita barata que causa tanto nervoso e nojo à muita gente.... Agora, tem gente que gosta delas e as tratam muito bem.... kakaka...
--------------
As baratas Aroldo, Ernesto, Clotilde e Bernadete se alimentam de ração e cenouras. Donos garantem que além de casa e comida, dão carinho aos 'bichinhos'.

Baratas e ratos costumam despertar sentimentos como medo, pavor e nojo na maioria das pessoas. No entanto, para dois moradores de Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo, estes animais se tornaram “bichos de estimação”, com direito a carinho e cuidados para evitar o estresse dos pets.

Aroldo, Ernesto, Clotilde e Bernadete formam um quarteto de baratas de Madagascar cuidado com dedicação pelo engenheiro ambiental Luiz Fernando Alcântara Araújo, de 28 anos. Ele comprou as duas fêmeas e os dois machos há mais de quatro meses motivado pela curiosidade e o interesse por insetos e animais exóticos.

A venda destes animais é permitida no Brasil, mas depende da autorização do órgão ambiental de cada estado, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Baratas, porém limpinhas
Luiz disse que escolheu a barata de Madasgacar por elas serem mais limpas, não se alimenterem de dejetos e terem um convívio melhor com o ser humano. A dieta é à base de ração de cachorro triturada, alface e cenoura. Já a água é consumida por meio de um algodão umedecido.

“Elas não possuem cheiro e são suscetíveis ao toque. Quando se sentem ameaçadas emitem um assovio de alerta, mas somente para demonstrar que não estão à vontade. Elas não são capazes de atacar com mordidas e nem voar. É um inseto muito dócil e tranquilo, ótimo para quem tem pouco espaço ou procura ter um animal diferente. É recomendado para qualquer pessoa e para crianças a partir de 7 anos”, afirma Araújo.

O engenheiro explica que os cuidados são simples e envolvem medidas básicas de higiene. Uma das providências é manter o terrário onde elas vivem limpo e saudável. “Elas gostam de locais com baixa claridade. Durante o dia costumam estar escondidas e durante a noite são mais ativas, sendo mais fácil de visualizá-las.”

O engenheiro, que mora sozinho, revela que as pessoas se espantam quando descobrem seus "pets". “Mas depois ficam curiosas para vê-las. Algumas até se arriscam a tocá-las. Geralmente perguntam o porquê de se criar baratas e qual é a rotina delas.”

Para não assustar as pessoas, o engenheiro evita sair de casa com o quarteto. Por isso, durante a noite ele, as tira do terrário para que circulem pela casa.

”Eu as coloco no ombro ou no braço e dou uma volta pela casa, para que possam sentir o ambiente e se sentirem seguras. Pelo fato de ser um inseto noturno e não gostar muito de claridade, eu procuro evitar expor a muita luminosidade para não causar nenhum estresse.”

Mestre Splinter, o rato pelado
O analista de suporte técnico Nabil Jmail Hariri Junior, de 27 anos, escolheu seu pet justamente por ele ser diferente. “A maioria das pessoas já tem medo por se tratar de um rato, ainda mais devido à aparência dele , não possuindo pelos e tendo olhos vermelhos”, descreve Junior.

Ele explica ainda que essas particularidades do animal o fizeram desejar compreendê-lo melhor. O analista garante que “Mestre Splinter”, como chama o rato da raça hairless, é muito carinhoso e dócil. Embora conviva com o ratinho há menos de seis meses, Junior afirma que os cuidados com o pet são simples.

Ele diz que são necessários cuidados diários com a higiene do animal para garantir a saúde de “Mestre Splinter” e de sua família. “Essa rotina inclui o recolhimento das fezes, alimentação com ração normal e alfafa para roedores e uma vez por semana lascas de cenoura e de coco, troca da água; troca do pano de dormir e o aquário/gaiola deve ficar em local arejado, porque como ele não tem os pelos, ele é mais suscetível às intempéries do clima.”

“ Até hoje ainda não tiveram coragem de segurá-lo nas mãos. Ele é muito carinhoso e comportado, o medo e espanto das pessoas só se justifica devido ao medo do desconhecido, mas isto é normal. Sempre quando vem alguém em minha casa, faço questão de apresentá-lo para que as pessoas se familiarizem e não tenham tanto preconceito com este roedor incrível.”

Toby, um cachorro da raça pincher, é o outro animal de estimação do analista. Mas a amizade entre Mestre Splinter e Toby ainda não decolou. “Eles já se conheceram e se estranharam muito no primeiro encontro. Sendo assim, promovo encontros rápidos entre os dois, até que se familiarizem e aprendam a conviver juntos”, espera o dedicado dono do rato sem pelo de olhos vermelhos.

Empreendedor inovador
O comerciante Stenner Paulo Kazuhiko Hidaka resolveu apostar nesse segmento de pets diferentes em Suzano. Aberta há aproximadamente seis meses, a loja dele vende baratas, rato hairless, esquilo da mongólia (parecido com um rato), grilos, entre outros itens.

“Baratas eu tenho de dois jeitos. A de madasgacar que pode ser um pet e também para alimentação de macacos e lagartos. Assim como o grilo que é alimentação também. Eu sempre gostei de animais diferentes e conhecia pessoas que também gostavam. Eu fui pensando no negócio”, conta Hidaka.

Quanto aos pets inusitados, Hidaka garante que eles são os preferidos dos adultos. “As crianças ficam com medo e preferem o peixe, hamster ou porquinho da índia.”

De olho na lei
Para comprar um animal exótico é preciso, antes de mais nada, saber o que é permitido pela legislação brasileira. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), define animais exóticos como aqueles que não ocorrem naturalmente no país, como por exemplo, algumas espécies de cobras e lagartos.

De acordo com o Ibama são proibidas a venda, importação e criadouros para venda de qualquer espécie de répteis, anfíbios e invertebrados venenosos e peçonhentos.

“A lei coloca no mesmo patamar tanto quem vende quanto quem compra ou mantém em cativeiro um animal de origem ilegal. Ele responde pelo crime e a multa pode chegar até R$ 5 mil e prisão de seis meses a um ano”, explica a coordenadora de fauna do Ibama, Maria Izabel Gomes.

Por não ser originária do Brasil, a barata de Madagascar é considerada um animal exótico, mas não é venenosa nem peçonhenta. A venda é liberada desde que as baratas sejam criadas no Brasil. Os órgãos ambientais de cada estado é que devem autorizar a venda.

Maria Izabel alerta que os donos que adotam as baratas como pet e se arrependem depois não podem deixar o inseto no meio ambiente. "Elas podem causar um desequílibrio ambiental porque podem competir com a espécie brasileira e causar sua extinção. O ideal é que sejam entregues a um órgão ambiental para a destinação correta."

Outro problema apontado por ela é o controle de natalidade das espécies. As baratas de Madagascar vivem, em média, cinco anos, mas se reproduzem com frequência e isso pode ser um problema para o criador.

Já o rato hairless é considerado um animal doméstico e, por isso, segundo o Ibama não é necessária autorização para importação. "Em termos de desequílibrio na natureza, ele nem gera muito, pois como não tem pelo, tem limitações quando está na natureza. A preocupação é com a questão sanitária que pode ser grave para a fauna."

Apesar das proibições e restrições do Ibama não é difícil encontrar quem crie animais exóticos de várias espécies no Brasil. "A questão é que o nosso País tem dimensões continentais e, por isso, é difícil fechar as fronteiras para esse tipo de comércio ilegal. Por mais que tenhamos órgãos de controle ambiental e fiscais é difícil combater a falta de consciência ambiental. As pessoas não pensam na origem desses animais, no risco que eles podem apresentar para suas famílias, quais doenças podem transmitir", ressalta Maria Izabel.

FONTE: G1

15/08/2017

Tudo pela Vida: duras situações de hospitais veterinários encerram série

Gente, eu chorei pacas!!!!! vocês tem ideia do que estas imagens funcionam para uma jurássica da causa animal que nem eu? Quando eu podia imaginar que assistiria cenas do cotidiano de um hospital veterinário para cães de pessoas de baixa renda? o entusiasmo destas veterinárias posso dizer que são um alento na área de saúde animal.... Axé para toda esta gente boa que pensa nestes serem com prioridade.....
----------
Depois de revelar a realidade de emergências em todo o Brasil, especial em quatro episódios termina mostrando o esforço para salvar vidas de animais.
No episódio final de Tudo pela Vida – Quando o Remédio É Tentar o Impossível você vai ficar com o coração apertado com as duras situações enfrentadas pelas equipes que trabalham em emergências de hospitais veterinários. Vai ser difícil de segurar as lágrimas! Veja no vídeo abaixo:

07/08/2017

É preciso um atendimento urgente antes de uma tragédia com estes cães - SP

Amigos de Sampa, provavelmente, já tentaram intervir, segundo li no Facebook (confira ao final). Mas, penso que deveria, pela segurança dos animais, ser tomada uma atitude mais drástica já que o ataque aconteceu outras vezes. A moça, que parece se chamar Rose, precisa urgente de um acompanhamento psiquiátrico. Não sei como podemos ajudar aqui do Rio de Janeiro, mas, se houver esta chance, conte conosco. Esta matéria é do dia 01 de agosto.
-----------
Homem atacado por cães em São Paulo pode perder o movimento da mão 
Gledson foi atacado quando ajudava um desconhecido a empurrar um carro. A vítima, que está desempregada há um ano, começaria em um emprego novo. Mas os ferimentos e os 35 pontos que teve que receber, agora o impedem de trabalhar. A equipe de reportagem da Record TV flagrou há quase um ano, os mesmos animais atacando outra vítima, no mesmo bairro, em São Mateus, na zona leste de São Paulo.
==========

Mulheres são detidas com macacos dentro de caixa de papelão em Mirassol

A droga toda é que não estão presas e vão fazer o mesmo em seguida.... Tinha que cobrir estas nojentas de tabefes já que nossa lei é uma meleca e não mete respeito em nenhum criminoso.... podridão!!!!!
---------
Elas confessaram que capturaram os animais na Mata dos Macacos. Mulheres vão responder em liberdade pelo crime de capturar espécies nativas.

Duas mulheres foram flagradas com mãe e filhote de macacos-pregos dentro de uma caixa de papelão em uma mochila, no bairro Marilu, em Mirassol (SP). O flagrante foi feito nesta quarta-feira (2).

De acordo com a Polícia Ambiental, elas disseram que capturaram os macacos em um local conhecido como “Mata dos Macacos”, em Bady Bassitt (SP). Segundo a polícia, a mulheres confessaram que iriam vendê-los em São Paulo.

Elas vão responder em liberdade pelo crime de capturar espécies nativas, que é considerado de menor potencial ofensivo. Os macacos foram devolvidos ao ambiente natural após avaliação de um veterinário, que atestou as boas condições de saúde.

Segundo a Polícia Ambiental, a estimativa é de que para cada animal retirado da natureza e colocado à venda, outros nove morrem nas mãos de traficantes, vítimas de abuso e maus-tratos decorrentes da captura e transporte precários.

FONTE: G1

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪