Mostrando postagens com marcador Parque Ecológico. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Parque Ecológico. Mostrar todas as postagens

23/06/2015

Após um ano, zoológico de Paulínia continua sem previsão de reabertura - SP

Agora, enquanto isto, os animais ficam como? Quem acredita no que a Prefeitura fala? eu acredito no amigo Flávio Lamas, claro!!!!!!
----------------------
Bichos que ainda estão no parque devem ir para santuários, diz entidade.
Prefeitura rebate críticas e nega que a área pública esteja abandonada.

Onça pintada e pavão no zoológico fechado de Paulínia, SP (Foto: Carlos Alciati Neto/ G1).

Um ano após o fechamento para reforma, o Parque Ecológico “Armando Muller”, em Paulínia (SP), que abriga um zoológico, continua sem prazo de reabertura. Em meio à crise política e econômica que atinge o município, a prefeitura afirma ter projetos para a área, mas não dá detalhes do que será feito e nem informa quando a visitação será liberada. Para entidade de proteção e defesa dos

09/07/2013

Funcionário que denunciou abate cruel de animais é afastado de parque - São Carlos - SP

BRASIL, PAÍS DE CACA, 
EU NÃO AGUENTO MAIS COM TAMANHO DESCARAMENTO DESTE PODER QUE DEIXAMOS NAS MÃOS ERRADAS!!!! TUDO É NIVELADO POR BAIXO!!! NOJO NOJO NOJO NOJO........

Publicamos este caso AQUI no blog e esperávamos justiça, mas, pelo jeito.... o cara é que vai ter que sumir para não ser "prejudicado", né não?

___________________

Imagem gravada em São Carlos mostra bezerro sendo morto com marretada.
Segundo Prefeitura, afastamento é devido a problemas de relacionamento.

Funcionário denunciou
abate cruel de bezerros
Foto: Isaac Soares de Souza/arquivo pessoal
O tratador de animais que denunciou o abate cruel de bezerros no Parque Ecológico de São Carlos (SP) foi afastado do trabalho por 30 dias pela Prefeitura na sexta-feira (5). O servidor público Isaac Soares de Souza, de 54 anos, enviou um vídeo ao G1, em junho, que mostra um bezerro sendo morto com uma marretada na cabeça e uma facada no coração. O Ministério Público (MP) abriu um inquérito para investigar o caso. A corregedoria da Prefeitura informou que o funcionário foi afastado preventivamente sem prejuízo de remuneração para preservar a integridade dele devido a problemas de relacionamento.

Segundo Souza, o afastamento ocorreu após ele ter prestado uma queixa por

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪