RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador Choko. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Choko. Mostrar todas as postagens

28 de junho de 2017

Estão oferecendo 2 mil reais pela cabeça desse cachorro, por causa disso - Colômbia

Aqui no Rio, uma cadela da PM foi morta por ordem de um bandido que foi preso e ela encontrou um monte de droga na casa dele. Faz muitos anos, mas, nunca esqueci a vingança deste mequetrefe que está no inferno ardendo. Os PM´s não perdoaram e nem eu.... tanto quem deu ordem como o executor apareceram com a boca cheia de formiga.... 
-----------
Na luta contra o tráfico de drogas, forças policiais de todo o mundo se esforçam para interceptar pacotes, impedir traficantes e capturar os criminosos mais procurados de diferentes regiões. Muitas vezes, esses oficiais não fazem todo o trabalho sozinho e contam com a colaboração de importantes ajudantes: os cachorros farejadores.

No aeroporto de Medellín, na Colômbia, o policial do departamento de narcóticos William Marin é um dos oficiais que está sempre acompanhado de um dedicado animal. Ao lado do labrador Choko, o policial já apreendeu 5 mil quilos de maconha, 1,5 mil quilo de cocaína e uma grande quantidade de heroína e outras drogas sintéticas.

O trabalho da dupla ficou tão famoso que já rendeu três condecorações especiais ao cão. Com quase sete anos de idade, ele trabalha todos os dias e já participou de 107 prisões. O problema é que a fama não trouxe só prêmios para a dupla.

Ameaça
As eficientes prisões realizadas por Marin e Choko começaram a receber tanta atenção, que o cão passou a receber o carinho de estranhos na rua. “Numa segunda-feira, estava na rua a trabalho com Choko e um morador começou a acariciá-lo. Eu disse, ‘por favor, não faça isso, ele não gosta’”, contou William numa entrevista ao programa Outlook, da BBC.

Além de acariciar o cão policial, o homem também fez um importante aviso à William. Ele contou que o chefe do tráfico da região estava oferecendo um prêmio pela cabeça do cachorro. E não quera qualquer coisa. De acordo com o homem, a recompensa era de 2 milhões de pesos colombianos, um pouco mais de R$2 mil.

Por segurança, a equipe policial decidiu afastar Choko daquela região da cidade, mas as ameaças não pararam.

Pouco tempo depois, um garoto num ônibus também reconheceu o animal e alertou para outra recompensa. “Ele contou que um chefe de outro cartel de drogas oferecia de 3 milhões de pesos colombianos (aproximadamente R$3 mil) para quem o capturasse ou matasse.”

Mesmo com as ameaças, o cachorro continua a trabalhar e vive no canil da polícia. Ele deve continuar agindo contra traficantes por cerca de três anos, quando estará livre para viver uma vida livre ao lado de William e sua família.


Cães farejadores
Os cães percebem o mundo principalmente a partir dos cheiros. Eles possuem ótima visão e audição, mas seu olfato se destaque com muito mais força. Enquanto as pessoas possuem cerca de cinco milhões de células capazes de perceber cheiros, os cães podem possuir de 125 milhões a 300 milhões das células do mesmo tipo.

Além disso, o cérebro de um cachorro possui conexões feitas para avaliar os cheiros. A capacidade cerebral dos animais é cerca de 40 vezes mais dedicada a compreender cheiros das coisas do que em humanos.

Os cachorros não merecem destaque apenas quando são comparados com as pessoas. Eles também podem detectar os cheiros melhor do que qualquer máquina já construída pelo homem.

Por conta da habilidade, eles geralmente são treinados para diferentes tipos de missão. Os cachorros especializados em encontrar drogas costumam ser preparados para encontrar compostos como maconha, cocaína, metanfetamina, heroína, etc. O processo de treinamento é bem simples, apesar de consumir muito tempo.

O cão aprende a encontrar as substâncias em locais e situações que oferecem grandes desafios. Quando conseguem encontrar os objetos escolhidos, são recompensados com agrados em forma de alimento ou carinho.

Nem mesmo os animais que servem às autoridades e à justiça estão protegidos da violência e do poder dos criminosos, como podemos perceber. Só nos resta torcer para que Choko continue fazendo um bom trabalho e que ninguém consiga colher a recompensa oferecida pelos traficantes.

FONTE: diarioonline