RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador CASS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CASS. Mostrar todas as postagens

22 de outubro de 2015

Manifestação contra a retirada dos gatos do prédio da Prefeitura do Rio

Ninguém me mandou nada sobre a manifestação de ontem na Prefeitura. Achei pouca coisa. Pelo que entendi, a proteção animal pediu um prazo para retirar os gatos do prédio e já estão se mobilizando para as adoções. Quem se interessar em ajudar, abaixo tem o tel. da Maria Gomes da Sozed, o Face da Andrea Lambert e Rosana Guerra.

--------------------------------
Andrea De Jesus Lambert
Ontem foi a manifestação na porta da prefeitura pela permanência dos gatos em sua sede no CASS.
O objetivo de ontem não era apenas deixar uma colônia de gatos de mais 30 anos e sim lutar pelos direitos dos animais que está sendo violado pela SEPDA e pela prefeitura do Rio de Janeiro. Com a Lei 4.956, lei do animal comunitáio é direito do gato permanecer no local onde é cuidado por protetores de animais, e é o que acontece com os gatos CASS, sede da prefeitura do Rio de Janeiro.
A SEPDA e a prefeitura está violando duas leis. A Lei 4.956 e a Lei 9.605, pois levar gatos adaptados ao local que vivem, bem cuidados, bem alimentados, para um abrigo tipo a Fazenda Modelo é a mesma coisa que maltratar, e quem conhece o local sabe muito bem.
No momento como a realidade condena os animais a irem para Fazenda Modelo fizemos um proposta a prefeitura atráves do secretário Pedro Paulo. 
Fomos a seu gabinete e recebidos pelo assessor Imalaia. Pedimos 30 dias para retirar os animais e assim evitar a retirada proximo domingo pela prefeitura e todos sabem o que aconteceu ano passado quando SEPDA junto ao CCZ retiraram dezenas de animais. Apesar da troca de secretário a equipe que fez a captura ano passado é a mesma
O assessor do secretário Pedro Paulo ficou de dar a resposta hoje.
Mas já vamos começar uma mobilização para adoção dos gatos e não arriscar a vida deles!
Quem puder ficar com pelo menos um gatinho entre encontato comigo (21) 996328115 ou com Maria Gomes Ferreira

17 de outubro de 2015

Manifestação na Prefeitura do Rio contra a retirada dos gatos

Participe, galera do Rio!!!!! Vejam, também, a intimação para a CADEG dar sumiço nos seus gatos ..... Eita, DuduPaes!!!!! prefeitinho do capeta!!!!! O tal Dr. Lassance, Superintendente de Vigilância Sanitária, conseguiu fazer o estrago em tudo.... acabou com os órgãos públicos de atendimento aos animais e está tocando terror em espaços públicos onde tem animais....




10 de outubro de 2015

Gatos do prédio da Prefeitura do Rio voltam a ser ameaçados


A novela é antiga... Estes gatos que vivem há vários anos no prédio da Prefeitura do Rio são atendidos por protetoras que castram, tratam e alimentam. Acontece que o abandono não para e, ás vezes, a coisa perde um pouco o controle. Mas, como existe uma Lei que estabelece o direito do animal comunitário, as ONGs recorrem para mantê-los lá.  Veja esta matéria feita pela Band em 2011 - Prefeitura do Rio oferece casas a gatos abandonados em Centro Administrativo

Os gatos ainda são mantidos naquele local através  de uma liminar oriunda de ação da ONG Oito Vidas devido a um quiprocó havido em julho de 2014. Confere nas postagens:
Agora a prefeitura resolveu  retornar o pesadelo  do tira não tira os gatos do prédio. Confiram o oficio feito pela Secretaria de Proteção Animal - SEPDA à Secretaria da Casa Civil da Prefeitura do Rio onde pede providências judiciais para tentar cassar a liminar. CLIQUEM NA IMAGEM PARA LER


Agora, leiam a representação da Prefeitura junto a justiça para suspender a liminar que permite que os gatos fiquem lá. CLIQUEM NA IMAGEM PARA LER.



11 de julho de 2014

Liminar define conflito sobre os gatos do prédio da Prefeitura do Rio



O bicho pegou!!!!! O Prefeitinho Edupaes vai ter que engolir!!!!!! nojento!!!! será que vai  reagir ou voltar a carga daqui algum tempo?


Com competência e determinação incansável, Cristina Palmer, vice presidente da Oitovidas, com a ajuda dos Dr. Júlio Dornelles Goulart conseguiram a liminar. O Juiz analisou muito bem os fatos apresentados e determinou a suspensão da captura e transferência de todo e qualquer Felino do CASS, até ulterior deliberação do juízo, sob pena de multa diária de R$1.000,00 (Hum mil reais) para a hipótese de descumprimento. Ficamos muito felizes com o que escreveu o Juiz sobre o animal comunitário, demonstrando o seu TOTAL entendimento do que está acontecendo e a ilegalidade da ação. É assim que age um juiz, analisa os fatos, imparcialmente, pesando o dano para cada uma das partes, decidindo da melhor forma, e se prontificando a ouvir o outro lado. Vejam o que disse o juiz: "Objetivamente considerada a lide, tem-se que a parte autora logrou êxito em comprovar a verossimilhanças de suas alegações. Do exame dos documentos colacionados à inicial, depreende-se que os animais citados estão insertos na qualificação de “animais comunitários”, atraindo a incidência da Lei Municipal 4956/2008. E isto porque, da leitura das mensagens eletrônicas e demais peças, verifica-se que a população de felinos era submetida a tratamento por parte de pessoas assim denominadas “tratadores” que desenvolviam trabalho voluntário de atendimento, o que autoriza a afirmação lançada linhas acima. Neste diapasão, de acordo com o preceito contido no artigo 3º do diploma, “O animal comunitário deverá ser mantido no local onde se encontra, sob os cuidados do Órgão Municipal para este fim apontado e cujas atribuições estão relacionadas a seguir”. Assim, considerando a notícia de conhecimento comum, desde que veiculada através de mídia popular, de transferência dos felinos, e ainda em razão das condições impostas aos indivíduos daquela população no abrigo em que vêm sendo recepcionados, ad cautelam recomenda-se a suspensão do ato até que verificada a efetiva necessidade da movimentação firmada pela municipalidade. Tal providência encontra amparo até mesmo no laudo emitido pela Subsecretaria de Vigilância Sanitária que, ao que tudo indica, motivou a ação da Prefeitura. E isto porque, conforme bem asseverado, a peça tem a data de 13/04/2010 como mais recente atualização, o que afasta a circunstância de risco iminente." Só lamentamos muitíssimo, e com muita dor no coração, que o MP, a Juíza e a desembargadora de plantão no dia 03/07/2014, tenham se omitido, resultando na captura e desaparecimento de MUITOS felinos.

_________________________________
Hoje, está marcada uma manifestação na porta da Prefeitura. Mas, depois da liminar, nem sei.... Não li nada...
_____________________
Dias Horríveis, mais um artigo da Cora Ronai publicado ontem
07/07/2014 15:21:00  » Autor: Flávia David/Fotos: Ricardo Cassiano

O Gatil São Francisco de Assis, no Centro, recebeu nesta sexta-feira (4/07), sob a supervisão da Secretaria Especial de Proteção e Defesa dos Animais (Sepda), 52 gatos provenientes do Centro Administrativo São Sebastião (CASS), sede da Prefeitura do Rio na Cidade Nova. Em bom estado de saúde, os animais foram identificados através de fotos de arquivo e com a ajuda das protetoras do CASS. Eles estão sendo acompanhados permanentemente por veterinários, além de receber água e alimentação adequada. De acordo com a Sepda, não houve registro de nenhum animal ferido durante a transferência de local. Os protetores que quiserem acompanhar a adaptação dos felinos podem se cadastrar na administração do gatil, durante a semana, das 8h às 16h. 


De acordo com o secretário especial de Proteção e Defesa dos Animais, Rafael Aloisio Freitas, a decisão de

4 de julho de 2014

Prefeito do Rio manda retirar os gatos do prédio da prefeitura



O bicho pegou aqui no Rio. O Prefeito do Rio, Eduardo Paes, bateu o pé e mandou remover os gatos do prédio da Prefeitura para o Gatil São Francisco de Assis que fica a alguns metros do local. Vejam as matérias que foram publicadas e o depoimento das protetoras envolvidas.


**************************

1 - NOTA DA PREFEITURA 
Sob a supervisão da Secretaria Especial de Proteção e Defesa dos Animais (Sepda), 52 gatos foram transferidos, hoje de manhã, do CASS (Centro Administrativo São Sebastião) para o Gatil São Francisco de Assis, que fica no Centro do Rio. Não houve registro de nenhum animal ferido ou morto. Todos os gatos foram identificados e levados para uma área separada, onde receberão tratamento veterinário, alimentação e água. Os protetores interessados em visitar os animais poderão se cadastrar e terão livre acesso ao gatil. 

A medida foi tomada a partir de denúncia feita à Ouvidoria da Prefeitura do Rio por servidores que apontaram possíveis problemas de insalubridade nos locais habitados por gatos na área do CASS. A Subsecretaria de Vigilância Sanitária, órgão da Secretaria Municipal de Saúde, fez uma vistoria técnica, que atestou os riscos à saúde das pessoas que circulam no entorno do CASS. A exposição das crianças que frequentam a creche da prefeitura a fezes e urina dos animais foi outro problema constatado. Foi verificado ainda o perigo para os próprios gatos que, ao entrarem nas instalações prediais, acabavam feridos ou mortos no contato a rede elétrica. Vale ressaltar que área em torno do CASS acabou se tornando um lugar onde gatos abandonados eram deixados – muitos deles doentes –, o que dificultava o controle de zoonoses. 

Nos próximos dias, Sepda continuará a transferência de outros gatos para o Gatil São Francisco de Assis para abrigar de forma correta e preservar a integridade e saúde dos animais.

**************************
2 - MATÉRIA DO G1

Prefeitura do Rio retira gatos de sua sede sob protesto de ONGs