Mostrando postagens com marcador Aleppo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Aleppo. Mostrar todas as postagens

8 de setembro de 2017

Os animais traumatizados resgatados de ruínas da guerra na Síria

Conseguiram resgatá-los graças a uma grande alma.....Que Deus o abençoe!!!!!
---------------
Os seis anos de guerra civil na Síria não fizeram apenas vítimas humanas. 
A maioria dos bichos que viviam em um zoológico de Aleppo foi morta por bombas; os sobreviventes passavam fome e sede em suas jaulas - até uma missão de resgate levá-los dali.

A maioria dos 150 animais que viviam no zoológico Mundo Mágico, em Aleppo, foram mortos por bombas. Os sobreviventes estavam à mercê da própria sorte em meio às ruínas do local. Abandonados em suas jaulas e passando fome e sede, seu futuro era incerto até uma missão de resgate levá-los para um novo lar. 

Os donos do zoológico, localizado nos arredores da cidade, haviam fugido por causa do conflito, que já matou centenas de milhares de pessoas e obrigou cinco milhões a deixarem o país, há outros seis milhões de refugiados ainda dentro de suas fronteiras. A cidade de Aleppo foi uma das mais afetadas, alvo de um cerco de vários meses no ano passado que interrompeu o fornecimento de água, eletricidade e alimentos. 

Quando chegaram ao local, os integrantes da missão organizada pela ONG Four Pawns International, com o apoio do governo turco, encontraram 13 animais sobreviventes: cinco leões, dois tigres, dois ursos, duas hienas e dois cachorro. Eles estavam traumatizados física e psicologicamente, disse o médico veterinário Amir Khalil, líder da missão. "Não havia o que eles pudessem fazer para escapar dessa armadilha mortal." O pouco de comida e água que recebiam vinha dos moradores que permaneceram ali. 

Em uma operação que levou três meses, eles foram resgatados em duas etapas e, primeiro, levados para um centro de reabilitação na Turquia. Depois, finalmente foram para sua nova casa, um santuário de animais na Jordânia. 

Mas por que resgatar animais e não pessoas? "É como disse a Madre Teresa: "Não faço grandes milagres, mas faço vários pequenos milagres" e foi isso que escolhi fazer", afirmou Eric Margolis, patrocinador da empreitada."Ninguém queria patrocinar essa ousada missão de resgate." Um dos animais salvos é uma leoa que estava grávida. Poucas horas depois de chegar ao seu novo lar, ela deu à luz a um leãozinho.

15 de agosto de 2017

Leoa resgatada de zoológico na Síria dá à luz em reserva de vida selvagem na Jordânia

Se ela estivesse ainda no zoológico, provavelmente, seu filhotinho não teria sobrevivido.....
------------------------
As probabilidades estavam contra Hajar. Mas ele venceu todas e veio ao mundo neste sábado, horas depois de sua mãe, Dana, ser resgatada de um zoológico na Síria. A leoa foi levada para uma reserva de vida selvagem na Jordânia. As informações são da "ABC News".

O pequeno Hajar O pequeno Hajar Foto: Four Paws/Ahu Savan An, via AP
Dana e outros 12 animais, incluindo outros quatro leões e dois tigres, viviam em condições severas no zoo de Aleppo, que sofreu danos por causa da guerra. Eles foram transportados pela instituição de caridade com os animais Four Paws, primeiramente para a Turquia. Em seguida, seguiram para a Jordânia, onde chegaram no sábado.

Segundo Martin Bauer, da Four Paws, o filhote não teria sobrevivido se tivesse nascido numa gaiola, no zoológico. De acordo com ele, o filhote parece bem e está amamentando. Já Dana carrega um segundo bebê, que deve nascer a qualquer momento.

FONTE: extra.globo





Também há animais refugiados

A guerra civil na Síria que dura já desde 2011 não deixou só marcas nas pessoas e nos edifícios. Os animais também sofreram com o conflito e também se tornaram refugiados: nsta semana, treze animais (sobretudo tigres e leões) foram transportados do jardim zoológico da cidade síria de Alepo, fortemente afectada pela guerra, para a reserva natural de vida selvagem Al Ma'wa, na cidade de Gérasa, na Jordânia — onde têm agora uma nova casa.


FONTE: publico.pt

17 de maio de 2017

Abrigo para animais do 'homem dos gatos de Aleppo' foi destruído

Meu Deus, tem gente boa neste mundo... No meio da guerra, da destruição de cidades este homem continua sua missão de resgatar animais abandonados nas ruas por seus donos.... Axé para esta criatura do divino....
--------------

Mohammad Alaa Aljaleel ficou conhecido como ‘homem dos gatos de Aleppo’ por ter construído um santuário para animais desalojados durante a guerra na Síria, Esse espaço foi completamente destruído, mas o sírio não abandonou a sua causa.

Com o avançar do conflito apareceram cada vez mais animais nas ruas, abandonados pelos donos que fugiram, perderam as suas casas durante os bombardeamentos ou morreram.

A Casa do Ernesto - nome do primeiro gato de Mohammad, começou por acolher seis gatos, mas chegou a ter 170. As crianças da cidade também eram convidadas a visitar o abrigo, visto como um símbolo de resistência e bondade numa cidade devastada pela guerra.

Com a destruição deste espaço, o condutor de ambulâncias foi obrigado a fugir com os poucos gatos sobreviventes. A sua mulher e filhos ficaram na Turquia, mas Mohammad regressou à terra natal para continuar a salvar animais, num novo abrigo, agora com 25 gatos.

"Espero que um dia os meus filhos compreendam o que o seu pai fez", disse em entrevista à BBC. "E que o mundo lhes retribua a mesma bondade e misericórdia que eu dei a estes animais e humanos a precisarem de ajuda", acrescentou.

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪