RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador Aedes aegypti. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Aedes aegypti. Mostrar todas as postagens

28 de maio de 2016

Animais são ferramentas contra Aedes

Os caras ficam inventando um troço que já está inventado.... ah, mas, aí ninguém leva grana.... pois é.....
------------------------
O controle biológico do Aedes aegypti tem se tornado uma alternativa, seja nas residências ou nas ruas. O peixamento, por exemplo, ação de soltar guarus, guppies e piabas em cisternas e recipientes d’água, já foi utilizada em diversos estados brasileiros, com o incentivo do poder público. Já os sapos, são comprados individualmente para “proteger” residências de gestantes na Argentina. Enquanto a epidemia não passa e os mosquitos continuam

16 de fevereiro de 2016

Mosquito Aedes aegypti pode transmitir doença que mata cachorros e gatos



A doença é bem conhecida, mas, é sempre bom falar, né mesmo? uma dose de Ivomec protege bem o animal. É só pedir a dosagem certa para o veterinário evitando fazer besteira.
------------------------



Publicado em 15 de fev de 2016 
O mosquito Aedes aegypti não é só uma preocupação para os humanos, mas também para os animais de estimação como cães e gatos. O inseto pode transmitir a dirofilariose, uma doença que atinge o sistema sanguíneo até o coração e leva à morte caso não seja diagnosticada e tratada no início. Acompanhe mais informações na íntegra do programa.

10 de junho de 2014

Brasil pode liberar amanhã Aedes aegypti transgênico



Olha a encrenca anunciada.....
-----------------------
Third World Network, AS-PTA, Red America Latina Libre de Transgénicos, Gene Watch UK
Brasil pode ser primeiro país do mundo a liberar Aedes aegypti transgênicos
Estudos não são conclusivos e não comprovam redução da doença

Organizações da sociedade civil alertam para o fato de que nesta quinta (10) a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) pode liberar o uso comercial de mosquitos transgênicos sem que a população tenha sido devidamente consultada, sem a realização de avaliação de risco e sem a existência de dados conclusivos dos estudos de campo nem de um