11/01/2017

Macaco é capturado na Região Serrana do Rio, após ferir quatro pessoas

Pois é, falta outros dois.... Deveriam usar este para atrair os outros porque eles vão continuar em perigo de levar um tiro.
------------------------
O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) capturou, na manhã deste domingo, o macaco da espécie Bugio que atacou moradores de Cordeiro, na região serrana do Rio. De acordo com as autoridades, o animal foi autor de ataques a quatro pessoas nas últimas semanas. Na ocasião, duas crianças tiveram partes das mãos e da cabeça feridas. O resgate do primata foi promovido por biólogos, veterinários,
especialistas, policiais e bombeiros. Foram duas semanas ininterruptas de operação, “com uma média de 16 horas diárias em campo”, como esclarece uma nota publicada pelo órgão ambiental.

O macaco foi transportado para a sede do Parque estadual do Desengano, em Santa Maria Madalena, onde receberá atendimento médico-veterinário e será submetido à coleta de sangue, pêlos e sexagem para exames. Para que haja monitoramento futuro, o animal ainda receberá um micro-chip. Após esses procedimentos, o bicho será solto novamente ao meio-ambiente, numa área do parque. “O local proporcionará as condições adequadas de sobrevivência e proteção ao animal”, ressalta a nota.

“Entendendo que a natureza não é uma ciência exata, cabe destacar que a captura desses animais não é algo simples, considerando sua grande capacidade cognitiva, seu físico privilegiado e adequado ao terreno onde se mantinha, além do pleno conhecimento da mata, com cerca de 30 hectares de área. Estas características demandam um longo período de ação e um esforço permanente da equipe no local”.

“De acordo com a Lei Complementar 140/2011, compete ao Ibama o controle da apanha de espécies da fauna silvestre em vida livre, tendo sido delegado aos estados apenas a competência para a apanha de espécies da fauna silvestre destinadas à implantação de criadouros e à pesquisa científica”.

“Ressaltadas​ todas essas considerações o animal foi capturado, a população protegida, as conexões ambientais preservadas e o primata será devolvido a um espaço natural, tendo como premissa do Parque Estadual do Desengano de que lugar de bicho é na natureza.”.

FONTE: extra.globo

RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪