04/01/2017

Desnutrida e abandonada, égua de 17 anos é resgatada em Santa Maria - RS

ATUALIZAÇÃO:
Infelizmente ELA MORREU
-----------------------
Pobre animal..... agora, cá p´ra nós, que veterinário, hein? fez anestesia na égua e se mandou..... a poderosa resistiu e voltou do mundo dos mortos.... os moradores é que foram socorre-la debaixo de 40 graus..... credo!!!!!!
-------------------
Uma égua que estava abandonada desde o último fim de semana em um terreno baldio foi resgatada em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul. 


Com o apoio da comunidade e de veterinários, o animal sobreviveu e vem recebendo cuidados desde segunda-feira (2), e tem chances de melhora. Um veterinário foi ao local no domingo (1º), mas disse
que o animal não sobreviveria. A égua, então, foi anestesiada, para morrer sem dor.

No dia seguinte, a surpresa: o animal resistiu e seguiu sofrendo, sob uma temperatura de quase 40°C.

Com a situação, moradores começaram a levar água para hidratar a égua, que estava desnutrida, na tentativa de ganhar tempo até o resgate chegar.

O Hospital Veterinário da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) foi acionado. Após examinarem a égua, os funcionários atestaram que ela tinha, sim, chance de sobreviver. Ela tem 17 anos, de acordo com os veterinários. Com a ajuda de um caminhão, o animal foi finalmente resgatado.

Paulo Nunes, funcionário do hospital veterinário da UFSM, acredita que "um carroceiro usou a vida toda (a égua) para ganhar a vida, e quando o animal não serviu mais, abandonou".

A estimativa da Secretaria de Desenvolvimento Rural é de que a cidade tenha cerca de 2 mil cavalos usados por carroceiros. Apenas no ano passado, mais de 100 precisaram de ajuda médica. Por isso, a nova administração municipal promete criar uma superintendência de bem estar animal. Assim, será possível prestar atendimento também para animais de pequeno porte.

"Eles vão trabalhar só com foco nesses animais que não têm donos. Nós fomos a Brasília no ano passado. Dentro do Ministério da Agricultura existe recurso até para criar uma unidade móvel de castração. É um trabalho social que a prefeitura precisa desenvolver", aponta Rodrigo Menna Barreto, secretário de Desenvolvimento Rural de Santa Maria.

Até a superintendência entrar em funcionamento, em caso de emergência envolvendo animais, a população do município deve socilitar ajuda pelo telefone 153, da Guarda Municipal.

Fonte: G1 - RBS

8 comentários:

  1. Mesmo aqueles tutores analfabetos em amor e compaixão jamais seriam abandonados pelos seus animais ainda que estes humanos estivessem velhos ou doentes. Tomara esta irmãzinha se salve para conhecer a paz e a felicidade que merece por lutar pela sua vida com valentia e garra.

    ResponderExcluir
  2. Porque a natureza ainda permite que gentalha desse tipo ainda nasce,pobrezinha ainda bem que foi resgatada,quanto a esse que se diz ser veterinario e fez essa mer..,vai procurar outra coisa pra vc fazer seu imbecil.

    ResponderExcluir
  3. Como sempre digo, a recuperação de um animal abandonado é nossa melhor vingança. Esse vet aí acho que tirou diploma por telefone. Tomara que essa superintendência de bem-estar animal comece a funcionar logo.

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente está pobrezinha morreu.

    ResponderExcluir
  5. Resumindo: se não fosse os moradores a égua teria morrido à míngua.

    ResponderExcluir
  6. Sheila, tenta descobrir como vai ser o tratamento dessa coitada e como ela vai reagir a ele. Torcendo aqui por ela. Só espero que, se ela melhorar, alguém a adote e dê um futuro digno para essa trabalhadora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conforme a atualização da postagem, Eleonora, ela morreu.

      Excluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪