04/11/2016

Soltando as cachorras, de leve, nesta perda de tempo de "veganos" X "bem-estaristas"

Resultado de imagem para animais zangados
Eu compreendo muito bem estas correntes pela libertação animal do tipo vegano versus o que eles chamam de bem-estaristas..... Ambos tem toda razão do mundo..... ambos usam a lógica.... e é por isso que faço questão de convidar ao nosso leitor para reflexão buscando o EQUILÍBRIO. 

Dias atrás a ANDA publicou este artigo  Educação vegana abolicionista e o problema do bem-estarismo . Um espetáculo, mas, fico pensando que tem veganos que usam de uma luta coletiva para dizer que é ação abolicionista vegana.... Gente, até a decisão do STF, onde houve uma participação total daqueles chamados "bem-estaristas", é usado como exemplo de
"pensamento vegano"..... Ah, me poupem..... Acho que a luta pelo respeito à vida animal fica, às vezes, tão superficial que me assusta.... 

Ou seja, tem uma turminha que chegou agora e está querendo sentar na janela cuspindo p´ra tudo que é lado..... Desculpa aê, mas, tem tanta arrogância neste metier que me assusta..... Eu hein!!!!! manera, porque dos meus 45 anos de militância não vou deixar a coisa se perder em tanta mediocridade. 

Vamos aprender a trabalhar e olha aqui, vamos rezar para Papai do Céu ter pena de nós e não se deixar perder tudo aquilo que já fizemos no passado.  É fácil querer detonar o que já foi feito e se apossarem do pensamento coletivo ideal sem fazer nada melhor..... Só sabem meter o dedo na cara um do outro e se "acharem" a última bolacha do pacote!!!!!! Se dizer vegano na internet é fácil p´ra caramba...... agora meter a cara no merdalhãu da causa, fica p´ra nós que não estamos discutindo o que não tem a mínima importância diante do sofrimento de um animal, né mesmo?

Fiquei chocada ontem ao ler as palavras de participante de um grupo dizendo que não ia a um evento porque ainda não tinha se tornado uma vegana. Todos os que ali estavam lendo reagiram dizendo que sua presença seria muito bem chegada porque não se estava discutindo veganismo e sim vaquejadas...... Hein? seria só por isso, então?  Provavelmente, é uma pessoa que está envolvida na causa de alguma forma e estava se sentindo excluida porque vegano mete o cacete em quem não é..... Isto é monopólio da causa, ou não? Nem vem que não tem..... pode parar..... a causa é coletiva e tem representatividades inúmeras que EFETIVAMENTE já promoveram e salvaram a vida animal de muitas formas......

Aliás, aproveitando a ocasião, aqueles destrambelhados de plantão, sosseguem o facho. Antes de tomarem iniciativas jurídicas que ponham abaixo tudo que nós, jurássicas, construimos, tenham a humildade de se aconselharem, porque achismos não leva a lugar nenhum..... pelo contrário..... Respeito ao trabalho alheio é bom e todo mundo gosta.

Hoje é moda todo mundo estar no "palco" enquanto a "platéia" está vazia... O reinado dos "achistas" se estabeleceu e danem-se os que fazem de sua vida um sacerdócio na defesa animal. Pensem nisto.... Quantos humanos bem informados você trouxe para a causa? Então? nada, né? trabalhe por isso e já vai estar ajudando p´ra caramba!!!!!!
------------------------
ONU adota política global de bem-estar para animais de fazenda

Por influência da Proteção Animal Mundial, países membros da organização devem priorizar o bem-estar animal na agricultura

A proteção aos animais de fazenda em todo o mundo ganhou força após a Organização das Nações Unidas (ONU) adotar uma inovadora política de recomendações em bem-estar animal. O anúncio foi feito no último dia 17, durante o encontro do Comitê de Segurança para Alimentação e Agricultura, em Roma, Itália.

Depois de nosso abrangente trabalho junto à ONU, conceitos importantes de bem-estar animal foram incluídos nas recomendações, que passam a ser usadas por todos os países membros da organização. 

As recomendações foram divulgadas em um relatório sobre bem-estar de animais de fazenda desenvolvido por um Painel de Especialistas de Alto Nível, do qual faz parte Lesley Mitchell, Diretora de Políticas da Proteção Animal Mundial.

“Ao tratar bem os animais, lutamos contra a pobreza, reduzimos a fome, melhoramos a saúde das pessoas, combatemos as mudanças climáticas e protegemos a biodiversidade do nosso planeta. Temos trabalhado para garantir que a importância vital da proteção dos animais seja reconhecida a nível mundial”, explica Mitchell.
Um grande avanço

A mudança feita pela ONU é um grande passo para que o bem-estar animal passe a ter um papel de destaque na agricultura. A partir de agora, os países membros vão deixar de se perguntar “devemos considerar o bem-estar animal?” e vão passar a questionar “como podemos implementar um melhor bem-estar animal?”.

Os esforços da Proteção Animal Mundial nos últimos dois anos ajudaram a criar as bases para essas mudanças na política global da organização, que envolvem:
a inclusão de conceitos sobre bem-estar animal, deixando claro que os governos devem priorizá-los na criação de sistemas agrícolas de seus países;
ênfase no fato de que os animais devem viver livre de dor, sofrimento e fome, e ser capazes de demonstrar comportamentos naturais, definidos pelas Cinco Liberdades e pelos princípios e padrões da Organização Mundial para a Saúde Animal (OIE);
recomendações que destacam a importância da saúde animal e do acesso a serviços veterinários.

Continuaremos a trabalhar diretamente com alguns dos principais países para que as recomendações da ONU sejam incorporadas na prática e na política.
Seja parte da mudança

Apesar desse importante avanço pelo bem-estar dos animais de fazenda, bilhões deles sofrem todos os anos em sistemas de criação intensiva.

Você pode ajudar a mudar essa realidade assinando nossa petição. Peça ao KFC, uma das maiores redes de fast-food do mundo, que ajude a acabar com o sofrimento secreto dos frangos.

3 comentários:

  1. karina medaglia04/11/2016 12:12

    também não gosto de radicalismos, tive oportunidade de, num ocngresso da causa em Curitiba ouvir um ativista vegano falando mal das iniciativas da sVB, ainda na frente da sua fundadora qeu nos merece todo o respeito, achei mediocridade, ao invés de cada um agir no seu quadrado e quando necessario nos unirmos, como agora com as vaquejadas, em prol de uma causa nacional, criticam o que os outros tentam fazer, sinceramente, ai não progredimos e nunca seremos levados a sério mesmo

    ResponderExcluir
  2. se ñ me engano, já assinei a petição em defesa dos frangos da ong mercy for animal.

    ResponderExcluir
  3. Eu detesto qualquer tipo de radicalismo extremo. Isso é modismo de gente sem intelecto. Lutar por uma causa é como subir uma longa escada, além de cansativo tem que se equilibrar para não cair de costas ou ser empurrado para baixo.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪