07/11/2016

Rebelião entre veganos, graças a Deus!!!!! Acorda galera!!!!!!

Noutro dia publiquei: Soltando as cachorras, de leve, nesta perda de tempo de "veganos" X "bem-estaristas" baseado num patrulhamento idiota de um certo segmento vegano que se aproveita de lutas passadas e que quer roubar descaradamente ideais coletivos.

Mas, eis que leio hoje algo formidável que me animou bastante. Entendi como a rebelião dos veganos equilibrados. Estou publicando o depoimento de uma pessoa que cumprimento calorosamente daqui da nossa tribuna pela sabedoria e coragem de dar um basta nesta manipulação e prepotência  que o movimento está tomando. Peço que leiam os comentários lá no link do Facebook da Annita e reparem que tem muita gente respeitosa  e que é vegana pelos animais. Nem tudo está perdido, graças a Deus!!!!!
-------------------
Annita Revi
Declaro para os devidos fins que deixei de ser vegana. O veganismo criado por Donald Watson nos anos 40 como dissidencia do vegetarianismo, nos dias de hoje está muito distorcido. A patrulha vegana, o interseccionismo, as regras individuais auto impostas e impostas aos demais tornaram o termo pesado , impraticavel e deturpado. Veganos muitas vezes afastam outros do veganismo ao invés de trazer pra perto. São chatos, marciais, criticos , ditadores e ignobeis ignorantes desleais. É bem verdade que não são todos mas esse genero existe e se alastra feito praga. Por hora vou me denominar "Donaldista" em homenagem ao criador do Veganismo o Ingles DONALD WATSON, falecido em 2005 aos 95 anos criador do vegan society que é bem capaz de ja ter se corrompido tambem. Onde humanos colocam a mão se estraga, num processo Rei Midas reverso. Ainda usarei o termo vegan só por identificação pra algumas situações mas prefiro cair fora desse circulo viciado. A minha individualidade é free, ufologista, misantropa e agora "Donaldista" 

13 comentários:

  1. Extraterrestres são veganos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os extra terrestres somos nós humanos! se liga aê anonimo! Áurea Abrantes

      Excluir
    2. Cristina Calixto08/11/2016 15:10

      Acho q ela quis dizer utopia, mas esse corretor ortográfico é triste.

      Excluir
  2. Estou super de acordo com a Annita Revi. Tudo com moderação é mais saudável, mais feliz, mais próximo da normalidade.. Ótimo texto. Aurea Abrantes

    ResponderExcluir
  3. Ah, a Annita é ótima! Está coberta de razão! Eu não me denomino Vegana tb... nem sei o que sou! Não consumo nada que venha dos animais e ou exija a tortura de testes de laboratório, mas não me considero vegana. Sou só uma pessoa que cumpre a obrigação de proteger os animais. Porque isso deveria ser obrigatório, mas infelizmente a maioria não se dá conta disso...

    ResponderExcluir
  4. Chatos, críticos , ignorantes, tem em todo lugar...O importante é pensar nos animais!!! A gente só é influenciado se quiser.

    ResponderExcluir
  5. Tudo na vida tem que ser bem dosado e com cuidado. Tem gente que é mesmo muito chata, crítica, ignorante, ditadora, etc. É impossível transformar um carnívoro em vegetariano, vegano ou o que seja do dia pra noite, ainda mais com atitudes radicais. É preciso tempo, diplomacia, informação, discernimento, caso contrário a situação só faz piorar para os animais.

    ResponderExcluir
  6. Por essas e outras, que outro dia falei a uma menina, que aliás só conheci na internet. Era tão chata que respondi: - É, talvez você tenha razão, vou deixar de ajudar animais. Porque só resolvia se recolhesse todos, se fosse vegana radical e etc...

    ResponderExcluir
  7. Usar rótulos e brigar por isso, é um passo para o fanatismo e meio passo para começar a matança entre irmãos. Assim vemos a intolerância imperar mais uma vez. Vivi boa parte da minha vida comendo carne (e meu pai fazia uma carne que começávamos a comer só com cheiro), sempre chorando por dentro, mas sem saber o real motivo. Hipocrisia? Não vejo assim, pois tudo que passamos serviu para sermos o que somos hoje. Até que percebi que não queria mais fazer parte da estatística que financia a matança dos animais. Ou seja, fiz por mim e por eles. Não devemos nos esquecer que a luta é em defesa dos animais. Não se pode perder o foco para não dar brecha e dispersar nossas energias com coisas sem fundamento e que não vão ajudar nossos irmãos menores os animais. Precisamos prestar mais atenção em nossas palavras e ações, e que elas sejam exclusivamente para o progresso, edificação, harmonização e esperança de tempos melhores.

    ResponderExcluir
  8. Eu saí de um grupo de veganos depois que me tacharam de "intolerante às religiões de matriz africana" só porque sou contra rituais que degolam animais em seus cultos. Sou contra a crueldade, não contra religiões!
    A constituição defende a liberdade de culto não de crueldade!

    ResponderExcluir
  9. A imensa maioria das pessoas que se dizem veganas não o são, verdadeiramente. Ser vegan ou vegetariano hoje se tornou um must e por isso muitos se dizem um ou outro, mas, em verdade, não sabem nada sobre isso, é risível a ignorância deles. A maior prova disso é o que a Ivana Negri acaba de postar acima.

    ResponderExcluir
  10. tenho orgulho de ser vegana, ñ por teoria, e sim pela prática em defender todas as espécieis, ñ me ligo, nos outros ligo em minhas ações, em prol ao bem-estar dos animais.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪