07/11/2016

Como cachorros de rua são tratados em cidades pelo mundo

Achei interessante a comparação, mas, será?
------------------------
COMO CACHORROS DE RUA SÃO TRATADOS EM CIDADES PELO MUNDO
Vistos como problemas de saúde pública, os cachorros abandonados são tratados de maneiras diferentes em diversos países. Veja algumas dessas políticas. Foto: Montagem/ Estadão


1 - SÃO PAULO, BRASIL
O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da cidade de São Paulo remove animais apenas 'em casos de agressão comprovada com laudo médico da vítima, invasão a instituições públicas ou locais em situação de risco, bem como, nos casos de animais em sofrimento com doença incurável ou suspeita de transmissão de zoonoses de importância em saúde pública.' Esses animais recolhidos ficam disponíveis no canil e gatil do CCZ para adoção. Foto: Marcio Fernandes/ Estadão

2 - HAVANA, CUBA
Cerca de 21 cachorros de rua foram adotados pelos funcionários de prédios do governo cubano na capital Havana. Além disso, as autoridades locais iniciaram um processo de identificação dos cães de rua, os colocando um pequeno crachá no pescoço com foto, nome e local por onde geralmente andam na cidade. Foto: AP


3 - AMSTERDÃ, HOLANDA
Devido a políticas duras com multas pesadas, trabalhos de conscientização e oferta de castração gratuita, a Holanda declarou não ter mais cachorros abandonados nas ruas. Além disso, o poder público fez campanhas para incentivar a adoção de cães, aumentando as taxas sobre as compras de filhotes. Foto: Reprodução/ Instagram

4 - ESTADO DE QUERALA, ÍNDIA
A relação dos moradores da província de Querala, na Índia, é de ódio com cachorros de rua. Com cobertura crítica da imprensa, a população se organiza em grupos para matar os animais e tentar erradicar o problema. O caso é tão sério que foi motivo de debate nas campanhas para as eleições locais. Foto: Fayaz Kabli/ Reuters

5 - SANTIAGO, CHILE
Uma das marcas da capital chilena é a grande presença de cães nas ruas da cidade. No entanto, um estudo do Centro de Atenção Veterinária da Universidade Iberoamericana de Ciências e Tecnologia, de 2012, indicava que 70% dos cães que andavam nas ruas de Santiago possuem donos, mas não ficam presos em casa. O Programa de Posse Responsável de Animais, da Companhia da Subsecretaria do Ministério do Interior, afirmou, em 2014, que a população de cachorros abandonados em todo o país chegava a um milhão de animais. Foto: Reprodução

6 - NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS
As autoridades de Nova York usam métodos similares aos dos paulistas. Caso algum animal seja flagrado em situação de abandono, na rua ou em uma residência, o Centro de Cuidado Animal (ACC, na sigla em inglês) pode ser acionado para recupera-lo. A organização avisa, no entanto, que não fará buscas por gatos adultos, mas irá se deslocar no caso de filhotes. Foto: Reprodução
FONTE: estadao

4 comentários:

  1. Em São Paulo os animais recolhidos são castrados, vacinados e oferecidos para adoção. Eles costumam atrair voluntários para passear com os cães nos finais de semana.
    No bairro onde moro, o carro do CCZ esteve presente quando foi para recolher um pit bull baleado na rua e depois um Chow Chow que não deixava ninguém se aproximar e mordia todo mundo.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪