01/11/2016

Cadelinha de 18 anos abandonada e cega se agarra a voluntária para buscar proteção

Eu adoro cães velhos, caquéticos..... olha esta coisinha..... abri um berreiro danado quando li....
------------------------
A fragilidade de uma cadelinha cega de 18 anos causou muita comoção num abrigo de animais em San Diego, nos Estados Unidos. Muneca se agarrou à voluntária Elaine Seamans como se buscasse amor e proteção, e a foto do abraço amoroso das duas teve milhares de comentários de internautas de todo o mundo.

Segundo a Frosted Faces Foundation, que resgatou o animal da raça dachshund de um
abrigo, ela estava cega, coberta com pulgas e com as unhas enormes. “Em um ambiente desconhecido, ela sentiu o toque amoroso quente de Elaine e se agarrou a ela. Era tudo o que ela precisava para ficar bem”, escreveram os voluntários.

Após o sucesso nas fotos, a fundação recebeu dezenas de pedidos de adoção, mas decidiu deixar o animal com o casal Richard e Amy, que já têm outros dois cães idosos. Quando Amy viu Muneca pela primeira vez, ela chorou e estendeu a mão para ela gentilmente. “Ela apertou-a contra o peito com cuidado e Muneca colocou a cabeça sobre o ombro de Amy”, descreveram os voluntários.


FONTE: extra.globo

10 comentários:

  1. Gente, é a cara do meu, que eu encontrei com mais de dez anos. Agora está com uns dezesseis. Pena que não posso colocar a foto aqui para vocês verem é igualzinho à ela.

    ResponderExcluir
  2. Que absurdoo gente! Como pode né!!Ainda bem que tem gente boa. Agora aqui vai uma denúncia: Sou de Santo André SP e fui na estação do Rio Grande da Serra que pertence a prefeitura de Ribeirão Pires SP , na estação de trem está cheio de cachorros abandonados, perguntei para alguns locais e falaram que é normal direto tem abandono de animais na estação. Total absurdo! Marta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe Rio Grande da Serra tem prefeitura própria.Marta

      Excluir
  3. Eu recolhi uma cachorrinha velhinha, que apareceu na escola em que eu trabalho num dia de chuva. Couro e osso. Muito medo, não deixava ninguém se aproximar. Pedimos ajuda de alguns alunos, que a cercaram e um aluno a pegou. Ela de debatia muito, mas consegui levá-la pra casa. Como tenho muitos animais, ela se apavorou ao chegar na minha casa. Mas eu não podia deixá-la lá, de jeito nenhum. E as pessoas não a adotariam, por ser velha e feia. Tem a mandíbula torta e uma patinha também, provavelmente foi atropelada há muito tempo atrás. Mas está recuperada, foi ao veterinário, que limpou bem a sua boca e retirou alguns dentes, e não tem nenhuma doença. Toma Artrin, pois caminha igual a uma velhinha mesmo. Aliás, tenho 4 cães que tomam Artrin. Um medicamento muito bom pra animais idosos.

    ResponderExcluir
  4. O que comentar vendo as fotos e lendo o texto??? Tem mais é que chorar de emoção... E agradecer!!!

    ResponderExcluir
  5. Só o amor explica a afeição explícita entre a duas. Mas realmente Sheila, os que tem mais probleminhas, são os que mais gosto também. Qdo estou com um deles no colo sinto meu coração se expandir tanto que parece que vou explodir. E espiritualmente falando, é exatamente isso que ocorre, sendo que nesta explosão, eflúvios de amor são direcionados, pela equipe espiritual, a todos os seres indefesos que estejam necessitando de tratamento físico naquele momento. É por isso que esses momentos de amor tem que se repetir muitas e mais vezes por parte dos que amam os animais, pois a necessidade da intervenção espiritual no contexto atual, é extremamente necessária devido a tantos incidentes de maus tratos aos indefesos. Ah, não podemos nos esquecer em se doar todas as noites, em nossas orações, como voluntários para ajudar as equipes socorristas. Aí alguém pode estar pensando, 'mas Zilda Eu não acredito nisto'. Tudo bem, não tem problema, basta em oração se doar em amor a todo o Universo, que 'Eles' farão bom uso dessa sua doação de amor. Mutos MIAUSBEIJOS a todos.

    ResponderExcluir
  6. Eu também amo os velhinhos, eles me ajudam a exercitar minha paciência. Já adotei vários velhinhos. No mês passado, trouxe um ceguinho que estava no abrigo municipal. Tinha sido de uma acumuladora de animais. Todos tinham sido doados, menos ele, estava desde janeiro lá. Muito medroso, tem medo até de vento. Pavor de vassoura e barulhos. Quando cheguei para pegá-lo, ele nem se levantou de onde estava, os outros correram pra mim. Ele não conseguia se alimentar, os outros não deixavam. Trouxe pra casa, apresentei-o para os outros ele se deixou cheirar por todos numa boa. O medo dele é de gente. Muito triste, ainda o estou conquistando.

    ResponderExcluir
  7. É por pessoas como ela, que não quero que esse mundo maravilhoso acabe. Se Deus existe, que ele extermine somente os inúteis da face da Terra e esse planeta se tornará o Paraíso tão esperado. Simples assim.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪