22/10/2016

Ao ganhar cão, autista que não pode ser tocado se emociona e abraça animal

Olha, pode ter conotação de exploração animal, mas, acho que tem certos casos que é bom as pessoas sentirem o quanto os animais são superiores a nós.....
------------------
Pode parecer comum ver uma criança brincado com seu cachorro, mas neste caso, a cena é uma vitória.
Kainoa Niehaus é uma criança autista de cinco anos que não gosta de ser tocada. Porém, ao conhecer seu primeiro cachorro, chamado Tornado, o menino não conseguiu conter a alegria e logo fez carinho no animal.


Emocionada, a mãe de Kainoa, Shanna, chorou ao ver a interação e compartilhou seu sentimento em uma tocante publicação no Facebook:
"Está vendo esse momento? Nunca tinha experimentado nada como isso. Ontem foi o primeiro dia que meu filho autista conheceu seu novo cão do serviço de autismo. A foto mostra a reação de uma mãe que viu seu filho, que ela não pode abraçar, dar banho, vestir ou tocar, deitar em seu novo cachorro por vontade própria, criando uma indescritível e poderosa ligação."

"Cada luta por seu filho vale a pena. De alguma forma, por causa disso –por causa do Tornado- eu sei que tudo vai ficar bem. Como mãe, vi inúmeros, desafiadores e doloridos momentos em que meu filho sofreu e chorei inúmeras vezes. Ontem, no entanto, eu chorei por um motivo diferente. E o sentimento é indescritível".

A família, que mora no Japão, foi até Ohio (EUA) para pedir ajuda para a "Quatro Patas para Capacitação". A organização sem fins lucrativos treina cães e filhotes para interagir e proteger crianças autistas, passando segurança e evitando situações perigosas.

O CEO da "Quatro Patas", Karen Shirk, afirma que os animais podem intervir quando as crianças estão inconsoláveis e os pais sabem que não podem tocá-las para ajudar. "O cachorro pode impedir que o autista tente se agredir e pode dar lambidas e interagir mostrando carinho", disse.

Fonte: UOL

4 comentários:

  1. Pena que povos que preferem cães no cardápio jamais descobrirão isso e nem merecem descobrir.

    ResponderExcluir
  2. Por várias vezes, presenciei o comportamento de crianças altistas e senti o quanto é difícil se comunicar com elas, fazer parte do mundo delas... Só mesmo um animal para abrir uma passagem nesse caminho tão estreito e fechado.
    Por isso, repito: ainda temos muito que aprender com os animais.

    ResponderExcluir
  3. Lindo demais.. Que todos um dia encontrem a pureza e perfeição de sentimentos desta criança autista...

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪