12/09/2016

Suspeito de traficar animais é preso em flagrante em Seropédica, RJ

Gente, p´ra quem não sabe, o CETAS aqui do Rio de Janeiro nunca foi seguro para os animais. Há anos atrás, eu denunciei a Polícia Federal o que acontecia lá, pois, quem fazia a "segurança local" era a PM. O delegado que aceitou minha denúncia e ia investigar, foi transferido e aí ninguém mais quis saber do assunto. Taí, depois de tantos anos, mais uma comprovação da patifaria que sempre rolou lá por causa da tal "segurança".....
------------------------
Homem foi multado pelo Ibama e preso pela Polícia Federal.
Com ele foram apreendidos 60 pássaros silvestres.

Um homem foi preso em flagrante nesta sexta-feira (2) em Seropédica, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro suspeito de tráfico de animais silvestres. Com ele, foram apreendido pelo menos 60 pássaros. Segundo o Ibama, ele também é um dos suspeitos de receptação de parte dos 41 pássaros furtados em agosto durante uma invasão ao Centro de
Triagem de Animais Silvestres do instituto, também no município.

Na ação, os agentes encontraram com o homem curiós, trinca-ferros, coleiros e papagaios, muitos mantidos em gaiolas sujas, com restrição de espaço e de alimento. Mas, segundo o Ibama, não foi possível confirmar se os pássaros foram furtados por ele.

O homem acabou multado pelo instituto em R$ 70 mil por ter animais nativos em cativeiro sem autorização e por maus-tratos. O Ibama ainda o conduziu à Polícia Federal, que lhe deu voz de prisão em flagrante por crimes ambientais.

"A partir dessa prisão, esperamos chegar a outros receptadores dos pássaros furtados do Ibama e à localização de mais depósitos usados por traficantes de animais nativos no estado", disse o coordenador da fiscalização do órgão, o analista ambiental Leonardo Tomaz.

A equipe do Ibama chegou pela manhã ao bairro Boa Esperança, distante cerca de nove quilômetros do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), onde havia a suspeita de operar o depósito de um dos receptadores dos pássaros furtados em Seropédica. No local, encontrou um bar de fachada e, nos fundos, o cativeiro insalubre com as aves silvestres. O homem teria chegado a libertar cinco pássaros ao ver os carros do Ibama.

"Tudo indica que eram as aves anilhadas do Cetas, que comprovariam o envolvimento dele no caso", acredita Tomaz.

O Ibama no Rio de Janeiro informou que vai mudar o contrato de vigilância para dobrar o número de segurança no Cetas.

FONTE: G1

3 comentários:

  1. "A partir dessa prisão esperamos chegar a outros receptadores de pássaros" disse o analista ambiental. No bairro de ipanema zona sul do Rio tem receptadores aos montes. São funcionários dos prédios que portam gaiolas com: trinca ferro, curiós, coleirinhos, galos da campina, canários da terra, dentre outros. De onde vêm esses animais? Ora, dos ninhos violados e por aí vai. Não faria feio a polícia federal "visitar" esses prédios. Qual o motivo de não serem importunados?

    ResponderExcluir
  2. Não adianta prender, pagar multa e responder em liberdade. Tráfico é tráfico e se não for punido com rigor, isso nunca terá fim.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪