14/09/2016

Ativista invade palco do SESC para tentar salvar animal que estava sendo maltratado em peça

Ma-ra-vi-lha!!!!!!!!!!!!!!! muito bom!!!!!! parabéns!!!!!
------------------------
O SESC da cidade de Santos foi multado pela prefeitura em R$ 2.000,00.

Na última sexta-feira (9), o grupo vegano Vox Vegan (Facebook) esteve no SESC da cidade de Santos, litoral de São Paulo, para protestar contra a peça teatral “4”. O nome da peça é uma alusão ao número de atores que entram em cena.
Dirigida pelo argentino Rodrigo Garcia, radicado na Espanha, a peça tem a proposta de chocar os espectadores, mas para isso usa galos vivos em cena. Os animais são trazidos ao palco por duas crianças de Santos, que foram escolhidas após testes. A presença das crianças já é questionável, pois a peça é de linguagem adulta, chula e mostra cenas como insinuação de masturbação e até uma vagina projetada de forma explícita.

Os galos usados em “4” são colocados no palco com tênis e permanecem imóveis durante o espetáculo. Há a suspeita de que os animais sejam dopados para a peça, já que não esboçam reações que seriam naturais de sua espécie.

Enquanto um drone sobrevoa as aves, por exemplo, produzindo um vento forte sobre elas, não há reação. A reportagem do portal UOL, que esteve no local, confirmou a impressão de que os animais não esboçam reações naturais durante a peça (leia aqui).

Os tênis colocados nos animais são pesados para que eles tenham dificuldade de se locomover pelo palco. Em dado momento, um dos atores pega os animais pelos pés e os coloca dentro da roupa de cabeça para baixo. Em outra cena, um ator segura um galo em cima de uma guitarra que produz um som altíssimo.

A manipulação dos animais como se fossem objetos de cena revoltou boa parte da audiência. O grupo Vox Vegan gravou alguns depoimentos de pessoas que assistiram (ou tentaram assistir) a peça. Confira o áudio no fim desta matéria.

Uma das ativistas do Vox Vegan invadiu o palco aos gritos para tentar retirar os animais. “Isso não é teatro! Isso é maldade o que vocês estão fazendo!” – disse. A tentativa de retirar os galos do palco não foi bem sucedida porque a ativista foi contida pelos atores. Enquanto um ator segurava um dos galos de cabeça para baixo em uma das mãos, segurava firmemente a ativista com a outra.

Há uma lei no município de Santos que proíbe a participação de animais em espetáculos. A Secretaria do Meio Ambiente da Prefeitura de Santos multou a unidade local do SESC em R$ 2.000,00 por infringir a lei ao permitir uso de animais no espetáculo “4”.

Em nota, emitida por sua assessoria para a reportagem do UOL, o SESC Santos tenta retirar sua parcela de culpa no acontecido.

“O Sesc São Paulo e sua equipe de curadores não interfere no processo criativo dos autores dos espetáculos, mas só programa aqueles que cumprem efetivamente todas as normas, cuidados e procedimentos necessários para utilização de animais em cena, como é o caso da obra ‘4’, do dramaturgo espanhol [sic] Rodrigo García. O levantamento criterioso destas condições é uma premissa em nossos estudos curatoriais, tal qual a análise da obra em si.” – diz a nota.

O posicionamento ridículo do SESC Santos mostra que eles não sabiam que os animais eram manipulados como objetos, sendo enfiados dentro das roupas dos atores, ou que eles não consideram que isso é uma forma de maus-tratos contra os animais. Onde ficou o tal levantamento criterioso das condições em que os animais seriam apresentados?

Na página oficial do SESC Santos no Facebook, algumas pessoas criticaram a instituição (veja aqui). Não há informações sobre o paradeiro dos animais.

Assista ao vídeo com depoimentos de pessoas que assistiram a peça:


FONTE: vista-se

6 comentários:

  1. A INSENSATEZ HUMANA NÃO TEM LIMIETES

    ResponderExcluir
  2. Por favor algum Planeta que queira uma humana terrestre! Estou me candidatando para ir embora...chega de viver aqui...

    ResponderExcluir
  3. Que gente medíocre, precisa maltratar os galos para fazer teatro. Só faltava essa, bando de ignorante, idiota, agora paga a multa. Ahhh só lembrando esse dinheiro é para a causa "ANIMAL"!! Fica aqui a minha indignação. Marta

    ResponderExcluir
  4. O SESC é culpado sim! Quer dizer que se houvessem atos de pedofilia, estupro, necrofilia, matassem algum animal no palco eles se omitiriam? Isso não é teatro, já assisti a muitas peças e afirmo que isso não é teatro mesmo! Se é pras galinhas não se mexerem e nem sair correndo, então que usem galinhas artificiais! Ou será que são imbecis demais para pensar nisso?

    ResponderExcluir
  5. Queiroz Alcântara15/09/2016 08:26

    Bem Feito! Se todos os ativistas tivessem a coragem de protestar na frente de todos, a causa animal poderia estar melhor. Parabéns pela atitude.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪