25/08/2016

Cadela ‘trabalha’ em delegacia e visita idosos em abrigos de Anápolis - GO

ATUALIZAÇÃO às 10:13hs
Acabei de falar com um dos integrantes da equipe daquela delegacia que nos informou que Adjunta continua muito bem e cada vez mais querida. Pedi uma entrevista com delegado de lá para parabenizarmos a todos pela qualidade de pessoas que são.
------------------------------
Eu não sei como não vi esta matéria vinculada em novembro de 2015. Nunca é tarde para registrar algo tão maravilhoso. Vou ligar hoje para saber como Adjunta está passando e parabenizar o delegado tão sensível e especial.
------------------------
Animal ganhou o nome de Adjunta e usa roupa com brasão da Polícia Civil.
Ela acompanha os depoimentos e sempre corre para o carro ao ouvir sirene.

G1 Goiás - 24/11/15

Uma cadela adotada pelos agentes da Delegacia do Idoso em Anápolis, a 55 km de Goiânia, ganhou uniforme e até ajuda os policiais no trabalho na rua. A cachorrinha ganhou o nome de Adjunta e tem
até casinha com o nome dela na parede. Além disso, ela também faz visita aos moradores de abrigos de idosos da cidade.

Adjunta é quem recepciona as pessoas que chegam à delegacia. Ela tem roupa com o brasão da Polícia Civil e até uma arma de brinquedo presa na lateral. Além de dar as boas vindas, ela também acompanha os depoimentos das vítimas.

“Todos os dias ela entrava no final do expediente e ficava atrás de uma mesa, de uma cadeira, e dormia escondido. Nós percebemos que ela fazia isso todos os dias porque ela gostava da delegacia. Nós então a adotamos, fizemos uma casinha, ela começou a ser alimentada aqui e nunca mais saiu”, contou o titular da delegacia, Manoel Vanderic.

Os agentes relatam que a Adjunta pensa mesmo ser policial. Quando ela escuta a sirene dos carros da polícia ela vai correndo para entrar nos veículos e participar das operações. Na maior parte das vezes ela vai até os abrigos de idosos, onde vira o centro das atenções. “Gosto da roupa dela, porque é bonita”, disse a aposentada Maria de Lourdes Alckmin.

Além de ajudar no trabalho da delegacia, Adjunta se tornou uma maneira dos agentes aliviarem o estresse da rotina pesada da profissão. Durante o período livre, os policiais se revezam nos carinhos à cadela.

“Ela realmente falta falar. Todo mundo que tem cachorro sabe. Ela, literalmente, já faz parte da equipe, não tem como negar isso”, disse a agente Ana Cristina Fernandes.

6 comentários:

  1. Nilceia Barcellos25/08/2016 07:58

    Não consigo abrir o vídeo. A mensagem é que o endereço é inválido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sempre que der este tipo de problema, atualiza seu navegador, ok? Tenta e depois diz se conseguiu.
      abraço

      Excluir
  2. Parabéns a Delegacia de Anápolis-Estado de Goiás por essa nova aquisição: a cadelinha chamada Adjunta, contribuindo, com carinho e dedicação aos policiais e aos idosos. Se todos seguissem esse exemplo, teríamos um mundo melhor. De igual modo, quero agradecer a essa revista eletrônica - "O Grito do Bicho" pela maravilhosa matéria, que, literalmente analisando, vocês dão, sempre, um "up" para nossos corações. Obrigada, mais uma vez, dirce.

    ResponderExcluir
  3. Não tem estresse que resista a uma criaturinha assim!

    ResponderExcluir
  4. Muito legal rever essa matéria com Adjunta que tem os olhos quase humanos e que curte o pedaço que escolheu para ser o dela, na companhia de pessoas do bem, protegida pela Lei. Uma fofa.

    ResponderExcluir
  5. Aplaudindo a Delegacia de Anápolis. Que maravilha !!!

    Adjunta é uma fooooofa !!!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪