09/04/2016

Religiosos tentam anular veto municipal a sacrifício de animais - Valinhos - SP

Querem apostar quem vai ganhar? pois é.... protetores gostam de se iludir... fazer o quê? o tema é de mérito federal e é óbvio que a legislação municipal não tem valor nenhum. Nossa luta deveria ser mais levada a sério!!!!!
---------------------------

A associação que representa as religiões de matriz africana de Campinas (SP) e região entrou com recurso no Ministério Público Federal contra a lei de Valinhos que proíbe sacrifício de animais em rituais religiosos.

Religiosos alegam que só sacrificam bichos que servem para o consumo
Embora tenha apenas um terreiro de Candomblé, Valinho é a única cidade do Brasil que
estabeleceu essa proibição.

O autor da lei em vigor desde o mês passado é o vereador César Rocha (PV). Vegetariano, ele é militante dos direitos dos animais.

Tiago Silva, advogado da associação dos religiosos, disse que a lei é inconstitucional por três motivos: discrimina determinadas religiões, não é atribuição municipal legislar sobre esse tema e o sacrifício de animais é feito de acordo com determinações da Agricultura.

O Pai Gita, de Campinas, disse que nos terreiros não há sacrifício de gatos, cachorros ou animais silvestres, mas só daqueles que servem para o consumo humano, como cabrito, frango e pombo.

Disse que os animais são degolados em um só golpe, sem sofrimento, diferentemente do que ocorre nos matadouros de indústrias, como a Sadia e Friboi, onde os bichos são torturados e afogados.

Quando propôs a lei, o vereador Rocha argumentou que a Constituição não permite que animais sejam submetidos à crueldade.

Acrescentou, na época, que a Constituição garante a liberdade religiosa, desde que seja respeitado o bem mais essencial dos seres, a vida.

Fonte: Blog Paulo Lopes

Leiam a matéria completa em:
Lei municipal que proíbe sacrifício de animais é inconstitucional

7 comentários:

  1. Degolados, afogados, enforcados ou seja lá como seja animais não são voluntários em sacrifícios religiosos, SÃO VÍTIMAS.

    ResponderExcluir
  2. Malditos,estão orando pra quê???? Era para ser os que mais ajudassem, e é muito ao contrário são os que menos ajudam, infelizmente

    ResponderExcluir
  3. Se a Constituição garante a liberdade religiosa, desde que seja respeitado a vida, então por que é que sacrificam a vida de inocentes? Não chamo isso de religião, chamo isso de ritual satânico. Impossível acreditar que a imolação de um ser seja voltado para o bem, pois sabemos que não é.

    ResponderExcluir
  4. Já está na hora das religiões evoluírem!
    Matar animais p/ que?
    Já tem centros que abriram mão de matanças!
    Precisamos lutar p/ isso acabar!

    ResponderExcluir
  5. Com tantas pesquisas que mostram que os animais tem consciência, que além de fome, sede, dor sentem emoções como alegria, tristeza, depressão, solidão...não faz mais sentido sacrificarem animais em rituais ditos religiosos, assim como fazerem touradas, farra do boi, vaquejadas, rodeios, zoologicos, aquarios, circos...tudo que promove sofrimento nos animais.
    Joguem no google: Não é possivel dizer que nao sabiamos...A consciencia dos animis de Philip Low.

    ResponderExcluir
  6. Não importa se eles têm consciência ou não, importa é que estão vivos e assim devem permanecer. Não respeito NENHUMA "RELIGIÃO" que tortura, mutila e mata animais. Isso é satanismo! E apenas neste país das trevas é que a Carta Magna não é respeitada. Essa gente deveria ter continuado na senzala!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪