10/03/2016

Cão doente e abandonado é transformado com a força do amor e comove o mundo

Realmente, a transformação é emocionante....
----------------------------
O vídeo mostra um animal extremamente debilitado e fraco que com muito amor e dedicação pôde se tornar feliz e muito grato aos que lhe ‘salvaram’.Perry renasceu com muitos cuidados e amor Perry renasceu com muitos cuidados e amor.


Assim como os seres humanos, os animais possuem seus altos e baixos e quando estão feridos e machucados, seja física ou psicologicamente, precisam de ajuda, mas essa ajuda deve ser
acompanhada de muita paciência e dedicação.

Nem todo animal abandonado nas ruas consegue encontrar alguém com essa paciência e amor. Geralmente as pessoas sentem pena, despejam críticas contra os que abandonam os animais, mas nada fazem para mudar a realidade triste de um animal que sofre e se o fazem, na maior parte dos casos, ficam jogando isso na cara da sociedade por um bom tempo, como se tivessem feito mais do que a obrigação como cidadãos amparados pela CF de 88, que já prevê a responsabilidade de sociedade nos cuidados do meio ambiente, o que inclui os animais domésticos e selvagens, bem como a flora.

Transformando uma vida

Perry poderia ser mais uma estatística em meio à multidão, mas a equipe do ‘Animal Aid Unlimited’ o resgatou e começou um árduo trabalho de ‘reciclagem’ com o animal que havia sido ‘jogado no lixo’ tanto pelo possível ex-dono, quanto pela sociedade que o desprezava em seu constante sofrimento pelas ruas.

O grupo descobriu que havia um cão muito doente pelas ruas de uma cidade indiana, mas não faziam ideia que encontrariam Perry, que até então não tinha nome, apenas pele, feridas, fome e muita dor física e emocional.

Segundo aqueles que o resgataram, o cão demonstrava em seu olhar e em seu estado de fraqueza pela fome e pela doença, um retrato de um amigo fiel que havia desistido de viver e que em sua mente animal, acreditava que não servia para nada e que seu sofrimento não teria fim. Parece que Perry acreditou no que as pessoas diziam e pensavam ao vê-lo: não tem mais jeito!

Perry comoveu os voluntários, que decidiram cuidar dele e pouco a pouco suas inflamações foram sarando, suas feridas cicatrizadas, seu pelo começou a crescer, voltou a se alimentar e o mais importante: o cão começou a ter confiança nos seres humanos, entregando-se pouco a pouco aquela situação de amor e dedicação e tornando-se o que todo cachorro deveria ser: feliz!

As imagens mostradas da situação deplorável em que o cão vivia, bem como depois de recuperado, comove até o mais duro coração e nos faz pensar: Se houver um pouco mais de amor em nossas ações e menos críticas, expectativas em vão e egocentrismo, será possível um amanhã melhor.

Fonte:Blasting News

4 comentários:

  1. Como ele é grato, ele não se cansa de demonstrar aos seus cuidadores. Lindo!

    ResponderExcluir
  2. É dando que se recebe!!!

    ResponderExcluir
  3. que trabalho maravilhoso de vcs, não sei se eu,que amo tanto esses bichinhos,teria a coragem de fazer o que vcs fizeram, o estado dele era deploravel, tadinho, a pessoa não sabe nem por onde começar o tratamento,por isso que vcs foram incríveis,Parabens pelo trabalho,a recompensa vira c. certeza.vcs, são verdadeiros Anjos.

    ResponderExcluir
  4. Sabe, não é por vaidade que conto isso, mas apenas por me sentir feliz por minha capacidade de agir. Eu já disse que não sou protetora, apenas uma cidadã mequetrefe que procura fazer a diferença e, lembro-me do dia em que resgatei um animal como esse. Eu estava seguindo para o ponto de ônibus para ir ao dentista, quando tive a impressão que o lixo, atrás num terreno, estava a me observar. Quando me aproximei e vi a situação em que se encontrava o animal, não pensei duas vezes: arranjei folhas de jornal, uma caixa de papelão num mercado e depois de acomodar aquele esqueleto, levei-o ao veterinário. Estava fedendo, cheia de parasitas, cascas de ferida... Fiquei sem o dinheiro para pagar o dentista, mas o que importa é que hoje a cadela está linda, se chama Meigol e é minha. É uma satisfação tão grande que sinto quando faço isso, que acho que coisas assim devem ser compartilhadas com pessoas que compreendem, pois se sou louca, então sou louca por animais e igualmente por pessoas loucas como eu.

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪