07/01/2016

Família deixa cachorro em pet shop para banho e animal é entregue morto

Quando eu falo.... não deixem seu animal de estimação sozinho em pet shop.... depois não adianta chorar....
------------------------
Theodor estava com Patrícia há cinco anos
 (Foto: Arquivo Pessoal/Nathália Rong)
A morte de um cachorro deixou os moradores de Mogi das Cruzes, em São Paulo, comovidos e, também, revoltados. A família dona de um cão da raça Lhasa Apso, chamado Theodor, afirmou ao site G1 que deixou o animal em um pet shop da cidade para ele tomar banho e, horas depois, encontrou o animal morto.

A assessora parlamentar Patrícia Rodrigues Rong, dona de Theodor, disse ao G1 que levou o animal para o local por volta das 13h30 de segunda-feira (4). Três horas depois, seu
marido foi buscar o cão, mas recebeu ele morto. Ainda de acordo com Patrícia, a dona do estabelecimento afirmou que o animal se enforcou acidentalmente. "Nos disseram que a moça que estava dando banho deixou ele preso com uma corrente em cima da pia e saiu da sala por alguns instantes. E, nesse meio tempo, o cachorro teria caído da pia e ficado pendurado pela corrente no pescoço e foi nisso que ele se enforcou. O problema é que eles não chamaram nenhum veterinário", reclama Patrícia.

A administração do pet shop não entrou em contato com a família para explicar o que tinha acontecido. "Nós tínhamos voltado de viagem e marcamos o pet shop às 13h30. Quando meu marido foi buscar às 16h30 entregaram o cachorro morto na mão dele. Nos entregaram o cachorro já com a pupila dilatada e rígido". 

O G1 esteve no pet shop na tarde de terça-feira (5), mas o estabelecimento estava fechado. O site também entrou em contato por telefone, mas ninguém foi encontrado para comentar o caso.

Família lamenta morte de Theodor
 (Foto: Arquivo Pessoal/Nathália Rong)

Denúncia
Em conversa com o G1, Patrícia contou que chamou a Polícia Militar e foi orientada a ir ao 1º Distrito Policial. Na delegacia, porém, de acordo com a assessora, os policiais informaram que ela deveria encaminhar o corpo para necrópcia e só depois poderia registrar o caso.

O delegado Argentino Coqueiro disse ao G1 que o caso necessita de uma apuração específica da causa da morte, feita por um veterinário, por exemplo. "Esse laudo deve embasar a denúncia feita pela vítima. Ele deve mostrar a causa da morte do cachorro, se de fato foi enforcamento, se foi envenenamento. A partir disso, podemos providenciar as medidas legais se forem necessárias. A vítima pode procurar o 1º DP e registrar o boletim de ocorrência quando quiser".

O corpo de Theodor foi levado para São Paulo, onde passará por uma necropsia. O procedimento vai custar R$ 650 aos donos do animal. Segundo a assessora parlamentar, o laudo deve levar de 20 a 30 dias para ficar pronto.

"O cachorro estava sempre com a gente, está sendo muito difícil para todos nós, principalmente para a minha filha. Eu chamava ele de neto e ele vinha correndo. Nós entregamos um cachorro com saúde para tomar um banho e recebemos um cadáver de volta", lamenta. Theodor estava com a família há cinco anos.

Fonte: Correio 24hs

9 comentários:

  1. Apesar de serem muitos, eu mesma cuido da higiene dos meus animais (com as indicações do vet, claro). Mas perto da minha casa tem uma pet shop que só trabalha com agendamento e o acompanhamento dos tutores, de outra forma eles recusam clientes.
    Um dia perguntei a dona se isso não espantava clientes e ela disse logo: "Até agr só me espantou problemas: os animais ficam muito mais calmos, o que economiza tempo e a saúde deles, nunca mais houve casos de descartes de animais aqui e os clientes aprovaram muito."
    Saí de lá pensando que a maioria dessas pet shops têm muito a esconder pq é uma iniciativa que só trouxe vantagens. Fora os casos de mortes, já vi cão sair com o mamilo decepado, sem unha, dopado e tantas barbáries que nem sei como muitos desses lugares ainda funcionam! A maioria dos casos vão para a justiça e não dão em nada...

    ResponderExcluir
  2. Por isso, isto, tiro um dia todo, só pra cuidar das higienizações dos nossos pets daki de casa. Q é de responsabilidade.

    ResponderExcluir
  3. Não é o primeiro caso de cachorro que fica pendurado na corrente e morre enforcado porque o deixaram sozinho na pia, isso é a primeira coisa que a gente pensa porque cães são bebês, colocá-los em lugares altos sem imaginar que não vão pular é muita, mas muita ingenuidade. Agora é tarde para esse caso, quem sabe dê tempo de salvar, na próxima.

    ResponderExcluir
  4. As pessoas deixariam seus filhos humanos sozinhos? É, muitos deixam...
    Optei por não colocar mais "humanos" neste planeta. Os 03 cães com os quais tenho o privilégio de poder conviver vão à pet a cada 15 dias, sempre às quarta-feiras, dia mais tranquilo, com HORA MARCADA.
    Entro e fico JUNTO, dentro da sala de banho. O que quer que aconteça eu estou presente e vejo como foi: pelo embolado, vontade de fugir do maldito soprador, do secador barulhento... Estou ali, muitas vezes segurando o bichinho que está sendo atendido com zelo e cuidado.
    NÃO dá para deixar sozinho. Muita coisa pode aocntecer, inclusive um infarto... SE a pessoa está lá acompanha tudo, se não está vai buscar, depois, indenização financeira. Mas e o SOFRIMENTO a que o pobrezinho do bicho fica exposto? Vejo bichinhos que chegam pela manhã e serão buscados muitas horas depois. Sem água, sem sair de dentro da gaiola. Num local de entra e sai bicho, como odores diversos, justo eles tão sensíveis a adores dos da mesma espécie...
    A maioria das pessoas que conheço deveria conviver com bichinhos DE PELÚCIA... e olha lá.
    Selma Castanheira.

    ResponderExcluir
  5. Pobrezinho, morreu longe daqueles a quem amava... Quanta irresponsabilidade, deveriam ser processados para tomar mais cuidado, aliás deveriam trabalhar com outra coisa.

    ResponderExcluir
  6. "Enforcado acidentalmente"? Sei.... É revoltante isso!!!! O que me choca mais é a desculpa esfarrapada e a omissão do Pet Shop acerca do ocorrido.

    ResponderExcluir
  7. O lance é tao revoltante que nem sei o que é pior a pet ter deixado o cachorrinho sozinho e ainda ter a "cara de pau" de dizer que o caozinho se enforcou ou o delegado criar tanto "trelelê" pra acompanhar o caso que tá mais que na cara que foi descuido da pet e ponto final.

    Esse país nao tem mais jeito naum viu.
    Só lamento muito pelos donos do cachorrinho, nada vai trazer o cãozinho de volta, mas que eu metia um processo nessa boxxxxxxxxxxxxta dessa pet com certeza metia mexxxxxxxxxxxxxxxmo.

    Eu nunca deixei meu biloca sozinho em pet pra tomar banho, ficava colada com ele ali até acabar o banho, nao confio nem um pouco.

    Sheiloca, ja to com outro Billy aqui em casa (vou te mandar a fotinha) um fooooooooooooofo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim como você, também sou bastante desconfiada. Quando levo ao pet shop, puxo uma cadeira e sento-me do lado de fora do vidro para esperar meus bichinhos ficarem prontos e não adianta ninguém fazer cara feia.

      Excluir
  8. Jorge Romano08/01/2016 18:37

    Como sempre lamento muito a morte do cão e o sofrimento pelo qual os responsaveis(?) estão passando, mas é o resultado daquele ditado "dar chance para o azar". Por que deixar o cão sozinho para tomar banho? Ninguém da familia podia ficar com ele por alguns minutos? Foram buscar ele 3 horas depois. Onde fica o animal enquanto não está tomando banho? Numa jaula, claro, porque não, é bicho. Os casos acontecem seguidamente e as pessoas continuam "abandonando" temporariamente seus filhotes em pets. Provocando sofrimento e em alguns casos morte, e infelizmente os casos vão continuar. Será que deixam o carro que aparece na foto sozinho para ser lavado no posto? Presenciei identico caso relatado em uma pet que não frequento mais (claro). A tosadora saiu para ir na sala ao lado e fechou a porta. O cão que estava na tanque pulou e ficou pendurado uns cinquenta centimetros do chão pelo pescoço. Quebrei a porta (ainda bem que de aluminio, fraquinha) e segurei o cão. Ainda fui questionado por ter quebrado a porta, mas lá eu podia falar palavrão (aqui a Tia não deixa).

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪