30/11/2015

Vitória!! Desmontada rede de venda de animais silvestres

Vitórias como esta faz bem ao mundo inteiro que se preocupa com o destino dos animais....
Colaboração: Helô Arruda
------------------------------


O comércio ilegal de animais silvestres, incluindo a caça furtiva de animais para carne e comércio, é um dos principais riscos para as espécies que vivem na região amazônica do Peru. Há duas semanas, o epicentro desse comércio ilegal foi encontrado em uma cidade chamada Pucallpa. O mercado
Bellavista na cidade era usado por traficantes de animais selvagens abertamente para vender animais vivos e mortos em grande número. Os conservacionistas estimam que milhões de animais, de aves a répteis e mamíferos em perigo de extinção, terão passado pelo mercado em seus vinte anos de funcionamento.


As cenas do mercado eram de partir o coração; jovens, macacos emaciados amarrados ao lado de corpos de outros macacos - talvez seus parentes - estavam sendo vendidos como alimento. Aves hermeticamente embaladas em gaiolas sujas, incapazes de espalhar suas asas ou se mover. No final de cada dia de mercado, as carcaças desses animais que não eram vendidos ou que simplesmente tinham perecido em condições terríveis, eram simplesmente jogadas no lixo. Surpreendentemente, o mercado era gerido pela autoridade local da área, que fazia vista grossa para o problema; enviando assim uma mensagem clara de que o tráfico de animais selvagens poderia simplesmente continuar sem punição.


O mudança foi graças, em grande parte, ao trabalho corajoso de conservacionistas peruanos da ONG Conservação de Primatas Neotropicais. Após três anos de fiscalização do mercado, da realização de manifestações e atividades de sensibilização pública e relatórios relatando a atividade ilegal, as autoridades foram forçadas a intervir.

Dr. Noga Shanee, que tem estado na vanguarda da campanha para fechar o mercado disse a One Green Planet, "Já se passaram três anos de luta para ver este lugar horrível fechado, mas estávamos determinados. Apenas alguns momentos naquele lugar e vendo a maneira como os animais estavam sofrendo - e em números tão grandes... Não havia como desistir dessa luta"

O fechamento do mercado é uma grande notícia para a vida selvagem peruana, mas, diz o Dr. Shanee, não é o fim do comércio ilegal na área. O mercado central foi alimentado por uma série de depósitos ocultos que provavelmente foram utilizados para estocar os animais trazidos da floresta. Estes armazéns estão em locais secretos e a equipa continua a trabalhar para garantir que eles também sejam localizados e fechados. Com o mercado principal foi fechado serão criados sérios obstáculos para os traficantes e a importância do fechamento do fato de que a autoridade local finalmente agiu não deve ser subestimada.


Dr. Shanee acrescentou: "No dia em que descobrimos que o mercado tinha sido demolido, fomoa lá e andamos por cima dos escombros - foi uma sensação fabulosa sabendo que não há mais animais sofrendo lá."
Mas não há tempo para a equipe descansar, nem bem a poeira baixou no mercado Bellavista,  a  NPC virou sua mira para outro mercado ilegal; desta vez na cidade peruana de Iquitos. O tráfico de animais selvagens no Peru é um comércio devastador e perigoso, mas sucessos como este da equipe NPC nas últimas semanas vai poder mostrar o impacto que um pequeno grupo de pessoas dedicadas pode ter quando se recusam a ceder.

3 comentários:

  1. Elizabeth Ribas30/11/2015 22:22

    Essa notícia nos enche de alegria e esperança de dias melhores para nossos Animais.
    Estamos no caminho certo !

    ResponderExcluir
  2. Importante o desmonte, pois é de se imaginar que os criminosos continuarão com a prática abusiva, mas, agora, com não tantas facilidades...
    Eliminação desse tipo de conduta criminosa é algo mais complicado, pois criminosos encontram formas diferentes de atuação... INFELIZMENTE.
    Selma Castanheira.

    ResponderExcluir
  3. Foram necessários vinte anos para que acabassem com essa desgraça? ...

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪