02/11/2015

Secovi faz encontro de síndicos para tratar da convivência pacífica entre vizinhos com pet

Achei a iniciativa super interessante.... é isto mesmo... entendimento e habilidade de lidar com os problemas. Mas, gostei muito do que a síndica de um prédio falou: o problema não é o cachorro mas o dono dos cachorros. Olha, eu morei na Av. Osvaldo Cruz e tive 19 cães no apartamento. Nunca recebi uma reclamação e morei lá por 5 anos.
------------------------------------

3 comentários:

  1. Jorge Romano02/11/2015 10:57

    Muito bom mesmo essa iniciativa. É raro a numa convenção de condomínio não registrar a proibição de qualquer espécie de animal canoro nas unidades. Isso leva a radicalização de qualquer um que emita som. Evidente que o responsável pelo animal deve ter bom senso e entender que ninguém é obrigado a gostar de animal (é uma questão de evolução). Mas como bom senso não se ensina e nem se compra, geralmente acaba em confusão.

    ResponderExcluir
  2. O problema não é gostar ou não de animais - ninguém é obrigado a gostar, mas sim respeitar. Porém o respeito é uma via de mão dupla - eu o respeito, você me respeita. O que donos de animais não entendem - e costumam usar isso para distorcer a legítima reclamação dos vizinhos - é que NINGUÉM é obrigado a suportar latidos de cães, gorjeios de pássaros ou qualquer outro ruído insistente a qualquer hora do dia ou da noite e é, precisamente isso, o que ocorre, pois o brasileiro não tem educação e na maioria dos condomínios não há administração competente para coibir esse tipo de atitude boçal da imensa maioria dos moradores. Estive hospedada em um hotel em um bairro nobre aqui de São Paulo, enquanto meu apartamento passava por uma pequena reforma. Havia muito não o visitava, muito mesmo, em verdade desde a minha adolescência, quando parte da família de meu pai ali residia. Imaginava que houvesse mudado muito, mas nem tanto. As ruas ainda são limpas - só se veem folhas caídas, nada mais - as árvores, os gramados, as flores...ainda está tudo lá...e o silêncio...Ah, o silêncio, que benção! Vários cães, uma profusão deles que à época não existia, mas todos, silenciosos, respeitosos, como deve ser. O silêncio é elegância, sofisticação, classe. O silêncio é luxuoso e, mais do que isso, o silêncio é paz - não concebo minha vida sem ele.

    ResponderExcluir
  3. Educação e bom senso é o que vale. Que existe morador irresponsável que não tem controle com seu animal e não respeita as regras de convivência, sim existe! Mas também tem aquele morador chato que implica com tudo. Presenciei um caso, em que um morador implicava com uma senhora asmática porque ela tossia muito e o incomodava. É mole?!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪