28/10/2015

Longe da crise, setor de animais de estimação cresce 25% em 2015




Às vezes tenho dúvida se isto, realmente, ajuda ou atrapalha nosso trabalho em defesa dos animais....
---------------------------------



5 comentários:

  1. Lamentável que tutores necessitem de tanto supérfluo para “amar seus animais”. Enquanto isso, abrigos de animais estão fechando por falta de comida,comida,COMIDA, gente! Não suporto ver crueldade contra os animais mas também insuportável assistir o extremo oposto de tanto desperdício, despautério comprovando a imaturidade desse comportamento desregrado, infantil e perfeitamente dispensável. Se a grana está sobrando, ótimo, e se os pets de madame já estão de barriguinha cheia, vacinados, limpos, aquecidos ou refrigerados, legal, vamos virar o foco gente boa, para aquele cão que vai morrer por falta de grana para a cirurgia carésima dele. Será tão difícil assim se compadecer de um animal estranho que sofre só porque ele não é o seu? Voluntários de Abrigos estão subindo pelas paredes, arrancando unhas e cabelos, chorando de desespero porque está aumentando o número de animais abandonados enquanto diminuem os adotantes já que poucos aceitam amar um cão cego, mutilado, velho ou doente, impossível não saber disso e fazer a indispensável comparação. Impossível não se apiedar e só achar bonitinho seu totó de estimação, entupindo-o de tralhas incômodas e supérfluas, principalmente numa época em que sentimentos de simplicidade e desapego estão sendo incentivados, provados e analisados para a concessão do mérito ou demérito neste apocalíptico Final dos Tempos.Viver de fantasia é se alienar da realidade e fantasiar animais não quer dizer amá-los, pelo contrário, eles não gostam, apenas TOLERAM isso mas nem sempre são compreendidos. Exageros de qualquer natureza costumam ser catalogados à conta de carências emocionais perfeita e facilmente diagnosticáveis, quando portadores reconhecem e tiram um tempinho para refletir sobre. Lamento pelos tutores que precisam de tanta “maquilagem” para ser felizes e lamento pelos cães que suportam esse desnecessário peso porque não têm escolha.

    ResponderExcluir
  2. Jorge Romano28/10/2015 15:15

    Também não gosto dessa palhaçada de enfeitar cão e gato. Qualquer ato de imposição é escravidão. Pintar unha de cães, fantasia, chocolate para cães, perfumes (animais tem seu próprio cheiro), trocentos tipos de shampoo/condicionador (e a maioria dando alergia). É a indústria da grana fácil sustentada por quem não tem bom senso nem limites. Na minha opinião acho que em parte atrapalha a causa animal, e sem generalizar, acho que essa turma gosta do SEU animal. Um mimo ou outro faz parte, afinal são nossos filhos.

    ResponderExcluir
  3. A Sandra já disse tudo.

    ResponderExcluir
  4. Tudo em excesso faz mal, futilidade em excesso faz estrago ainda maior.

    ResponderExcluir
  5. Eu fico muito preocupada, porque na hora que aperta a grana o cachorro vai pra lata de lixo, eu já vi muito isso gente que comprou caríssimo cães de raça se desfazerem deles na calada da noite, york de lacinho jogado na estrada... depois a gente cata , opera, vacina e tenta arranjar dono...aparece daí o cínico pergunta é castrado ? Eu não quero...

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, porém, não publicaremos palavrões ou ofensas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

EM DESTAQUE


RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪